Página Principal Montenegro O que fazer em Montenegro – Kotor, Budva e Perast

O que fazer em Montenegro – Kotor, Budva e Perast

por Mirella Matthiesen
0 comment

Montenegro é um país belíssimo banhado pelo mar Adriático, com praias deliciosas, montanhas por toda parte e muito pequeno. Você consegue explorar esse charme europeu da região dos Balcãs por alguns dias, ou se o tempo estiver curto, as principais cidades de Montenegro se encaixa em um belo bate e volta a partir de Dubrovnik, na Croácia.

Nesse post sobre o que fazer em Montenegro, vou dar dicas de como conhecer Kotor, uma das principais atrações do país. Vou falar um pouquinho também sobre a delicada vila de Perest e da exclusiva ilha Sveti Stefan, e por fim, Budva, outra cidade da região costeira que entrou no nosso roteiro de um dia em Montenegro.

Esse passeio a Montenegro fez parte da nossa road trip pela Itália e os Balcãs, uma viagem que deixou lembranças lindas e que merecem ser compartilhadas.

E antes de sair para conhecer o mundo, não esqueça de comprar um bom seguro viagem, especialmente nas viagens para a Europa que é obrigatório!!! Isso mesmo, a comprovação do seguro viagem pode ser exigida por um agente de imigração e sua entrada revogada se não tiver o mínimo de 30.000 euros de cobertura. Faça aqui sua cotação e garanta pelo menos 5% de desconto.

Um dia em Montenegro
Telhados de Kotor, Montenegro

De Dubrovnik bate e volta para Montenegro

São apenas 45 quilômetros que separam Dubrovnik e a fronteira de Montenegro, então um bate e volta é uma forma encaixa muito bem.

Depois de cruzar a fronteira entre os países, você pode optar por chegar em Kotor pela estrada dos fiordes ou de balsa, nós fizemos a ida pela estrada, pois assim aproveitamos para visitar a charmosa cidadezinha de Perast e no retorno para Dubrovnik usamos a balsa para corta caminho.

Algumas pessoas optam por incluir nesse roteiro a exclusiva e luxuosa ilha Sveti Stefan, mas nós preferimos deixar para uma outra oportunidade, pois acredito que o ideal é ir lá com tempo para se usufruir do espaço e das belas praias, mas tem dicas aqui sobre ela!

O mapa abaixo mostra nosso roteiro de um dia em Montenegro, e foram mais de 200 quilômetros percorridos.

As estradas em Montenegro são seguras, mas cheias de curvas, com um belo visual e não dá para ir muito rápido – na alta temporada (Julho e e Agosto) o trânsito também pode ser um problema. Ao alugar o carro, não esqueça de mencionar por quais países irá viajar e se existe alguma restrição!!! Isso é muito importante!

Nós fizemos esse passeio com nosso carro alugado, mas se você não tem essa flexibilidade, há várias excursões saindo de Dubrovnik para escolher, entre as mais interessantes e bem avaliadas estão:

Perast em Montenegro

Para quem optar em pegar a estrada, o caminho mais longo entre Dubrovnik e Kotor, precisa parar na cidadezinha de Perast: minúscula, charmosa e com um visual de conto de fadas.

Perast possui apenas uma rua principal, porém abriga 16 igrejas e 17 mansões (palazzos), algumas completamente revitalizadas e outras a procura de investidores, como o casal Michael Douglas e Catherine Zeta Jones – diz a lenda que eles possuem uma propriedade por ali.

Não há muito o que se fazer em Perast, em 30 minutinhos já se conhece tudo, mas eu acho que a parada vale a pena, nem que seja para um café!

Para quem tiver mais tempo, é possível conhecer uma das duas ilhas da baía de Kotor que ficam há alguns minutos de barco de Perast: tem a ilhota natural Sveti Ðorđe (São Jorge) que abriga um pequeno mosteiro beneditino e a mais famosa e mais visitada, Gospa od Škrpjela (Nossa Senhora das Rochas), uma ilhota artificial construída no século VX, no local onde foi descoberto uma imagem da Virgem.

Perast fica há 15 minutos de Kotor de carro.

Perast em Montenegro
Perast
Gospa od Škrpjela (Nossa Senhora das Rochas)
Gospa od Škrpjela (Nossa Senhora das Rochas)

O que fazer em Kotor

Kotor, é a porta de entrada do Turismo em Montenegro e ela vem ganhando popularidade entre os turistas descolados, que preferem o charme dos locais menos explorados e com número limitado de cruzeiros. Porque vamos combinar, Dubrovnik é lindíssima, mas ao mesmo tempo lotadíssima, especialmente no verão europeu!

Como curiosidade, Kotor esteve na lista das “10 Cidades para se Conhecer em 2016” do Lonely Planet! Então, já deu para perceber, que não dá para deixá-la de lado! E sinceramente, ela merece sua visita!

A cidade histórica de Kotor, Stari Grad, tem formato de um triângulo e é por ali que os turistas gostam de passar o tempo. Rodeada por montanhas, uma muralha medieval e a baía, ela forma um cenário belíssimo. E para ver tudo isso de um ângulo ainda mais especial, recomendo fazer a trilha para a Fortaleza de Kotor, ou Fortaleza São João, falo dela em detalhes abaixo.

Ao adentrar um dos portões de Kotor, é impossível não se encantar com as casas de pedras e suas janelinhas verdes. Fofurice sem fim! Se você fala inglês, recomendo esse tour de 90 minutos pelas principais atrações de Kotor (Stari Grad), custa apenas 10 euro e acontece em três horários diferentes (8h30, 10h e 12h).

Portão da muralha de Kotor, Montenegro
Um dos portões da cidade velha (Stari Grad) de Kotor

Atrações de Kotor, Montenegro

Não deixe de visitar a Catedral de Kotor (Catedral de São Trifão) construída em 1166, uma das duas igrejas católicas da cidade, todas as outras são cristãs ortodoxas. A praça central (Trg od Oružja) também é imperdível, assim como a Torre do Relógio de 1602.

Visite também a Igreja St. Nicolas (Sérvia Ortodoxa) construída em 1909. E apesar de ser somente um antro de souvenirs e bugigangas, o pequeno Kotor Bazaar vale uma passadinha rápida (entre a Igreja Sta. Clara e a St. Nicolas).

Escolhendo o dia certo, Kotor pode ser uma parada tranquila para se perder por suas ruas, parar para um café ou se deliciar em alguma lojinha local de pistache, mel ou queijos.

Para quem for passar mais tempo na região, recomendo esses três passeios pela região:

Onde ficar em Kotor

Assim como Dubrovnik, depois que os cruzeiros vão embora, é o momento ideal de conhecer a cidade com calma. Então, se você não está fazendo apenas um bate e volta a Montenegro, ficar em Kotor é uma ótima pedida.

Se não tiver problema com barulho, ficar em Stari Grad, centro histórico de Kotor, é o ideal, pois fica perto de todos os restaurantes, bares e vida noturna, minha recomendação é o apartamento Old Town Clock Tower Apartment. Para fugir um pouco do barulho, escolha pousadas ou apartamentos um pouquinho mais afastados, mas perto o suficiente para ir andando ao centro, como por exemplo: Dolce Vita Apartments ou Apartments Ana.

Do contrário, cidades vizinhas como Dobrota ou mesmo Perast são boas opções. Em Dobrota tem o luxuoso Hotel Forza Terra ou a Pousada Grotta Di Nicola e em Perast você pode optar pelo Heritage Hotel Leon Coronato ou o Vila Perast Boutique Hotel.

Stari Gradi, Kotor - Montenegro
Centro histórico de Kotor, Montenegro

Trilha para a Fortaleza de Kotor

Se você quer ter uma das vistas mais lindas de Montenegro, não deixe de fazer a trilha até a Fortaleza de Kotor.

A muralha da Fortaleza São João (Sveti Ivan) é uma mistura de terraços, portões e igrejas. Sua construção começou no século IX e somente no século XV o loop foi concluído, sua extensão atual é de 4.5 km.

Certamente, um lugar que oferece uma vista magnífica não vai entregar toda esta beleza assim tão de graça, é necessário esforço físico e boa vontade para encarar a trilha. Assim sendo, vá com sapato apropriado, água e se prepare para uma subida de aproximadamente 1350 degraus, com elevação de uns 1.200 metros.

Apesar do número de degraus arregalar os olhos de muita gente, subindo com calma, dá para chegar lá em cima numa boa. Mas para quem está completamente fora de forma, é melhor não arriscar, ou faça somente uma parte. O importante é respeitar seus limites durante a subida, porque pra descer, qualquer santo ajuda, não é mesmo? Só cuidado para não escorregar nos pedregulhos!

O que fazer em Kotor

Quando e Como fazer a trilha até a Fortaleza de Kotor

Nos meses de verão (Junho a Agosto), é recomendável fazer a subida pelas manhãs, para evitar o calor e o sol escaldante. Mas nos meses mais frescos, o ideal é percorrer a muralha ao redor do meio-dia. Há ainda quem sempre prefira o pôr-do-sol para curtir o colorido alaranjado que somente esse horário do dia nos proporciona.

Comece o passeio pelo Portão do Norte, passando por um arco e iniciando a subida a até chegar na entrada “oficial” da trilha.

De maio a setembro é preciso pagar uma entrada e eles oferecem uma brochura com algumas descrições das igrejas e fortaleza.

Sem muitas paradas e com pressa, o trajeto inteiro demora cerca de 2 horas para ser completado (ida e volta). Entretanto, as pessoas normais (como eu), que vão fazendo paradinhas para retomar o fôlego e apreciar a paisagem, esse passeio pode demorar de 3 à 4 horas.

A trilha é mais ou menos divida em escadas irregulares ou pedras (foto abaixo explica melhor). Eu achei mais “fácil” subir pelo caminho das pedras e descer pelas escadas, mas você faz como achar melhor. Tudo vai de preferência mesmo, pois o trajeto é o mesmo e paralelo.

Trilha para o Fortaleza São João em Kotor
Veja como é a parte da escadaria e subida de pedra. Conseguem ver a diferença?
Trilha para o Fortaleza São João em Kotor
Quase no final da trilha, tem a vista da Fortaleza São João.
Vista bonita de Kotor

Na minha opinião, uma das vistas mais bonitas da trilha fica depois de uns 30 minutos de caminhada (1/3 do caminho), depois de passar a igreja Nossa Senhora dos Remédios, construída em 1519 pelos sobreviventes da praga do século XIV, e hoje um santuário de peregrinação de devotos, suba só mais um lance de escadas até o próximo terraço, e aprecie o visual!

Quem ainda tiver tempo e perna, continue toda a trilha, pois muitas surpresas e belas paisagens aparecerão pelo caminho! Divirta-se.

Vista de Kotor

O que fazer em Budva, Montenegro

Nossa próxima parada é a cidade de Budva, dependendo do tempo que ficar em Kotor, talvez nem dê tempo de você conhecer Budva, nós por exemplo, ficamos menos de duas horas na cidade, mas já deu para ter um gostinho do que ela tem a oferecer e foi interessante ver a diferença do vibe entre um lugar e outro.

São 30 minutos de distância de carro entre Kotor e Budva, então tenha isso em mente durante seu percurso.

Budva é famosa pelas praias e também pela vida noturnas, mas infelizmente não pudemos curtir essa parte, pois fizemos apenas um bate e volta a partir Dubrovnik, como já mencionei por aqui.

O centrinho histórico de Budva, em Montenegro, é pequeno e compacto. Uma cidade murada com mais de 3.500 anos de história e que já passou na mão de muitos impérios. O muro, foi construído pelos Venezianos, um domínio que durou cerca de 400 anos, de 1420 a 1797.

Não há muitas atrações imperdíveis em Budva, mas caminhar pela citadel sem pressa e dar umas escapadélas para ver as praias encostadas na muralha já são um programão. O local chamado Trg između crkava, entre igrejas, é o centro da cidade, e reflete o passado onde as religiões católicas e oxtodoxas vivvem em harmonia.

Se você não tiver comido, recomendo o restaurante em Budva, na beira da praia, chamado Jadran Kasto, achei os pratos muito bem servidos, então não exagere no pedido! 🙂

A praia mais famosa de Budva chama-se Mogren e fica a 10 minutos de caminhada do centro histórico.

Dicas de Budva, Montenegro
Praia em Budva

Sveti Stefan

O lugar luxuoso e exclusivo de Montenegro é a ilha Sveti Stefan, há 10km de Budva e dizem ser o lugar mais fotografado do país.

Maaaaas… só entra nessa idílica ilha quem estiver hospedado no hotel Aman Sveti Stefan (diárias acima de €700)! Para os pobres mortais que só querem dar uma espiada, pode-se fazer uma reserva em algum dos restaurantes do hotel, ou optar pelo tour ao redor da ilha, que dizem ser maravilhosa! 

Você consegue também ver a ilha de longe, e uma das melhores vistas são do Hotel Ardrovic, se não tiver hospedado ali, logo ao lado tem um terraço e você consegue fotografar. E da praia também é possível ver a ilha de um outro ângulo.

Sveti Stefan
Imagem por Michael Römer Pixabay.

Retornando para Dubrovnik – balsa de Montenegro

São quase 95km de viagem entre Budva e Dubrovnik, incluindo a balsa (Kamenari-Lepetane Ferry). Calcule cerca de 2h30 para esse trajeto!

No verão, a balsa funciona 24h e são 6 barcos operando o tempo todo, tudo foi muito rápido pra gente.

Para comprar o ingresso, estacione seu carro na fila da balsa, para já ir ganhando tempo, e vá ao quiosque comprar o ingresso que custa apenas €4.5 por carro, só aceitam dinheiro.

Balsa em Montenegro
Balsa em Montenegro

Conclusão sobre o que fazer em Monetenegro

Deu para perceber que adoramos nosso dia em Montenegro, na verdade, adoraria ter passado duas ou três noites por ali para conhecer outras região dos país e curtir uma praia com calma, mas deu para sentir o gostinho!

Espero que tenham gostados dessas dicas do que fazer em Montenegro e como curtir as cidades costeiras de Kotor, Budva, Perast e Sveti Stefan! Qualquer coisa, só deixar um comentário no final desse post que eu respondo rapidinho.

E não esqueça de usar nossos links para fazer suas reservas, você não paga nada a mais por isso, muitas vezes ganha descontos exclusivos e a cada reserva concluída, ganhamos uma mini-comissão que nos ajuda a pagar as contas do blog!!! Muito obrigada! 🙂

PLANEJE SUA VIAGEM COM NOSSOS PARCEIROS!

Todas as Viagens - Botão Seguro Viagem

 

Botão Chip de Celular
Todas as Viagens - Botão Passagem aérea

 

Botão Hoteis

Todas as Viagens - Botão Aluguel de carro

 

Botão Ingresso

LEIA TAMBÉM:

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies