Página Principal DestinosAméricasAmérica do Norte Rochosas Canadenses: 6 dias na Trilha Rockwall no Kootenay National Park

Rochosas Canadenses: 6 dias na Trilha Rockwall no Kootenay National Park

por Rafa Etges

Quando se pensa nas belezas naturais do Canada, o que vem em mente são montanhas com picos nevados, lagos cristalinos, e florestas sem fim. Mas, para quem mora em Ontario (Toronto e Ottawa, por exemplo) essas não são vistas comuns, e eu também nunca havia visitado as montanhas rochosas canadenses e seus famosos parques naturais – até um amigo que havia me acompanhado em outras caminhadas, me perguntou: “porque não explorar “o lado oeste” canadense para variar?“. Essa era uma oferta que eu não podia recusar e lá fomos nós trilhas as Montanhas Rochosas no Kootenay National Park!

Estrada das Rochosas Canadenses

A estrada que cruza as rochosas já é uma atração em si – será que moro na província errada??

Após pesquisarmos as melhores travessias e caminhadas decidimos pela Rockwall Trail, uma trilha de 55Km que cruza o Kootenay National Park em British Columbia, perto das cidades de Jasper e Banff. Faríamos a trilha em 6 dias, com calma, acampando em pontos pré-determinados.

Para isso precisaríamos viajar até Calgary na província de Alberta, e de lá alugar um carro para chegar ao parque, dirigindo 230Km. A estrada que cruza as rochosas já é uma atração em si – será que moro na província errada??

Para uma caminhada com essa duração precisaríamos de uma série de equipamentos: uma barraca, sacos de dormir, roupas e agasalhos, comida para 5 dias com 3 refeições por dia (no primeiro e último dia faríamos as refeições em restaurantes, para minimizar o peso nas mochilas), panelas e utensílios, filtro portátil para coletar água em rios e lagos pela trilha (água disponível em todos os locais de acampamento), fogareiro (evitamos depender de fogo natural para cozinhar pois pode chover, não haver lenha no local de acampamento, ou ser proibido produzir fogo por risco de incêndios florestais em algumas estações) e combustível (comprado em Calgary pois não podemos embarcar com gases inflamáveis no avião). Além disso levamos kits de primeiros socorros, pastilhas químicas para esterilizar água (caso o filtro pare de funcionar ou quebre, o que já aconteceu comigo em outras trilhas… nada agradável), lanternas, e um item que eu nunca havia usado: spray de pimenta contra ursos! Isso porque nas montanhas rochosas existem grizzly bears, que são ursos maiores e bem mais agressivos do que os black bears que habitam Ontario. O spray também foi comprado em Calgary, já que não se pode embarcar no avião nem mesmo despachando nas mochilas. Caso não utilizássemos o spray (foi o que aconteceu – felizmente!) precisaríamos jogá-lo fora antes de embarcar de volta.

Campo subalpino das Rochosas Canadenses

Atravessando um campo subalpino, em direção à Rockwall.

O único item renovável seria a água coletada e filtrada pelo caminho, e todo o resto do equipamento precisava ser transportado entre cada ponto de acampamento. Nossas mochilas pesavam em media 20Kg, e ao longo dos dias o peso diminuía pois a comida (que pesa muito, em relação à todo o resto) era consumida. Esse peso pode ser considerado razoável para uma caminhada de seis dias nessa região, embora caminhantes da linha “ultralight” discordem comigo, dizendo que eu poderia ter deixado de lado vários itens “desnecessários”, mas isso depende muito de cada um. Na verdade nós levamos alguns “artigos de luxo” sim, como uma cafeteria french press (nada menos que um excelente café pela manhã!) e uma pequena porção de whisky escocês para o final do dia à beira da fogueira.

Trilha pelas Rochosas Canadenses

A caminhada nem sempre é fácil, mas as vistas e a sensação de liberdade valem a pena!

Sobre os ursos: apesar de não encontrarmos nenhum urso pelo caminho, o spray precisa ser carregado ao seu alcance durante o tempo todo, e ficar na barraca durante a noite. Em todos os locais de acampamento existem armários de aço para que toda a comida, utensílios e outros itens com cheiro forte (como pasta de dente) fiquem fora do alcance dos animais, e o mais importante: longe das barracas! Deve ser uma experiência desagradável acordar no meio da noite com um urso de 250Kg interessado em entrar na sua barraca…

Spray para ursos

Mr. Bear: say hello to my little friend!!

 

Se protegendo de ursos nas Rochosas Canadenses

“Lockers” especiais para proteger a comida e utensílios durante a noite.

A trilha atravessa campos subalpinos, encostas rochosas, florestas e rios com corredeiras, e o caminho é muito bem marcado. Um dos locais de acampamento mais bonitos é o Helmet Falls, que fica bem próximo de uma das quedas d’água mais altas do Canada (350m de altura).

Helmet Falls nas Rochosas Canadenses

Abrigo dos guardas florestais em Helmet Falls (a queda d’água ao fundo).

 

Helmet Falls nas Rochosas Canadenses

Acampando em Helmet Falls

As vistas mais impressionantes da caminhada são as encostas do paredão que dá o nome à trilha, perto da geleira Tumbling Glacier e o rochedo Mount Gray. O espaço é incrivelmente exposto aos elementos, a rocha vertical se estende até o horizonte, e o céu parece que vai nos engolir, fazendo com que o caminhante se sinta um como um pequeno inseto que atravessa um jardim de gigantes.

Geleira Tumbling Glacier

A geleira Tumbling Glacier (esq.) e o Mt. Gray (Dir.), próximo ao Wolverine Pass.

Lago Floe nas Rochosas Canadenses

O lago Floe, nossa ultima parada. A neve das montanhas alimenta o lago com água cristalina.

Nossa caminhada chegou à sua ultima parada no lago Floe, que é formado por águas glaciais vindas das geleiras acima. Algumas pessoas escolhem começar o percurso nesse ponto, mas o lago é um excelente local para se parar por um dia e relaxar antes de sair do parque e voltar ao “mundo real”. Foi nessa noite que tivemos a maior surpresa da viagem – uma virada de tempo violenta, que nos trouxe chuva, neve e granizo! O pior, no meio do verão em Agosto!!! Felizmente estávamos bem preparados, mas bastante cansados e sem muita paciência para enfrentar um dia “relaxando” na chuva congelante! Com essa surpresa nós decidimos bater em retirada e sair do parque, avançando um dia de caminhada até a estrada, onde pegamos uma carona (o que é ilegal naquela região! Please não conta pra ninguém) até o nosso carro.

Verão nas Rochosas Canadenses

Curtindo o verão nas montanhas rochosas …

Verão nas Rochosas Canadenses

Obrigado, São Pedro! 😉

Mais dicas sobre esse itinerário:
Parque Nacional de Kootenay (website oficial)
• Livro “Don’t Waste Your Time in the Canadian Rockies

Gosta de trilhas? Olha aqui outras viagens & aventuras do Rafa:
Subindo o Monte Kilimanjaro (9 dias)
Trilhando na região de Toronto

LEIA TAMBÉM:

2 comentários

Escalando o Monte RainierViajoteca – Blog de Viagens 21 de novembro de 2014 - 23:59

[…] mais: – Monte Rainier / Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Mount_Rainier – Rochosas Canadenses: 6 dias na Trilha Rockwall no Kootenay National Park – Subindo o Monte Kilimanjaro (9 […]

Responder
Dicas de Viagem Canada 28 de fevereiro de 2015 - 19:16

[…] Região de Banff – Introdução Região de Banff – Lago Moraine + Lago Louise Região de Banff – Geleira Athabasca, Lago Peyto e Lago Bow 6 horinhas em Banff Montanhas Rochosas Canadenses – de Vancouver a Banff de carro Rochosas Canadenses: 6 dias na Trilha Rockwall no Kootenay National Park […]

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies