Página Principal Alemanha Pelas curvas do Rio Mosel na Alemanha: de Koblenz à Trier

Pelas curvas do Rio Mosel na Alemanha: de Koblenz à Trier

por Carina
31 comentários

Uma viagem de conto de fadas pelos castelos e vinhos, assim que pode-se definir a viagem pelo charmoso e aconchegante Rio Mosel, numa estrada sinuosa, calma e cheia de vilas históricas e bucólicas ao longo do Vale do Rio Mosel na Alemanha. Daquelas viagens para serem feitas sem pressa e aproveitando cada quilômetro! De Koblenz à Trier, vai se margeando o Rio Mosela e passando por cidadezinhas de sonho!

A região do rio Mosela, além da sua magnífica paisagem, monumentos surpreendentes e castelos românticos, se destaca ainda pelos seus vinhedos. Esta é a mais antiga região vinícola da Alemanha! A região produz um excelente vinho branco, feitos das uvas Riesling, e outros tipos em menor quantidade. O que mais se vê nas encostas das montanhas são vinhedos a perder de vista, e a paisagem, misturada com um castelo ou uma cidadezinha típica, é de deixar qualquer visitante encantado.

A Mirella, que fez uma viagem pela região, ainda não conseguiu decidir se gostei mais do Reno ou do Mosel (Mosela, em português). Ela concluiu que: “apesar de ser uma viagem com tema semelhante, é possível notar algumas diferenças entre as duas: o Rio Reno é fogoso e arredio, quando comparado com ás águas calmas do Rio Mosel. Ainda notei também um número maior de turistas pelas cidadezinhas do Vale do Rio Reno. Mas uma coisa é certa… os dois lugares DEVEM ser visitados!”.


+ DEUTSCHES ECK, A ESQUINA ALEMÃ, EM KOBLENZ

+ OS CASTELOS E CIDADES DO VALE DO RENO, NA ALEMANHA

+ RÜDESHEIM, UMA DAS PÉROLAS DO VALE DO RENO


Vale do Rio Mosel Alemanha
Mosel Imagem de Peter H por Pixabay

Seguro Viagem para Europa

Não esqueça de comprar um bom Seguro Viagem Internacional, pois ele é obrigatório para viagens na Europa! Além de você não correr o risco de ser deportado (sim, isso acontece muito mais do que a gente imagina), você estará protegido se algo de ruim acontecer. 

Tudo pode parecer exagero, mas vai por mim, seguro viagem é o tipo da coisa que melhor dizer “paguei e não usei” do que “precisei e não tinha!”. Aproveite nosso link e receba no mínimo 5% de desconto!!!

Desconto Seguro Viagem

Rio Mosel na Alemanha, também conhecido como Rio Mosela…

O Rio Mosel na Alemanha (ou Rio Mosela, em português) tem 545 km de extensão, e é um dos maiores afluentes do rio Reno. Com suas muitas curvas, as paisagens magníficas vão se sobrepondo e vão dividindo as regiões de florestas e montanhas do Eifel e de Hunsrück. Uma região ímpar, onde os visitantes vão se apaixonando a cada nova cidadezinha.

Dificilmente se sai imune de ficar embasbacado com a beleza das florestas e vinhedos sobre os morros nas suas encostas. Puro encanto!

Cidades do Vale do Rio Mosel a visitar

O Vale do Rio Mosel na Alemanha está repleto de cidadezinhas históricas no trecho que percorre dentro da Alemanha, que começa na bonita Koblenz e segue até a histórica Trier. Difícil é dizer quais são as cidades mais graciosas, afinal todas elas merecem uma visita. Entretanto, algumas sempre se sobressaem e são estas que estão abaixo.

Assim sendo, não deixe de colocar na lista das cidades do Rio Mosel lugares como a bela Bernkastel-Kues, Traben-Trarbach com sua impressionante ponte por cima do Mosel, e Zell com seu excelente Festival do Vinho do Vale do Mosel no verão. Outra bela cidade do Vale do Rio Reno é Alf e seu incrível castelo, o Burg Arras. Ainda falando em castelo, outro imperdível é o belo Castelo Ehrenburg, em Brodenbach.

Imperdível também é Cochem com seu cenário de contos de fadas, e o famoso Burg Eltz, castelo que está com a mesma família a mais de 600 anos e muito, muito mais. Surpreendentemente são um total de 75 cidades que vão se seguindo ao longo de um percurso de 320 quilômetros que o Rio Mosela percorre em território alemão. 

Cochem
Cochem

Quantos Dias no Vale do Rio Mosel, na Alemanha

É possível fazer o trajeto de Koblenz a Trier em um dia na correria, indo pelas margens do rio Mosel e voltando por alguma estrada principal, mas não é o mais indicado. Pois vai por mim, você vai se arrepender de não ter deixado mais tempo para a região…

A Mirella fez a viagem pelo Vale do Rio Mosel na Alemanha em 2 dias com uma pernoite em Cochem e achou que foi ideal no caso dela. Deixando claro que eles estavam seguindo para Luxemburgo, e a viagem era só numa direção.


+ LUXEMBURGO: SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA CONHECER A CIDADE NUMA VISITA DE 1 DIA


QUAL O TEMPO IDEAL PARA FAZER VALE DO RIO MOSEL?

Certamente, o ideal seriam entre 3 e 4 dias. Com este tempo você pode aproveitar bem e com calma as cidades do Vale do Mosela, visitar as vinícolas, etc. Quem desejar realmente passar por todas as cidades do Mosel precisaria de 7 dias ou mais para isto.

Certamente quem opta por ficar mais tempo nas cidades do Rio Mosel na Alemanha tem a possibilidade de explorar os locais com mais calma, fazer trilhas (mesmo de carro) para cima das colinas e ter vistas incríveis da região, visitar vinícolas (um passeio obrigatório para os amantes do vinho!), etc.

A Mirella achou que 2 dias deu pra ter uma ideia bacana da região, e aproveitar do jeito deles. Mas vai por mim, é gostoso fazer essa viagem devagar e sem pressa, pois o cenário e o ambiente te chamam pra isso.

Vale do Rio Mosel na Alemanha

Qual a melhor época para fazer o Vale do Rio Mosela

Na realidade, a viagem pelo Rio Mosel na Alemanha pode ser feita durante todo o ano, e sem dúvida a cada estação descobre-se uma beleza diferente. Primordialmente, o ideal é fazer esta viagem entre abril e a metade de outubro.

Canola Alemanha
Plantação de canola perto do Burg Eltz, paisagem comum na primavera

Primavera

Na primavera, pode-se apreciar toda exuberância das flores nas janelas e os dias lindos, que começam a ficar mais longos. Os vinhedos estão começando a ficar verdejantes e a paisagem está toda renascendo depois do longo inverno.

Verão

Entretanto, como não amar e curtir os dias quentes e agradáveis do verão? É neste período que todos os restaurantes e cafés estão cheios nos calçadões e nas margens do rio, as cidades do Rio Mosel na Alemanha estão cheias de turistas e no auge de sua beleza. É nesta época que acontecem os principais Festivais do Vinho do Vale do Mosel. Então, entre julho e setembro as cidades festejam inúmeras festas e oferecem uma variedade imensa de atrações, além da degustação de vinhos, passeios pelas vinícolas, shows, desfiles, etc.

Outono

Em contrapartida, uma das paisagens mais belas a se ver são os vinhedos com as mil cores do outono alemão, que fazem as colinas parecerem aquarelas. E, para completar, ainda ter temperaturas agradáveis durante o dia, e curtir um friozinho gostoso pela noite.

Inverno

Já o inverno, apesar de ser a época menos indicada devido aos dias frios e curtos, e de uma paisagem mais sem atrativos, ainda pode ser aproveitada se a viagem pelo Vale do Mosel for feita em dezembro, antes do Natal. Desta maneira é possível aproveitar os Mercados de Natal da região, como em Cochem, que faz um lindo no seu Castelo Reichsburg, por exemplo.


+ MERCADOS DE NATAL EM CASTELOS NA ALEMANHA – ENCANTAMENTO PURO!

+ MERCADOS DE NATAL NA ALEMANHA PARA VOCÊ VISITAR


Panoramablick Trittenheim Rio Mosel na Alemanha
Início da primavera nos vinhedos perto de Trittenheim

NÃO RECOMENDO:

Uma época que não é recomendável entre Natal e Ano Novo e durante inverno.

Na Alemanha tudo fecha nos dias 25 e 26 de dezembro (que são os 1º e 2º dia de Natal) e no dia 01.01. Junto disto, nada abre nos domingos. Sem contar que normalmente nos dias 24.12 e 31.12 tudo fecha ao meio dia.

Lembrando ainda que são pequenas cidades, vilas, que estão ao longo do Vale do Rio Mosela, na Alemanha. Assim sendo, cidades pequenas tendem a ter comércio local, e pouca coisa vai estar aberta para nesta época do ano. Inclusive, eu evitaria janeiro e fevereiro também.


+ O QUE FAZER NA ALEMANHA NO DOMINGO – DICAS PARA SALVAR SUA VIAGEM!

+ DICAS QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE VIAJAR


Qual o melhor meio de transporte para fazer o Vale do Rio Mosela

Sem dúvida, a melhor maneira de fazer esta viagem é de carro! O carro te dá liberdade de explorar os lugares no seu tempo, parar nos mirantes, fazer alguns desvios e ainda aproveitar ao máximo a paisagem. Uma excelente opção é Vale do Reno também.

QUER COGITAR OUTRA FORMA?

Duas ótimas sugestões são: de bicicleta ou caminhando! Definitivamente, estas são duas maneiras muito bacana de passear entre as cidades tanto do Vale do Mosel, como do Vale do Reno.

Algumas cidades são bem próximas uma da outra e existem inúmeras trilhas para ciclistas e pedestres. Sendo que a maioria destas trilhas são muito fáceis até para principiantes, pois são pelas margens do rio, bem planas. Estas trilhas não requerem grandes esforços físicos e passam por aldeias, vinhedos, campos…

Vale do Rio Mosel Alemanha bicicleta
Uma boa opção para fazer o Vale do Mosel é de bicicleta!

MAS, E DÁ PRA FAZER DE ÔNIBUS OU DE TREM?

Não é indicado, pois muitas cidades não tem estações de trem e as ligações de ônibus não são muito frequentes. Para turistas, é realmente pouco aconselhável.

Onde se Hospedar

Talvez uma boa opção antes de começar a fazer a viagem pelo Vale do Mosel, seja dormir nas suas cidades iniciais ou finas, dependendo de onde se começa a viagem. Ou seja, seria bacana passar a noite em Koblenz ou Trier e começar dali a viagem no outro dia pela manhã.

Como a Mirella já contou nesse post, eles escolheram o hotel Parkhotel Cochem para a pernoite e gostaram muito. É importante saber que Cochem é talvez a cidade mais famosa do Rio Mosel entre os turistas, mas a ideia inicial da Mi era ficar em Beilstein, uma mini-vila charmosíssima as margens do Mosela, mas desde que o autor americano Rick Steves a colocou em seus guias de viagens, está cada dia mais difícil encontrar acomodações por ali.

Outras boas opções de cidade para ficar são Bernkastel-Kues, Traben-Trarbach e Zell an der Mosel.

Beilstein
A fofíssima Beilstein

Chip de Internet para os Europa!

Use nosso cupom: VIAJOTECA e garanta 15% de desconto na compra do seu chip de internet 4G com “O Meu Chip“! Super promoção!

Chip celular Europa

Sugestão de Roteiro pelo Vale do Mosel

Não tem muito segredo em conhecer as cidades, basta ir andando sem rumo e ir apreciando essas cidades medievais que foram mais fortes que as batalhas, guerras e adversidades de sua história e hoje estão a nossa disposição para serem exploradas.

Independente do roteiro e das cidades do Vale do Mosela que você vai visitar, a sugestão é que a maior parte da viagem seja feita mesmo pelas curvas do rio Mosel e com paradas imperdíveis em lugares como o (Castelo) Burg Eltz, que Carina tão bem o descreveu nesse post e ainda paradinhas nas cidades Cochem, BelsteinBernkastel-Kues. Certamente, estes lugares são os imperdíveis da região.


+ BURG ELTZ, UM DOS MAIS BELOS CASTELOS DA ALEMANHA

+ COCHEM, A PÉROLA DO VALE DO MOSEL NA ALEMANHA

+ OS CASTELOS MAIS BONITOS DA ALEMANHA


Cada uma das cidades do Rio Mosela tem seu atrativo e seu jeitinho de atrair os visitantes, apesar de todas terem castelos (em ruínas ou não) e todo o charme das cidades alemãs. Individualmente, elas são bem diferentes umas das outras e vale a pena conhecer várias para formar sua opinião das mais bonitas. 🙂

mapa Vale do Rio Mosela Alemanha
Mapa do Vale do Mosela, entre Koblenz e Trier

Cidades pra se encantar…

Koblenz

A cidade de Koblenz, onde o Rio Mosel encontra o Rio Reno, pode ser o início do seu roteiro pelo Vale do Mosel. Justamente este encontro dos rios forma um dos pontos mais turísticos e conhecidos da Alemanha, o Deutsches Eck (a Esquina Alemã). Na Alemanha se diz que este ponto é onde o Pai Reno encontra com a Mãe Mosel (wo Vater Rhein auf Mutter Mosel trifft), tamanha é a importância destes dois rios para o país.

Um lugar muito bonito, que conta com uma enorme estátua do Imperador Wilhelm I montando em seu cavalo e sendo observado pela imponente Fortaleza Ehrenbreitstein do outro lado do Rio Reno. Para completar o passeio, o lugar conta com um teleférico panorâmico ligando estas duas atrações e passando sobre o rio e chegando no alto da colina onde está a fortaleza! Um super passeio.

Entretanto, Koblenz não é só a região do Deutsches Eck! O seu centrinho antigo é bem gracioso e cheio de restaurantes e cafés deliciosos. Não deixe de visitar ainda o bonito Schloss Kurfürstliches (Palácio Eleitoral) e seu jardim, a praça Jesuitenplatz onde está a prefeitura e ainda a Koblenzer Schängel, que é um dos símbolos de Koblenz, esta é a estátua de um menino numa fonte, que atira/cospe água nos visitantes distraídos.


+ DEUTSCHES ECK, A ESQUINA ALEMÃ, EM KOBLENZ

+ O PASSEIO DE TELEFÉRICO SOBRE O RIO RENO EM KOBLENZ, NA ALEMANHA


Encontre seu hotel em Koblenz

Ehrenbreitstein Schlosshof vista Koblenz
Deutsches Eck visto da Fortaleza Ehrenbreitstein

Kobern-Gondorf

Kobern e Gondorf são duas cidades irmãs, que estão a cerca de 17 quilômetros de distância de Koblenz. Kobern é bem graciosa e foi fundada pelos celtas. Ali pode-se ver se encontra a casa em enxaimel mais antiga da Alemanha, a Abteihof St. Marien, que foi construída em 1320!

As duas cidadezinhas, que são unidas, tem vários castelos e ruínas para serem visitadas. Em Kobern você poderá ver o castelo Schlossgut Liebieg, e as ruínas dos Castelos de Niederburg (1195) e de Oberburg, ambos destruídos em 1689. Já na parte de Gondorf fica o Schloss von den Leyen, do século XII.

→ A festa do vinho em Kobern, a Wein- und Burgenfest, acontece no primeiro final de semana de Julho. Já em Gondorf, a Weinkirmes acontece no segundo final de semana de Setembro.

Opções de hospedagem em Kobern-Gondorf

KOBERN-GONDORF Rio Mosel na Alemanha
Kobern-Gondorf – Foto: TrailRunnersDog / Unsplash

→ Uma boa dica para quem quer ver uma vista bonita desta região é subir a montanha do outro lado do rio Mosel na Alemanha até um dos mirantes da região, como o Aussichtspunkt Mönch-Felix-Hütte e o Aussichtspunkt Glattlay.

Alken

A cidade de Alken e seu castelo, o Burg Thurant, são outro ponto de visita imperdível. Alken é uma das mais antigas cidades do Mosela e também foi fundada pelos celtas, lá pelo ano 450 a.C. Rodeada por vinhedos, a cidade e sua vizinha Kattenes, possuem inúmeras adegas vendendo os vinhos da região.

Não deixe de visitar o castelo no alto da cidade, o famoso Burg Thurant, ele é aberto a visitação e é o único castelo com duas torres de todo Vale do Mosel. A vista do alto de suas torres vale toda a subida!

→ A festa do vinho na cidade, a Wein- und Heimatfest, acontece no terceiro fim de semana de Agosto.

Fique em Alken e encontre seu hotel aqui!

Alken Burg Thurant Rio Mosel na Alemanha
Alken e o Burg Thurant – Imagem de Gerrit de Vries por Pixabay

Brodenbach

A pequena Brodenbach é uma gracinha, e também vive em função do vinho, já que vinícolas tradicionais estão instaladas na cidade. Mas, sem dúvidas, a grande atração da cidade é o castelo Ehrenburg que fica no alto das colinas da cidade. Este é o lugar para aqueles que sonham em se hospedar num castelo medieval e viver toda a experiência como se estivesse na Idade Média (mas sem deixar o conforto e algumas modernidades de lado!).

Construído em 1120, hoje o castelo Ehrenburg funciona como hotel e restaurante, e ali você é servido por pessoas trajadas a caráter. Tudo remete a Idade Média, a decoração de todos os ambientes, a louça utilizada no restaurante, etc. Realmente uma experiência inesquecível!

Melhores hotéis em Brodenbach

Brodenbach burgruine Ehrenburg
Brodenbach Burgruine Ehrenburg – Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay

Aqui é necessário fazer um pequeno desvio e sair da beira do Rio Mosel para chegar numa das maiores atrações da região e também da Alemanha, o belo Burg Eltz!

Burg Eltz

A Alemanha é famosa por seus castelos, e sem dúvida um dos mais famosos é o Burg Eltz. Ele é um castelo lindo, que fica num vale cortado por um rio e em meio a florestas e no alto de um rochedo de 70 metros de altura.

Com 850 anos de história e ainda pertencendo a mesma família, o Burg Eltz tem muita história para contar, e a visita é bastante indicada, não só pelo castelo em si e sua localização privilegiada, mas também por tudo e todos que já passaram por lá. Ele pode ser visitado diariamente entre fim de março a outubro, entre 09h30 e 17h30.


+ BURG ELTZ, UM DOS MAIS BELOS CASTELOS DA ALEMANHA

+ OS CASTELOS MAIS BONITOS DA ALEMANHA


Burg Eltz
Burg Eltz

Depois de conhecer um dos mais encantadores castelos da Alemanha, é hora de voltar para às margens do Mosela e visitar a bela Cochem, que é aquele tipo de cidade de contos de fadas.

Cochem

Certamente, nenhuma visita ao Vale do Mosel é completa sem passar por Cochem. A cidade é imperdível, cheia de vida e atrações interessantes. Passear pelas suas ruelas no centro histórico é ver inúmeras construções medievais em excelente estado e ter acesso a muita história.

Contudo, nada chama mais atenção na paisagem da cidade do que seu Castelo, o Reichsburg, que pode ser visitado e que tem um dos Mercados de Natal em castelos mais bonitos da Alemanha! Se tem uma cidade que você deve visitar, é esta, e por isto temos um post completinho aqui no blog de tudo que você deve conhecer na cidade.


+ COCHEM, A PÉROLA DO VALE DO MOSEL NA ALEMANHA

+ 15 CIDADES PEQUENAS E CHARMOSAS PARA CONHECER NA ALEMANHA


Vale do Mosel Alemanha Cochem e Reichsburg
Cochem e seu Castelo Reichsburg

→ Anote as datas das festas do vinho na cidade de Cochem:
– Mosel-Wein-Woche: começo de Junho
– Cochemer Weinlagenfest: fim de Junho
– Heimat- und Weinfest: último final de semana de Agosto
– Tage des Roten Mosel-Weinbergpfirsichs: meio de Setembro
– Federweißenfeste: começo de Novembro

Cochem: opções panorâmicas de cruzeiros pela cidade no rio Moselle

Beilstein

Belstein é um charme sem igual e já serviu de cenário para vários filmes. Também rodeada de vinhedos e com um castelo, no alto da montanha, o Burg Metternich, a cidade é chamada de “A Bela Adormecida do Mosela”, por causa de seu pequeno festival de teatro que acontece no verão, o “Beilsteiner Märchensommer”.

Ainda, a cidade também é um local de peregrinação, já que no mosteiro barroco da igreja de São José (Pfarramt St. Josef) encontra-se uma “Madona Negra Maravilhosa” espanhola do século XII/XIII que foi trazida pelos espanhóis em 1620, quando eles conquistaram o lugar na Guerra dos Trinta Anos.

Dicas de hotéis em Beilstein

Beilstein Marktplatz
A praça Marktplatz em Beilstein

→ Um lugar para ter uma vista bonita da região é o mirante Aussichtspunkt auf Briedern, acessível a partir da cidade de Poltersdorf, que fica do outro lado do rio, em frente a Beilstein. Outro lugar que tem uma vista linda é o mirante Moselschleife Bremm Aussichtspunkt, que fica mais adiante, um pouco antes da cidadezinha de Bremm. Ali o rio Mosel na Alemanha faz uma volta de quase 360 graus e ainda o local conta com as ruínas do Kloster Stuben. Um lugar pra lá de fotogênico!

Bremm Rio Mosel na Alemanha
Moselschleife Bremm – Imagem de Michael Bußmann por Pixabay

Alf

Mais uma cidade com veia super vinícola e com casas em enxaimel bem preservadas e que merece sua visita, principalmente para conhecer o seu castelo, o Burg Arras, que tem mais de mil anos de idade. Além de apresentar uma impressionante coleção cultural e histórica da região do Mosela, o castelo também tem uma maravilhosa vista panorâmica do vale onde o rio faz um loop.

A cidade ainda tem um Festival de Verão que acontece em julho e o Festival do Vinho, em agosto. Não deixe de provar o Riesling da região e visitar adegas centenárias. Boas opções de vinhos da região são dos produtores “Burggraf”,”Herrenberg”,”Hölle”,”Kapellenberg”,”Katzenkopf” e “Kronenberg”.

Bullay, a cidade que fica do outro lado do rio, também é uma visita bem interessante. Durante o verão, existe uma balsa que faz a travessia de passageiros de uma margem a outra.

Onde ficar em Alf

Alf Rio Mosel na Alemanha
Alf – Imagem de tombal1912 por Pixabay

→ Outro mirante daqueles imperdíveis nesta viagem é o Aussichtsturm Prinzenkopf. Ele fica bem no meio de um pedaço de terra entre uma volta do rio e você consegue ver o Mosel dos dois lados do mirante. Uma vista inesquecível!

Zell

Desde os séculos passados, o excelente vinho e a paisagem romântica do rio fizeram de Zell um popular destino de férias e excursões. O cartão de visita da cidade vinícola de Zell é o monumento Schwarze Katz (gato preto), da centenária produtora Zeller Schwarze Katz.

Vale a pena passear pelo centro histórico da cidade, conhecer a “Torre Redonda”, parte da antiga fortificação da cidade e ainda um marco da cidade, o Palácio Eleitoral Gótico e o Museu de história da cidade.

→ Outro atrativo é o famoso Festival do Vinho em Zell, acontece nos meses de verão e quando pode-se comprar taças e garrafas de produtores locais de vinho na praça de Zell.

Onde se hospedar em Zell

Zell

Pünderich

Esta cidade é a cara do capricho alemão! Com jardins e janelas floridas, já ganhou diversos concursos por seu zelo e beleza. O centro histórico tem um grande número de casas enxaimel artisticamente restauradas e aqui pode-se acompanhar o desenvolvimento em enxaimel do início do século XVI ao final do século XVIII de maneira impressionante!

Outro ponto importante é que ela é uma das poucas cidades que não tem estrada para carros ao longo do Mosel, assim sendo, o rio fica somente para pedestres e ciclistas, que podem aproveitar toda beleza do lugar sem barulho e interrupções.

→ Os festivais de vinho de rua de Pünderich acontecem em maio e setembro, e a feira de vinhos acontece em agosto, e sempre merecem uma visita. caso queira provar os vinhos Riesling frutados locais conhecidos, tente “Goldlay”, “Marienburg”, “Nonnengarten” ou “Rosenberg”.

Veja onde ficar em Pünderich

pünderich Rio Mosel na Alemanha
Pünderich, no Vale do Rio Mosel – Imagem de tombal1912 por Pixabay

Traben-Trarbach

Traben-Trarbach é uma cidade de superlativos e que vale a pena ser visitada. Uma das poucas que fica localizada nos 2 lados do Rio Mosel na Alemanha, ela é uma pérola arquitetônica de Art Nouveau e da “Belle Epoque“, única no sudoeste da Alemanha.

Outra qualidade é que apesar de pequena, a cidade é cheia de museus, já que ela conta com o Museu Mittelmosel, com o Museu dos Ícones e o Museu da Bicicleta, que estão ao redor da praça onde se encontra a Torre da Cidade, que tem um carrilhão de sinos e ainda com um andar mirante, de onde pode se ter uma vista da cidade. Ainda conta com o maior museu de Buda da Europa, na beira do rio.

Entretanto, sua maior função é ser a principal praça de comércio de vinhos de Mosel desde 1900. Com isto, o que não faltam na cidade são adegas, e para suprir a capacidade de estoque da cidade, foram construídas várias adegas subterrâneas, algumas com vários andares e mais de 100 metros de comprimento. Um submundo super interessante de visitar!

→ Durante o ano acontecem inúmeros eventos relacionados ao tema vinho, como “Dia de adega aberta”, “Rock am Kloster” e festivais de vinho pelas ruas da cidade.

Veja hotéis em Traben-Trarbach

Traben-Trarbach Rio Mosel na Alemanha
Traben-Trarbach – Imagem de Chris Booth por Pixabay

Kröv

Adiante, o rio Mosel na Alemanha faz uma curva perto da linda cidadezinha de Kröv, e ali pode-se ver suas encostas forradas de vinhedos, que foram trazidos para região pelos romanos. O vinho da cidade, o “Kröver Nacktarsch” é conhecido além fronteiras e deve ser experimentado em uma de suas várias adegas.

→ A Festa do vinho de St. Remigius acontece no 1º final de semana de Outubro. E o melhor, entre o final de Agosto até o final de Outubro, acontece um festival de vinho todos os finais de semana no Kröver Weinbrunnenhalle.

Onde se hospedar em Kröv

Kröv Vale do Mosel alemanha
Vinhedos de Kröv – Imagem de Chorengel por Pixabay

Bernkastel-Kues

Apesar de Bernkastel-Kues já ser um pouco maior e com mais cara de cidade, ela ainda é extremamente graciosa. Com um centrinho antigo que lembra muito Rothenburg ob der Tauber, na Rota Romântica, a cidade tem um charme em enxaimel todo especial, além de ser toda cercada por vinhedos e ainda ter o poderoso castelo Burg Landshut no alto da colina a observando.

As cidades de Bernskastel e Kues se juntaram em 1905 e estão uma de frente para a outra, separadas pelo Mosela, mas conectadas por uma ponte, ponte esta que oferece uma das mais belas paisagens do vale do Mosel, unindo o castelo, a cidade e os vinhedos ao redor.

Passear pela praça Marktplatz é como voltar 400 anos no tempo, e apreciar construções como a Spitzhäuschen (1416), a casa enxaimel mais antiga de Bernkastel, a fonte St. Michaels-Brunnen e a prefeitura renascentista são passatempos imperdíveis. Não deixe de visitar também a praça Karlsbader Platz, com seus vários cafés, restaurantes e adegas.

Burg Landshut

Impossível não perceber o imponente Burg Landshut no alto da colina ao lado de Bernkastel. As ruínas do castelo são o que sobraram de um dos edifícios mais antigos do Vale do Mosela. A maior parte do que se vê ali foi construído em 1276, entretanto tem algumas partes do castelo que são do século IV ou V.

Chegar até lá é tranquilo a pé, mas pode-se ir num trenzinho que sai da cidade ou até mesmo de carro. A vista lá de cima é sensacional! E o lugar ainda conta com um restaurante.

→ Imperdível é a grande festa do vinho da cidade, a “Weinfest der Mittelmosel“, que acontece acontece no início de Setembro. Festejada com fogos de artifício e o desfile magnífico, o que não falta é vinho bom da região e visitantes de todos os cantos. Outra festa que atrai muito visitantes é o excelente Mercado de Natal Medieval da cidade.

Procure aqui seu hotel em Bernskastel-Kues

Bernkastel-Kues
Bernkastel-Kues

Neumagen-Dhron

Como não podia ser diferente, aqui tem vinhedos para onde quer que se olhe, afinal Neumagen-Dhron é a mais antiga cidade vinícola da Alemanha. Uma das visitas imperdíveis na cidade é para ver a réplica em escultura do famoso navio romano trazendo tonéis de vinho para região. Ela fica em frente a igreja Peterskapelle.

Um passeio super bacana é com o barco Stella Noviomagi , que também é uma réplica deste mesmo barco, mas que faz passeios de 2h pelo Mosel. Pura diversão para garotada no verão!

→ Se quiser festejar com cidade, saiba que Neumagen-Dhron celebra sua festa de rua todos os anos no 4º fim de semana de Setembro.

Hospede-se em Neumagen-Dhron

Neumagen-Dhron
Neumagen-Dhron – Imagem de Eveline de Bruin por Pixabay

Trier

Finalmente em Trier, não deixe de conhecer seu centro antigo com a famosa Porta Nigra, além de sua belíssima Catedral (Dom Trier) e até o Museu do Karl Marx. A cidade é realmente bonita e merece pelo menos meio dia de sua viagem.

Opções de hotéis em Trier

Catedral de Trier
A imponente e belíssima Catedral de Trier

Mapa do Vale do Rio Mosel

Abaixo deixo o mapa do Vale do Rio Mosel na Alemanha (ou Mosela) para indicar as cidades e lugares que fomos parando nessa viagem. Assim fica mais fácil de visualizar e entender como é a geografia das curvas do rio.

mapa vale do mosel alemanha

O vinho do Vale do Mosel

Não tem como separar o vinho da região do Mosela na Alemanha, já que esta é a região vinícola mais antiga do país. Andando pelas suas margens, o que mais se vê são cidadezinhas circundados por castelos e vinhedos.

Conta a história que na Antiguidade, isto há mais de 2 mil anos, os romanos eram quem traziam o vinho já pronto da Itália. Mas quando aconteceram os conflitos entre os germanos e os romanos, o fornecimento foi cortado e os romanos se viram obrigados a cultivar suas próprias vinhas nos vales do rio Reno e do Mosel.

Desde então, a viticultura se tornou a base da economia em toda a extensão do Mosel e a região passou a produzir vinhos de uvas Riesling, as mais típicas da região e consideradas de alta qualidade.

Uma boa pedida, é provar o excelente vinho de mesa chamado de Elbling, produzido entre Cochem e Zell, desde os tempos romanos.
Desta forma, não deixe de passar em alguma das vinícolas da região, algumas delas centenárias, e comprar vinhos excelentes direto do produtor.

Riesling By barmalini Shutterstock
Vinho Riesling – Foto: barmalini / Shutterstock

Leia mais sobre essa viagem:

Roteiro 9 dias pela Europa

Os Castelos do Vale do Reno na Alemanha

Vale do Reno: de carro, barco ou trem

PLANEJE SUA VIAGEM COM NOSSOS PARCEIROS!

Todas as Viagens - Botão Seguro Viagem

 

Botão Chip de Celular
Todas as Viagens - Botão Passagem aérea

 

Botão Hoteis

Todas as Viagens - Botão Aluguel de carro

 

Botão Ingresso

LEIA TAMBÉM:

31 comentários


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Europa 1

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

– Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

– Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

– Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios na Europa com a Get Your Guide

– Alugue seu Carro na Europa com a RentCars

Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


mari vidigal 4 de novembro de 2014 - 13:08

Que lindo!!!

Responder
Mirella Matthiesen 7 de novembro de 2014 - 15:32

É lindo mesmo Mari … você tem que ir pra lá 🙂
bjos

Responder
mari vidigal 18 de dezembro de 2014 - 17:14

Querooooooo!

Responder
Bruna 4 de novembro de 2014 - 20:01

Esse post era tudo o que eu tava precisando pra iniciar minhas pesquisas!!! Meu pais tão querendo ir pra Alemanha e pensam em fazer esse passeio. =DD

Responder
Mirella Matthiesen 7 de novembro de 2014 - 15:36

Que legal Bruna, eu adorei esse passeio e recomendo muito.
Precisando de alguma coisa, estamos a disposição.
bjos

Responder
Lu 8 de novembro de 2014 - 05:05

Mi, otimo sei post adoreiiii. Ja visitei Trier é realmente uma cidade lindissima, tambem estive no museu Karl Marx e amei demais tudo que vi e visitei por la. A arquitetura é um espetaculo a parte. Valeu pela dica!

Responder
Mirella Matthiesen 9 de novembro de 2014 - 13:10

Que legal que gostou do post Lu! Eu adoro a Alemanha, quem sabe em uma próxima visita a gente se encontre, né?
bjão e obrigada pela visita!

Responder
15 cidades pequenas e charmosas na Alemanha ⋆ Viajoteca 22 de junho de 2016 - 14:52

[…] PELAS CURVAS DO RIO MOSEL NA ALEMANHA : DE KOBLENZ À TRIER […]

Responder
Andre 4 de dezembro de 2016 - 12:33

Como assim Alemanha não tem graça?? Quem consegue dizer isso? Alemanha é incrível!

Responder
Martinha Andersen 5 de dezembro de 2016 - 19:49

Oi André, acho que a Mirella não quis dizer isso. Todos nós adoramos a Alemanha =)

Responder
Mirella Matthiesen 11 de dezembro de 2016 - 19:08

Não mesmo … se ele tivesse lido o post com calma, até teria lido essa frase que escrevi: “Muito me admira quem diz que a Alemanha não tem graça … eu me fascino a cada viagem que faço pra lá!” .
Eu e todos aqui do Viajoteca ADORAMOS a Alemanha….

Responder
Leonardo 17 de janeiro de 2017 - 12:11

Olá!

Muito legal o relato e muito bom o conteúdo do site, ainda tenho muita coisa pra ler e me informar 🙂 Parabéns

Estou bastante interessado em percorrer trechos do Mosel, mas gostaria de fazer todos os transportes de trem (no relato foi alugado um carro, né?).
Gostaria de saber se é viável o uso de transporte público para fazer este roteiro.

Minha intenção é de ficar em Koblenz e de lá me locomover para as cidades vizinhas de trem. Mas tenho receio de ser deslocamentos trabalhosos.
Por exemplo, principalmente:
– Conhecer Trier a partir de Koblenz. A estação fica bem localizada para conhecer a cidade?
– A estação Moselkern fica muito longe do Burg Eltz? É possível ir a pé da estação ao castelo?

Muito obrigado pela atenção e pelo conteúdo do site.

Responder
Mirella Matthiesen 19 de janeiro de 2017 - 16:20

Oi Leonardo, Tudo bem?
Isso mesmo, nós alugamos um carro para percorrer o Reno e o Mosel.
Pelo que vi, de Koblenz a Trier (Trier Hbf) você percorrerá 1h30 de trem, e até onde eu sei, para sim no centro.
Sobre o Burg Eltz, eu acho que depois da estação, ficaria melhor pegar um taxi, não sei ao certo de dá para ir a pé…
Vou pedir para a Carina vir aqui nos ajudar com essa pergunta. Ela mora na Alemanha e talvez tenha mais experiência nessa parte.
Volte sempre… tem muito conteúdo legal sobre a Alemanha aqui no Viajoteca.

Responder
Carina 19 de janeiro de 2017 - 17:38

Olá, Leonardo!

O ideal mesmo para fazer esta região é de carro, beirando o Mosel, mas não é impossível fazer de trem. Eu nunca fiz, portanto não tenho como te afirmar quantas trocas vcs teria que fazer, se existem muitos ônibus entre as cidadezinhas ou não…

A estação de trem de Trier é próxima do centrinho e da Porta Nigra, a grande atração da cidade, vá despreocupado.

Já todas as dicas para chegar no Burg Eltz estão neste nosso post aqui, dê uma olhada:
https://www.viajoteca.com/burg-eltz/

Boa viagem!

Responder
Leonardo 19 de janeiro de 2017 - 22:04

Muito obrigado Mirella e Carina!

O site tem um conteúdo muito bom, então é bem possível que eu perturbe vocês mais um pouco e mande perguntas em outras postagens rs

Atualmente estou considerando uma base intermediária em Cochem, além de Koblenz. Acham que vale a pena?

Sobre o Burg Eltz, vi que a visita guiada demora cerca de 40 minutos e é a única opção. Depois da visita guiada é possível explorar o castelo e/ou a região? Fiquei com essa dúvida, porque pode ser um deslocamento um pouco trabalhoso, e nesse caso poderia ser que o tempo no trajeto seria superior ao tempo no Burg Eltz em si. Por mim, imagino passar um período completo (manhã ou tarde) para aproveitar bem e valer a pena.

Muito obrigado novamente!

Responder
Carina 19 de janeiro de 2017 - 22:18

Oi, Leonardo! Use e abuse! Estamos aqui para isto mesmo. 😉

Cochen é uma ótima opção sim, recomendo.

Quanto ao Burg Eltz, vc pode explorar o castelo por fora sim, o lugar é bem bonito onde o castelo foi construído, mas devo dizer que não tem quase nada nos arredores… vc pode fazer algumas trilhas por ali, mas nada diferente disto.

Um abraço pra vc!

Responder
Mirella Matthiesen 21 de janeiro de 2017 - 14:39

A Cá respondeu tudo … e só um adendo, nossa base no Mozel foi Cochem e adorei!
Abs

Leonardo 23 de janeiro de 2017 - 13:05

Olá Carina e Mirella. Muito obrigado, de novo! Tem sido de grande ajuda!

Pra variar, quanto mais eu vejo, surgem outras dúvidas rs. Por isso vejo com alguma antecedência 🙂

Pelo fato de eu preferir usar transporte público na Europa, eu acabo me preocupando também com a facilidade de acesso aos locais…
Pretendo, na região do Mosel, usar os tickets regionais da DB.

Reichsburg, em Cochem, é de fácil acesso? E a fortaleza em Koblenz?

E o Marksburg? A estação Braubach dá acesso fácil ao castelo (a pé de preferência)?

Obrigado novamente!

Carina 26 de janeiro de 2017 - 15:35

Olá, Leonardo!

A única resposta que eu posso te dar com certeza é sobre a fortaleza em Koblenz, e sim, ela é de fácil acesso. Existe um teleférico que parte da Esquina Alemã e leva até o topo do monte onde fica a fortaleza.

Um abraço!

Roberto Feres 2 de fevereiro de 2017 - 10:09

CURTI MUITO SEU POST E POR TER PASSADO POR LA TB, CONCORDO QUANDO DIZ QUE ANDAR SEM RUMO É A MELHOR OPÇAO POR ESSAS CIDADEZINHAS TÃO CHARMOSAS !

Responder
Mirella Matthiesen 2 de fevereiro de 2017 - 15:22

Que legal que gostou do post Roberto, foi uma viagem muito especial!
Abs

Responder
Alexandre Campelo 13 de fevereiro de 2017 - 19:12

Muito lindo, conheci algumas cidades da Alemanha, com destaque para Frankfurt, esses castelos da fonte podem ser visitados? bjs

Responder
Mirella Matthiesen 17 de fevereiro de 2017 - 19:13

OI Alexandre,
A maioria dos castelos do vale do reno e mosel são abertos a visitação.
Esses dois da foto, eu visitei 🙂
Abs

Responder
Leonardo 21 de fevereiro de 2017 - 15:35

Olá

Não sei nem se aqui é o local mais adequado para a pergunta, mas li que quase nada funciona de domingo na Alemanha. Gostaria de saber a respeito disso, pois durante algumas semanas pretendo passar por algumas cidades no país, e em alguns casos, haverão casos de domingos em cidades maiores (tal como Berlim) e outros em menores (Cochem, por exemplo).

Então gostaria de saber se é possível aproveitar a(s) cidade(s) nos domingos, tanto quanto se comparados com os outros dias.

Muito obrigado de novo,

Responder
Mirella Matthiesen 22 de fevereiro de 2017 - 15:25

Oi Leonardo, Tudo bem?
Vou pedir para a Carina, que reside na Alemanha, nos ajudar com sua pergunta 🙂
Se ela souber, as dicas virão de alguém que tem experiência na prática de anos no país.
Abs,

Responder
Carina 22 de fevereiro de 2017 - 19:25

Olá, Leonardo!

Coincidentemente estou preparando um post que entra dia 25 agora exatamente sobre o que abre ou não nos domingos! Acompanhe nossas postagens que espero cobrir tuas dúvidas.

Um abraço!

Responder
Kelly Kuhn 9 de maio de 2017 - 03:29

Bom dia Karina e Mirella
Teria como vcs me passar algumas dicas de quais as melhores cidades p visitar na região do Mosel? Gostaria de ir a Koblenz e a outras cidades próximas! Nas vinícolas etc! Eu moro na Suica mas essa região da Alemanha não conheço e minha família está vindo do Brasil e nós gostaríamos de dar um passeio por lá!
Desde já agradeço pela atenção e quero parabenizar pelo post!
Kelly

Responder
Mirella Matthiesen 9 de maio de 2017 - 19:14

Oi Kelly,
São tantas cidades lindas… as mais famosas lindas são Cochem e o Burg Eltz. Belstein e Bernkastel também são fofas …
Nesse post, eu descrevo um pouquinho de tudo o que vi, você chegou a ler?
Beijos

Responder
Ester Hubner 14 de janeiro de 2020 - 09:06

OLa Mirella tudo bem? Adorei o seu post sobre a região do Mosel, estou organizando voagem em maio/2020 saindo de Frankfurt a Luxemburgo e queria fazer um roteiro pelo rio Mosel e ou Reno, adorei as dicas das cidades. Minha pergunta é? Neste trajeto se, qual castelo você sugeriria visitar, considerando que estou indo em família com crianças? Ah, vamos alugar um carro em Frankfurt. Depois de Luxemburgo vamos continuar a viagem ate a Floresta Negra e dali pra frente….. ainda em definição. Se tiver mais alguma indicação ou sugestão eu aceito. Obrigada

Responder
Liliane 4 de agosto de 2020 - 18:52

Muito obrigada pelas dicas nessa região, amei!!
Abraços
Liliane

Responder
Carina 5 de agosto de 2020 - 02:45

Fico feliz em saber! 🙂

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies