Missão San Ignacio Mini

Missões Jesuítas na Argentina – Bate e volta de Foz do Iguaçu

Aproveitei uma viagem para Foz do Iguaçu e junto com meu marido, fomos fazer uma day trip para as missões jesuítas na Argentina. Gostamos muito dessa experiência e então, resolvi contar aqui no Viajoteca como foi.

Na realidade, estávamos hospedados em Puerto Iguazu, região das cataratas do iguaçu do lado argentino, o que nos favoreceu, mas dá para fazer saindo do lado brasileiro também. Sendo assim, nesse bate e volta a partir de Foz de Iguaçu conhecemos as Missões de San Ignacio Mini e Loreto, que na verdade são ruínas históricas que nos transportam para esse período, onde a história dos jesuítas na Argentina e no Brasil se misturam muito com a colonização e evangelização cristã da América do Sul.

Independente de sua crença religiosa, conhecer esse passado e sua influência é um ótimo programa de viagem e história. Por essas e por outras, acredito que fazer esse passeio foi uma decisão muito acertada. Desse modo, abaixo descrevo um pouquinho do nosso roteiro, para estimular você também.

Leia também:

ROTEIRO FOZ DO IGUAÇU – O QUE FAZER EM 4 DIAS

CATARATAS DO IGUAÇU: LADO BRASILEIRO OU LADO ARGENTINO?

SEGURO VIAGEM PARA ARGENTINA, COMPRE AQUI

Missões Jesuítas na Argentina
Ruínas da missão San Ignacio Mini – patrimônio da humanidade pela UNESCO

Missões Jesuítas na Argentina

A região das missões jesuítas na América, também conhecidas como Reduções Jesuítas, concentram-se principalmente no miolo entre o sul do Brasil, Argentina e Paraguai.

Então, lendo aqui e acolá, eu já sabia que um dia seria pouco para ver tudo. Mas era o que tínhamos e embarcamos nessa “aventura”. Fizemos o passeio com carro particular (da minha mãe) e não tivemos problemas, mais detalhes abaixo.

Caso prefira fazer uma excursão com tudo organizado, recomendo esse tour aqui. Pois eles te buscam em seu hotel em Foz do Iguaçu e você visita as ruínas San Ignacio Mini e ainda as minas de Wanda.

Missões Jesuítas na Argentina
Tour guiado em San Igancio Mini

>>> Viagem pela Patagônia Argentina no Reveillon <<<

ONDE FICAR: FOZ DO IGUAÇU (BRASIL) OU PUERTO IGUAZÚ (ARGENTINA)

Talvez ter de escolher entre ficar em Foz do Iguaçu (Brasil) ou Puerto Iguazú (Argentina) será a principal dúvida na hora de procurar hospedagem. A dúvida é compreensível e já adianto que vai muito de como você vai e do que quer fazer na região. A Mirella foi de carro e queria aproveitar os restaurantes do lado argentino, então optou por ficar em Puerto Iguazú. Já a Carina foi de avião e não quis alugar carro, por isso escolheu no seu roteiro Foz do Iguaçu ficar no lado brasileiro. Pois estaria mais perto da maioria das atrações e teria mais facilidade de deslocamento.

Tendo em vista estes dois exemplos das nossas sócias, você já pode ter mais ou menos ideia do que seria melhor para você. Do lado brasileiro, você chega mais fácil nas atrações e tem mais disponibilidade de transportes (táxi, uber, transporte público, transfers). Se você optar por ficar do lado da Argentina, saiba que vai precisar de carro para se deslocar, mas pode aproveitar os deliciosos restaurantes dos hermanos.

Mais opções de hotéis em Foz do Iguaçu bem avaliados:

Mais opções de hotéis em Puerto Iguazu bem avaliados

Mapa de hotéis em Foz do Iguaçu e região

Booking.com

Dicas: Missões Jesuítas Argentinas

  • A estrada estava em boas condições quando fizemos, mas claro que isso pode mudar a qualquer momento;
  • Gastamos 4 pesos de pedágio;
  • Há um posto policial logo depois de Puerto Iguazu e notamos que somente carros com placas brasileiras eram parados. Tivemos que abrir o porta mala (o Kiko, marido, desceu do carro para abri-lo e evitar problemas). Mas, não demos gorjeta e não fomos importunados;
  • Antes de viajar para a Argentina, recomendo obter a carta verde com sua seguradora. Ainda, se o carro não tiver no seu nome, é necessário obter uma autorização do proprietário para dirigir;
  • Fique atento com o tanque de combustível, pois não há muitos postos na estrada, especialmente os de marcas conhecidas como Shell;
  • Aconselho fazer essas visitas de tênis ou sapato fechado, pois tem muito mato. Especialmente na Missão Loreto que é a mais selvagem;
  • Você pode usar o mesmo ingresso para até quatro missões;
  • No verão o calor é escaldante, essa foi nossa única reclamação.

Um dia nas missões Argentinas

Saímos de Puerto Iguazu, do nosso hotel Loi Suites, por volta das 10 da manhã. Primordialmente, nos concentramos somente em duas Missões do lado argentino, que foram as ruínas de San Ignacio Mini e a Loreto. Achei que valeu a pena, mas confesso que fiquei triste de não ficar por lá pelo menos uma noite. Pois queria muito conhecer também a Missão Trinidad, no Paraguai.

A distância entre Puerto Iguazu e San Igancio Mini é de 243 km. Mas acrescente pelo menos 30 km se estiver em Foz do Iguaçu. O trajeto demora cerca de 3 horas de carro. Então, se for muito tempo para você dirigir, recomendo procurar uma excursão como essa aqui. Nós, que gostamos de road trip, não achamos a viagem cansativa. Afinal, a paisagem é interessante e volta e meia você vai passando por dentro das cidades.

Usar GPS ajuda bastante, mas não tem erro, basta seguir pela estrada “Ruta 12” que se chega lá! Não esqueça de dar download do google maps para ter acesso offline.

A missão argentina mais próxima de Puerto Iguazu são ruínas de San Ignacio Mini e Corpus (essa última não conhecemos). E para ir a Missão Loreto, são outros 13 km (8 km na Ruta 12 e 3 km por dentro da “cidade”).

Mapa da região das Missões Jesuítas na Argentina
Mapa da região das Missões Jesuítas na Argentina
Missões Jesuítas na Argentina
Missão San Ignacio Mini – visão geral pra dar ideia de tamanho…

Missões: San Ignacio Mini & Loreto

As ruínas da Missão San Ignacio Mini estão bem mais preservadas que as de Loreto. Se as duas estiverem no seu planejamento, recomendo visitar a Loreto primeiro. A ruínas da Missão Argentina Loreto, como se pode ver nas imagens abaixo, são mais selvagens e estilo “Indiana Jones”.

Apesar de estarem em baixo estado de preservação, achei que a visita foi interessante. Pois há poucos visitantes e pode-se ter a missão só pra você, pelo menos com a gente foi assim e adorei!

Ruínas Loreto - Missões Jesuítas na Argentina
Ruínas da Missão Loreto
Ruínas Loreto - Missões Jesuítas na Argentina
Ruínas ao estilo Indiana Jones
Ruínas da Missão Loreto
Restauração da capela de Lorena, com auxílio financeiro da Alemanha.

As ruínas de San Ignacio Mini são incríveis, não somente pelo visual, mas também pela infraestrutura.

Recomendo fazer o tour guiado para conhecer mais profundamente como as missões surgiram, qual o objetivo, como eram estruturadas e como se desenvolveram. Aliás, a maioria das fotos de ruínas desse post são das de San Ignacio Mini.

Museu de San Ignacio Mini
Museu de San Igancio Mini
Museu de San Ignacio Mini
Dentro do museu San Ignacio Mini
Casal Mikix na Argentina
Eu e o Kiko em frente ao museu

Onde almoçar em San Ignacio Mini

Uma das dicas que peguei com a Dani S. no blog Viaje na Viagem, foi sobre o delicioso almoço que tivemos em San Ignacio Mini, no La Carpa Azul [Rivadavia 1295, San Ignacio].

O restaurante fica em frente a missão San Ignacio Mini e tirando o calor, na época não tem ar condicionado, mas mesmo assim foi tudo maravilhoso! Simples, gostoso e fresquinho.

Curiosidade: Expansão Guarani na Argentina

A expansão Guarani, procedente da Amazônia, começou a ganhar força na região das missões argentinas (atualmente a província Misiones), no século XV.

No século XVII, com a chegada dos Jesuítas e a formação dos aldeamentos administradas pelos padres, em poucos anos eles estabeleceram mais de 30 reduções baseadas na agricultura e numa sociedade “isenta de vícios e maldades”.

Há controvérsias sobre a maneira que os Jesuítas e Guaranis se organizaram e conviveram juntos, e não é por menos, nenhuma sociedade se subjulga facilmente.

Se esse assunto te interessa, recomendo a leitura desse link do wikipedia. Bem como o post da Camilla sobre a história da Missão San Ignacio Mini.

Ruínas de San Ignacio Mini, Argentina
Ruínas da Missão San Ignacio Mini

Conclusão

Estou longe de ser expert em missões jesuítas, mas nessa visita tivemos a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a história das Missões. Assim como, aprendemos mais sobre o impacto que ela causou ao povo nativo.

Gostei de ter participado da visita guiada em San Ignacio Mini. Assim como, gostaria de ter tido mais tempo de visitar o pequeno museu antes de começar o tour.

E foi assim nosso passeio, espero que gostem dessas dicas aqui do Viajoteca. Qualquer coisa, fale comigo nos comentários no final dessa página, vou adorar seu recadinho.

16 respostas

  1. Gostei de ler seu relato sobre as missões argentinas, pois estou coletando informações para escrever uma “resposta” ao presidente argentino sobre a sua declaração que os “brasileiros vieram do mato e os argentinos da Europa e também ao papa, que disse que os brasileiros rezam pouco e bebem muito.
    Já conhecia sobre as reduções jesuítas, porque em meu curso de mestrado, estudei sobre a história da igreja na América Latina. Mas o relato de sua viagem me levou “direto ao ponto” que pretendo abordar.

  2. Aproveito este espaço e deixo minha dica aqui também.. Incluam em suas rotas São Miguel das Missões -RS, no lado Brasileiro. Muito bonito por sinal, eu mesmo já fui pelo menos umas cinco vezes… na maioria das vezes de motocicleta.

    Este ano vou mudar a rota… vamos para Argentina.

  3. Que dica ótima, Mirella. Eu sou doida para conhecer as Missões, mas não consegui encaixar a visita em nenhuma viagem. Já pensei até em ir para Posadas, na Argentina, que parece oferecer a estrutura mais confortável para ver missões do lado argentino e do lado paraguaio…

    Como vou passar o Carnaval em Foz, seu post me deixou saltitante, pois pelo menos San Ignacio eu vou poder conhecer 🙂 Até já reservei o carro para alugar.

    Só uma dúvida: você acha seguro ir sozinha até lá? Estou na dúvida se vou dirigindo ou se contrato um esquema com agência.

    Bj e parabéns pelo post

  4. Ola Mirella, estou me programando com meu esposo de fazer essa viagem em 02/2016 e gostaria de tirar algumas dúvidas com relação a viagem. Uma viagem de 5 dias, indo para Foz (avião) e de lá iniciar o passeio para Cataratas, Argentina (Puerto Iguazu) e Paraguai, em todas esses lugares terei que trocar de hotel?
    Se for alugar carro é melhor para deslocar para essas cidades?
    Conhecer as ruínas se eu tiver hospedada em Puerto consigo me deslocar facilmente no sentido que ir e voltar no mesmo dia para o hotel?

    1. Oi Dank, Tudo bem?
      Os 4 dias que ficamos em Puerto Iguazu, não trocamos de hotel. Fizemos todos os passeio partindo de lá, no esquema bate e volta.
      Nós fomos de carro, então, na minha opinião, estar com carro é bem fácil para se deslocar e fazer seus próprios horários.
      Como mencionei desse post, nós fizemos essas duas Missões no bate e volta, tem outras missões para se conhecer na região, mas nós não fizemos por causa do tempo. Tem que andar uma 2 horas de carro para ir r para voltar, então, eu recomendo para quem não tem medo de estrada.
      Mas foi muito tranquilo fazer esse passeio.
      Ajudei?
      Abs

  5. Oi Mirella,
    Muito legal sua matéria! Pretendo fazer um bate e volta de carro pra Puerto Iguazu – Missão San Ignacio em janeiro. Que horas vcs sairam de San Ignacio pra retornar a Puerto? Quanto tempo de viagem? Gostaria de ver o show de luzes e depois retornar pra Puerto. Você acha que é tranquilo fazer esta viagem a noite?
    Abraço,
    Cris

  6. Muito boa a matéria, tenho vontade de conhecer. Mas só uma observação, esse mapa das missões jesuíticas está incompleto pois havia várias outras reduções, como no Paraná, onde havia 13. Parabéns pela página!

    1. Oi Sergio,
      Obrigada pelo comentario … que bom que gostou do artigo.
      Esse mapa eu tirei uma foto do panfleto que recebi na Missão San Ignacio Mini, acho que ele só ressalta as principais – tentei encontrar uma mapa melhor, mas não encontrei, aliás, acho que falta muita informação dessa região, os websites são bem superficiais.
      Legal saber que há mais reduções.
      Obrigada por dividir com a gente.
      Abs

  7. Tá aí uma viagem que eu quero repetir, dessa vez com mais preparação prévia. Ainda quero voltar para rever San Ignacio e para conhecer outras reduções. É uma região muito bacana, né? Só não tenho saudades do calor insuportável. rsrs

    E obrigada por citar o Viaggiando! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.