Página Principal Portugal Quinta da Casa Amarela – uma Quinta com muito amor e sabor

Quinta da Casa Amarela – uma Quinta com muito amor e sabor

por Martinha Andersen

Uma das grandes surpresas da minha ida ao Vale do Douro ano passado, foi conhecer a Quinta da Casa Amarela. Situada na margem do rio Douro, região classificada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. Fica entre as cidades de Régua e Lamego, no coração da mais antiga região demarcada do mundo – o Douro. Assim que você chega na propriedade, você entende o motivo.

Quinta da Casa Amarela

Foto Rita Branco – O Porto Encanta

A Quinta da Casa Amarela abriu as portas ao Enoturismo em 1996, assim que foi lançada a Rota do Vinho do Porto. A Quinta, que está na posse da mesma família desde 1885, é uma propriedade tradicional e familiar. Muito família, diga-se de passagem.

Assim que você chega, você já nota o acolhimento familiar e autêntico, uma verdadeira arte de bem receber. O senhor Gil Regueiro e a Dona Laura fazem isso como ninguém. Tem ainda o filho Gil e a nora que nos receberam muito bem. Como bem disse a Rapha : “Eles são a Quinta. O filho deles é a Quinta. E a/os filhas/os do filho serão a Quinta”.

Mas por que eu achei a Quinta da Casa Amarela tão especial? Por tudo, simples assim… cada detalhe, cada canto, cada uva, tem uma história linda por trás. Foi uma visita um tanto criativa e inovadora, que nos fez descobrir e sentir a cultura vínica, nos proporcionando experiências únicas. Tudo começa com o lindo caminho que nos leva até a Quinta e a belíssima propriedade amarela revestida de vinhas virgens.

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela

Seguro viagem geral 728x90

Tivemos uma agradável conversa com o Sr. Gil, onde conhecemos a história da Quinta da Casa Amarela, da família e dos vinhos. Fomos a sala onde os vinhos descansam em grandes barris e nos encantamos.  A música clássica de fundo dá aquele toque de magia ao ambiente.

Quinta da Casa Amarela

Segundo o Sr. Gil, o vinho está vivo e descansa ouvindo música clássica. Não é incrível?! No repertório, Bach, Mozart, … , que ajudam o vinho a envelhecer da melhor forma possível. A sala é um charme, com pintura nos barris, painéis de azulejos na parede, velas, …

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela

Um local perfeito para aquela foto especial. Créditos da modelo Helô 😉

Quinta da Casa Amarela

Como fomos bem na época das vindimas, demos a sorte de ver o vinho “nascendo”. Foi muito interessante ver o pessoal trabalhando (e que trabalho), é uma verdadeira arte esse “métier”. Já estou me programando para retornar ao Douro na próxima vindima e acompanhar mais um pouco essa experiência incrível.

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela

Quinta da Casa Amarela fermentação uva

Quinta da Casa Amarela fermentação uva

Não poderíamos estar lá e não degustarmos os maravilhosos vinhos da Quinta da Casa Amarela. A Dona Laura arrasou na recepção, e além de nos contar mais histórias da Quinta e dos vinhos, preparou deliciosos quitutes. O Porto Branco foi o meu preferido, é uma delicia de outro mundo.

Quinta da Casa Amarela Porto Branco

Quinta da Casa Amarela Porto Branco

Quinta da Casa Amarela

Fiquei encantada com a Dona Laura, que está no comando da Quinta da Casa Amarela há mais de 20 anos. É incrível ver uma mulher num meio que era predominantemente liderado por homens, e a Dona Laura se destaca brilhantemente. Charmosa, divertida e sempre com sorriso no rosto, a matriarca da família tem sempre uma história interessante para nos contar.

Quinta da Casa Amarela Laura

A propriedade da Quinta pertenceu aos pais da Dona Laura, e à partir de 1986 começaram com a comercialização dos vinhos do Porto. Hoje em dia, a Quinta da Casa Amarela produz mais de 100 mil garrafas por ano, entre brancos, rosés, tintos e vinho do Porto.

Sem falar que não são somente os portugueses que se deliciam com os vinhos da Quinta, já que eles exportam os vinhos para vários países, inclusive o Brasil (uhulll.. pode comemorar!), onde a família viaja anualmente para apresentar os seus maravilhosos vinhos. Um trabalho um tanto quanto cansativo, mas de persistência. São muitas horas dentro de um carro ou de um avião, muitas provas, mas a certeza de muitos clientes satisfeitos compensa.

Quinta da Casa Amarela vinhos

Quinta da Casa Amarela vinho

Não deixe de conhecer o Douro, e estando lá, não deixe de visitar a Quinta da Casa Amarela (ligar antes para ver a disponibilidade é sempre recomendável). Você irá conhecer uma família incrível, se deliciar com vinhos feitos com paixão, simplicidade, e uma qualidade de outro mundo.

Quinta da Casa Amarela

5100-421 Lamego
Telefone : + 351 254 666 200
Fax : +351 254 665 209
Celular : + 351 962 621 661 / +351 965 047 650
Site : https://www.the-yeatman-hotel.com/pt/vinho/parceiros/quinta-da-casa-amarela/


Gps. 41º 08′ 22” N / 7º 48′ 03.4”W
Localização / Como Chegar

Eu viajei para Portugal a convite da AETUR. O conteúdo do post é genuíno e reflete a minha experiência e opiniões.

Curtiu esse post? Salve ele no Pinterest

LEIA TAMBÉM:

38 comentários


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Europa 1

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

– Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

– Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

– Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios na Europa com a Get Your Guide

– Alugue seu Carro na Europa com a RentCars

Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Giulia Sampogna 14 de janeiro de 2017 - 06:59

Já escutei tanta coisa boa do Vale do Douro e esses vinhos me chamaram, já está na wishlist. Adoro seus posts super completos. Beijos

Responder
Martinha Andersen 14 de janeiro de 2017 - 09:55

Oi Giulia.. Obrigada, fico muito feliz..
Vale muito conhecer o Vale do Douro e todas as maravilhas que ele proporciona. E a Quinta da Casa Amarela é um dos lugares que você tem que conhecer.
Beijo =)

Responder
Analuiza (Espiando Pelo Mundo) 14 de janeiro de 2017 - 11:49

Martinha, você me deu uma ótima desculpa para voltar para esta encantadora região! Quanta beleza e informação! 🙂 Ana

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 11:28

Oi Ana… Volte sim, é uma belíssima região. =)

Responder
Ana Carolina Miranda 14 de janeiro de 2017 - 15:34

Adorei sua dica e já está anotada! Se for até o Douro, certamente irei até a Quinta da Casa Amarela!

Responder
quartodeviagem 14 de janeiro de 2017 - 16:24

que lugar lindo é o Douro, depois dessa viagem de vocês eu me apaixonei por essa região, acompanhei no snap e achei tudo tão incrível, é um dos lugares que quero ir no futuro! ♥

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 11:30

Oi… Foi uma viagem incrível mesmo, não sei por que eu demorei muito para ir… As meninas mandaram muito bem no snap =)

Responder
blogeunomundo 14 de janeiro de 2017 - 17:55

Muito legal! eu já estive em um lugar semelhante para na fabricação de cachaça, agora de vinho deve ser ainda mais impressionante… Obrigado pela dica e parabéns pelo artigo.

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 11:33

Que legal! Quero muito ir numa fábrica de cachaça, certeza que ia me acabar lá. =)

Responder
Danielle Bispo 14 de janeiro de 2017 - 19:34

Só escuto elogios à Quinta e o sr. Gil. Tenho amigos que foram ano passado e voltaram encantados com a Quinta e com a viagem pelo Porto. Preciso muito conhecer.

bjs
Dani Bispo
abolonhesa.com

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 11:58

O Sr Gil e família é mesmo espetacular. Você vai amar a Quinta e eles. =)

Responder
Gabi 14 de janeiro de 2017 - 20:41

Que lugar encantador! Na próxima vez que eu for ao Porto vou tentar ir lá 😉

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 11:59

Isso, se programe e vá sim! =)

Responder
martachantrips 14 de janeiro de 2017 - 21:22

A zona do Douro tem mesmo uma infinidade de lugares encantados para conhecermos. Desconhecia essa quinta mas fiquei vidrada pela frente toda coberta de verde, tão bonito <3 Achei piada essa do vinho ouvir musica clássica para envelhecer mais rápido 😀

~*Viver a Viajar*~

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 12:01

Oi Xará.. Bem isso, tenho que voltar muitas vezes, para conhecer todos os encantos do Douro.
Hehehe… mas pense que é verdade, tudo pela qualidade do vinho. É um ambiente encantador. =)

Responder
Alessandra Fratus 14 de janeiro de 2017 - 22:14

Que demais! Fiquei babando aqui pensando no sabor dos vinhos desse lugar lindo!! Ótima dica.

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 12:02

Oi Ale… o vinho é maravilhoso. Um dos melhores que bebi lá. E não foram poucos =)

Responder
Dayana 15 de janeiro de 2017 - 00:36

Com certeza, indo ao Douro, não perderei a Quinta da Casa Amarela! Já estou me imaginando vendo o vinho que tanto adoro “nascendo”… 🙂

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 12:06

Oi Dayana. Isso mesmo, conheça a Quinta da Casa Amarela, que você não vai se arrepender. =)

Responder
Salonisses 15 de janeiro de 2017 - 07:43

Sou apaixonada por Enoturismo. Adorei o post e não vejo a hoje de ter a oportunidade de experimentar os vinhos da Quinta da Casa Amarela <3

Responder
Martinha Andersen 15 de janeiro de 2017 - 12:09

Oi… Eu sou uma pessoa + cerveja, e amei o vinho… então é certeza que você vai adorar os vinhos da Quinta também =)

Responder
Juliana Moreti (turistando.in) 15 de janeiro de 2017 - 16:40

Eu queria muito ter visitado “Quintas” quando estive em Portugal, principalmente no Porto! Adorei tua dica! Esse local é muito bonito! Mas cà eu me pergunto: Serà que Mozart e Beethoven fazem a diferença????
😉

Responder
Martinha Andersen 18 de janeiro de 2017 - 07:34

Oi Juliana… é melhor acreditar que sim né… afinal o vinho é muito bom.. =)

Responder
Gisele Ramos 15 de janeiro de 2017 - 20:06

Que passeio incrível! Esse Porto branco deve ser dos deuses – ainda mais com as uvas que ouvem música clássica!

Abraço,

Responder
Martinha Andersen 18 de janeiro de 2017 - 07:36

Oi Gisele. O Porto Branco era divino mesmo, assim como toda a Quinta =)

Responder
Klécia Cassemiro 16 de janeiro de 2017 - 00:01

Que post delicioso! Já coloquei no topo da minha listinha em portugal. Que lugar fabuloso, lindas paisagens regadas a um bom vinho! Preciso disso!

Responder
Martinha Andersen 18 de janeiro de 2017 - 07:39

A Quinta (assim como todo o Douro) é realmente fabulosa. Quando você for a Portugal, não deixe de visitá-la. =)

Responder
Susana - Viaje Comigo 16 de janeiro de 2017 - 09:57

Olá! O Douro é a minha paixão! Não existe local igual no mundo inteiro! Já conheço muitas quintas mas esta não! Que maravilha conhecer com as suas imagens e palavras! Boas viagens!

Responder
Martinha Andersen 18 de janeiro de 2017 - 07:41

Oi Susana. Eu também me apaixonei pelo Douro. Você aí pertinho, vá conhecer a Quinta Casa Amarela. Você vai adorar =)

Responder
Paula Abud 16 de janeiro de 2017 - 11:29

Dica anotada, amei!! Adoro fazer visitas a vinícolas, antes pensava que era massante, mas conhecer todo o processo de fabricação, as histórias da família, são coisas fascinantes! Obrigada pela dica!

Responder
Martinha Andersen 18 de janeiro de 2017 - 08:17

Oi Paula… não… não é nada massante. É tão envolvente que quando vimos, a visita já acabou =)

Responder
Edson Jr 18 de janeiro de 2017 - 19:13

Que post lindo, Martinha! Adorei as fotos das uvas já amassadas para o nascimento do vinho.

Responder
Martinha Andersen 19 de janeiro de 2017 - 08:01

Oi Edson.. Obrigada! ao vivo as uvas amassadas são bem mais encantadoras =)

Responder
Marlise Vidal 21 de janeiro de 2017 - 09:19

Oi Martinha, nossa , esta quinta deve ser o máximo. Vou colocar aqui na minha lista p/ quando voltar à região do Douro.
Abs, Marlise

Responder
Martinha Andersen 21 de janeiro de 2017 - 10:06

Oi Marlise… Volte ao Douro e visite a Quinta, você não vai se arrepender. =)

Responder
Fernanda Souza 26 de janeiro de 2017 - 21:03

Pena que não tive tempo para conhecer essa Quinta, pois parece incrível. Eu nem sabia que existia Porto Branco, descobri em setembro quando estive no Porto. É muito bom mesmo!

Responder
Martinha Andersen 29 de janeiro de 2017 - 10:24

Essa Quinta me encantou. Quero muito retornar nela. Quanto ao Porto Branco nem falo nada, foi o meu preferido, na forma de Porto Tônico então. Me acabei <3

Responder
davi david 4 de fevereiro de 2017 - 01:16

Martinha, você é genial, maravilhosa, linda e com seus posts encantadores……. agendado…. maio estarei na Quinta da Casa Amarela..Um sonho…Quanto acontece a vindima??? Antes visitando os 15 pontos turísticos da Alemanha. Diga é possível fazer esse percurso de trem????

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies