Dicas de Viagem

Delta do Parnaíba no Piauí

9

O Delta do Parnaíba fica na divisa do Piauí e Maranhão, é o terceiro maior delta oceânico do mundo depois do Nilo (Egito) e do Mekong (Vietnã). Eu não sei quanto a você, mas eu não tinha a menor ideia que tínhamos um delta desse tamanho no Brasil, e talvez, pelo fato de não estar esperando muito desse passeio, a surpresa foi ainda maior e adoramos!!! Se preparem, pois esse post será cheio de fotos, que apesar de não refletir o que realmente vimos e sentimos, vai dar uma ideia de como foi a experiência!

Pescador no Delta do Parnaíba
Família de pescadores no Delta do Parnaíba

Conhecendo o Delta do Paranaíba ou Delta das Américas

Mapa do Delta do Parnaíba
Mapa do Delta do Parnaíba para você tentar se localizar!
Crédito da imagem por Morais Brito Viagens e Turismo

Sinceramente, o Piauí nunca esteve na minha lista de lugares para visitar (pelo menos não na minha listinha do “preciso ir urgente”, e olha que ela é grande hein?!). Por pura ignorância, não tinha ideia de quantos segredos o Piauí tem escondido no seu litoral e interior, e talvez um dos mais impressionantes, seja o Delta do Parnaíba.

O ponto de partida para se aventurar pelas suas águas é a cidade de Parnaíba, a cidade mais populosa depois da capital Teresina! [Veja o roteiro da nossa viagem pelo Brasil nesse link, Rota das Emoções].

Porto do Delta do Parnaíba no Piauí
Porto dos Tatus, local do nosso embarque para conhecer o Delta…
(nosso barquinho não foi aquele colorido, mas a mini-lancha de teto vermelho, achou?!)

No caminho de Parnaíba ao porto dos tatus, demos uma paradinha na Casa das Rendeiras de Ilha Grande. Quando ainda estava pesquisando por onde iríamos passar nessa viagem, vi muitos comentários do “tal” centro das rendeiras, e ficava mirabolando como seria aquilo… no final, foi bem diferente que que tinha imaginado.

O centro é uma casinha pequena, com algumas mulheres trabalhando (vimos 3) e bem informal. Elas tem muito orgulho do trabalho e das conquistas que tiveram, vestindo muita gente famosa … O trabalho das meninas é lindo e demanda muito tempo, mas a visita é rápida, 5 ou 10 minutinhos o assunto está resolvido. No final acabei comprando um brinco de renda azulado para levar de lembrança.

Rendeiras de Parnaíba
Rendeiras de Parnaíba – trabalho manual!

Chegando no porto, conhecemos nosso “mestre” e lá fomos nós, passar o dia no Delta do Parnaíba, ou Delta das Américas, como alguns querem renomea-lo.

A maioria dos visitantes fazem somente 1/2 dia de passeio, ou alguma atração em especial, mas eu adorei ter escolhido o dia todo… Agora imagine, que mesmo gastando o dia inteiro nas suas águas, conhecemos somente um pedacinho, pois o delta é composto de um arquipélago com 2.700 quilômetros quadrados de área e formado por mais de 70 ilhas!!! Pois é… grande pra caramba!

Igarapés no Delta do Parnaíba
Cercada de igarapés o Delta do Parnaíba vai se abrindo pra gente!
Detalhes do Delta
Detalhes do Delta

O delta impressiona em todos os momentos; ao observar seu ecosistema, ao vivenciar as pessoas que vivem e dependem dele, na grandiosidade de suas dunas, no encontro das aguás, na fauna e flora e na imensidão que te absorve… Na minha opinião, a melhor parte, é o isolamento! São tão poucos visitantes, que quase parece um sonho! Imagine dunas, natureza e um marzão só seu… pois é, isso é o delta do parnaíba! 🙂

O delta mais se parece com um labirinto de iguarapés que somente nosso guia conseguiria nos tirar de lá!!! Mas eu nem me preocupei, estava mais interessada em procurar macaco prego nas árvores, jacarés nos cantinho dos manguezais e ficar na expectativa de qual seria nossa próxima surpresa…

E foi então que chegamos na primeira parada, a Baia do Feijão Bravo, esse lugar é absolutamente incrível, imagina uma formação de dunas, onde de uma lado você tem praia de rio e do outro praia do mar… estava no céu! Mas para chegar lá, tivemos que enfiar o pé na lama literalmente, pois a maré estava baixa. [Para ver uma foto aerea desse lugar clique nesse link]

Passeio no Delta do Parnaíba
Enfiando o pé na lama e nos caranguejos!!! Não, nenhum mordeu a gente!
Siri no delta do parnaíba
Vai um siri aí? Aliás, sabia que o Piauí é o maior exportador de caranguejo para o Ceará? Pois é … a quinta do caranguejo na Praia do Futuro não seria a mesma sem o Piauí 😉
Dunas do delta do parnaíba
Duna olhando o rio e o manguezal… (Baia do Feijão Bravo)

PS: Acredito que as dunas do delta do parnaíba sejam a melhor introdução para os Lençois Maranhenses… a única coisa que me arrependo é de ter ido na época que as lagoas naturais já estavam secas (setembro), do contrário, teria sido ainda mais especial (melhor ir de Junho a Agosto).

Dunas da Baia do Feijão Bravo
Kikão e as Dunas da Baia do Feijão Bravo
Praia da Baia do Feijão Bravo...
E chegamos no mar… minha mãe não estava acreditando que era verdade e que só a gente estava lá!!!

Já “cansados” do paraíso e quase sendo empurrados pelo mestre para sairmos das dunas e irmos almoçar, seguimos caminho para a Casa do Caboclo… e para nossa alegria, vimos o encontro das águas do Rio Parnaíba com o mar… Coisa linda...

Encontro das águas no Delta do Parnaíba
Encontro das águas no Delta do Parnaíba, repara na diferença de tonalidade!

O almoço na Casa do Cabloco foi bem gostosinho; uma pousada na beria do Rio Parnaíba, na Ilha das Canarias… tudo muito simples, cheio de redes e com um visual inspirador… ah sim, a comida é super caseira, o atendimento é lento, os sucos são deliciosos e o pé-de-cabloco de sobremesa fechou com chave de ouro. Não perca subir no mirante do restaurante, é interessante poder olhar o delta de cima.

Casa do Caboclo, Delta Parnaíba
Casa do Caboclo, restaurante e mirante

E chega de comer e simbora seguir viagem para a melhor parte do passeio!!! Subimos na lancha e lá fomos nós navegar novamente pelas águas do Rio Parnaíba no meio do delta…

Flor do Delta do Parnaíba
Nosso mestre (Estacio) era todo acanhado, quase não falava, mas a tarde ele foi ficando mais tranquilo e nos contou muitas histórias, riu com a gente e me ganhou quando no meio da noite vimos um jacaré! Mas o melhor foi a história da flor da índia… pena que não filmei para mostrar pra vocês!
Casa do Delta do Parnaíba
Casebre as margens do Delta do Parnaíba… linda!
Dunas do Delta do Parnaíba
Armações de pescadores, quando estão pescando, eles cobrem, do contrário fica assim, aguardando os próximos “visitantes”…

Cerca 1 ou 2 horas antes do pôr-do-sol, chegamos em outro emarahado de dunas (foto acima começa a mostrar) e talvez pelo horário, ou a formação, ou nossos olhos extasiados, aquilo tudo parecia uma miragem!!!

Dunas do Delta do Parnaíba
Eu e minha mãe na imensidão das dunas…
Dunas do Delta do Parnaíba
Quando eu digo que as dunas do Delta do Parnaíba é uma excelente iniciação para os Lençois Maranhenses, eu não estou exagerando, entende?
Dunas do Delta do Parnaíba
E por fim, eu e o Kikão voltando a ser criança… é muita emoção que a gente perde o juízo 😉

E pra quem pensa que acabou, se engana… chegou o momento que eu estava esperando o dia inteirinho!!! O passeio dos guarás… sonhei com isso desde o início da nossa viagem, e o mais engraçado, foi que esqueci de contar pra minha mãe e o Kiko o que eram os guarás, eles achavam que era um lobo-guará ou uma árvore… mas quando eles se deram conta que eram pássaros de cor escarlate que chegavam na ilha do caju no pôr-dol-sol, a emoção foi maior ainda!!! (Sorte deles que tiveram a surpresa)

Passeio dos Guarás
Os Guarás vão chegando em bando logo que o sol começa a se pôr e vão todos pra pequena ilha do caju pra dormir, ou pra fazer festa, ainda não sei …
Passeio dos Guarás, Delta
Infelizmente as fotos não mostram o que realmente vimos, mas estou tentando o meu melhor, tá?

Sobre os Guarás Vermelhos:

– Guará também conhecido como íbis-escarlate, guará-vermelho, guará-rubro e guará-pitanga, é considerada por muitos uma das mais belas aves brasileiras, por causa da cor de sua plumagem.

– São carnívoros em potencial, ingerindo caramujos, insetos e caranguejos.

– O cor avermelhada se sua plumagem só pode ser vista nas aves adultas, e isso acontece por ter uma alimentação baseada em crustáceos. As aves novas tem cor pardo-cinzenta nas penas superiores, e quase branca nas inferiores, quando a observamos chegando dá para diferenciar claramente esses dois grupos!

Pôr-do-sol no Delta do Parnaíba
Pôr-do-sol no Delta do Parnaíba …

E foi assim que terminou esse passeio, mas o detalhe é que ainda demoramos 1 hora pra chegar no Porto dos Tatus e já estava completamente escuro, só mesmo nosso mestre pra nos entregar são e salvos, e o melhor, eu vi um jacaré, que diga-se de passagem, eu fiquei o dia inteiro perturbando a cabeça dele, para achar um 🙂

A cidade de Parnaíba e dica de hotel charme

Pra mim, Parnaíba pode ser considerada uma cidade pequena, com estilo de vida bem interiorana e tentando entrar no circuito turistico do país, mas depois de pesquisar, aprendi que apesar dos apenas 150 mil habitantes, ela é a segunda maior cidade do Piauí… viu? praticamente uma metrópole!!! 🙂

Historicamente, ela pode ser considerada mais famosa que Teresina… mas não vou me prender a contar sobre Parnaíba, já que ficamos lá somente 1/2 dia. Mas deixo aqui o que não deixar de ver: Porto das Barcas, Paróquia Nossa Senhora da Graça e a torta de caranguejo do Caranguejo Express (eu gostei, o Kiko comeu e minha mãe não curtiu muito – uma torta de tamanho medio serve bem 4 a 5 pessoas – a caipiroska era baratinha, mas bem ruinzinha eheheh, mas vale conhecer esse lugar que é o “point” de Parnaíba na noite). Ah… tente conversar com o povo sobre Simplício Dias, segundo a “lenda” ele continua vagando pela cidade; de tão ruim que era, nem Deus e nem o Diabo o aceitaram 🙂

Caranguejo Express
Torta de Caranguejo e Porto das Barcas

Mas o que eu realmente gostei em Parnaíba foi nosso hotel, Casa de Santo Antonio Hotel de Charme. Sabe quando você gosta de tudo: atendimento, ambiente, quarto e alimentação (o jantar de R$50 por pessoa + bebidas vale a pena!)… instalado em um casarão antigo, no esquema hotel boutique e novinho em folha! Que eles continuem assim…

E vamos falar uma verdade, apesar de tantos problemas, nosso Brasil é lindo demais!!!

Leia mais do Brasil aqui no Viajoteca:

Barra Grande: praia linda, vento bom e Piauí
CE / PI: Viagem ao nordeste : Ceará e Piauí
RJ: Paraty, Para mim, Para Todos


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


9 Comentários
  1. apaixonadosporviagens Diz

    Parabéns pelo Viajoteca! Adorei a inciativa de vocês e já vi que tem muuuuuuita coisa legal por aqui para inspirar minhas próximas viagens, como esse excelente post sobre o Delta do Parnaíba, um lugar que desejo conhecer!
    Bejinhos e muito sucesso a vocês!!
    Lily Pestana (www.blogpaixonadosporviagens.com.br)

  2. […] ir lá ver, conferir e me apaixonar… Eu já contei aqui no Viajoteca sobre o passeio pelo Delta do Parnaíba, mas hoje vou contar sobre Barra Grande, uma praia lindona, quase intocada, “cheia” de […]

  3. Carolina Diz

    Boa tarde!
    Quais restaurantes você indica em Parnaíba?

    Obrigada desde já.

    Carolina

    1. Mirella Matthiesen Diz

      OI Carolina,
      Nós só experimentamos dois, o Carangueijo Express (que tem foto no post) e o jantar no nosso hotel que foi ótimo também.
      Abs

  4. carla Diz

    Olá Mirella!

    Suas fotos me deixou com vontade de conhecer o Delta . Quantos dias são suficientes para fazer esses passeios? Tenho somente 4 dias livres em outubro, mas se for pouco….programa para o final do ano! Já conheço Lençois e Jeri! Então o foco é Piaui mesmo……Teresina ….
    abraços, Carla

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi CArla,
      Nós fizemos somente a costa do Piauí e gastamos uns 5 dias entre o Delta e Barra Grande.
      Nesse roteiro que fizemos, vai te ajudar a entender como fizemos.
      https://www.viajoteca.com/litoral-do-ceara-e-piaui/
      Abs

  5. Matheus Diz

    O que do Parnaíba é Realmente maravilhoso, fiz o passeio e adorei.

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Muito legal mesmo… eu amei Matheus!
      Abs

  6. […] adorei esse passeio, as paisagens são lindas e me fez sentir saudades do incrível Delta do Parnaíba. Me apaixonei pela bela paisagem do rio Mundaú, pelas dunas e […]

Comente Aqui