Livingstone, na Zâmbia, uma das portas de entrada para Victoria Falls

3

Livingstone, na Zâmbia, é conhecida por ser a porta de entrada para Victoria Falls deste lado das cataratas. É uma cidade pacata, com pinta de cidade do interior, que recebe seus visitantes com atenção e tranquilidade.

É aquele tipo de cidade que você se sente bem, onde não se é importunado ao caminhar pelas ruas e nem se é olhado como um estranho no ninho. Uma cidade que vive também para as cataratas de Victoria, mas não só para elas, como é o caso da vizinha Victoria Falls.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é muito indicado nas viagens para a África. Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

A cidade de Livingstone

 

Esta antiga colônia britânica foi fundada em 1905, e ganhou o seu nome do explorador escocês. Livingstone foi o primeiro europeu a ver as cataratas Victoria e então resolveu dar nome a elas, em homenagem a Rainha Victoria, da Inglaterra.

Zambia Livingstone
Centro de Livingstone, na Zâmbia

Apesar de a cidade ter em torno de 140 mil habitantes, ela é pequena, como uma cidade de interior. E como tal, quase tudo acontece na rua principal, a Mosi-oa-Tunya.

Nesta rua estão os bancos, as lojas, os restaurantes, a feira de produtos artesanais (Curio Market) e o museu da cidade.

Livingstone Mosi-oa-Tunya road
A Mosi-oa-Tunya road, em Livingstone
Aeroporto

A cidade conta com seu próprio aeroporto, o Harry Mwanga Nkumbula International Airport (IATA: LVI). Antigamente ele era chamado de Livingstone Airport. O aeroporto recebe vôos de Lusaka, capital da Zâmbia, e de Johannesburg, na África do Sul.

Moeda

Na Zâmbia, a moeda local é o kwatcha (ZMK). Para ter ideia do valor US$ 1 vale aproximadamente ZMK$ 5.

Zambia Livingstone street

Se você gostou do post e ele vai ser útil na sua viagem, nos ajude a manter o blog para ter sempre posts deste tipo fresquinho para você!
Reservando seu hotel na África ou Livingstone por aqui, além de você garantir o menor preço você ainda ajuda o blog!
E o mais importante: você não paga nada mais por isto! E ainda tem, na maioria dos hotéis e apartamentos, a opção de cancelamento gratuito.

Algumas das atrações de Livingstone são:




Mosi-oa-Tunya National Park

Este é o nome do parque que engloba a Victoria Falls do lado da Zâmbia. O parque é patrimônio da UNESCO e fica a 10 quilômetros de distância de Livingstone. O parque tem 66 km² de área e cerca de 20 km do Rio Zambezi corre por dentro dele.

O parque é muito bem cuidado e oferece trilhas de caminhadas, inclusive passando por uma ponte, a Knife Edge Bridge, que chega bem próximo das quedas.

Além das cataratas, o parque tem muita flora e fauna. Ali encontram-se muitos pássaros, girafas, zebras, búfalos, entre outros.

A entrada do parque para visitar Victoria Falls custa US$ 20,00.

Livingstone Mosi-oa-Tunya park
Mosi-oa-Tunya Park, na Zâmbia

Livingstone Museum

Este é o maior e mais antigo museu do país. Ele apresenta artefatos que relatam a história local desde a pré-história até os dias de hoje.

O museu foi fundado em 1934 e naquela época ganhou o nome de David Livingstone Memorial Museum.

O famoso museu de Livingstone tem quatro galerias: Pré-história (arqueologia), Etnografia e Arte, História e História Natural. Em exposição estão também fotografias, instrumentos musicais, objetos que foram de David Livingstone. Também pode se ver as descrições de suas rotas pela África. Esta parte da exposição foi doada por sua família.

O museu é aberto ao público de 08:30-16:30, todos os dias, exceto no Natal e Ano Novo. Entrada: adultos ZMK$ 25, crianças ZMK$ 10.

www.museumszambia.org/Livingstone_Museum.html

Zambia Livingstone museum
The Livingstone Museum

Zambia Livingstone museum maquete
The Livingstone Museum

Curio Market

Este mercado de produtos artesanais fica mais para o final da Mosi-oa-Tunya, no lado esquerdo. É, na realidade, um grande corredor coberto onde os estandes ficam lado a lado. E claro, onde os vendedores tentam insistentemente ter sua atenção.

Os preços são justos e tem bastante artesanato interessante entre máscaras, esculturas, pinturas, artigos em madeira, etc. Nada made in China, e até os imãs de geladeira são tampinhas de metal de refrigerantes pintadas. Vale a pena dar uma passada.

Livingstone curio market 1
Curio Market em Livingstone

Livingstone curio market
Curio Market em Livingstone

Maramba Cultural Museum

Situado em Livingstone, é uma vila criada para preservar as artes, artesanato e a cultura da Zâmbia. No interior de habitações tradicionais pode-se ver ferreiros atiçando o fogo com foles tradicionais, escultores de madeira e fabricantes de máscaras, além de ceramistas e outros artesãos que exercem o seu ofício, como tem sido feito há séculos. Apresenta ainda danças, músicas e costumes.

Railway Museum

Este museu apresenta alguns dos melhores exemplos de patrimônio ferroviário da Zâmbia. Em exposição estão peças que vão desde as locomotivas a vapor históricas a vagões antigos.

Abre diariamente entre 08:30-16:30.

Chishimba Falls Road.

Vale a pena comprar antecipadamente:

3 Comentários
  1. […] Mais informações sobre Victoria Falls você encontra no post Victoria Falls e no post sobre Livingstone. […]

  2. […] Impressões pessoais A cidade de Victoria Falls, do lado das cataratas no Zimbábue, parece largada a própria sorte e em decadência. Não é muita cidade cuidada, como era de se esperar, com pouquíssimas opções de entretenimento. Vê-se muito emprego informal e gente desocupada pelas ruas. Caminhar pelo centro a pé é ter sempre alguém ao teu lado oferecendo qualquer tipo de coisa, seja artefatos manuais de madeira, passeios, antigas notas de dólares zimbabuanos, bijouterias, etc. Geralmente, os vendedores desistem logo após um “não, obrigado”, mas a fila de vendedores é tão grande que a repetição se torna irritante. Os preços são maiores que em Livingstone, na Zâmbia, sua vizinha, e tem-se a impressão que turista que chega na cidade é somente uma fonte de renda, sem o cuidado de agradar ou oferecer um serviço a altura dos preços cobrados. Restaurantes e lojas tem preço de Europa, mas a qualidade oferecida é inferior. Não espere simpatia dos funcionários da alfândega, seja indo ou voltando de Botsuana, como indo e voltando da Zâmbia. Apesar de ser um lugar turístico, prepare-se para ser observado como diferente o tempo todo. O que inacreditavelmente não acontece em Livingstone. Mais sobre Livingstone aqui. […]

  3. […] Falls, este é um parque muito visitado em passeios bate-volta para quem está hospedado em Livingstone ou em Victoria Falls, já que é um passeio muito tranquilo de se fazer a partir destas cidades e […]

Comente Aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.