Mont Saint Michel - a jóia arquitetônica da França

Mont Saint Michel – história, o que fazer e muito +

O Mont Saint-Michel sem nenhuma dúvida é a pérola da França. Repleto de história, o Mont Saint-Michel tem sido uma testemunha privilegiada de uma França que foi transformada ao ritmo dos séculos. Triunfando sozinha na baía que leva seu nome, esta ilha rochosa é uma joia cuja Normandia tem desfrutado por quase 1300 anos. Prepare-se para ficar deslumbrado, o Mont Saint-Michel é mesmo tudo aquilo que você já ouviu falar e muito mais. Erguido numa rocha, em uma bela baía, é impossível não darmos muitos waows.

Pessoas do mundo todo visitam este Patrimônio Mundial da UNESCO, que é único. O Monte Saint-Michel é o terceiro local turístico mais visitado da França, depois da Torre Eiffel e do Palácio de Versalhes. Mais de 3,5 milhões de visitantes visitam as pitorescas ruas medievais desta maravilha todos os anos. Mas como nem tudo são flores, alguns dias mais de 20.000 turistas passeiam no Mont Saint-Michel.

Shutterstock | Por SCStock

O que é uma verdadeira multidão para um lugar tão “pequeno”. Mas este é um dos lugares que você precisa visitar pelo menos 1 vez na vida! Fazer um bate-volta de Paris pode ser uma ótima oportunidade para isso. Em uma das minhas idas eu fiz uma visita guiada ao Mont Saint-Michel e adorei.

Mont Saint-Michel – a pérola da França

Quer você seja crente, praticante, de outra religião ou ateu, uma visita à Abadia do Monte Saint-Michel é obrigatória. A beleza do Monte reside na abadia e seria uma pena você não ir ver este tesouro arquitetônico.

História do Mont Saint Michel

A história do Mont Saint-Michel remonta ao ano 709. Naquela época, Aubert, Bispo de Avranches recebeu a visita do Arcanjo Miguel. Ele fez com que se construísse e consagrasse uma igreja nessa rocha, até então abandonada. Dois séculos mais tarde, em 966, o duque da Normandia estabeleceu na rocha uma comunidade de monges beneditinos que ali levantaram desde o ano mil uma abadia pré-romana.

Mont Saint Michel - a joia arquitetônica da França

Assim, o lugar foi ampliado ao longo dos séculos, mas teve que ser protegido por muralhas durante a Guerra dos Cem Anos e se tornou um símbolo de resistência aos ingleses. Após o colapso do coro românico em 1424, um novo coro gótico extravagante foi construído. Aliás, é ele quem dá à igreja da abadia esse aspecto original. Durante a Revolução, a abadia até se tornou uma prisão.


Leia também:


Melhor época para visitar o Monte Saint-Michel

Com 3,5 milhões de visitantes a cada ano, é bastante utópico pensar que você terá o Mont Saint-Michel só para você. No entanto, como todos os mais belos monumentos do mundo, é possível escapar das hordas de turistas, evitando os horários de maior movimento. Então tenho duas “soluções” para você. Chegue assim que as portas se abrirem às 9h da manhã (na alta temporada), então você terá umas boas duas horas mais tranquilas. A outra opção, que muita gente prefere, é chegar no final da tarde por volta das 18h. Você irá encontrar a maioria dos turistas indo embora e terá maior privacidade no local.

Ainda, uma terceira opção é você se hospedar no Mont Saint-Michel ou nas redondezas. Assim você terá o Monte a qualquer hora do dia e da noite. Particularmente à noite, ele é mágico, especialmente quando as marés tomam as margens adjacentes e a ilhota é iluminada. Mas, em se tratando de meteorologia, é impossível prevenir. Nesta foto aí abaixo, estava marcando solaço, e era auge do verão. Sim, o tempo abriu, a foto anterior a essa é quando estávamos indo embora. Sim!! Mesmo dia. Então, independente do tempo, aproveite e tenha esperança!

Mont Saint Michel - a jóia arquitetônica da França

Visitando o Monte Saint Michel

Desde que era um simples local de culto dedicado ao Arcanjo São Miguel até a sua transformação em prisão sob a Revolução e o Império, a Abadia é o destaque do Monte. Para uma primeira visita, eu aconselho que você use os serviços de um guia (eu fiz a excursão guiada ao Monte Saint-Michel + almoço) a para entender a complexidade dos locais ou, pelo menos, para ter um guia de áudio. É ótimo para termos uma noção e conhecimento do lugar. Você precisará cerca de uma hora para visitar a Abadia e umas 2 – 3 horas para passear no Monte.


Você está planejando uma viagem para a França e precisa de um serviço de transfer em Paris? Chegou no lugar certo! Pois, nós aqui do Viajoteca, temos parceria com motoristas em Paris e super recomendamos. Dessa forma, podemos agendar para você traslados do aeroporto, transfer dentro de Paris e passeios por toda região!

Os motoristas são pessoas de total confiança e por isso eles fazem parte da na nossa lista seleta de Parceiros dos Tours Viajoteca. Inclusive, também oferecemos passeios, tours e transfer em cidades como Toronto (Canadá), Lisboa (Portugal), Madrid e Barcelona (Espanha).

Os motoristas brasileiros em Paris garantem conforto, segurança e tranquilidade para sua viagem em Paris. Vivem no país há muitos anos e podem compartilhar muitas dicas e te levar para todos os lugares.

Peça sua cotação sem compromisso: por e-mail ( tours@viajoteca.com ) ou WhatsApp (clique aqui para nos enviar uma mensagem)!


O que visitar no Mont Saint-Michel

Grand Rue

A visita do Mont-Saint-Michel começa pela sua rua principal, muitas vezes superlotada, com seus restaurantes e lojas de souvenirs. Levante a cabeça e abra os olhos para admirar todos os sinais antigos em frente a restaurantes e lojas. Ali você encontrará o estabelecimento La Mère Poulard: uma cozinheira que abriu uma estalagem no Mont Saint-Michel em 1888 (com o marido) e que se tornou famosa graças a sua omelete cozida em fogo de lenha (agora mundialmente famosa).

Mont Saint Michel - a jóia arquitetônica da França

A Grande Rue atravessa o Mont Saint-Michel desde a entrada da cidade até o portão da abadia. Ela é marcada por 3 grandes portões: a Porte de l’Avancée, a Porte du Boulevard e finalmente a Porte du Roy que também é uma ponte levadiça.


Seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa, faça sua cotação e viaje tranquilo! A cobertura precisa ser de no mínimo 30.000 euros.


Venelle du Guet, a menor rua du Mont Saint Michel

Se você pegar a Grande Rue, mantenha os olhos abertos quando olhar para a esquerda. Você poderá ver a menor rua do Mont Saint-Michel, a Venelle du Guet, também apelidada de “Ruelle des Cuckolds”. A rua fica em frente ao Hôtel La Croix Blanche.

Abadia

Caminhe pelas ruas estreitas da vila, emolduradas por casas em enxaimel, aprecie as muitas vistas da Baía do Mont Saint-Michel e depois caminhe até a abadia. Obra-prima da arquitetura medieval, ela está localizada no topo do Monte e vai oferecer um panorama esplêndido em toda a baía. Se for época das grandes marés, melhor ainda. Classificada como monumento histórico, a abadia continua a ser um lugar de peregrinação cristã. Ali você pode aproveitar para caminhar nas muralhas e apreciar os encantos do lugar e seu ambiente. 

Mont Saint Michel - a jóia arquitetônica da França

Mont Saint Michel - a jóia arquitetônica da França

Uma verdadeira pérola da herança francesa, a Abadia é uma joia arquitetônica. Depois de subir os muitos degraus, você será recompensado pela beleza do lugar. Não importa se os turistas são muitos, a atmosfera nas diferentes salas da abadia é muito pacífica. Um dos destaques da visita é o terraço, que dá uma vista maravilhosa da baía e da área circundante. Olhando a vista, você percebe o quanto caminhou para chegar até a Abadia, mas a vista é lindíssima e até esquecemos do “sacrifício”. Iniciamos a visita guiada pela Abadia na capela e fomos percorrendo vários espaços lindíssimos e cheios de história.

E a subida, como é? Olha, eu sou uma pessoa sedentária. Subi, sofri, mas sobrevivi. Tinham pessoas da 3ª idade bem mais atléticos do que eu. Inclusive com bengala e tudo mais. Então, a não ser que você tenha algum problema de locomoção, vai sofrer um pouco, mas você vai suportar. A subida é longa, em algumas partes bem íngreme e exige força nas pernas, fora que tem muitas escadas para chegar ao topo da Abadia. O que ajudou é que fizemos o trajeto devagar e com paradinhas para explicações e apreciar a vista. Quando vimos estávamos lá em cima.

Mont Saint Michel - a joia arquitetônica da França

Museus

Dentro do Monte Saint Michel se encontram 4 museus. O Museu Histórico é o mais interessante de todos e mostra a reconstituição das masmorras da época e muita informação sobre a história do Mont Saint-Michel. Realmente vale a viagem, imperdível. A Casa Du Guesclin é interessante, o museu mais original dos quatro, pois é uma antiga casa de enxaimel com móveis de época. Já o Museu do Mar não achei muito interessante, muito curto e dá pouca informação. Por fim, o L’Archéoscope é uma projeção audiovisual que vendem como show de “som e luz de tirar o fôlego”. Mas é lenda. 


Não perca >> >> Monte Saint-Michel: Ingresso para 4 Museus


Faça um tour pelas muralhas

O Monte Saint-Michel é cercado por muralhas, construídas após a Guerra dos Cem Anos. Ao longo das muralhas, 7 torres assinalam agradáveis ​​paragens de onde se tem uma vista soberba sobre a baía. Na realidade, não se pode contornar as muralhas, porque elas estão localizadas apenas na frente do Monte. Mas é realmente um lugar lindo. Por exemplo, você pode subir pela rua principal e descer pelas muralhas.


Use nosso cupom: VIAJOTECA e garanta pelo menos 15% de desconto na compra do seu chip de celular com “O Meu Chip“! Super dica!

*(O valor do desconto aparece somente depois do pedido, antes de efetuar o pagamento).

Chip de celular - cupom de desconto 15%


Cemitério

Não precisa se apavorar, ele é tão pequeninho que chega a ser fofo. Fora que é todo florido e rende fotos ótimas.

cemitério do Monte St Michel

Vá ver a pequena Chapelle Saint-Aubert

Quando você está de frente para o Monte Saint-Michel, a pequena Capela Saint-Aubert fica totalmente à esquerda. Ela está localizada fora da “cidade” e não pode ser vista quando se aproxima do paredão, por isso é fácil perdê-la.

Foi construída no século XII, em homenagem a Saint-Aubert, fundador da Abadia do Monte. Diz a lenda que a capela foi construída sobre uma rocha que estava bloqueada no alto do Monte. Uma criança segurada pela mão de Saint-Aubert simplesmente a teria feito cair, empurrando-a com o pé durante a construção da abadia.

Chapelle Saint-Aubert

Nem sempre é possível entrar na capela, mas certamente é possível observá-la do lado de fora da baía.

Cruzar a baía em cavalos na maré baixa

Ainda não fiz este passeio, mas quero muito. Sem dúvida, deve ser incrível olhar e apreciar o Monte Saint Michel de uma outra perspectiva.


NÃO PERCA SEU PRECIOSO TEMPO EM FILAS ENORMES!

>> Ingresso Abadia do Monte Saint-Michel e Tour Autoguiado
>> Mont-Saint-Michel: Excursão de 1 Dia saindo de Paris
>> De Paris: Excursão guiada ao Monte Saint-Michel + almoço
>> Monte Saint-Michel: Ingresso para 4 Museus
>> De Paris: Excursão de 2 Dias Mont St Michel e Vale do Loire


Venha durante as marés altas

Sabemos que desde a construção do novo dique, o Monte Saint-Michel voltou a ser uma ilha na maré alta. A baía do Monte Saint-Michel acolhe as marés mais altas da Europa, com uma amplitude de maré (diferença entre a maré alta e a maré baixa) de mais de 15 metros! Durante as marés maiores, o mar recua mais de 15 quilômetros!

E é justamente nas marés maiores que temos os espetáculos mais bonitos. Já podemos desfrutar da maré, a primeira onda da maré que, segundo a lenda, avança à velocidade de um cavalo a galope. Mas acima de tudo, você pode realmente ver a água que circunda completamente o Monte Saint-Michel.

Convido você a consultar os coeficientes para planejar adequadamente sua visita ao Mont Saint-Michel e ver este espetáculo. Meu conselho? Certifique-se de chegar pelo menos 2 horas antes da maré alta para ver claramente a subida das águas e esperar ver o furo da maré.


Clique aqui e veja o mapa com informações do Mont Saint-Michel em Português


Onde comer no Mont Saint-Michel

Comer dentro do Monte Saint Michel é um tanto quanto complicado para muitas pessoas. Os restaurantes no local são caros e o que está em conta nem sempre é tão gostoso assim pelo seu valor. Então se você não quer correr o risco de passar fome ou ficar sem dinheiro, é bom levar um lanchinho junto com você.

Mas se você quer uma típica e turística atração gastronômica, eu sugiro que você coma o omelete da Mère Poulard. Se você só quer conhecer a famosa casa, mesmo sem ser cliente, você pode participar da preparação da omelete e tirar algumas fotos. 

Hotel Restaurante Relais Saint Michel

Se o céu é o limite e o dinheiro não é um problema para você, então existem muitos restaurantes com uma comida boa dentro e fora do Monte Saint-Michel. Um que eu gostei muito foi o Hotel Restaurante Relais Saint Michel, ele fica do outro lado da passarela e te dá uma vista incrível para o Monte Saint Michel. Apesar de a comida ser simples, ela era bem boa. A visita guiada ao Monte Saint-Michel + almoço é uma ótima forma de aproveitar tudo o que o Monte Saint Michel tem de melhor.

Hotel Restaurante Relais Saint Michel


>> De Paris: Excursão guiada ao Monte Saint-Michel + almoço


Onde se hospedar no Mont Saint-Michel

Aí está uma coisa que ainda não fiz, mas quero muito também. Fico imaginando ter a oportunidade única de ver os turistas irem embora e o Mont Saint-Michel ficando cada vez mais vazio e exclusivo. Principalmente poder acordar e ter a impressão de estar sozinha lá dentro.

Deve ser um sentimento inestimável! Mas admito que dormir num hotel localizado nas margens da baía também é ótimo. Tomar café da manhã enquanto admira o Monte Saint Michel é ainda mais grandioso e especial.

Eu indico os hotéis:

Mont Saint-Michel na Normandia

Ilha do Monte Saint Michel

Depois de anos de trabalho, desde 2013 o Mont Saint-Michel encontrou seu caráter de ilha novamente. A primeira vez em mais de 130 anos! A partir de agora, você tem que usar uma passarela para chegar ao Mont Saint-Michel. Isto, depois de ter estacionado o seu veículo em um grande estacionamento situado a cerca de 2,5 km do Monte Saint-Michel.

  • Uso de transporte gratuito – o ônibus Le Passeur parte próximo do estacionamento e tem uma boa frequência nas horas de maior movimento. O único lado ruim é que você vai ficar mais espremido que uma sardinha se for pegar nos horários de maior movimento.
  • Carruagens – por um valor de 5 a 10 euros, você irá cruzar os 2,5 quilômetros que separam você do Monte em uma carruagens puxada por lindos e cansados cavalos. Imagine no verão o vai e vem dos coitados…
  • Seus pés – na minha opinião, é o melhor modo. São cerca de 30 minutos de caminhada, que passarão muito rapidamente, à medida que você vê o Mont Saint-Michel ganhar vida diante de seus olhos maravilhados. Se uma certa condição física é desejada, o cenário idílico lhe devolverá a energia de seus vinte anos.

Alguns guias também oferecem a oportunidade de percorrer a baía pelas areias, uma experiência um tanto quanto divertida e fascinante. 

ônibus do Monte Saint Michel

Descubra a liberdade de explorar cada cantinho do seu destino com um carro! Alugue um carro e viva uma viagem inesquecível! Com a flexibilidade de horários e itinerários, você pode vivenciar experiências autênticas e desbravar lugares incríveis que ficariam fora do alcance com outros transportes.


Como chegar ao Monte Saint Michel

Atípico e emblemático, o Mont Saint-Michel fica a 380 km de Paris. Ou seja, a 4h de viagem de carro (na média e depende o seu trajeto). Fica também a 45 minutos de carro de Saint-Malo. Como podem ver, é uma viagem longa e cansativa.

Se optar pelo carro (você pode alugar um carro aqui), o melhor trajeto é pegar a auto estrada A13 direção Rouen. Em seguida a Nationale 175 direção Avranches e enfim a direção Mont Saint Michel. Tempo da viagem: 4 horas.

Mont Saint-Michel

Você pode ir de trem de Paris até Rennes e depois pegar um ônibus até o Monte Saint Michel. O trem você deve pegar na Gare Montparnasse. O trajeto até Rennes dura 2h. O trajeto Rennes ao Monte Saint Michel dura 1h.

O acesso ao Mont Saint-Michel é gratuito todos os dias, e o estacionamento não é pago à partir das 19h. Ou seja, antes disso, você tem uma taxa para estacionar o carro. É impossível não ser tentado por uma caminhada no Monte à noite. Ainda mais que é quando a maioria dos turistas já foram embora.

Note que o grande estacionamento é cerca de 10 minutos a pé da ponte. Custa 6,30 euros por menos de duas horas e 12,50 mais de duas horas (então já conte por esse valor).

Visita guiada ao Mont Saint-Michel com almoço incluso

Se você não quer se preocupar com o transporte, fazer uma visita guiada ao Monte Saint-Michel + almoço desde Paris vai ser perfeito para você. Honestamente, acho o tempo passado no Monte pouco, se comparado com o tempo da viagem em si. Mas se você só tem a chance de fazer um bate-volta, eu super indico. Afinal, você conhecerá de perto essa maravilha.

Devo reconhecer que foi ótimo somente sentar no ônibus e não ter que se preocupar com mais nada. Nós partimos às 7h15 da manhã, da frente da agência localizada próximo ao Louvre. O ônibus era confortável, com wifi e tomadas USB. Principalmente, porque ele tinha ar condicionado para enfrentar o verão francês. Honestamente, da estrada eu pouco vi, pois dormi quase todo caminho. Afinal, acordar às 05h não é fácil. A estrada é super linda e nem vi o tempo passar.

O que gostei muito é que além dos guias (teve 2, grupo português e inglês), teve 2 motoristas. Pois é obrigatório para viagens desta distância na França, por motivos de segurança.

Abadia monte França

Visite no final do dia ou de manhã cedo

Não é preciso lembrar que o Monte Saint-Michel é visitado por milhões de visitantes todos os anos. Principalmente no meio do verão, há multidões durante o dia!

Para evitar essa correria e conhecer outro aspecto do Mont Saint-Michel, escolha o início ou o final do dia. Claro, a maioria das lojas de souvenirs estarão fechadas, mas o amanhecer e o anoitecer dão um ar de mistério ao Monte que é muito legal.

Privilegie visitas durante a semana ou fora de época

Embora eu saiba que isso nem sempre é possível, é sempre melhor planejar uma visita ao Mont Saint-Michel fora de temporada. Há menos pessoas e o estacionamento custa menos.

Se você optar por visitar o Mont Saint-Michel no inverno, saiba que nesta época do ano, mesmo no meio do dia, o Mont está vazio. No entanto, as lojas também podem estar fechadas: os Montois tiram férias anuais no inverno!

Se não tiver outra opção a não ser ir durante as férias, dê preferência para o meio da semana. Segundo o posto de turismo, há menos gente às terças e quintas-feiras, a dois dias dos fins de semana.

Bom Passeio!!

5 respostas

  1. Olá,
    Estou indo para a França mês que vem e vou ficar 5 dias em Paris. Entre esses dias, estou pensando em tirar um pra visitar o Monte Saint Michel, essa maravilha . Porém fico na dúvida, se não é muito corrido. O que voces me dizem?
    Desde já, obrigada.
    Rosangela

    1. Oi, Rosangela!
      Olha, corrido é, pois Paris sozinha já merece todos estes dias, mas sonho é sonho, e se você deseja muito conhecer, vá sem medo. 😉
      Boa viagem!

  2. Nossa, fazia tempo que eu não lia uma reportagem tão bem escrita como essa! Você me transportou pra ilha de Sant Michel com essa descrição. Amei muito!

  3. Parabéns pela linda reportagem , estivemos no Saint Michel em 2011 eu e minha esposa. Saimos de Caro de Etretat até Saint Malo. Devo lançar um livro em julho de 2022 quando farei 80 anos. Onde contarei essa e outras viagens pelo Brasil e pelo mundo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.