Página Principal França O que fazer em Giverny e Arredores

O que fazer em Giverny e Arredores

por Martinha Andersen
0 comment

O que fazer em Giverny, este belo destino a uma hora de Paris? Esta pequena vila normanda, na fronteira de Yvelines e Val d’Oise, é famosa por abrigar a casa e os jardins de Claude Monet. Afinal, foi em Giverny onde ele viveu e pintou suas pinturas mais bonitas. Mas os arredores da vila também valem um desvio e um bonito passeio para conhecer por um dia. Giverny é uma pequena vila, com uma população de um pouco mais de 500 habitantes. Entretanto, por mais pequena que seja, é uma cidade verdadeiramente vibrante.

Além das atrações da fundação Claude Monet é possível se deslumbrar com o jeitinho singular da pequena vila de Giverny. As casas floridas com jardineiras nas janela, as ruas estreitas que mais parecem cenário de história infantil e todos os pequenos detalhes que fazem dessa pequena cidade tão charmosa. Assim como, na rua principal existem vários cafés e restaurantes encantadores, além de lojinhas de souvenir dedicadas a produtos com gravuras do impressionismo.


LEIA TAMBÉM:


O que fazer em Giverny

Casa e Jardins de Monet

Giverny vive novamente como quando Claude Monet encontrou o seu tão sonhado jardim, que o cercou com mil cuidados. Sem dúvida, este lugar foi sua inspiração divina. Pois foi nesta residência que o mestre do impressionismo encontrou as flores que pontuam as estações sob o efeito da luz. Mas ali também estão suas cores, móveis, estampas japonesas e louça de barro. De frente para a casa e a oficina, o Clos Normand, o jardim oferece uma paleta deslumbrante de flores e cores. 

Interior Casa de Monet em Giverny

Jardins de Monet é uma de suas obras […]”, disse Clémenceau, presidente do Conselho durante a 1ª Guerra Mundial e amigo íntimo de Monet. O jardim aquático, com a ponte japonesa, seus nenúfares, suas glicínias e suas azáleas, recria a magia que tanto inspirou Monet. Não esquecendo que a ponte japonesa (1899) e os nenúfares (1914 e 1917) são obras gravadas na memória coletiva.

Jardins de Monet

Leia também >> O JARDIM DE MONET EM GIVERNY: UM PERFEITO BATE VOLTA DE PARIS!


ATENÇÃO!! SEGURO VIAGEM EUROPA

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Além de você não correr o risco de ser deportado (sim, isso acontece muito mais do que a gente imagina), você estará protegido se algo de ruim acontecer. Infelizmente imprevistos acontecem e temos que estar preparados. Nossos leitores recebem um desconto de até 10% na hora de pagar.

Você ainda está na dúvida? Tire todas as suas dúvidas aqui >> SEGURO VIAGEM É IMPRESCINDÍVEL?

>> FAÇA AQUI A COTAÇÃO DO SEGURO VIAGEM EUROPA

Informações PRÁTICAS

Em 2022, a Fundação Claude Monet estará aberta diariamente. Mas o lugar só abre de 1º de abril a 1º de novembro de 2022, das 9h30 às 18h. Sendo que a última admissão é às 17h30. Depois desse horário ninguém mais entra.

A bilheteria no local, das 9h30 às 17h30, todos os dias.

Entretanto, animais de estimação não são permitidos.

Para você ganhar tempo, pode ser interessante visitar Giverny e Versailles no mesmo dia. Afinal muitas pessoas não tem muitos dias sobrando, então optar pelo passeio conjugado pode te poupar tempo e dinheiro. Então, se você planeja visitar os dois lugares, dê uma olhada nos tours abaixo:

Museu Impressionista de Giverny

O que muita gente não sabe é que a poucos passos da casa de Monet está o Museu dos Impressionistas. Pois em maio de 2009, o Museu Giverny de Arte Americana, criado em 1992, tornou-se o Museu do Impressionismo. Sendo que o principal objetivo do Museu do Impressionismo de Giverny é destacar o caráter internacional do movimento impressionista, em particular a colônia de Giverny ou no Vale do Sena. O Museu apresenta a história do impressionismo, do pós-impressionismo como um todo e suas nuances mais distantes na segunda metade do século XX.

Não esquecendo que é uma ótima maneira de conhecer um pouco mais da vida de Monet. Naturalmente, no museu você encontrará uma exposição permanente sobre Claude Monet. Pois a influência do pintor sobre seus contemporâneos e as gerações que o sucederam é inegável. Dessa forma, duas exibições temporárias são oferecidas ao longo do ano sobre temas relacionados aos pintores impressionistas. O museu está aberto do final de março ao início de novembro. Mais informações você encontra no site do museu: http://www.mdig.fr/fr.

Museu do Impressionismo: aberto das 10h às 18h – entrada €7,50 (€5 para jovens e estudantes)

Se você quiser descobrir as mais belas pinturas de Monet, recomendo o Musée d’Orsay, o Musée l’Orangerie (das fotos abaixo) e o Musée Marmottan-Monet, todos os três em Paris. 

Monet no Museu de Orangerie
Foto Shutterstock | De Isabelle OHara
Monet no Museu de Orangerie
Foto Shutterstock |  De Kiev.Victor

Outras visitas a Giverny incluem:

  • O antigo Hotel de Baudy, onde grandes pintores se conheceram no início do século XX. Hoje em dia é um ótimo restaurante;
  • A igreja Sainte-Radegonde e o túmulo de Claude Monet;
  • O Museu de Mecânica Natural, com maquinaria agrícola antiga do início do século XIX, ainda em operação;
  • Muitas oficinas de pintura e galerias de arte na vila.
Túmulo de Monet

Vale dos Impressionistas

Se Giverny merece um bom dia para visitar, também é porque o seu ambiente é muito agradável. Assim como, não deixe de se perder nas pequenas estradas do Eure de seu vizinho Val d’Oise. Estradas estreitas e às vezes sinuosas, elas atravessam rios, ao longo de campos e pequenas vilas. Inegavelmente, o passeio reserva surpresas muito agradáveis! Aliás, eu recomendo uma pequena parada no charmoso Moinho de Fourges. Este moinho do século XVIII, localizado à beira do Epte, é uma das surpresas da região.

Moinho de Fourges Giverny e Arredores

Logo ao lado de Giverny, encontramos o Sena serpenteando pelo interior da Normandia. Os passeios ao longo do Sena são muito agradáveis ​​e também podem ser uma oportunidade para um piquenique ou atividades como canoagem. Em Vernon, você pode fazer uma parada no meio da vegetação e descobrir outro moinho muito bonito, ainda mais antigo. fora que a vista da ponte que atravessa o Sena é um pequeno cartão postal!

Vernon na França Giverny e Arredores

Outras visitas a Vernon incluem:

  • Sua Igreja Colegiada com fachada datada do século XV;
  • O Château des Tourelles, construído em 1196 durante a guerra entre a Inglaterra de Richard the Lionheart e a França de Philippe Auguste;
  • Suas casas em enxaimel no centro da cidade, como a casa do Templo Jadis, que abriga o posto de turismo da região;
  • Sua torre dos arquivos, vestígio do Castelo de Vernon.

LEIA TAMBÉM:

>> CIDADES IMPERDÍVEIS NA FRANÇA | 15 CIDADES PARA SE APAIXONAR
>> SEGURO VIAGEM PARA A FRANÇA – QUANTO CUSTA E É OBRIGATÓRIO?
>> IMIGRAÇÃO EM PARIS – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER


La Roche-Guyon

A vila de La Roche-Guyon está localizada a apenas 10 minutos de Giverny, no coração do parque regional de Vexin. Sem dúvida, La Roche-Guyon também é uma surpresa muito agradável. Surpreendentemente, a vila está classificada entre as 152 aldeias mais bonitas da França. O destaque da vila é o seu castelo, realmente atípico. Afinal, ele está aninhado no penhasco e com uma vista bela para o Sena.

La Roche-Guyon Castelo Giverny e Arredores

As origens do castelo, então troglodita, datam da Idade Média. Você ainda pode ver a torre, no topo da colina. Entretanto, a maior parte do que pode ser visto é composta por edifícios que datam do século 18 no sopé da colina. Um museu está instalado no castelo desde 2010 e permite descobrir obras contemporâneas espalhadas no espaço.

Aliás, eu fiquei impressionada com sua impressionante fachada e sua masmorra antiga empoleirada no penhasco. Dentro do castelo, você pode descobrir a história do lugar, as salas de seus antigos proprietários e algumas galerias. Por fim, não deixe de fazer um passeio pela horta do castelo. Pois ela foi reconstruída no jardim francês, que foi criado em 1741 e havia sido abandonado ao longo dos séculos.

La Roche-Guyon Castelo Giverny e Arredores
Foto Shutterstock | De Francois BOIZOT

Château de la Roche-Guyon: aberto das 10h às 18h (19h nos finais de semana e feriados) – entrada €7,80 (€4,80 para jovens e estudantes)

ALUGUEL DE CARRO

Antiga Estrada de Ferro do Vale

A estrada de ferro do Vale Eure segue a mesma rota que os impressionistas que visitaram a região no final do século XIX e no início do século XX. A partida é de Pacy-sur-Eure. Os trens datam de 1870 a 1960. A estação data de 1870 com balcões e balanças antigas. Você pode ver carros antigos, vagões e tratores ferroviários na plataforma. Para saber mais sobre os dias e horários da viagem, aqui está o site: https://www.cfve.org/

CHÂTEAU DE GAILLON

A origem do Château de Gaillon remonta ao século 11, quando foi construído para servir como fortaleza. O castelo medieval foi então completamente transformado em um palácio renascentista no início do século XVI. Parte do castelo foi desmontada durante a Revolução e serviu como pedreira, prisão e quartel. 

O Château de Gaillon também teve enormes jardins italianos durante o Renascimento. Infelizmente resta muito pouco desses jardins hoje, exceto o jardim alto, localizado atrás do castelo e que serve como um lugar para passear.

Rouen

A capital normanda fica a 1h de carro de Giverny e é uma belíssima cidade para se descobrir a pé. Seu centro histórico está cheio de bonitas casas normandas com enxaimel colorido. A Catedral de Rouen, pintada por Claude Monet, certamente o atrairá tanto quanto o pintor. Aliás, esta também é a cidade de Joana d’Arc, a quem muitos tributos estão espalhados pela cidade. O Relógio Astronômico também é uma belezura. Como podem ver, não faltam motivos para visitar Rouen.

Relógio Rouen França

Como chegar em Giverny

A pequena e encantadora cidade se encontra a 75 km de Paris e a 70 km a leste de Rouen. Portanto, ela tem opções de deslocamento fáceis para chegar e aproveitar o dia. Mas se você está planejando ir de carro, saiba que a viagem leva cerca de 1 hora de carro de Paris e 1 hora de Rouen.

Giverny Vernon

Opção 1 – Trem + Onibus

A forma mais fácil de chegar a Giverny desde Paris consistem em duas etapas, a primeira de trem de Paris a Vernon e a segunda de ônibus de Vernon até Giverny. A viagem de trem até Vernon parte da estação Saint-Lazare e leva entre 45 e 50 minutos. Você irá utilizar a linha Paris-Vernon em um trem “Intercités”.

A passagem custa cerca de €15 em cada sentido, mas os lugares não são marcados. Os trens partem de duas em duas horas com início entre às 7h20 e 8h20 dependendo do dia. Certamente, é possível comprar as passagens de trem antecipadamente.

Mas antes de subir no trem, não esqueça de validar (em francês “composter”) o seu bilhete. Você irá validar nas máquinas amarelas que se encontram no início das plataformas. Caso você não valide sua passagem e for abordado por um fiscal a bordo, será cobrada uma multa. Entretanto, vale lembrar que as passagens eletrônicas emitidas pela internet não precisam ser validadas.

Estação de Trem de Vernon Giverny

A segunda etapa da viagem será de ônibus. Ao sair da estação de Vernon, existem várias placas e indicações na plataforma que indicam onde estão localizados os ônibus que vão direto a Giverny. Por ser uma rota muito procurada, estes ônibus fazem exclusivamente este serviço e seus horários são alinhados com a chegada dos trens de Paris. O valor da passagem é de €8 ida e volta e pode ser comprada diretamente com os motoristas ao embarcar. Sendo que você pode pagar em dinheiro ou no cartão de crédito. O tempo de viagem é de 15 minutos de Vernon a Giverny e os ônibus oferecem wifi.

>> Ver horários do ônibus

Opção 2 – de Carro

Se você estiver interessado em mais comodidade e a oportunidade de explorar as cidadezinhas vizinhas sem se preocupar com o horário, a opção de visitar Giverny com um carro é a mais viável. O caminho saindo de Paris pela autopista A3 e A4 é bem tranquilo e possui apenas um pedágio no percurso. Em frente a entrada dos jardins de Monet e em frente a Fundação Monet, o estacionamento é grátis e o movimento é bem tranquilo.

Onde se hospedar em Giverny

Uma ótima opção para curtir ainda mais Giverny e arredores é se hospedar na região. Aliás, eu super indico! O interior da França tem muito charme, e Giverny não foge a regra. Nos meus 14 anos na França, tive a oportunidade de passar algumas noites em Giverny e amei todas elas. Aqui estão as minhas hospedagens preferidas (tem para todos os gostos e bolsos):

La Dime de Giverny | La Maison de Madame Baudy | Le Clos Fleuri | Le Jardin des Plumes | La Pluie de Roses | Le Clos de l’Eglise | Givernel | Le Loft Campagnard 

Bom passeio à Giverny e Arredores!!

LEIA TAMBÉM:

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies