Pelas curvas do Rio Mosel na Alemanha : de Koblenz à Trier

Vista do Castelo Reichsburg no Vale Mosel
28

Continuando aquela viagem de conto de fadas pelos castelos e vinhos, nos despedimos do charmoso e aconchegante Rio Reno, e embarcamos na estrada sinuosa, calma e cheias de vilas históricas e bucólicas ao longo do Vale do Rio Mosel na Alemanha; de Koblenz à Trier (ou na verdade até Luxemburgo, mas isso é detalhe! rs).

Pelas curvas do Rio Mosel
Umas das coisas mais bacanas dessa viagem é tentar encontrar um ângulo que você consegue fotografar toda a curvatura do rio … não é lindo? Só faltou um copo de vinho riesling para completar o ambiente 😉

Ainda não consegui decidir se gostei mais do Reno ou do Mosel, e apesar de ser uma viagem com tema semelhante, é possível notar algumas diferenças entre as duas;  o Rio Reno é fogoso e arredio quando comparado as águas calmas do Mosel e notei também um número maior de turistas pelas cidadezinhas do Reno. Mas uma coisa é certa… os dois lugares DEVEM ser visitados!

Vale Mosel de bicicleta
Vale Mosel de bicicleta … vi várias pessoas pedalando por lá, não somente locais como também turistas 🙂

É possível fazer o trajeto de Koblenz a Trier em um dia na correria, indo pelas margens do rio e voltando por alguma estrada principal, mas nós fizemos em 2 dias com uma pernoite em Cochem e achei que foi ideal… claro que ficando mais tempo, é possível explorar os locais com mais calma, fazer trilhas, visitar vinícolas etc … mas 2 dias deu pra ter uma ideia bacana da região e vai por mim, é gostoso fazer essa viagem devagar e sem pressa, pois o cenário e o ambiente te chamam pra isso.

Como já falei nesse post, escolhemos o hotel Parkhotel Cochem para nossa pernoite e gostamos. Cochem é talvez a cidade mais famosa do Mosel entre os turistas, mas confesso que nossa ideia era ficar em Beilstein, uma mini-vila chamosíssima as margens do Mosel, mas desde que o autor americano Rick Steves a colocou em seus guias de viagens, está cada dia mais difícil encontrar acomodações por ali e tenho medo que toda a formosura se transforme em orlas de ônibus de excursão…

Belstein, Vale do Mosel Alemanha
Entrada da mini cidadezinha Belstein … essa cidade parece de mentirinha de tão fofa!

Independente do roteiro, minha sugestão é que a maior parte da viagem seja feita pelas curvas do rio mosel e com paradas no (Castelo) Burg Eltz , que Carina tão bem o descreveu nesse post e depois tem que ter paradinhas nas cidades Cochem, Belstein e Bernkastel-Kues. Cada dessas vilas uma tem seu atrativo e seu jeitinho de atrair os visitantes, apesar de todas ter castelos (em ruínas ou não) e todo charminho das cidades alemãs, eu as achei bem diferente uma das outras e gostei de ter parado para curtir as três. Não achei graça na cidade do gato preto, Zell, mas gostei de ver gato em toda decoração 🙂 .

Burg Eltz na Alemanha
Burg Eltz na Alemanha, não fica do ladinho do Rio Mosel, tem que entrar um pouquinho pro interior.

Cochem é aquele sonho dos contos de fada, Belstein um charme sem igual e Bernkastel é um pouco maior e com mais cara de cidade.

Não tem muito segredo em conhecer as cidades, basta ir andando sem rumo e ir apreciando essas cidades medievais que foram mais fortes que as batalhas, guerras e adversidades de sua historia e hoje estão a nossa disposição para serem exploradas. Muito me admira quem diz que a Alemanha não tem graça … eu me fascino a cada viagem que faço pra lá! (Mas gosto é feito bunda, né? Cada um tem a sua ehehehe)

Canola na Alemanha
Plantação de canola perto do Burg Eltz … meus olhos se encheram de alegria ao ver essa paisagem.

Logo depois de Berkastel, nós saimos da estrada vicinal que vai margeando o rio Mosel e fomos direto a Trier, para conhecer a cidade mais antiga da Alemanha, datada antes mesmo da época dos romanos. Passamos somente 3 horas em Trier e deu para curtir o centrinho da cidade com a porta nigra, sua belíssima catedral e até fizemos uma visita relâmpago ao Museu do Karl Marx, o principal motivo da minha visita a Trier, pois na minha época de faculdade Federal, UFSCar, era apaixonada por sua doutrina e até meu cachorro chamava-se Kão Marx 😉 . Confesso que teria sido legal ter dormido uma noite por lá…

Catedral de Trier
A imponente e belíssima Catedral de Trier

Abaixo deixo o mapa para indicar as cidades e lugares que fomos parando nessa viagem:

Mapa das cidades do Rio Mosel
Mapa das cidades do Rio Mosel, as em vermelhos nós recomendamos 🙂

Leia mais sobre essa viagem:

Roteiro 9 dias pela Europa
Os Castelos do Vale do Reno na Alemanha
Vale do Reno: de carro, barco ou trem


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório em vários países, como Cuba, Jordânia, e principalmente os países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e que precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!

28 Comentários
  1. mari vidigal Diz

    Que lindo!!!

    1. Mirella Matthiesen Diz

      É lindo mesmo Mari … você tem que ir pra lá 🙂
      bjos

      1. mari vidigal Diz

        Querooooooo!

  2. Bruna Diz

    Esse post era tudo o que eu tava precisando pra iniciar minhas pesquisas!!! Meu pais tão querendo ir pra Alemanha e pensam em fazer esse passeio. =DD

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Que legal Bruna, eu adorei esse passeio e recomendo muito.
      Precisando de alguma coisa, estamos a disposição.
      bjos

  3. Lu Diz

    Mi, otimo sei post adoreiiii. Ja visitei Trier é realmente uma cidade lindissima, tambem estive no museu Karl Marx e amei demais tudo que vi e visitei por la. A arquitetura é um espetaculo a parte. Valeu pela dica!

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Que legal que gostou do post Lu! Eu adoro a Alemanha, quem sabe em uma próxima visita a gente se encontre, né?
      bjão e obrigada pela visita!

  4. […] PELAS CURVAS DO RIO MOSEL NA ALEMANHA : DE KOBLENZ À TRIER […]

  5. Andre Diz

    Como assim Alemanha não tem graça?? Quem consegue dizer isso? Alemanha é incrível!

    1. Martinha Andersen Diz

      Oi André, acho que a Mirella não quis dizer isso. Todos nós adoramos a Alemanha =)

      1. Mirella Matthiesen Diz

        Não mesmo … se ele tivesse lido o post com calma, até teria lido essa frase que escrevi: “Muito me admira quem diz que a Alemanha não tem graça … eu me fascino a cada viagem que faço pra lá!” .
        Eu e todos aqui do Viajoteca ADORAMOS a Alemanha….

  6. Leonardo Diz

    Olá!

    Muito legal o relato e muito bom o conteúdo do site, ainda tenho muita coisa pra ler e me informar 🙂 Parabéns

    Estou bastante interessado em percorrer trechos do Mosel, mas gostaria de fazer todos os transportes de trem (no relato foi alugado um carro, né?).
    Gostaria de saber se é viável o uso de transporte público para fazer este roteiro.

    Minha intenção é de ficar em Koblenz e de lá me locomover para as cidades vizinhas de trem. Mas tenho receio de ser deslocamentos trabalhosos.
    Por exemplo, principalmente:
    – Conhecer Trier a partir de Koblenz. A estação fica bem localizada para conhecer a cidade?
    – A estação Moselkern fica muito longe do Burg Eltz? É possível ir a pé da estação ao castelo?

    Muito obrigado pela atenção e pelo conteúdo do site.

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Leonardo, Tudo bem?
      Isso mesmo, nós alugamos um carro para percorrer o Reno e o Mosel.
      Pelo que vi, de Koblenz a Trier (Trier Hbf) você percorrerá 1h30 de trem, e até onde eu sei, para sim no centro.
      Sobre o Burg Eltz, eu acho que depois da estação, ficaria melhor pegar um taxi, não sei ao certo de dá para ir a pé…
      Vou pedir para a Carina vir aqui nos ajudar com essa pergunta. Ela mora na Alemanha e talvez tenha mais experiência nessa parte.
      Volte sempre… tem muito conteúdo legal sobre a Alemanha aqui no Viajoteca.

    2. Carina Diz

      Olá, Leonardo!

      O ideal mesmo para fazer esta região é de carro, beirando o Mosel, mas não é impossível fazer de trem. Eu nunca fiz, portanto não tenho como te afirmar quantas trocas vcs teria que fazer, se existem muitos ônibus entre as cidadezinhas ou não…

      A estação de trem de Trier é próxima do centrinho e da Porta Nigra, a grande atração da cidade, vá despreocupado.

      Já todas as dicas para chegar no Burg Eltz estão neste nosso post aqui, dê uma olhada:
      https://www.viajoteca.com/burg-eltz/

      Boa viagem!

      1. Leonardo Diz

        Muito obrigado Mirella e Carina!

        O site tem um conteúdo muito bom, então é bem possível que eu perturbe vocês mais um pouco e mande perguntas em outras postagens rs

        Atualmente estou considerando uma base intermediária em Cochem, além de Koblenz. Acham que vale a pena?

        Sobre o Burg Eltz, vi que a visita guiada demora cerca de 40 minutos e é a única opção. Depois da visita guiada é possível explorar o castelo e/ou a região? Fiquei com essa dúvida, porque pode ser um deslocamento um pouco trabalhoso, e nesse caso poderia ser que o tempo no trajeto seria superior ao tempo no Burg Eltz em si. Por mim, imagino passar um período completo (manhã ou tarde) para aproveitar bem e valer a pena.

        Muito obrigado novamente!

        1. Carina Diz

          Oi, Leonardo! Use e abuse! Estamos aqui para isto mesmo. 😉

          Cochen é uma ótima opção sim, recomendo.

          Quanto ao Burg Eltz, vc pode explorar o castelo por fora sim, o lugar é bem bonito onde o castelo foi construído, mas devo dizer que não tem quase nada nos arredores… vc pode fazer algumas trilhas por ali, mas nada diferente disto.

          Um abraço pra vc!

          1. Mirella Matthiesen Diz

            A Cá respondeu tudo … e só um adendo, nossa base no Mozel foi Cochem e adorei!
            Abs

          2. Leonardo Diz

            Olá Carina e Mirella. Muito obrigado, de novo! Tem sido de grande ajuda!

            Pra variar, quanto mais eu vejo, surgem outras dúvidas rs. Por isso vejo com alguma antecedência 🙂

            Pelo fato de eu preferir usar transporte público na Europa, eu acabo me preocupando também com a facilidade de acesso aos locais…
            Pretendo, na região do Mosel, usar os tickets regionais da DB.

            Reichsburg, em Cochem, é de fácil acesso? E a fortaleza em Koblenz?

            E o Marksburg? A estação Braubach dá acesso fácil ao castelo (a pé de preferência)?

            Obrigado novamente!

            1. Carina Diz

              Olá, Leonardo!

              A única resposta que eu posso te dar com certeza é sobre a fortaleza em Koblenz, e sim, ela é de fácil acesso. Existe um teleférico que parte da Esquina Alemã e leva até o topo do monte onde fica a fortaleza.

              Um abraço!

  7. Roberto Feres Diz

    CURTI MUITO SEU POST E POR TER PASSADO POR LA TB, CONCORDO QUANDO DIZ QUE ANDAR SEM RUMO É A MELHOR OPÇAO POR ESSAS CIDADEZINHAS TÃO CHARMOSAS !

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Que legal que gostou do post Roberto, foi uma viagem muito especial!
      Abs

  8. Alexandre Campelo Diz

    Muito lindo, conheci algumas cidades da Alemanha, com destaque para Frankfurt, esses castelos da fonte podem ser visitados? bjs

    1. Mirella Matthiesen Diz

      OI Alexandre,
      A maioria dos castelos do vale do reno e mosel são abertos a visitação.
      Esses dois da foto, eu visitei 🙂
      Abs

  9. Leonardo Diz

    Olá

    Não sei nem se aqui é o local mais adequado para a pergunta, mas li que quase nada funciona de domingo na Alemanha. Gostaria de saber a respeito disso, pois durante algumas semanas pretendo passar por algumas cidades no país, e em alguns casos, haverão casos de domingos em cidades maiores (tal como Berlim) e outros em menores (Cochem, por exemplo).

    Então gostaria de saber se é possível aproveitar a(s) cidade(s) nos domingos, tanto quanto se comparados com os outros dias.

    Muito obrigado de novo,

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Leonardo, Tudo bem?
      Vou pedir para a Carina, que reside na Alemanha, nos ajudar com sua pergunta 🙂
      Se ela souber, as dicas virão de alguém que tem experiência na prática de anos no país.
      Abs,

    2. Carina Diz

      Olá, Leonardo!

      Coincidentemente estou preparando um post que entra dia 25 agora exatamente sobre o que abre ou não nos domingos! Acompanhe nossas postagens que espero cobrir tuas dúvidas.

      Um abraço!

  10. Kelly Kuhn Diz

    Bom dia Karina e Mirella
    Teria como vcs me passar algumas dicas de quais as melhores cidades p visitar na região do Mosel? Gostaria de ir a Koblenz e a outras cidades próximas! Nas vinícolas etc! Eu moro na Suica mas essa região da Alemanha não conheço e minha família está vindo do Brasil e nós gostaríamos de dar um passeio por lá!
    Desde já agradeço pela atenção e quero parabenizar pelo post!
    Kelly

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Kelly,
      São tantas cidades lindas… as mais famosas lindas são Cochem e o Burg Eltz. Belstein e Bernkastel também são fofas …
      Nesse post, eu descrevo um pouquinho de tudo o que vi, você chegou a ler?
      Beijos

Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.