O que fazer na Cracóvia, uma das cidades mais lindas da Polônia

As principais atrações e todas as informações que você precisa!

10

A Cracóvia, na Polônia, é daquelas cidades que surpreendem a todos os visitantes. E isto acontece mesmo! Sabe aquela cidade charmosa, colorida, histórica, alegre e respirando cultura? Então, ela é assim mesmo, cheia de adjetivos. Sempre cheia de turistas que vão em busca do melhor do que fazer Cracóvia, a cidade reina absoluta no sul da Polônia.
Entretanto, sua fama não é só impressão de turista, já que a UNESCO reconheceu o seu Centro Histórico como o Primeiro Patrimônio Mundial da Humanidade em 1978, juntamente com outros onze lugares. Precisa de mais alguma indicação de que a cidade é mesmo incrível?
Por isso, o que fazer na Cracóvia é o que não falta numa visita. Atrações interessantes ela tem várias, todas com uma super história por trás. Contudo, muitas delas infelizmente são bem tristes, mas que faz parte da viagem conhecermos.
Mas como todos os lugares, sempre tem uma lado positivo, um ótimo motivo para conhecer as atrações de Cracóvia é ser ainda um dos lugares baratos da Europa. Fora que a cidade é limpa, segura e muito bem cuidada! Sem dúvida, uma viagem e tanto!

+ 16 CIDADES PARA CONHECER NA POLÔNIA E SE ENCANTAR

+ 15 PRATOS TÍPICOS PARA EXPERIMENTAR NA POLÔNIA E SE DELICIAR

Que fazer Cracóvia vista de Wawel
Vista sobre Cracóvia do alto da torre da Catedral do Castelo Wawel

 

O que fazer na Cracóvia

 

A cidade é cortada pelo Rio Wisla (ou Vístula), que também passa por outra cidade polonesa encantadora, que é Varsóvia. Cracóvia é a capital cultural do país e tem mais de mil anos de história, sendo que já foi capital da Polônia por cerca de 300 anos. Ao contrário de Varsóvia, a atual capital, as construções e atrações de Cracóvia nada sofreram nos bombardeios da Segunda Guerra Mundial. E devido a isto que seu centro histórico está intacto e é preservado.

Mas ambas as cidades viveram o horror do extermínio de judeus pelos nazistas, assim como passaram pela decadência econômica no período soviético. Apesar dos tempos sombrios, elas sobreviveram a estes trágicos períodos da história e brilham fulgurosas como grandes destinos europeus. E suas atrações estão aí para mostrar sua beleza e você descobrir o que fazer em Cracóvia!

Basílica St. Maria
Praça do Mercado e Basílica St. Maria

 

Como conhecer e o que fazer em Cracóvia

Sem dúvida, esta é uma cidade para ser conhecida à pé. As atrações de Cracóvia estão todas próximas uma da outra, no centro antigo. Consegue-se ir de uma a outra facilmente, num roteiro prático e prazeroso de ser feito. Além do que, Cracóvia é uma cidade muito segura. Pode-se andar de noite pelas ruas, sem maiores problemas.

Um passeio muito famoso feito a partir de Cracóvia é a visita ao mais famoso campo de concentração nazista, Auschwitz. Para chegar lá, vai-se com excursões guiadas que devem ser organizadas com antecedência.

Como esse post ficou enorme, resolvi fazer um índice para te ajudar a encontrar seu tópico de preferência, Clique no link abaixo para ir direto ao assunto, ou vai rolando a página para ler tudo:

 

Não quer se preocupar com filas nas atrações de Cracóvia e er transporte público gratuito? >>>> Compre o Krakow Card de 2 ou 3 dias

 

Atrações de Cracóvia

 

Os dois pontos principais para começar um passeio pela cidade são o Castelo de Wawel e a Rynek Główny, que é a praça central da cidade, e em volta de onde tudo acontece no centro antigo.


.

Castelo Wawel

Uma das maiores atrações de Cracóvia é sem dúvidas o Castelo de Wawel. Ele reina do alto do Monte Wawel, na ponta sul do centro antigo e às margens do Rio Vístula. Wawel é um dos castelos mais importantes, o maior e o mais bonito da Polônia. Com mais de mil anos, ele foi durante séculos o lar dos reis poloneses, quando a Polônia era um reino e Cracóvia era sua capital.

Que fazer Cracóvia Wawel
Complexo do Castelo Wawel

Na realidade um complexo que engloba o Castelo Real, a Catedral de Cracóvia e a Gruta do Dragão. Pode-se visitar estas 3 atrações de forma independente, mas todas elas pagas. A circulação pelos pátios do complexo é livre, entretanto a entrada nas atrações requer a compra de entrada, que eu recomendo fortemente que seja feita antecipadamente. As filas para comprar as entradas na hora costumam ter uma fila imensa, principalmente na alta temporada.

+ Bilhete de Entrada Catedral de Wawel com Guia de Áudio

+ Excursão Guiada Castelo de Wawel (em inglês)

Que fazer Cracóvia fila Wawel
Fila para comprar entradas para o Castelo Wawel

 

Castelo

O bonito castelo não tem um estilo único, já que os 36 reis que por ali passaram deixaram suas marcas com o passar dos anos. Desta forma, o castelo de hoje é uma mistura de estilos, incluindo medieval, românico, renascentista, gótico e barroco. O pátio interno pode ser visitado mesmo por aqueles que não compraram entrada, e que podem ver suas belas colunatas, que são uma verdadeira obra-prima arquitetônica.

A visita ao interior do castelo passa por diversas salas e apartamentos reais. Ali dentro estão a capela real, tapeçarias, joias da coroa, mobílias e quadros de diversos reis e rainhas.

 

Catedral

Já a visita a bela Catedral mostra toda beleza desta igreja que viu inúmeros reis poloneses serem coroados. A visita ainda inclui entrar nas capelas da Catedral, que guardam as sepulturas dos mais importantes integrantes da família real polonesa, como o rei Kazimierz. Dos 45 reis que a Polônia já teve, 39 estão enterrados nesta catedral. Além de abrigar a tumba do antigo presidente polonês Lech Kaczyński, morto num acidente de avião em 2010.

Pela catedral se tem acesso à Torre do Sino Zygmunt. Lá do alto da torre se tem uma linda vista de Cracóvia e pode-se ver de perto o sino do século XVI. Este importante sino só badala em ocasiões muito especiais e importantes, como a morte do papa João Paulo II.

Falando no Papa, bem em frente à entrada da Catedral está estátua de bronze do Papa João Paulo II (que era polonês e viveu muitos anos na cidade). Ao lado da estátua fica o Museu da Catedral, com artigos pertencentes ao Papa João Paulo II e alguns reis e bispos.

 

Gruta do Dragão (Gruta Smok)

Aqui vale uma explicação antes de falar desta atração de Cracóvia. Muitas pessoas ao decidir o que fazer em Cracóvia descobrem que existe um dragão que cospe fogo junto ao Castelo. É importante salientar que o dragão em si e a gruta são duas atrações distintas. Quando você está nas dependências do castelo se vê placas de sinalização para a Gruta do Dragão.

Ao chegar ao local designado está uma máquina de vendas de tíquetes automáticas, onde se compra o bilhete para conhecer a gruta. Você desce uma escada em espiral e no fim dela está na gruta. Mas o dragão, a estátua que cospe fogo, na realidade está do lado de fora da gruta e é de acesso livre. Então dito isto, você pode optar por conhecer a gruta, e descer do alto do castelo até a beira do Rio Vístula, onde está o dragão, pela escadaria. Ou pode simplesmente seguir a rua morro a baixo e chegar até o rio e assim ao dragão. 😉

O dragão cuspindo fogo é uma atração de Cracóvia que as crianças adoram! A cada poucos minutos este dragão, em cima de uma pedra, solta labaredas de fogo e faz a alegria da meninada. Ele fica bem na saída da gruta, no passeio ao lado do Rio Vístula e é muito fácil de ser encontrado. Dali do lado saem os inúmeros passeios de barco pelo rio.

Que fazer Cracóvia Wawel dragão
Dragão de Cracóvia

Passeio pelo rio de Cracóvia  >>>>  Cruzeiro Turístico pelo Rio Vístula

 

Mas afinal, o que o dragão tem a ver com Cracóvia?

Diz a lenda que nesta gruta sob o castelo vivia um dragão que comia as ovelhas e raptava donzelas, e deixava os habitantes da cidade muito amedrontados. Desta forma, o rei da cidade, Krak, decidiu oferecer a mão de sua filha ao corajoso que matasse o temido dragão. Assim sendo, um sapateiro da cidade, chamado Skuba, teve a brilhante ideia de fazer uma ovelha ao estilo do cavalo de Tróia, com peles de ovelha. Dentro, ele encheu de enxofre e colocou na entrada da gruta.

Quando o dragão viu a “ovelha”, devorou a mesma e ficou com a barriga queimando por dentro por causa do enxofre. Então ele se jogou no rio e bebeu tanta água que explodiu. E desta maneira, o sapateiro casou com a princesa e virou um dos reis da Polônia.

E até hoje o dragão é o mascote e símbolo de Cracóvia. Por todos os cantos pode se encontrar dragõeszinhos de pelúcia para comprar.

Dica

As melhores fotos do Castelo são tiradas da margem do outro lado do rio. 😉


Seguros Promo


.

Rynek Główny (Praça do Mercado)

Tudo na cidade gira ao redor desta que é a principal praça da cidade, e dizem ser uma das maiores praças medievais da Europa. Com construções de tirar o fôlego, este é o lugar mais imperdível de Cracóvia.

Sempre cheia de gente e com muita animação, rodeada por restaurantes e com festividades e feirinhas, certamente a Praça do Mercado é daqueles lugares que você vai passar inúmeras vezes invariavelmente durante sua visita.

Além disto, é daqui que partem as charretes que levam visitantes para passear pela cidade e que fazem a alegria dos passantes. Quem não tem uma fotinho das lindas charretes brancas com suas charmosas condutoras não passou por Cracóvia! 😛

Esta praça é uma das principais atrações a se ver e que fazer em Cracóvia, e até da Polônia toda! Uma das atrações imperdíveis de Cracóvia é o Sukiennice.

O que fazer Cracóvia Praça do Mercado

Sukiennice e Museu Nacional

Esta bela construção do século XIV bem no centro da Praça d Mercado, na realidade a divide em duas. E não tem como não se notar seu charme e não passear pelo seu corredor central cheio de lojinhas e sempre movimentado.

Este lugar já foi um dia um importante centro de comércio internacional. Hoje em dia, ele é um grande corredor cheio de lojinhas vendendo produtos típicos e souvenires.

No segundo andar desta construção costumava acontecer grandes banquetes e celebrações. E nos dias de hoje, o lugar abriga o Museu Nacional, que tem um belo acervo de arte polonesa do século XIX.

Cracóvia: ingresso para Galeria de Arte Polonesa do Século XIX no Sukiennice


Esta praça guarda mais uma das super atrações de Cracóvia, mas você não vai vê-la facilmente, afinal ela está SOB a praça! Isto mesmo, no subsolo da praça está o Museu Histórico de Cracóvia!

 

Museu Histórico de Cracóvia

Este museu foi criado devido as escavações arqueológicas feitas no local e que trouxeram à tona descobertas de cerca de 20 mil anos a.C. Assim sendo, o museu uma mostra estes achados e explica como viviam os primeiros habitantes da região. Tudo embaixo da terra! Mas o número de visitantes é limitado devido ao espaço e só entram 300 pessoas por vez. Desta forma, é importante comprar sua entrada antecipada para não correr o risco de não conseguir entrar (que aconteceu comigo).

 

Torre da Prefeitura

Vai ser impossível você não notar a Torre da Prefeitura enquanto passeia pelo Rynek.  A torre gótico maciça tem 75 metros de altura, uma vez que é a última parte remanescente da antiga Prefeitura da cidade.
Cracóvia Torre da PrefeituraNo verão é possível subir suas escadarias e ter uma incrível visão panorâmica de Cracóvia. Para chegar no alto da torre, a Wieza Ratuszowa, em polonês, e ser recompensado, são 100 degraus por uma escada estreita. Mas como já disse, vale a pena o esforço para ver as incríveis vistas panorâmicas sobre a cidade. Olhe a foto abaixo e diga se não vale a pena?
O que fazer CracóviaContudo, se você achar/sentir que a torre tem uma leve inclinação, você não está sonhando. Ela tem sim uma inclinação de “55 centímetros” devido a uma forte tempestade em 1703! Esta inclinação é bem mais discreta que a Torre de Pisa, mas ainda assim significativa.

Ao lado da torre fica o Eros Vendado, que é uma escultura em forma de cabeça gigante e com vendas.

 

Na praça, do outro lado do Sukiennice ficam duas igrejas importantes e grandes atrações de Cracóvia: a linda Basílica de Santa Maria e a fofa Igrejinha de São Adalberto.

 

Igreja de São Adalberto

Andando pela praça você vai perceber uma construção pequena num canto dela, perto do início da rua Grodzka. Esta é a Igreja de St. Adalberto (Kościół św. Wojciecha). Bem pequena, dizem ser uma das igrejas de pedra mais antiga da Polônia. O que deve ser verdade, afinal ela tem mais de 1000 anos. Entretanto ela não está ali só para enfeite, e ainda acontecem missas todas as semanas e ela é bem visitada pelos moradores que desejam fazer preces no seu caminho pelo centro.


.

Basílica de Santa Maria

A Cracóvia é uma cidade com lindas igrejas, cada uma mais detalhada e decorada que a outra, um mundo de cores, arte e devoção.  Muitas delas sobreviveram gerações de instabilidade e guerras, e continuam sendo maravilhas arquitetônicas imponentes e também a paixão local pela religião. Não podemos esquecer que o Papa João Paulo II era polonês.

Uma das igrejas mais notáveis para visitar é a Basílica de Santa Maria (Bazylika Mariacka). Localizada no centro da Cidade Antiga, esta catedral é um dos mais importantes edifícios da Polônia. É um dos destaques da arquitetura secular de Cracóvia. Este símbolo lendário e icônico da praça principal existe desde os anos 1200.
Basílica de Santa Maria

Reserve uns minutos para ouvir “o famoso trompetista” – a trombeta era originalmente tocada a cada hora pela guarda da cidade. Mas desde o século 19, quem toca a trombeta são os membros ativos da brigada de incêndio, que também usam a torre da igreja como um posto de vigia.

O que fazer Cracóvia Basílica de Santa MariaA entrada é gratuita, mas somente numa pequena parte da igreja e teoricamente só para rezar. Assim sendo, quem deseja conhecer toda a Basílica e a seção com o Veit Stoss Altar precisa comprar ingressos. É importante salientar que no período de alta temporada os ingressos se esgotam rápido. Desta forma, é fortemente indicada a compra antecipada.

Basílica de Santa Maria: Ingresso Sem Fila

 

Seguindo na rua que começa ao lado da Basílica de Santa Maria você está na tão falada Rota Real, e que leva até o Portão St. Florian e o Barbacã.


.

Rota Real até Portão St. Florian e Barbacã

Portão de St. Florian (em polonês Brama Floriańska) é um dos portões da antiga muralha que cercava Cracóvia medieval e que dava acesso a cidade. Era também uma torre de defesa da cidade. Mas esta torre de defesa possuía uma torre de defesa própria, que é o Barbacã, que fica bem em frente ao portão de St. Florian.

O Portão de St. Florian como se vê hoje é uma bonita torre gótica do século 14 construída para tentar deter os ataques turcos que a cidade recebia.

Que fazer Cracóvia St. Florian
Portão St. Florian

Já o Barbacã (Barbakan Krakowski) foi construído por volta do século 13, tem paredes com 3 metros de espessura e protegia o portão dos ataques. Aliás, ele se mostrou tão bom que virou obra-prima da engenharia militar medieval. Esta construção foi impenetrável e hoje é uma das únicas estruturas de seu tipo na Europa. O lugar pode ser visitado e também abriga exposições temporárias.

Que fazer Cracóvia Barbacã
Barbacã

Neste portão começa a Rota Real, que era por onde seguiam os reis no dia da coroação. Ela começa no portão, segue ao longo da rua Floriańska, passa pela Praça do Mercado e depois pega a rua Grodska, até chegar no Castelo de Wawel.

;

Se você já leu sobre a Cracóvia, certamente já viu alguma menção ao quadro de Leonardo da Vinci que está num museu da cidade. A Dama com Arminho está no Museu Czartoryski quase ao lado do Portão St. Florian, e é uma visita bem recomendada! O museu fica num antigo palácio de uma das principais famílias polonesas, que além de ser dono de uma das mais importantes pinturas de Da Vinci, possui inúmeras outras obras de arte.

Cracóvia: Ingresso p/ Dama com Arminho, de Leonardo da Vinci

 

Retornado para Praça do Mercado e seguindo pela Rota Real, o caminho a ser tomado é pela Rua Grodzka.


.

Rua Grodzka

A Ulica Grodzka faz parte da Rota Real e leva da Praça Central até o Castelo Wawel. Esta é a rua mais antiga da cidade. Sempre cheia de movimento, é um dos melhores lugares para comprar souvenirs na cidade. As lojas vão se seguindo ao longo dela, assim como sorveterias e algumas cafeterias interessantes. Eu amei o cupcake de creme de amendoim que provei na Cupcake Corner Bakery. Mas além desta filial, eles tem outras na cidade. Não deixe de provar, tem vários sabores deliciosos!

 

Mais ou menos na metade da rua Grodzka fica outra igreja imperdível da cidade, a Igreja de São Pedro e São Paulo. Ao lado dela está a Igreja de Santo André, construída entre 1079 e 1098, o que a faz a igreja mais antiga de Cracóvia. Ela também é um dos edifícios românicos mais importantes da Polônia.


.

Igreja de São Pedro e São Paulo

Esta é uma das mais belas igrejas que já conheci. Foi o primeiro edifício barroco a ser construído em Cracóvia. Inclusive, talvez o primeiro edifício barroco na atual Polônia. A igreja é famosa por sua impressionante cúpula interior branca e a entrada é gratuita.

O mais longo Pêndulo de Foucault na Polônia, com 46,5 m está suspenso dentro da Igreja de São Pedro e São Paulo. Por isto, toda quinta-feira são realizadas demonstrações da rotação da Terra a quem se interessar. O pêndulo de Foucault mais famoso está dentro do Panthéon em Paris.
O que fazer Cracóvia

.

Planty

O centro antigo de Cracóvia é todo cercado por uma área verde, que o “abraça”. Na realidade, o Planty é um grande parque que tem 4 quilômetros de comprimento. Ele vai circundando o centro antigo bem por onde antigamente passavam as muralhas da cidade. E em vários trechos ainda é possível ver pedaços dela.

Planty
Planty

O parque é muito bonito e bem cuidado. Bem como é cheio de bancos e fontes de água, o que faz a alegria de turistas e visitantes no verão. Por causa de suas inúmeras e frondosas árvores, o lugar tem muita sombra e é um ótimo refúgio nos dias de sol quente.


.

Outras atrações do Centro Antigo

 

Rua Kanonicza

O centro antigo de Cracóvia tem outras inúmeras atrações, como a rua Kanonicza, que corre paralela a rua Grodzka. Muito graciosa, a maioria dos prédios desta rua são da Igreja Católica. Inclusive o Papa João Paulo II morou por muito tempo num dos prédios desta rua (nr. 19), antes de se tornar Papa.

 

Janela Papal

Sempre que vinha a Cracóvia, João Paulo II costuma abençoar os devotos desta janela no final da tarde, que ficou conhecida como Okno Papieskie (janela papal, em polônes), na Arquidiocese de Cracóvia. Ela fica na Franciszkańska, 3, bem em frente a Igreja de São Francisco de Assis. Dentro do pátio da Arquidiocese, que pode ser visitado, tem uma estátua de tamanho natural do papa. Assim como, vários painéis com fotos contando a trajetória de Karol Wojtyla.

E continuando a tradição, o Papa Francisco continuou abençoando os passantes desta mesma janela durante as Jornadas Mundiais da Juventude de 2016, que aconteceu em Cracóvia.

 

Collegium Maius

Como o nome já leva a crer, este é o um dos prédios da antiga Universidade de Cracóvia. No entanto, o “Colégio Maior” é um dos edifícios universitários mais antigos da Polônia, datado do século 14. Além disso, este lindo prédio acolheu grandes nomes das ciências,  como o astrônomo Nicolau Copérnico, que estudou aqui.

Hoje, o lugar abriga o Museu da Universidade Jagellonia, que abriga um acervo com instrumentos históricos utilizados para astronomia, meteorologia, cartografia, física e química. Caso não tenha interesse no museu, não deixe de ao menos visitar seu belo pátio. A visita ao pátio vale a pena e é gratuita.

Vai se hospedar em Hotel ou Apartamento?

Reserve seu hotel na Cracóvia ou qualquer outro lugar do mundo no Booking.com, um comparador de hotéis que te garante o menor preço e na maioria dos hotéis e apartamentos tem a opção de cancelamento gratuito.

 

O que conhecer Fora do Centro Antigo

 

A cerca de 10 minutos de caminhada do Centro Antigo de Cracóvia está o Bairro Judeu, o Kazimierz.

Cracóvia: Excursão a pé de 3 horas pela cidade velha e Kazimierz


.

Bairro Kazimierz

Uma das regiões mais legais para passear, comer, beber, é o bairro judeu de Kazimierz, área jovem e alternativa, onde você pode encontrar verdadeiras obras de arte de rua em cada esquina.
O que fazer Cracóvia Bairro KazimierzKazimierz já foi o coração pulsante da comunidade judaica da Cracóvia, que foi brutalmente dilacerada pelos alemães. Este lugar foi totalmente destruído durante a guerra e mais de 40 mil judeus saíram daqui direto para os campos de concentração e para a morte.

Embora a comunidade judaica ainda não tenha se recuperado de seus números de pré-guerra, muitas famílias retornaram a habitar o local e sua cultura é celebrada nestas ruas.  A região é também o lar de muitas das comunidades alternativas e artísticas da cidade.
O que fazer Cracóvia Bairro KazimierzGrande parte dessa área não mudou desde a guerra e é uma das razões pelas quais o filme Lista de Schindler tenha sido filmado aqui.  Aliás, este foi o grande motivo que fez esta região reviver e reflorescer.

Não deixe de explorar as suas ruas sinuosas e autênticas. E ainda conhecer a Sinagoga Antiga e o Antigo Cemitério Judeu, que fazem parte da lista de atrações do que fazer em Cracóvia.

 

Antiga Sinagoga

Esta é a Sinagoga ortodoxa a mais antiga da Polônia. Acredita-se que tenha sido construída em 1407 (ou 1492, não se sabe ao certo). Antes da invasão pela Alemanha em 1939, era uma das sinagogas mais importantes da cidade. Hoje em dia não está ativa e foi transformada em museu.

Assim sendo, visitar a Antiga Sinagoga é uma forma se aprofundar mais sobre a história dos judeus poloneses.
O que fazer Cracóvia Bairro Kazimierz

 

Antigo Cemitério Judeu

Este cemitério foi construído em 1535 e foi utilizado até 1800, quando foi fechado e  foi construído um novo cemitério na rua Miodowa, nr. 55. Com lápides bem antigas, e escritas em hebreu, é daqueles lugares que nos fazem viajar no tempo.

Cracóvia: Passeio pelo Kazimierz, o Bairro Judeu em Segway


Viaje Conectado

 

Atravessando o Rio Vístula pela ponte Most Powstańców Śląskich se chega no bairro Zabłocie. Nesta região estão localizadas duas atrações de Cracóvia: a Praça Heróis do Gueto e a Fábrica de Schindler. Pode-se chegar facilmente aqui de tram (descer na parada Plac Bohaterów Getta). Ou ainda é possível vir caminhando num passeio de cerca de 20 minutos a partir do Centro Antigo.


.
Praça Heróis do Gueto

A Plac Bohaterów Getta é uma homenagem aos judeus de Cracóvia e que foram vítimas dos nazistas na 2ª Guerra Mundial. Com a finalidade de representar os pertences deixados pra trás pelos judeus, estas várias cadeiras vazias foram postas neste lugar onde eles eram reunidos antes de partir para os campos de concentração e onde tinham de deixar tudo que tinham para trás.

Que fazer Cracóvia Praça Herois do Gueto
Praça Heróis do Gueto

Nos arredores desta praça ficava o Gueto de Cracóvia, criado para abrigar os judeus desalocados de suas casas e que passavam a viver confinados neste lugar. Era nestes arredores que eles foram obrigados a viver, cercados, antes de serem distribuídos pelos campos de concentração.

Ainda nesta praça pode ser encontrada a Farmácia da Águia, cujo o dono ajudou inúmeros judeus.

 

Farmácia da Águia

A farmácia da águia (Apteka pod Orlem, em polonês) passou a ser uma atração graças ao seu dono, um polonês que ajudou inúmeros judeus a escapar dos campos de extermínio e trabalhos forçados. De forma que ela já ficava na praça central da região onde foi construído o Gueto de Cracóvia, Tadeusz Pankiewicz, o proprietário, continuou trabalhando no lugar.

Apesar de dos muros altos que foram levantados ao redor do gueto, ele conseguiu ajudar muitas crianças a fugir dali. Dentre elas, o cineasta Roman Polanski. Assim, ele se tornou um herói e sua farmácia entrou para história, e hoje  faz parte do Museum de Cracóvia e pode ser visitada.

>> Fábrica da Schindler, Eagle Pharmacy & Museum Tour

 

Resquícios do muro que cercava o Gueto Judeu

Outras atrações de Cracóvia que pode ser visitadas ali pertinho são restos dos muros do gueto construído nesta área. Os endereços onde podem ser vistos são Lwowska 25-27 e Limanowskiego 62. Os restos do muro da rua Limanowskiego ficam dentro de um parque infantil. Já na Lwowska 25-27 é possível ver casas daquela época que ainda são habitadas.

 

Não muito distante da Praça Heróis do Gueto, cerca de 650 metros de distância, está a fábrica de outro famoso herói que salvou inúmeras vidas de judeus, Oskar Schindler.


.
Fábrica de Schindler

Nunca pensei que os museus na Polônia fossem tão ricos. E por eu amar o filme Lista de Schindler fiquei a mais saltitante ao descobrir que existe um museu localizado na antiga fábrica de Oskar Schindler, o local original onde os judeus estavam trabalhando durante a ocupação nazista.
O que fazer Cracóvia Fábrica SchindlerVai ser impossível você não ser introduzido na história da Segunda Guerra Mundial e do Gueto de Cracóvia. Todos os seus sentidos são influenciados pelas imagens, sons e instalações. Você passará por quartos e corredores com muitas fotos, documentos e objetos.
que fazer Cracóvia Fábrica SchindlerEsta fábrica foi utilizado para a produção de objetos esmaltados para o exército, incluindo potes e tampas. La você encontrará também a famosa lista com os dados dos milhares de judeus salvos durante a Segunda Guerra Mundial.

O lugar possui uma exposição permanente que mostra como ficou a cidade de Cracóvia durante o período da ocupação alemã. A exposição se chama “Krakow under Nazi Occupation 1939-1945″.
que fazer Cracóvia Fábrica Schindler

;

A visita a Fábrica de Schindler acontece com horários marcados e um determinado número de pessoas entra por bloco de horário. Ou seja, você compra seu bilhete para determinado horário e só pode entrar na hora designada. Isto faz com que a visita seja mais tranquila (menos cheia) para quem a faz.

Entretanto, este fato requer um planejamento prévio de visita. Já que é pouco provável que você consiga comprar entrada para hora que você chega na bilheteria. Na minha primeira tentativa cheguei às 11h30 da manhã e só tinham bilhetes disponíveis para às 16h15. Já na segunda vez fui mais precavida e comprei antecipadamente online para hora que eu desejava.

Apesar de a visitação ser com hora marcada, mas a visita pela fábrica não tem guia. Cada pessoa ganha um folheto-guia com mapas para orientação e informações, e assim vai fazendo o percurso. Sem dúvida, imperdível!


Passeios pelos Arredores de Cracóvia


.

Campo de Concentração Auschwitz

Este com certeza foi um dos lugares que mais sonhei em conhecer toda a minha vida. Assisti o filme A Lista de Schindler muitas vezes, li livros à respeito, e fui cada vez gostando mais e mais da história.Então visitar este campo de concentração era só questão de tempo. Apesar de eu lidar muito bem com esses lugares, não tem como negar que é impactante estar ao vivo no lugar de tanta tragédia, tristeza e história.
que fazer Cracóvia AuschwitzAuschwitz é um lugar memorável, vai ficar marcado para sempre com você. E porque não dizer que precisa ter estômago para visitá-lo? Pois é bem assim, mesmo. Vi pessoas passando mal, chorando, desistindo da visita no meio do caminho e até já no início. É tudo muito impactante e tocante. A energia no ar é algo tocante.

+ VISITANDO O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE AUSCHWITZ
;

Campo de Concentração Auschwitz

Em cada sala, pátio, objeto que você vê, você fica imaginando o horror e sofrimento das pessoas. Auschwitz hoje em dia é o símbolo mais infame do regime nazista. Bem como o lugar da morte de mais de 1,1 milhão de pessoas. Uma visita para refletir, pensar, e certamente agradecer a vida que temos. Acho que todo mundo deveria conhecer esta parte do passado e história. Com efeito, é algo que nos muda para sempre. E com toda certeza, nos faz torcer para a história jamais se repetir…

+ VISITANDO O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DE AUSCHWITZ



.

Minas de Sal de Wieliczka

Minas de Sal Cracóvia
Foto : Shutterstock | De : Xseon
O que fazer Cracóvia Minas de Sal
Foto : Shutterstock | De : agsaz

Queria muito ter visitado as minas de sal de Wieliczka, mas estava fechado para visitas bem nas datas que eu estava na cidade. Ficará para uma próxima viagem.


>> ENTRADA SEM FILA MINAS DE SAL DE WIELICZKA 

 

Informações Práticas sobre a Cracóvia


.

Quando ir para Cracóvia

A cidade é uma delícia na primavera, verão e outono. Andar pelas suas ruas sem se preocupar com o frio é realmente uma experiência agradável. Entretanto, muitas atrações de Cracóvia são igrejas, museus, o castelo, sua comida é muito reconfortante nos dias frios… o que faz que a cidade seja um destino muito tranquilo para quem vai no inverno. Assim sendo, a cidade é uma ótima opção em todos os meses do ano e o que fazer em Cracóvia é o que não falta em todas as estações.

Cracóvia Praça Mercado
Praça do Mercado, Cracóvia


.

Quantos dias para conhecer Cracóvia

Eu diria que entre dois a três dias são os suficientes para conhecer as atrações de Cracóvia. Ela é perfeita para passar um fim de semana, por exemplo. Já quem planeja conhecer os arredores, deve programar pelo menos um dia inteiro só para o passeio até Auschwitz e pelo menos meio dia para conhecer a bela Mina de Sal de Wieliczka.

+ De Cracóvia: Excursão privada a cidade de Papa João Paulo II


.

Cracóvia é uma cidade barata?

Em termos gerais, sim. Comparada com destinos como Londres, Paris ou Nova York, ela é realmente bem mais barata. Mas com preços comparativos aos encontrados na Alemanha, por exemplo. As atrações tem entradas bem em conta e a hospedagem também tem preços atrativos. A alimentação tem preço comparativo com o Brasil.


.

Moeda da Polônia

A moeda usada na Polônia não é o Euro. A moeda utilizada é o Złoty, que na cotação atual pode ser comparada 1 : 1 ao Real brasileiro. Então fica muito tranquilo para brasileiros fazerem a conversão e saberem quanto estão pagando um artigo. O valor em Złoty é praticamente o mesmo em reais.

Como o Euro não é a moeda local, você pode levar dólares, se tiver em casa, para fazer a troca pelo Złoty. Mas outra boa opção é fazer saques no cartão de crédito ou débito.

+ QUAL É A MOEDA DA ALEMANHA E QUE MOEDA LEVAR NUMA VIAGEM


.

Precisa de Seguro Viagem para Polônia?

Sim, precisa de Seguro Viagem Internacional. A Polônia é signatária do Tratado de Schengen, que permite a livre circulação entre os países membros e que exige que quem entra na Europa possua um seguro viagem de pelo menor 30 mil euros.

Saiba mais sobre este assunto clicando aqui!
Seguros Promo


.

Língua da Polônia

Das principais informações a se saber sobra a cidade é que você não precisa se preocupar com a língua. O polonês é difícil mesmo, mas a maioria das pessoas se vira muito bem com o inglês. Em todos os cantos encontram-se pessoas que falam pelo menos algumas palavras de inglês. Os cardápios nos restaurantes são na sua maioria traduzidos e muitos possuem até fotos. Vá sem preocupações e divirta-se muito!


.

Compras em Cracóvia

A cidade tem inúmeras lojas de souvenires e inclusive uma das maiores atrações de Cracóvia é na realidade um mini shopping de lojinhas de cacarecos com tudo que você pode imaginar com o nome da cidade: o Sukiennice, que divide a praça central da cidade em duas. As ruas laterais da praça, principalmente a Grodzka tem inúmeras lojas do tipo.

Entretanto, não se encontra muitas lojas de grandes redes europeias pelas ruas da cidade. Quem deseja comprar roupas deve seguir para o shopping Galeria Krakowska, que fica colado na estação de trens da cidade e a poucos passos do centro antigo; ou ainda para o shopping Galeria Kazimierz, que fica ao lado do bairro judeu Kazimierz e não muito distante do Museu de Oskar Schindler.


.

O que comer em Cracóvia

A Martinha fez um super post sobre as delícias que você não deveria deixar de provar na Polônia, e realmente esta lista vale a pena ser seguida. Ao redor de toda praça principal da cidade tem inúmeros restaurantes servindo boa comida local e você não precisa caminhar muito para comer bem.

Caso queira comer um Pierogi delicioso e baratinho, bem perto da praça principal, recomendo o Przypiecek, um tipo de lanchonete que serve basicamente este prato com qualidade e sabor.

Que fazer Cracóvia comida
Pierogi

+ 15 PRATOS TÍPICOS PARA EXPERIMENTAR NA POLÔNIA E SE DELICIAR


.

Como se deslocar

Tudo que você desejar fazer em Cracóvia, você pode fazer à pé. As atrações da Cracóvia são na maioria delas centrais e dentro do centro antigo. Realmente a poucos passos uma da outra. Mas caso você pretenda ir até a Fábrica de Schindler e conhecer o bairro Kazimierz, recomendo pegar um tram dos muitos que percorrem a cidade.

Claro que é possível ir à pé, em cerca de 20 minutos você está na Fábrica de Schindler, por exemplo. Contudo, usar o tram é fácil, prático e assim você economiza suas pernas para conhecer a região.

As paradas de tram tem sinalizadores eletrônicos mostrando quais são as linhas que estão se aproximando e em quanto tempo o tram chega. Além de terem o mapa da rede de trams. Realmente muito prático.

Bilhetes

Os bilhetes podem ser comprados direto nas máquinas automáticas que tem na maioria das paradas. E os bilhetes são vendidos 20 minutos ou 50 minutos. Tem também bilhetes de 24h, 48h e 72h. Se você planeja conhecer a Fábrica de Schindler e o bairro judeu saindo do centro, recomendo comprar o passe de 24h.

E não esqueça de comprar a entrada do Museu da Fábrica de Schindler com antecedência para não ficar sem ingresso. Outra opção é ir até lá, sem ser de transporte público ou à pé, é ir num carro elétrico num tour que já inclui a entrada do museu. Uma ótima pedida.


.

Onde ficar em Cracóvia

Como mencionei acima, a hotéis na Polônia costuma tem preços bem mais atrativos que a maioria dos outros países europeus. Se você quer hospedar em Cracóvia com luxo e localização perfeita, faça sua reserva sem medo no Hotel Stary. Ele é um 5 estrelas bem ao lado da praça principal e é cheio de requinte. Outras duas opções 4 estrelas e tão bem localizadas quanto são os Hotel Wentzl e o Hotel Imperial. Ambos com excelentes resenhas.

Na linha 3 estrelas e com localização excelente tem o Hotel Elektor, que fica dentro do centro antigo e a poucos passo de todas as atrações. Se você segue nesta linha dos 3 estrelas e não faz questão de ficar dentro da cidade antiga, mas ainda quer ficar a poucos passos das atrações de Cracóvia, boas escolhas são o Hotel Amber, o Hotel Fortuna e o Nobilton Hotel.

 

FILAS? NUNCA MAIS! INGRESSOS PARA SUA COMODIDADE

Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. O Seguro viagem também é exigido em Cuba, Venezuela e Austrália. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 10% na hora de pagar. 

Clique aqui e ganhe 10% de desconto no seu seguro viagem

;

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Real Seguros (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios na Europa com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro na Europa com a RentCars

Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!

10 Comentários
  1. Renata Campos Diz

    Cracóvia é uma delícia, não é?
    Pena que tive pouco tempo lá mas, com certeza, quero voltar!
    Vou até salvar seu post pra consultar quando for porque tá suuuuper completo! Parabéns!

    1. Carina Diz

      Sim, Cracóvia é daquelas cidades que a gente tem vontade de voltar inúmeras vezes. Ela nunca se esgota, e a gente nunca se cansa dela. 🙂
      Obrigada pela visita, Renata!

  2. Débora Resende Diz

    Quanta coisa incrível! Eu amo a arquitetura das cidades polonesas (e do leste europeu em geral), e fiquei encantada com o interior da basílica!

    1. Carina Diz

      Oi, Débora!
      É realmente uma igreja impressionante e merece a visita, MESMO!
      Fora que ainda é possível subir na torre… 🙂
      Um beijo e obrigada pela visita!

  3. Lulu Freitas Diz

    Que interessante é a Cracóvia e seu post ficou completíssimo! Já favoritei. Achei muito bonito o seu centro histórico preservado da 2a Guerra, mas o que me encantou no seu post foi a Mina de Sal. Me pareceu simplesmente sensacional!

    1. Carina Diz

      Sim, tanto as fotos, como quem já foi, dizem que é demais! Infelizmente nem eu e nem a Martinha conseguimos ir nas vezes que estivemos na cidade.
      Mas espero que na próxima, dê! Porque tem próxima, com certeza! 🙂
      Beijos e obrigada pela visita!

  4. Lidiane Costa Diz

    Ótimo seu roteiro sobre o que fazer na Cracóvia! Quando fui a cidade gostei muito de me perder nos arredores da praça do Mercado e visitar o campo de concentração.

    1. Carina Diz

      Oi, Lidi!
      Realmente a cidade convida a gente a perambular sem rumo. Uma delícia de lugar! 🙂
      Um abraço e obrigada pela visita!

  5. Angela C S Anna Diz

    cracovia realmente eh uma cidade incrivel ne! eu ainda nao visitei, mas tem muita gente la da minha cidade q vai pois sao descendentes de poloneses e adoraram!

    1. Carina Diz

      Oi, Angela!
      Sim, a cidade é incrível. E o sul do Brasil tem muito descendentes de poloneses mesmo, meu pai sempre conta que os vizinhos de infância dele eram de lá. Inclusive ele foi comigo na viagem e sabia de várias palavras por causa disto. 🙂

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.