Página Principal Austrália Vinhos da Austrália – Melhores regiões vinícolas australianas

Vinhos da Austrália – Melhores regiões vinícolas australianas

por Mirella Matthiesen

Desde que os primeiros europeus se estabeleceram no país em 1788, a história dos vinhos da Austrália começou a se moldar. No início, a produção era focada nos fortificantes e sem muita preocupação com a qualidade. Entretanto essa história mudou completamente na metade do século passado e hoje os vinhos australianos estão entre os melhores do mundo.

Atualmente, o país possui mais de 100 variedades de uvas distribuídas em 65 regiões vinícolas designadas.

Para quem gosta de vinho, incluir uma (ou mais) região vinícola no seu roteiro de viagem para Austrália é um programa obrigatório e delicioso. Para se ter uma ideia, os vinhos australianos receberam seis prêmios Best In Show e 17 medalhas de platina no 2020 Decanter World Wine Awards (DWWA), o maior evento anual do setor.

As regiões de vinhos da Austrália mais conhecidas pelos viajantes são Barossa Valley e Hunter Valley. Mas você vai se surpreender ao saber que em todos os estados australianos, há pelo menos uma boa região vinícola para se desfrutar.

Adelaide Hills - vinhos da Austrália
Pike & Joice, vinícola boutique em Adelaide Hills

FERIADOS DA AUSTRÁLIA 2021 – NACIONAIS E ESTADUAIS

IMIGRAÇÃO NA AUSTRÁLIA | COMO PASSAR NA ALFÂNDEGA AUSTRALIANA

WHITSUNDAYS, AUSTRÁLIA – UM PARAÍSO PARA CHAMAR DE SEU!


Breve história dos vinhos da Austrália

Acredita-se que o vinho foi inventado em 8.000 AC, no entanto, sua história na Austrália começou apenas em 1788, junto com a colonização européia.

A tentativa de crescer parreiras em Sydney, a primeira colônia penal australiana, não foi adiante devido ao clima úmido e falta de traquejo. Pouco tempo depois, as plantações foram removidas e replantadas no rio Parramatta. Além desta, também foram plantadas perto da região de Hunter Valley, onde o solo de boa qualidade combinado com sol forte fornecia um clima mais favorável para o crescimento das videiras.

Na década de 1890, as regiões de Hunter Valley, Barossa Valley e Yarra Valley começaram a produzir vinho em maior quantidade. Especialmente com a chegada de imigrantes europeus da Alemanha, França e até Itália, que trouxeram seus conhecimentos.

O vinho fortificado foi a qualidade produzida nesse primeiro momento, tanto para consumação local, como para o início da comercialização internacional.

Depois de 1960 o vinho da Austrália mudou…

Somente na década de 1960, quando o crescimento econômico da Austrália prosperou e trouxe uma maior renda per capita, que os vinhos de qualidade começou a ter mais demanda. Dessa forma, as vinícolas que antes se contentavam em produzir vinhos de mesa, passaram a se preocupar com safras de qualidade. Especialmente o foco foi com as uvas Shiraz, Chardonnay, Cabernet Sauvignon, entre outras.

Antigas vinícolas se reinventaram e novas empresas foram surgindo em todo o país. Esta expansão levou a uma maior variedade e aumento da qualidade. Podemos dizer que o passo que faltava para a reputação dos vinhos da Austrália ganhar escala global, isso inclui o famoso Penfolds Grange.

Nos dias de hoje, a Austrália possui mais de 2.000 vinícolas e é um dos maiores produtores e exportadores de vinho do mundo.

A Austrália, junto com países como Argentina, Canadá, Chile, Nova Zelândia, África do Sul, Estados Unidos e até o Brasil, fazem parte do “Novo Mundo” dos produtores de vinho.

Segundo o Wine Guide Australia, os vinhos da Austrália tem um perfil “frutífero”. Ou seja, prevalece o início do sabor da fruta (não necessariamente a doçura). Isso tende a tornar o vinho australiano mais acessível para o paladar de iniciantes e também contribui para sua popularidade. Deve ser por isso que eu sou fã de um bom Shiraz australiano.

Vinícolas para visitar em Barossa, na Australia
Lavandas e parreiras em Angaston, Barossa Valley

Seguro Viagem para a Austrália

Uma coisa que não pode faltar na sua viagem é um bom Seguro Viagem Internacional.
Viaje tranquilo e esteja protegido/a se alguma emergência acontecer!
O sistema de saúde australiano é muito caro para turistas, não vale a pena arriscar.
Aproveite nosso link e receba no mínimo 5% de desconto!!!

Desconto Seguro Viagem

Principais Regiões de Vinhos da Austrália

Há inúmeras regiões vinícolas na Austrália para visitar, algumas são mais conhecidas que outras. Assim sendo, nesse post do Viajoteca trago a melhor combinação para unir degustação de vinhos e belas paisagens.

O mapa abaixo mostra as principais regiões de vinhos da Austrália dividido por estado:

Regiões de vinho da Austrália

Barossa Valley, South Australia

Barossa Valley

O Vale de Barossa começou a prosperar em 1842 com os colonos alemães luteranos que chegaram na Austrália fugindo de perseguições religiosas na Europa.

A grande curiosidade de Barossa é que a região possui algumas das vinhas mais antigas do mundo. Muitas chegam a ter mais de um século de existência, a exemplo do vinhedo da Langmeil Winery’s, que remonta a 1843 e até hoje produz frutos que resultam em excelentes safras.

Aproximadamente uma hora de carro ao norte de Adelaide, capital do estado de South Australia, o vale de Barossa é conhecida por seu shiraz encorpado, mas também produz ótimos vinhos de outras qualidades como chardonay, riesling, grenache e cabernet sauvignon.

Com mais de 150 vinícolas e 80 adegas, a área tem muitas variedades para provar.

>>> Dicas de vinícolas para visitar em Barossa

>>> Roteiro diferente para um final de semana em Barossa Valley

>>> Excursão de um dia para Barossa a partir de Adelaide

As principais cidades/regiões para se hospedar em Barossa são Tanunda (onde fiquei no Novotel) e Angaston.

Tanunda oferece mais opção de hospedagem e de coisas para fazer a noite, mas como as cidades são bem pequenas, não vá esperando muita agitação. Além dos hotéis em Barossa, procure também por locais estilo AirBnB, tem sempre ótimas opções, especialmente para quem vai em grupo.

Outras regiões vinícolas perto de Barossa Valley:


McLaren Vale, South Australia

McLaren Vale - vinhos da Austrália

O Vale de Barossa pode ser a região de vinhos mais famosa da Austrália, mas McLaren Vale é minha favorita! Inclusive, foi em Vale de McLaren que a produção de vinhos começou no estado de South Australia. Que benção! 🙂

A grande vantagem de McLaren é que ela fica há apenas 45 minutos de carro de Adelaide, a capital do estado. Conforme vai se adentrado pelo vale, a paisagem de vinhas vai ganhando espaço. Anota aí, que esta é uma ótima opção de day trip!

Há muitas vinícolas para se fazer degustação no Vale de McLaren, contudo recomendo a d’Arenberg que combina bom vinho e uma experiência cubista um tanto quanto peculiar. Impossível não notar seu prédio de cinco andares em formato de cubo e as obras de Salvador Dali. Sem dúvida, um clique perfeito para quem gosta do Instagram. Aliás, já está seguindo o perfil @viajoteca?

Outras vinícolas interessantes são a Maxwell, The Confessional e se quiser prestigiar uma brasileira especialista em sustentabilidade, vá a Inkwell.

Um passeio na praia de Port Noarlunga também combina muito bem com o dia em McLaren Vale.

Se quiser esticar a noite e aproveitar a região com a calma, segue algumas acomodações bem avaliadas: Casavino Luxury Villas, Oxenberry Farm e Bella Cosa Bed and Breakfast. Ou procure uma cantinho aconchegante no AirBnB.


Vinhos da Austrália em Coonawarra, South Australia

Vinícolas na Austrália
South Australian Tourism Commission/Adam Bruzzone

Coonawarra se localiza na fronteira entre os estados de South Australia e Victoria, na bela região costeira de Limestone. Seu solo “terra rossa” favorece muito a produção de cabernet sauvignon. Contudo suas condições marítimas também são adequadas para shiraz. Um banho de vinho tinto encorpado e balanceado!

Devido a larga distância entre as capitais Adelaide e Melbourne, Coonawarra acaba sendo uma região vinícola mais “difícil” de encaixar nos itinerários. Porém, os amantes de cabernet sauvignon precisam conhecer essa região. Meu Cab Sauv favorito de Coonawarra é da vinícola St. Hugo.

A região de Coonawarra também é muito bonita e vale dar uma esticadinha para conhecer algumas das atrações de Mt Gambier.

Por fim, duas opções de acomodação que recomendo na região são: Coonawarra Experience em Penola ou o The Barn em Mt Gambier, que aliás, tem o restaurante com a melhor carne (steak) que já comi na Austrália.


Hunter Valley, New South Wales 

Hunter Valley

Desde o século 19, quando as primeiras vinhas chegaram na região, Hunter Valley está aprimorando a técnica de fazer vinho em um clima desafiador. Atualmente são mais de 150 vinícolas espalhadas pela região.  

Por certo, a proximidade de Sydney faz a região ganhar uma visibilidade enorme e eventos de renome internacional sempre acontecem por ali, além, é claro, de oferecer excelente infraestrutura de acomodações e gastronomia.

>>> O que fazer em Vale de Hunter: incluindo dicas das melhores vinícolas, hotéis e restaurantes.

A especialidade da região de Hunter Valley é o vinho branco Semillon, talvez um dos melhores do mundo, e o vinho tinto Shiraz, a qualidade mais produzida na Austrália. Contudo, há também bons exemplos de Chardonnay para quem aprecia. 

Tours para Hunter Valley a partir de Sydney:

Apesar de puxado, uma day trip de Sydney para Hunter Valley é bem plausível, mas se puder ficar mais de uma noite, com certeza poderá aproveitar essa região de vinhos da Austrália com muito mais calma e prazer.

Para quem for ficar em Hunter Valley,  Pokolbin ou Lovedale são as melhore opções para explorar Hunter Valley.

Nós escolhemos o Chateau Elan At The Vintage e a propriedade em si já é uma atração turística. Todavia, procure sua opção no Booking.com ou no AirBnB, são minhas plataformas favoritas de reserva de hotéis/casas.


Vinhos da Austrália em Yarra Valley, Victoria

Yarra Valley
Rochford Winery estate – Visit Victoria / Melbourne Convention Bureau

A menos de uma hora de carro de Melbourne, o Vale de Yarra é o lar de vinhedos, restaurantes finos e ótimas acomodações. De modo ele se torna ideal para turistas e locais curtirem uma day trip ou mesmo um final de semana na região.

A indústria do vinho de Victoria remonta a 1838 e além de ser a mais antiga do estado de Victoria, também é a mais famosa. Atualmente são cerca 70 vinícolas espalhadas pelo vale. Devido ao clima frio, vinhos espumantes e pinot noir são os mais produzidos.

Da mesma forma, Yarra Valley também é conhecida pela gastronomia e produtos frescos, então misture seu passeio degustando vinhos e experimentando delícias da região!

Você pode conhecer o Vale de Yarra em uma excursão de um dia saindo de Melbourne como essa ou essa aqui, ambas bem avaliada. E se puder gastar um pouquinho mais, não perca o tour de vinho e passeio de balão!

Assim com nas outras regiões de vinhos da Austrália, selecione antecipamente as vinícolas que pretende visitar. No Vale de Yarra recomendo  Dominique Portet Winery, Maddens Rise, De Bortoli ou confira as dicas da Bah sobre o que fazer em um final de semana em Yarra Valley.

Finalmente, procure aqui hotéis e pousadas para ficar em Yarra Valley ou apartamentos ou casas aqui.


Margaret River, Western Austrália

Margaret River winery

Margaret River é uma das regiões de vinho da Austrália mais isolada geograficamente. Ela fica no canto sudoeste do estado de Western Australia (WA), a 250km ao sul de Perth.

Com um clima similar a Borgonha, na França, a curiosidade é que Margaret River possui apenas 50 anos de história nesse mercado, mas mesmo assim já construiu uma excelente reputação. Hoje são mais de 200 vinícolas espalhadas pela região e 90 abertas para degustação.

Apesar de Margaret River produzir uma grande variedade de vinhos, contudo sua especialidade são os sauvignon blanc, cabernet sauvignon e chardonnay.

Além dos vinhos, Margaret River oferece uma gama de coisas para fazer como praia, cavernas e muito mais. Assim sendo, reserve pelo menos um final de semana inteiro para explorar a região.

Dessa última vez que estivemos em Margaret River ficamos no Margarets Forest e gostamos muito da localização, especialmente por ser perto do restaurante La Scarpetta Trattoria.

Ainda outras regiões vinícolas perto de Perth:

  • Perth Hills
  • Swan Valley

Conclusão sobre vinhos da Austrália

Espero que tenham gostado desse breve resumo nas principais regiões de vinhos da Austrália. Com certeza, um programão para quem gosta de fazer degustação.

Sempre que vou a uma nova região vinícola australiana me impressiono com os cellars doors e a dedicação que os produtores estão fazendo para surpreender o paladar dos visitantes.

Depois que conta qual gostou mais ou se já foi em alguma outra região além dessas.

Resolva sua viagem com nossos parceiros:

Todas as Viagens - Botão Seguro Viagem

 

Botão Chip de Celular
Todas as Viagens - Botão Passagem aérea

 

Botão Hoteis

Todas as Viagens - Botão Aluguel de carro

 

Botão Ingresso

LEIA TAMBÉM:

10 comentários

Fernanda 26 de outubro de 2020 - 21:44

Eu aprendi a gostar dos vinhos da Austrália morando lá. Fui para Hunter Valley porque morava em Sydney, mas me apaixonei mesmo por Yarra Valley. Paisagens magníficas e vinhos muito bons. Agora tenho que voltar para a Austrália para conhecer Margaret River.

Responder
Mirella Matthiesen 27 de outubro de 2020 - 02:32

Eu adoro as regiões de vinhos da Austrália, estou nesse momento em South Australia e me acabando por aqui (risos).
Beijos e obrigada pela visita.

Responder
Hebe C 27 de outubro de 2020 - 14:14

Adorei esse post, somos apaixonados por vinhos, mas ainda não conheci nenhuma vinicola australiana. Quem sabe ano que vem!!!!!!!!!!!!!!

Responder
Mirella Matthiesen 28 de outubro de 2020 - 23:13

Coloca aí na listinha, vale muito a pena visitar a Austrália e pelo menos uma dessas vinícolas!!! Eu adoro!

Responder
Natalie Soares 28 de outubro de 2020 - 09:06

Lendo esse post e chorando de saudades ao mesmo tempo.
Lembro de uma vinícola biodinâmica que visitei em Hunter Valley e até hoje morro de saudades do azeite e do vinho que trouxe de lá.

Responder
Mirella Matthiesen 28 de outubro de 2020 - 23:15

Nat, será que o azeite era o Pukara? Meu favorito aqui da Austrália.
bjks e loguinho você volta pra cá! 🙂

Responder
Luciana Rodrigues 29 de outubro de 2020 - 05:29

Legal conhecer sobre os vinhos da Áustrália, porque acho que nunca tomei um. Fiquei curiosa em saber quais são os tipos de vinhedos autóctonos!

Responder
Mirella Matthiesen 29 de outubro de 2020 - 22:12

Oi Lu,
Os vinhedos autóctonos são uvas nativas, o blog da Valduga explica um pouquinho: O que são uvas autóctones?.
Beijos

Responder
ana 29 de outubro de 2020 - 22:43

Não conhecia os vinhos australianos, nem sabia que tinha hahhaha agora quero provar.

Responder
Mirella Matthiesen 1 de novembro de 2020 - 03:29

Ana, você precisa conhecer, tem muitos vinhos maravilhosos da Austrália!!!
Eu sou super suspeita, pois adoro! Mas vale muito a pena experimentar.

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies