Sugestão de roteiro: 1 Dia em Halifax (Nova Scotia, Canadá)

8

Halifax é uma dessas cidades que você vai se apaixonando a cada passo. Pouco conhecida entre  brasileiros, mas sonho de consumo de muitos turistas canadenses, a cidade merece ser explorada a pé, em um belo dia ensolarado de verão e com calma. Pensando em você, organizei uma sugestão de roteiro de 1 dia em Halifax, espero que goste!

Public Garden de Halifax
Jardim Público de Halifax

Mini história de Halifax: Antes mesmo dos Europeus chegarem e fundarem a cidade em 1749, Halifax era ponto de encontro da população indígena Mi’kmaq durante os verões da Nova Scotia, onde eles caçavam e pescavam. Mas foi com a chegada dos militares britânicos que ela começou a florescer, hoje Halifax tem cerca de 300.000 habitantes, continua operando um dos portos mais importante do Canadá e o turismo é uma das principais fontes da economia local.

Biblioteca Pública de Halifax
Café da Biblioteca Pública de Halifax

Roteiro: 1 Dia em Halifax

Vai seguindo o mapinha e você passará pelos principais pontos turísticos da cidade 🙂

Comece seu dia passeando pelo centro (downtown) e observando os prédios históricos que recheiam toda essa área da cidade, você os encontrarão por toda parte, especialmente no miolinho das ruas: Barrigton St, Granville St e Hollis Street. Mas nosso passeio, começa mesmo na praça Grand Parade (ponto amarelo no mapa – dê zoom), um espaço cívico e militar que existe desde a fundação da cidade em 1749 e que hoje é usado como ponto de encontro e de descanso para locais e turistas.

De um lado da praça você encontrará o prédio da Prefeitura (Halifax Regional Municipality) e o do outro, a charmosa Igreja Anglicana St. Paul’s (St. Paul’s Church), que é o prédio mais antigo de Halifax! Não deixe de conferir o mural de grafiti todo colorido na rua debaixo, dá para ver da própria praça e a noite também fica iluminado, eu adorei 🙂

St. Paul Church em Halifax
St. Paul Church em Halifax

De lá, comece a subida até o Citadel, mas sem esquecer de admirar e fotograr a Torre do Relógio (Town Clock), um dos marcos históricos da cidade. E então, você vai chegar no principal ponto turístico de Halifax, o Citadel, o forte  construído e ocupado pelos militares britânico para proteger a cidade.

Atualmente, durante os meses mais quentes do ano, maio à outubro, o Citadel se torna um “museu-playground”, delicioso de passear, aprender táticas militares, funções de cada soldado dentro do exercito britânico, ouvir a famosa gaita de fole escocesa, ver a troca da guarda e participar da marcha do canhão, que “explode” todos os dias ao meio-dia (com exceção de 25/dezembro).

Então, a dica é chegar antes das 11h45 da manhã no Citadel, para ver essa última atração, e para garantir um bom lugar, esteja lá às 11h40, pois o espaço do “show” é estreito.  Dá para ficar no Citadel de um a duas horas dependendo da empolgação do visitante. O preço para entrar varia durante os meses de maio a outubro (ver aqui), e de novembro a abril, a entrada é gratuita, mas não nada acontece.

Citadel em Halifax
Guardinha na entrada da Citadel

Citadel em Halifax
Procedimento para a explosão do canhão ao meio-dia

Provavelmente você estará pronto para almoçar depois da visita a Citadel, se for o caso, recomendo algum dos restaurantes da Dresden Row, em especial o restaurante turco Enfendy que é uma delícia, e tem uma promoção de almoço que por $10.99 + tx vem um prato com arroz, salada e um tipo de carne, eu e minha mãe adoramos. Se preferir japonês, tem o Alex Sushi e o Sushi Name Royale na mesma rua.

Depois do almoço, que tal fazer a digestão passeando pelo Public Garden? Um jardim de 16 acres em estilo vitoriano que vai te encher os olhos e a alma; caminhe sem pressa, apreciando as flores, as fontes, o coreto, as estátuas e o belo portão de entrada. Para quem gosta de um cafezinho após o almoço, pode ir no Uncommon Ground ali mesmo no Public Garden ou saindo de lá tem o Humani-T.

Public Garden de Halifax
Belo Jardim Público de Halifax

Public Garden de Halifax
Portão de entrada principal do Public Garden.

Continuando a caminhada, siga por dentro do Victoria Park até a Morris St, onde você vai virar a esquerda e conhecer um dos primeiros bairros fora da área cercada de Halifax, Schmidtville, e que até hoje, preserva sua arquitetura Georgiana característica de 1837. O gostoso dessa parte do passeio, é observar as casinhas coloridas e já aviso, que  possivelmente você será o único turista por lá, mas garanto que vai achar uma gracinha 😉 .

Schmidtville
Bairro histórico de Schmidtville

Da Birmingham St., vire na Spring Garden Rd., e para quem gosta de compras, essa é a rua mais movimentada e cheia de lojas que você vai encontrar no centro de Halifax, não espere muito, a cidade é pequena, né? Uma dica é comprar camisetas ou qualquer coisa da Roots, uma marca legítima canadense, não é baratinha, mas é super “canuck“!

E nessa mesma rua, você vai chegar na Biblioteca Pública de Halifax, Ah gente … eu fiquei tão impressionada com a arquitetura interior e exterior do prédio, que elegi a biblioteca de design moderno mais bonita que já vi até o momento!!! Não deixe de ir no último andar (quinto) e ver o telhado florido e a vista da cidade!!! Só indo e visitando para entender e se maravilhar!




Biblioteca Pública de Halifax
Fachada da biblioteca pública de Halifax

Biblioteca Pública de Halifax
Teto ecológico da Biblioteca Pública de Halifax

Siga para a região do porto, e se você é imigrante ou reside no Canadá, eu recomendo fortemente o Museu da Imigração, no Pier 21, eu achei muito emocionante conhecer a história dos primeiros imigrantes, em especial europeus, que chegaram no Canadá pelo porto de Halifax.

Pier 21 - Museu da Imigração em Halifax
Pier 21 – Museu da Imigração em Halifax

Um pouquinho mais a frente, dê uma entradinha no mercado do porto, Halifax Seaport Farmers’ Market, ele é simples e sem muita emoção, comparado a outros mercados que já visitei, mas já que está passando, não custa entrar para dar uma espiada.

E finalmente, você estará chegando no Waterfront, uma das partes mais bonitas da cidade (sim, eu adoro água, então sou suspeita!). Vá caminhando sem pressa e tente parar em todos os monumentos ou obras, não são muitas, mas algumas delas contam a história de Halifax e da província de Nova Scotia.

Waterfront Halifax
Início do Harbourfront / Waterfront

Waterfront Halifax
Waterfront calminho durante a época de inverno…

Waterfront Halifax
Pessoas fazendo kayak durante um dia de verão

Para quem gosta de cerveja e entende inglês, eu recomendo o tour da cervejaria Alexander Keith’s muito bonitinho e até familiar, basta fazer um breve detour para chegar no prédio histórico da cervejaria e depois retornar ao Waterfront.

alexander keith tour
Cervejaria Alexander Keith’s

Depois de tantos passeios, aposto que você vai querer indicação de restaurantes para um jantar gostoso, não é? Eu recomento o italiano moderno e no waterfront, The Bicycle Thief ou o bistrô de comida canadense Chives, ambos deliciosos e prefira fazer reserva com antecedência. Se quiser um drink antes ou depois, o Stubborn Goat é uma boa pedida e no verão, eles tem um pátio no meio do Waterfront. 

PS: Entre Maio e Junho, a época das lagostas despontam em Nova Scotia, fica a dica para comer uma das melhores lagosta da sua vida, para quem estiver lá nessa época do ano! Vai por mim 😉

Passeios extras:

  • Passeio de ferry até Dartmouth: se tiver tempo sobrando, pegue o ferry (barco) até a cidade do outro lado da baía, Dartmouth para ver Halifax de outro ângulo – basta ir e voltar, ou esticar para um fish & chips ali mesmo na descida do ferry.
  • Para os “fãs” do Titanic: tem muita gente que visita Halifax por causa da tragédia do Titanic, além da exposição permanente de mais de 50 objetos e fotografias no Maritime Museum, a cidade também é base do descanso final de 116 pessoas, 10% dos que padeceram durante a tragédia, o Fairview Lawn Cemetery é o maior cemitério em homenagem as vítimas do Titanic do mundo.  Para colocar em números: o navio continha 2.223 passageiros e desses, 1517 morreram.
Cemitério Titanic em Halifax
Cemitério Titanic em Halifax

Promoções de Hoteis em Halifax:



Booking.com


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


8 Comentários
  1. […] Sugestão de roteiro: 1 Dia em Halifax (Nova Scotia, Canadá) […]

  2. […] Sugestão de roteiro: 1 Dia em Halifax (Nova Scotia, Canadá) […]

  3. Meire Guimarães Diz

    ola! tem como eu chegar de trem em halifax? como faço para ir para lá?
    Obrigada

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Meire,
      Tem sim … se você estiver se locomovendo pelo Canadá, procure pela empresa Via Rail.
      Do contrário, de ônibus, se não me engano, a Greyhound opera em Nova Scotia.
      Abs

  4. Raquel Moraes Diz

    Obrigada pelas dicas. Estou indo para a Nova escocia e encontro pouquissimo sobre esta região.
    Mas alguma dica desta região? Queria saber se vale a pena visitar a Ilha do Principe Eduardo. bjs

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Raquel,
      POis é … preciso escrever mais sobre Nova Scotia, o lugar é uma graça, tenho certeza que irá gostar.
      Eu fiz o bate e volta para PEI, mas achei bem corrido, vale pelo menos dormir uma noite para fazer as coisas com calma. Achei PEI uma gracinha, fui no verão e as plantações de batata estavam lindas, o parque nacional beirando o mar também é muito bonito … tudo bem bucólico! Mas dependendo do tempo, acho que Nova Scotia oferece bastante coisa para fazer nesse mesmo esquema levinho. E conhecer a Bay of Fundy em New Brunswick? Tem post aqui no blog.
      https://www.viajoteca.com/bay-of-fundy/
      https://www.viajoteca.com/kayak-em-bay-of-fundy/
      Abs

  5. João Americo Diz

    Qual dólar você usou em Halifax? Canadense ou Americano?

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi João,
      Usamos o canadense.
      Abs

Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.