Página Principal Portugal 9 programas imperdíveis no Vale do Douro

9 programas imperdíveis no Vale do Douro

por Martinha Andersen
32 comentários

Programas imperdíveis no Vale do Douro tem aos montes. Porque vou te falar, o Vale do Douro é muito especial. Eu me encantei com tudo e com todos. Aliás, se engana quem acha que todos os programas giram em torno de uma bebidinha. Ok que no fim deles até pode rolar um vinhozinho. Mas saiba que eles será para brindar o momento lindo que acabou de passar.

Já dei as minhas 11 razões para visitar o Douro. Então, agora quero falar dos programas imperdíveis no Vale do Douro que você tem que fazer. Entendo que é complicado fazer todos em uma viagem. Mas tente fazer o máximo possível e você não vai se arrepender.


Leia também:

+ 11 RAZÕES PARA VISITAR O DOURO EM PORTUGAL

+ 2 MOSTEIROS PARA VISITAR NO DOURO – PORTUGAL

+ HOTÉIS NO DOURO EM PORTUGAL |ONDE FICAR NO DOURO


9 PROGRAMAS IMPERDÍVEIS NO VALE DO DOURO

Existem lugares que pela sua simplicidade são mágicos. Daqueles que nos fazem embarcar numa viagem, que apenas imaginávamos em criança. Nos envolvem em histórias e lendas de lugares encantados envoltos em misticismo. Assim como, nos levam lugares que nos renovam o espirito e inspiram-nos a viver a vida mais intensamente. Tendo isso em conta, eu selecionei os programas imperdíveis no Vale do Douro, que eu mais gostei. E o mais legal, é que você pode desfrutar sozinho ou acompanhado.

Então, a seguir você vai encontrar somente uma lista (com as informações mais básicas). Já que a maioria desses programas imperdíveis no Vale do Douro ganharão um post específico. Desse modo, não se choque se na lista não aparece nenhuma Quinta, Cave, passeios de barco, gastronomia,etc. Pois, em breve falarei tudo sobre eles. 😉

Programas imperdíveis no Vale do Douro:

APRECIAR OS AZULEJOS NA ESTAÇÃO DE PINHÃO

Sem nenhuma dúvida, a estação de Pinhão é uma das estações de trem mais bonitas de Portugal. Se você imaginar sobre a idade de ouro das viagens de trem, Pinhão com certeza estará nos seus sonhos. A estação é inteiramente decorada com lindos painéis de azulejos. E o melhor, a estação continua exatamente como antigamente.

Você pode chegar em Pinhão vindo do Porto, na Linha do Douro. Esta é uma antiga linha, que funciona desde 1887, e que viaja ao longo do rio. Então, faça o trajeto entre Pinhão e Tua e você não vai se arrepender. Você vai rapidinho descobrir porque este é um dos programas imperdíveis do Vale do Douro. 

O Douro Chama - razões para visitar o Douro em Portugal
programas imperdíveis no Vale do Douro

CASA DE MATEUS

Casa de Mateus foi um dos lugares imperdíveis no Vale do Douro (ok que pela teoria ele não fica no Douro, mas é tão grudado que eu incluí) que mais amei conhecer. Ela é uma das obras mais significativas da arquitetura portuguesa do período barroco. Quando você chega, você já leva um choque com a beleza da arquitetura.

Atualmente, a Casa de Mateus é administrada pela Fundação com o mesmo nome, fundada em 3 de Dezembro de 1970. Sendo que ela é dirigida pela família (que incrivelmente ainda moram numa grande parte da Casa de Mateus. Eles organizam diversas atividades de âmbito cultural, que ajudam na conservação da biblioteca e do museu.

Infelizmente não é possível fotos no interior dos prédios, mas saiba que vale muito a visita. A biblioteca é um verdadeiro desbunde, tem até a 2ª edição do livro Os Lusíadas de Camões. Eu queria morar lá dentro. E o jardim?! Lindíssimo, com flores, flores e mais flores. Aliás, ele foi inspirado no Jardim de Versailles e não decepciona.

A entrada custa 11,50 euros por pessoa, e é uma visita guiada. O que eu adorei, já que o nosso guia era ótimo, sempre nos contando detalhes e histórias que eu nunca saberia se tivesse ido sozinha.

programas imperdíveis no Vale do Douro
programas imperdíveis no Vale do Douro

MOSTEIRO E IGREJA DE SÃO JOÃO DE TAROUCA

Para uma fã de Indiana Jones como eu, conhecer o Mosteiro e Igreja de São João de Tarouca, foi muito legal. A belíssima igreja virou Monumento Nacional em 1956, sendo esta proteção estendida a todo o conjunto em 1978. Entre 1998 e 2010 a igreja foi restaurada, e as dependências monásticas viveram uma exaustiva escavação arqueológica entre 1998 e 2007, tendo a sua musealização concluída em 2013. As ruínas e a Igreja de São João de Tarouca ficam lado a lado. O mosteiro foi o primeiro a ser construído no país pela Ordem de Cister. A entrada custa 3 euros, e mais informações estão disponíveis no site.

programas imperdíveis no Vale do Douro

Nesta igreja repousa D. Pedro Afonso, um dos filhos bastardos do rei D. Dinis. Ele está num enorme sarcófago em pedra de granito, muito bonito por sinal. Assim como toda a igreja em Portugal, esta também tem muitos azulejos, ouro, madeira talhada. Sem dúvida, um verdadeiro luxo.

programas imperdíveis no Vale do Douro
Viaje Conectado

MOSTEIRO DE SANTA MARIA DE SALZEDAS

Outro mosteiro que você deve conhecer é o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, em Tarouca. Ele também pertencente à Ordem de Cister, data do século XII, e o seu espaço foi doado pela mulher de D. Egas Moniz. Sofreu várias obras de ampliação nos séculos XVI, XVII e XVIII.

O Mosteiro se destaca pela sua imponência, e está marcado por vários estilos arquitetônicos que foi acumulando ao longo do tempo, desde o românico até a um mais tardio, o barroco. Também está classificado como Monumento Nacional e chegou a ser um dos mais ricos mosteiros portugueses, detentor de uma biblioteca notável.

Atualmente representa um ponto de visita incontornável pela história e riqueza. Além de visitar as dependências do Mosteiro, você poderá visitar o exposição permanente “Fragmentos, Expressões da Arte Religiosa do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas”. Sem dúvida, foi um dos lugares que eu mais curti visitar. E é aqui que uma vez por ano tem um Jantar Monástico. A entrada é 3 euros. Sim… TRÊS EUROS. <3

programas imperdiveis no Vale do Douro
programas imperdiveis no Vale do Douro

MUSEU DO DOURO

Quer entender um pouco do Vale do Douro, dos vinhos e vinhedos? O Museu do Douro é perfeito para você descobrir a Região do Douro. Certamente, este é um patrimônio único, pela sua história, pela diversidade e qualidade reconhecida dos seus vinhos. Assim como, pela paisagem excepcional. Eu gostei muito de conhecer o Museu. Consegui ter uma ideia geral de como é a produção dos vinhos, as uvas escolhidas, etc.

O Museu do Douro foi criado em 1997 para proporcionar uma mostra desta região. Instalado numa antiga casa senhorial, reúne outros núcleos museológicos espalhados pelo país. Ele busca a melhor maneira de divulgar a região. Além das várias exposições temporárias, promove a exposição permanente “Memória da Terra do Vinho”. Sem dúvida, representa muito bem a memória, cultura e identidade da região vinhateira. O ingresso custa 6 euros. Mais informações você encontra no site do Museu.

programas imperdiveis no Vale do Douro
programas imperdiveis no Vale do Douro

PARTICIPAR DE UM JANTAR MONÁSTICO

Esta deve ser um dos programas imperdíveis mais exclusivos. Afinal, ele só acontece somente uma vez por ano, quando o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas abre as suas portas para acolher os “monges”. Este evento já é uma referência na região. O Jantar Monástico começou tímido, mas já conta com mais de 200 participantes. Cada ano é escolhido um tema, e em torno dele será o menu, decoração, e tudo mais que envolve o evento.

O palco do jantar é num dos espaços de maior impacto dentro do complexo monástico, o monumental Claustro do Capítulo, do arquiteto maltês Carlos Gimach. O valor do jantar é 25 euros por pessoa. Preço incrível para uma noite especial.

O programa do Jantar Monástico integra ainda visitas a alguns monumentos da região. Por exemplo, são visitas a Ponte Fortificada de Ucanha, Mosteiro de São João de Tarouca, entre outros.

programas imperdiveis no Vale do Douro

PASSEAR COM O TREM HISTÓRICO A VAPOR

Percorrer o trajeto entre Pinhão e Tua à bordo de um trem histórico a vapor foi incrível… só não foi melhor, por causa do sol escaldante (10 anos na Europa a gente deixa de ser brasileira e o calor passa a ser sofrimento). Segundo dizem é um dos trajetos ferroviários mais bonitos de Portugal (eu só conheci esse, então não posso julgar os outros). Esta viagem na Linha do Douro pode ser vivida de forma especial a bordo de um trem histórico, seja pelo ambiente de época, seja pelo seu “andar” tranquilo que permite apreciar de forma calma todas as belíssimas paisagens.

programas imperdíveis no Vale do Douro
Foto: PHB.cz (Richard Semik) / Shutterstock.com
programas imperdiveis no Vale do Douro

PONTE E TORRE DE UCANHA

Ucanha é a típica cidade de interior, uma calmaria. Entretanto, foi uma surpresa e tanto encontrar no meio da cidade, a ponte e a torre. Esta ponte fortificada constituía a entrada monumental do Mosteiro de Salzedas. A torre servia de pedágio, defesa e armazenamento de produtos.

Só que sua existência já vem documentada no século XII. A ponte deve ter sido construída pelos romanos, no seguimento de uma estrada que passava ali perto. A torre, com porta de acesso bem acima do nível do chão, tem vinte metros de altura. Além disso, ela tem dez de cada lado da base, onde se encontra a seguinte inscrição “D. Fernando mandou fazer esta obra, abade de Salzedas, em 1465”.

Não deixe de reparar no charme das casas da cidade. Fácil, fácil querer morar em uma delas. Por fim, uma dica amiga: não saia de Ucanha sem experimentar o licor de chocolate do boteco/bar/café que fica bem em frente da Torre. Delícia!!

Ucanha Portugal
Ucanha Portugal

SUSPIRE NO MIRANTE SÃO LEONARDO DE GALAFURA

Este é considerado um dos mirantes mais bonitos de toda a região duriense. Inclusive, era daqui que Miguel Torga mergulhava no rio e se embrenhava na paisagem magnânima deste “Doiro sublimado”. Por certo, a quem chamou num dos seus “Diários” de “excesso de natureza”. Sobre uma pedra está registado um excerto da obra daquele que é considerado um dos maiores escritores portugueses do século passado, na qual o Douro é uma presença constante.

Deste lugar contam-se lendas e histórias, que aumentam o encanto destas paragens. Certamente, um dos lugares mais belos do concelho reguense e parada obrigatória para quem visita o Douro. A gente teve a alegria de fazer um piquenique neste paraíso, regado a muito vinho do Douro. Naturalmente, foi incrível. Do alto dos seus 640 metros de altura, tem uma vista privilegiada sobre o rio Douro e a paisagem envolvente. Junto ao mirante existe uma capela onde todos os anos, no penúltimo fim de semana de Agosto, acontecem as festividades locais que reúnem muitos visitantes.

programas imperdiveis no Vale do Douro
Seguros Promo

Gostou destas sugestões de viagem por Portugal?

Você já esteve na região do Douro, em Portugal? O que achou? Aliás, você tem mais alguma dica para gente? Então, escreve ali nos comentários! Vamos amar saber suas impressões!

Vale a pena comprar antecipadamente:

LEIA TAMBÉM:

32 comentários

Você lembrou do Seguro Viagem? 


Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem no mínimo um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.


Cotação seguro viagem



Continue planejando sua viagem:


> Reserve seu hotel

> Seguro Viagem com desconto

> Passagem aérea

> Ingressos e Passeios

> Aluguel de veículos

> Tours Exclusivos Viajoteca

> Chip de celular


Reserve com nossos parceiros para garantir os melhores preços e ótimos descontos. A cada reserva concluída nós recebemos uma pequena comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!

Luciana Rodrigues 5 de outubro de 2016 - 10:51

Estava esperando pelos posts. Adorei cada coisinha, mas fiquei encantada com o Museu do Douro. E o preço do jantar monástico é bem abordável, hein! Mergulhei na viagem. Beijos.

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:11

Que bom Lu… vêm muita coisa linda por aí. O jantar realmente deve ser incrível, e por esse preço, a experiência sai de graça! Bisous =)

Responder
Fernanda Souza 5 de outubro de 2016 - 18:55

Uau! Fiquei bem interessada nesse jantar monástico e que preço mega camarada! Também estive no Douro recentemente, mas acabei fazendo só o básico mesmo (caves, vinhos e muita comida boa) por falta de tempo. Bom, agora já tenho motivos para voltar.

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:14

Super entendo…. a gente fez muita coisa, e eu já quero repetir… O jantar deve ser incrível, a gente teve um nos moldes desse, e foi mega divertido. Bjokas =)

Responder
Renata Inforzato 5 de outubro de 2016 - 19:48

É tanto lugar bonito que é difícil escolher… Não conheço a região do Douro, amigos que falam que é linda, mas não imaginava que era tanto e nem que tinha essa variedade de lugares para conhecer. Para alguém que ama história como eu, é difícil não querer ir. Um beijo

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:15

O Douro é incrível e tem tanto lugar lindo que não vimos (e estivemos em vários). Mas é bom… sempre uma desculpa para voltar <3 Bisous =)

Responder
carlaalexmota 8 de outubro de 2016 - 07:11

Sou uma amante do Douro. Nos últimos tempos tenho passado algum tempo a explorar a região com algum pormenor. Há tanto Douro escondido no Douro! E ainda bem porque a região é mesmo magnífica.

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:19

Oi Carla…. essa foi minha primeira vez no Douro e Portugal, mas amei muito que já quero voltar para conhecer ainda mais dessa região incrível. Beijos =)

Responder
João Nuno Moreira 29 de janeiro de 2017 - 15:44

Então, quando voltar, aproveite para ir um pouco mais para cima. Vá para o Douro internacional e conheça os canyons. Fantástico.

Responder
100rota 8 de outubro de 2016 - 07:55

O Douro para nós é um dos locais mais bonitos do mundo, obrigado por partilhar suas dicas !

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:29

Super de acordo, também achei! Tenho que voltar para descobrir mais e mais. Beijos =)

Responder
Luiza Ferrari 8 de outubro de 2016 - 09:13

Acompanhei a viagem pelo instagram e fiquei babando! Cada lugar mais lindo! Coloquei essa região na minha listinha, pra quando finalmente eu for conhecer Portugal 🙂

Responder
Martinha Andersen 8 de outubro de 2016 - 12:21

Lu… pensei que só eu fosse atrasada em conhecer Portugal (essa foi minha 1ª vez lá). Se organize e vá… eu não sei porque demorei tanto para ir. Voltei encantada. Beijos =)

Responder
Lidiane Albuquerque 8 de outubro de 2016 - 18:28

Quanto lugar lindo, puro charme ! Pena que nem sempre conseguimos visitar todos … acabamos tendo que escolher alguns! Mas ótimas dicas, lugares lindos.

Responder
Martinha Andersen 10 de outubro de 2016 - 17:08

Oi Lidiane.. Sim, o Douro é uma região incrível. Eu já quero voltar lá para conhecer o que não conheci. E revisitar os lugares que vais gostei. Beijos =)

Responder
Flávia Donohoe - quartodeviagem 8 de outubro de 2016 - 18:57

Eu acompanhei a viagem de vocês pelo snap e achei tudo muito incrível. Um dos meus sonhos é viajar de carro por Portugal e o Douro é um dos pontos altos, obrigada pelas dicas, com certeza vou usá-las num futuro próximo. Essa viagem de trem deve ser o máximo, e eu amo os azulejos portugueses.
Adoro o blog, um grande beijo

Responder
Martinha Andersen 10 de outubro de 2016 - 17:10

Oi Flávia. O Douro é realmente incrível. Você vai amar. Obrigada, volte sempre! Beijão =)

Responder
Dayana 9 de outubro de 2016 - 08:02

Incrível!!! Tá certo que eu já iria só pelas bebericadas (rs), mas ver o tanto que o Douro tem para acrescentar me faz respeitar ainda mais a região. E esse jantar monástico? Também achei uma das experiências únicas do lugar. Adorei! Excelentes dicas!

Responder
Martinha Andersen 11 de outubro de 2016 - 13:02

Oi Dayana… Hehehe… e pense que são muitas as bebericadas. \õ/
Sim, o jantar deve ser incrível, Quero me programar para ir.
Beijos =)

Responder
Viajar pela história - Catarina Leonardo 9 de outubro de 2016 - 08:40

Olá Martinha! A região do Douro é realmente muito bonita. Já conheço algumas coisas mas espero continuar a explorar mais. Ainda para mais vivo em Lisboa, bem perto…

Responder
Martinha Andersen 11 de outubro de 2016 - 12:59

Oi Catarina… que delícia morar em Lisboa. Ainda não conheço a cidade, só o aeroporto. Hahaha! Beijos =)

Responder
Angie 9 de outubro de 2016 - 20:59

Gente quanta coisa legal para fazer!! Achei os azulejos maravilhosos e adoraria fazer esse passeio de trem!

Responder
Martinha Andersen 11 de outubro de 2016 - 12:58

Oi Angie… sim, tem muita coisa linda e legal para fazer no Vale do Douro.. Essas não são nem a metade de tudo o que eu queria fazer. Beijão =)

Responder
Natalie Soares 11 de outubro de 2016 - 12:32

Oi, Martinha. Tudo bem? 🙂

Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

Até mais,
Bóia – Natalie

Responder
Martinha Andersen 11 de outubro de 2016 - 12:54

Eba Nat… Ficamos muito felizes, beijão! =)

Responder
Fabio Pastorello 11 de outubro de 2016 - 19:11

Que coisa mais linda, Martinha. Adorei cada um dos passeios, mas o jantar no mosteiro e a Casa de Mateus conquistaram meu coração, que aliás já é de Portugal há um bom tempo. Espero voltar em breve. Beijos.

Responder
ferscafi 12 de outubro de 2016 - 15:05

Adoro azulejos, mas estive em Portugal faz tanto tempo que preciso voltar! O que é esse teto da igreja? OMG! Visitei tb a Casa de Matheus uns 15 anos atrás hehehe – LINDA!

Responder
Pedro Henriques 13 de outubro de 2016 - 12:30

Obrigado pelo teu post! Eu adoro o Douro, é das minhas regiões preferidas e conheço boa parte dos locais que enunciaste, excepto a Ucanha e Salzedas. Obrigado 🙂

Responder
luizjrfernandes 21 de outubro de 2016 - 11:11

Lugares clássicos com fotos clássicas! Parabéns pelo espelho dágua, que foto mais linda, deu vontade de viajar agora mesmo novamente 🙂 (e olha q acabei de chegar) Abração e parabéns pelo post

Responder
Martinha Andersen 22 de outubro de 2016 - 11:22

Obrigada Luiz. O Douro é realmente um lugar bem especial. Já quero voltar. Mal de todos os viajantes só pensar em viagens. =)

Responder
Alvaro 20 de julho de 2021 - 16:34

Oi Martinha. Sei que o post é antigo, mas queria saber como vc se deslocou entre os pontos? De carro ou trem? Me mudei para o Porto e adoraria conhecer esses lugares. Abraços

Responder
Martinha Andersen 22 de julho de 2021 - 12:47

Oi Alvaro. Ambos. O melhor é de carro pois te dá mais liberdade com horários e afins. Mas como você está morando no Porto, talvez trem seja uma ótima opção, para ir apreciando a paisagem e pode fazer os passeios aos poucos. =)

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies