O que fazer em uma conexão longa em Toronto

0

Seu voo vai fazer uma conexão longa em Toronto e você está pensando se dá tempo de fazer alguma coisa para aproveitar a cidade? Chegou no lugar certo :).

Toronto é a maior cidade do Canadá e o Pearson Airport é o aeroporto mais movimentado do país! Então você tem a opção de ficar no aeroporto ou sair para conhecer a cidade que fica há apenas 25km do centro (25 minutos de trem).

Para pegar as dicas de cada etapa que vou falar nesse post, clique nos links abaixo:

  1. Tempo de conexão (vale ou não a pena sair do aeroporto),
  2. O que fazer para passar o tempo no aeroporto de Toronto,
  3. Como chegar no centro de Toronto e passeios para curtir Toronto!

Dica: Ao comprar seu seguro viagem, não esqueça de informar sobre essa conexão no Canadá, caso seu destino final seja outro país ou continente! Aproveite e faça uma cotação com a Seguros Promo e ganhe 5% de desconto usando nosso link 🙂 .

O que fazer em uma conexão longa em Toronto
Toronto vista do alto!

1. Quanto tempo demora o trâmite de imigração em Toronto

É complicado dizer com precisão quanto tempo você vai gastar no momento que desembarcar do avião até passar por todo processo de imigração e bagagem, se tudo correr sem problemas, geralmente esse trâmite demora cerca de 45 – 60 minutos.

Há alguns fatores a serem levados em conta ao decidir se você terá tempo suficiente para deixar o aeroporto durante uma conexão.

No caso de Toronto, eu não arriscaria sair do aeroporto com menos de 6 horas de conexão e mesmo assim já ficaria super apertado, pois dando tudo certo, você teria de 1 a 2 horas para passear em Toronto (super pouco).

A decisão de sair ou não do aeroporto, precisa ser pesquisada antes mesmo de sair do Brasil, verifique:

  • com a companhia aérea se o seu bilhete permite que você saia da área de trânsito do aeroporto.
  • se sua bagagem vai direto para o destino final ou se você precisa recolher na esteira ao desembarcar em Toronto.
    • Se tiver que pegar as malas na esteira, verifique se você já poderá despachá-las logo depois que passar a alfândega ou se terá que permanecer com as malas e refazer o check-in em Toronto.
    • Se tiver que ficar com as malas, no Pearson Airport tem lugar para guarda-las na area de check-in nos dois terminais (T1 e T3) – veja aqui as instruções de como proceder para guardas as malas no aeroporto.
Como passar a imigração no Canadá
Area de bagagem do aeroporto de Toronto

Passada toda essa parte da imigração, vamos a segunda parte do dilema:

Vale a pena sair do aeroporto?

Coisas para ter em mente:

  • Você vai demorar cerca de 20-30 minutos para guardar a mala e/ou refazer o check-in.
  • O trem que liga o aeroporto ao centro de Toronto (UP Express) demora 25 minutos, e ele sai a cada 15 minutos (tanto saindo do aeroporto para cidade e vice-versa). Dessa forma são 10 minutos para chegar do lobby do aeroporto a estação do trem + 15 minutos de espera entre um trem e outro + 25 minutos de trajeto de trem = 50 minutos (pensando nisso ida e volta são praticamente 2 horas “perdidas” de transfer).
  •  Reserve um tempo extra para se perder e para não entrar em pânico por causa disso (se você já conhece Toronto e todo esse procedimento do trem, desconsidere essa parte).
  • Se você precisar fazer câmbio para pegar alguns dolares canadenses, reserve um tempo para isso também (tem casa de câmbio nos dois terminais na aérea de retirada de bagagem dos voos internacionais e na área do lobby de desembarque (T1 e T3).
    • Terminal 1: International Currency Exchange (ICE) – Ph: +1 (416) 776-1311
      Terminal 3: ICE services – Ph: +1 (416) 776-2497

Tento tudo isso mente e tudo dando certo, leia-se: nenhum atraso, nenhuma espera e nenhum tempo perdido, você gastará do tempo da imigração até ir e voltar de Toronto no mínimo (do mínimo) 2h30.

Considerando que a maioria dos voos exigem que o passageiro faça o check-in com pelo menos 2 horas de antecedência, você já terá que reservar pelo menos 4h30 para todo esse trânsito (sem incluir nenhum passeio por Toronto ainda).

Agora que se tem em mãos todos os fatores a se considerar, eu recomendo somente tomar a decisão final de ir para o centro de Toronto depois que passar a imigração, e ter controle do tempo real disponível.

Saindo da imigração e sabendo o que fazer com as malas (despachar direto após a alfândega, guardar na bagagem no maleiro do aeroporto ou já refazer o check-in), aí sim, do tempo que sobra eu reservaria 4 horas para os trâmites de transfer e check-in (2 horas de trânsito, 1 hora para ir a Toronto e outra para retornar ao aeroporto, mais 2 horas do check-in e trâmites do aeroporto) e o resto será o quanto você terá para passear em Toronto.

Resumindo, você precisa de no mínimo 6 horas depois de passar a imigração, para poder curtir Toronto em 2 horas, qualquer tempo a mais que isso, melhor para você, pois terá mais tempo na cidade.

Será que deu para entender minha lógica? 🙂

Aeroporto de Toronto - check-in Terminal 1 (T1)
Aeroporto de Toronto (Pearson) – area do check-in

EasySim4U CanadaSaia do Brasil com chip de celular da EasySim4U com dados ilimitados para o Canadá e outros 140 países!

Eu já testei algumas vezes e aprovei.

Ganhe o frete grátis toda vez que usar nosso link.

2. O que fazer no aeroporto de Toronto para passar o tempo?

Para sua alegria o aeroporto oferece internet gratuita para todos os passageiros, para saber como se conectar no wifi, clique nesse link.

Agora vamos as atividades que você pode fazer para passar o tempo no aeroporto de Toronto:

Restaurantes e comidinhas

O Pearson Airport está passando por várias reformas para deixá-lo mais atraente e digno de um aeroporto internacional de seu porte! E com isso vários restaurantes da cidade, abriram filiais no aeroporto! Olha que beleza!

Meus favoritos: para curtir uma culinária asiática de um dos chefes mais renomados de Toronto, não perca o Lee Kitchen (T1 depois da segurança). Para sanduiches acompanhado de vinho de Niagara (ou não), siga para o wine bar Vinifera (T1 e T3  depois da segurança). Quer experimentar um dos pratos típicos canadenses, o famoso poutine (batata frita com molho e queijo), corra para o Smoke’s Poutinerie. Para provar uma cervejaria local com comida de bar gostosinha, recomendo o Mill Street Brewery (T1 depois da segurança). E se gosta de comida libanesa, o Paramount Fine Foods vai agradar (T1 antes da segurança e T3 depois da segurança).

Há muitas outras opções para você aproveitar e garanto que não vai ficar com fome! Mas obviamente, comida de aeroporto nunca é barata, né?

Oque fazer no aeroporto de Toronto

Compras

Na área de voos internacionais do aeroporto de Toronto tem uma boa seleção de duty free para quem está pensando em comprar perfumes, bebida e outras coisinhas! Mas eu ainda acho bem inferior a de outros aeroportos internacionais, incluindo o de Guarulhos (Terminal internacional).

Mas querendo levar alguma coisa do Canadá para casa, no duty free tem sempre oportunidades interessantes; recomendo o icewine (bebida alcóolica parecida com licor, feito de uva congelada) ou algum produto de maple syrup (o “melzinho” que sai do caule da árvore do plátano, que é símbolo do Canadá).

Lounges

Para quem precisar relaxar em espaços mais reservados, tem sempre a opção de pagar para ficar nos lounges.

Para quem tem status elite na empresa aérea que está voando, pode usufruir dos lounges exclusivos gratuitamente, do contrário, é preciso verificar se o lounge em específico aceita visitantes, geralmente é preciso reservar junto com a compra da passagem.

Há também lounges de cartão de crédito ou empresas como o Priority Pass que tem lounges espalhados pelo mundo.

Alguns dos lounges do aeroporto de Toronto: Air Canada’s Maple Leaf Lounges (Star Alliance), Air France-KLM Lounge, American Airlines’ Admirals Club, British Airways’ Lounge, Priority Pass, American Express Lounge, entre outros.

O Pearson oferece a opção do Plaza Premium Lounge nos dois terminais, T1 e T3, que você paga por hora de uso (começando por C$30 + tax).

PS: nenhum dos lounges oferecem serviço 24 horas, dessa forma, se sua conexão for durante a noite e quiser dormir, o ideal é reservar um dos hoteis conectados ao aeroporto de Toronto – os de mais fácil acesso são: Sheraton Gateway Hotel In Toronto International Airport e Alt Hotel Toronto Airport.

O que fazer no aeroporto de Toronto




Ginástica

Isso mesmo, no T1 (antes da área de segurança) tem a academia de ginástica Goodlife para se exercitar. Você pode comprar o daypass ($15) para usar os aparelhos e alugar roupa e tênis ($10) para não ter desculpa 🙂 .

O bom de fazer ginástica é que ajuda com a jetlag e você deixa os músculos cheios de energia para o próximo voo!

Leia também: exercícios para fazer no avião e como lidar com a jetlag.

Spa e Manicure

Pensando em relaxar, o WellBeing Spa (T3 – depois da segurança) pode ser uma ótima opção para massagem, banho, manicure, depilação e esses cuidados que a gente adora. Ou no T1 tem opção de manicure no 10 Minute Manicure (depois da segurança) – mas não vai pensando em manicure estilo Brasil, viu? 😉

Exibição de Arte

Há 8 esculturas e instalações de arte permanente de artistas de diferentes partes do mundo (mais detalhes) E há também uma série de espações para exibições temporária espalhadas pelos terminais (mais detalhes).

Então, fique de olho para não perdê-las 😉 .

Como passar a imigração no Canadá

3. Como chegar no centro de Toronto e

Passeios para curtir Toronto!

Como chegar em Toronto com o Up Express

O trem de superfície que liga o aeroporto de Toronto (Pearson Airport) a Union Station (estação central) é chamado de UP Express e sai do T1. Quem desembarcar no T3, basta pegar o Link Train (gratuito) até o T1 e logo ao lado fica a estação do UP Express.

O trem demora apenas 25 minutos para percorrer o trajeto do aeroporto a cidade (e vice-versa). Além do ponto final, há também duas paradas extras para atender principalmente aos residentes, são elas: Weston e Bloor [Veja no Google Maps as estações].

O que  você precisa saber antes de embarcar:

  • Horário de Funcionamento: 7 dias por semana das 5h30 a 1h.
  • Há cada 15 minutos um trem sai em direção a cidade e vice-versa.
  • Preços para adultos (há descontos para crianças e terceira idade, ver aqui):
    • $12,35 (ida) / $24,40 (retorno)
    • Se usar o ticket de retorno em menos de 7 horas, só precisa comprar o ticket chamado Long Layover Return, que custa somente o preço de uma jornada, $12,35
  • Os tickets podem ser comprados onlinesmart phone, máquinas de vendas ou atendentes nas estações do UP Express. É possível comprar a passagem diretamente no trem somente com cartão de crédito e há um acréscimo de $2 pelo serviço. 

Como disse anteriormente, você deve calcular 2 horas para essa ida e volta ao aeroporto. Uma hora para chegar em Toronto e outra uma hora para retornar para o aeroporto! Se for mais rápido, melhor para você!

UP Express em Toronto
Pessoal dentro do UP Express

UP Express, Toronto
Local onde você embarca e desembarca do UP Express em Toronto!

Dicas do que fazer em Toronto

Finalmente chegou a melhor parte desse post, dicas do que fazer em Toronto!!! Obviamente que fazer um roteiro vai ficar complicado, pois tudo vai depender do tempo que você tem disponível e do que vai querer visitar, mas segue abaixo algumas opções:

  • Pracinha da CN Tower – Aquário – Steam Whistler (mínimo 2 horas)

A CN Tower é a estrutura mais famosa de Toronto e está em praticamente qualquer cartão postal da cidade. A torre tem 457 metros e se o dia estiver aberto, subir no topo para ver a cidade do alto é muito bacana (apesar de caro).

Ali do lado da CN Tower fica o Ripley’s Aquarium que é um programão para crianças ou para adultos que gostam de aquário, o túnel de vidro é muito legal! Você pode comprar o ticket combo com desconto para as duas atrações (CN Tower e Aquário) “SEA THE SKY Combo Ticket” por C$58 (idosos e crianças tem desconto).

Se sobrar tempo, que tal tomar uma cervejinha de graça? Siga para a Steam Whistler, ali onde ficam os trens históricos, na pracinha (Roundhouse Park), e peça seu copo degustação 😉 .

  • Brookfield Place, Old Town & St Lawerence Market (2 horas)

Toronto em seus primórdios era chamada de York, sabia? Somente em 1834 que seu nome mudou oficialmente, ainda bem, pois York é um nome bem batido e repetitivo, né? 🙂

Nessa parte da cidade, eu recomendo começar passando por um dos prédios mais lindos de Toronto, o Brookfield Place (na Bay St, entre a Wellington & Front St), depois volte para Front St e siga para o St. Lawrence Market passando pelo Berczy Park e o prédio icônico Gooderham Building (Flatiron).

Não deixe de olhar as construções históricas que muitas vezes passam despercebidas.

Se não for domingo, você pode aproveitar que está no mercado, St. Lawrence Market, para comer o famoso sanduíche de lombo canadense, o peameal bacon, não é inesquecível, mas o povo curte! [aqui mais dicas do mercado].

  • Distillery District (2 horas)

A Distillery District é uma das partes mais fotogênicas de Toronto, eu adoro ir lá passear!  Conhecida antigamente como Gooderham and Worts Distillery, essa area industrial operava uma das maiores destilarias do mundo!

Hoje, a City of Toronto assumiu o local e transformou as ruas de paralelepípedo e fachadas de tijoto em um charmoso recanto para pedestres com restaurantes, lojas e galerias!

Prefira chegar lá pela rua The Esplanade, que vai do fundo do St Lawrence Market até o Distillery numa reta só (mais ou menos 1km – 15 minutos).

  • Eaton Centre, Nathan Phillips Square & Osgoode Hall

Para quem gosta de fazer compras, o Eaton Centre é o maior shopping da cidade, lá você encontrará praticamente todas as lojas e marcas que tiver em mente.

Logo ali do lado, fica a praça Nathan Phillips Square cercada pelas prefeituras nova e antiga de Toronto e o sinal de Toronto, aquele que todo mundo quer tirar foto para registrar que esteve na cidade.

E no prédio vizinho, que a maioria dos turistas nem sabem da existência, fica o Osgoode Hall escondido por uma cerca e muitas árvores, vale uma passadinha para ver a fachada e se conseguir entrar para ver a biblioteca “Law Library of Osgoode Hall“, eu recomendo! Ela é linda, mas não pode tirar foto 🙂

Eu acredito que isso seria o básico de Toronto que fica relativamente perto da Union Station (local onde o UP Express chega e retorna para o aeroporto).

A Distillery District é o local mais distante, então fique sempre atento ao tempo para não perder seu voo!

Se precisar de mais dicas do que fazer em Toronto, leia os artigos abaixo:

Roteiro: 2 dias em Toronto

3 Bares para ver a Toronto

Queen St, a rua mais legal de Toronto

Todos os posts de Toronto no Viajoteca


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.