Página Principal Natal Como surgiu a Tradição da Árvore de Natal

Como surgiu a Tradição da Árvore de Natal

por Carina

Tem como imaginar a decoração natalina sem uma árvore, cheia de penduricalhos? Difícil, não é mesmo? Ontem a Martinha fez um post sobre a árvore de Natal mais famosa de Paris e eu resolvi dar uma pesquisada e falar sobre a Tradição da Árvore de Natal.

Por todos os cantos que se olha, lá estão elas dominando a decoração de Natal com muita beleza. Na realidade, a gente nem consegue imaginar o natal sem uma árvore de Natal… mesmo que seja uma pequenina, daquelas que ficam em cima da mesa, decorando e lembrando que é dezembro. A árvore de Natal está tão presente neste período, que eu arrisco a afirmar que um Natal sem uma árvore enfeitada nem parece Natal!

Mas como ela surgiu? Qual a história e por que ela faz parte da nossa tradição natalina? Vamos descobrir? 🙂

Nuremberg: Tour de 1,5 horas pela Cidade Antiga e Mercado de Natal

Tradição da Árvore de Natal Rothenburg

Reserve seu hotel na Alemanha ou Frankfurt no Booking.com, um comparador de hotéis que te garante o menor preço e na maioria dos hotéis e apartamentos tem a opção de cancelamento gratuito.

A Tradição da Árvore da Árvore de Natal

História da Árvore de Natal

Já muitos séculos atrás, em culturas pagãs, era hábito decorar plantas verdes como um símbolo de fertilidade e vitalidade. Os germânicos colocavam no solstício de inverno ramos de pinheiros em lugares públicos e em suas casas para evitar que os maus espíritos entrassem e para nutrir a esperança da vinda da primavera.

A tradição de enfeitar a árvore de Natal tem mais de 500 anos de idade. Acredita-se que  esta tradição foi lançada em 1419 pelos padeiros da cidade de Freiburg, na Alemanha. Eles começaram a decorar uma árvore todos os anos com lebkuchen, maçãs, frutas, nozes e frutas. E apenas no dia de Ano Novo as crianças podiam sacudir a árvore de Natal e comerem o que caia dela.

Tradição da Árvore de Natal Loop 5

Munique: Excursão pelos Mercados Natalinos e Vila de Natal

A Tradição da Árvore de Natal

A árvore de Natal caseira, como muitos de nós temos hoje, acredita-se que tenha sido lançada como tradição no final do século XVI, na Alsácia. Esta, que hoje é uma região belíssima da França, já foi alemã. Naquela época, uma parte das festividades de Natal era elaborar uma árvore na sala de estar e decorá-la com doces, nozes e maçãs. Aliás, uma grande evidência desta teoria é que tem-se registro de uma árvore de Natal na Catedral de Estrasburgo (que está na Alsácia), no ano de 1539.

Conta-se que a Igreja Católica era contra as árvores de Natal, e tinha a opinião que o presépio era um símbolo suficientemente significativo de Natal. Além do que, as grandes áreas florestais pertenciam a igreja, e estas costumavam ser saqueadas pelo povo nesta época que iam em busca de árvores de Natal…

Apenas em meados do século XX foram autorizadas árvores de Natal nas igrejas católicas. E o Papa João Paulo II, finalmente, em 1982, iniciou a tradição no Vaticano, colocando a primeira árvore de Natal na Praça de São Pedro, em Roma.

Weihnachtsbaum Frankfurt

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem! Afinal ele é obrigatório nas viagens para a Europa.  Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

+ DICAS QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE VIAJAR

+ SEGURO VIAGEM É IMPRESCINDÍVEL?

Decorações

Os primeiros registros de árvores decoradas com velas surgiram em 1730. No começo, elas era enfeitadas com rosas de papel, maçãs, nozes e bolachas. Depois surgiram decorações como luzes, bolas de vidro, estrelas, guirlandas, laços, anjos ou outras figuras. Em Berlim, a primeira árvore de Natal foi erguida em 1785.

No século XVII, o costume se espalhou inicialmente entre os altos funcionários e cidadãos ricos nas cidades, já que os ainda eram escassos e, portanto, muito caros mesmo na Europa Central. As primeiras bolas de vidro soprado apareceram para venda em torno de 1830. Mas elas eram artigo de luxo, somente os mais abastados tinham acesso e podiam enfeitar suas árvores com elas.

decoração natalina

Dresden: Advent Tour com degustação de Stollen

Chegando nos EUA e Canadá

O costume de decorar árvores de Natal se espalhou da Alemanha para o mundo inteiro mesmo só no século XIX, e começou quando emigrantes do século XVIII levaram o costume para os Estados Unidos. A primeira árvore de Natal na “Casa Branca” foi erguida em 1891, mas a primeira árvore de Natal nas Américas foi Friederike Riedesel von Lauterbach, esposa do general comandante das tropas Brunswick e foi erigida em Sorel / Canadá em 1781.

Assim, a tradição foi se alastrando, e com elas as inovações, como o surgimento das árvores artificiais, feitas de plástico. Deste modo, começou também uma pequena “guerra”, já que os mais tradicionalistas fazem questão de ter uma árvore natural decorada dentro da sua casa e esbravejam que a de plástico não são biodegradáveis. Por outro lado, o cultivo de uma árvore natural leva anos, e argumentam os adoradores da árvores artificiais que elas são cortadas somente para servirem de enfeite por poucos dias. Quem tem razão?

Tradição da Árvore de Natal

Heidelberg: Passeio a pé pelo mercado de Natal de 1,5 hora

Pinheiro como Árvore de Natal

Na Europa Central, a árvore mais usada é o pinheiro conhecido como Nordmanntanne, originária do Cáucaso. A popularidade do Nordmanntanne tem um motivo simples: os seus galhos não picam. Além dele, em alguns outros lugares é usado árvores como abeto, pinho, buxo, azevinho e zimbro.

Existe a ilusão de que o pinheiro de Natal é um produto natural da floresta. A realidade é preocupante, já que árvore é uma raridade na floresta. Nos dias de hoje, os pinheiros e abetos crescem em plantações. Na Alemanha e na Áustria, existem terras agrícolas separadas para o plantio das árvores de Natal. No entanto, uma boa parte ainda é importada, e a Dinamarca é a líder de mercado. Na Alemanha, as árvores de Natal são cultivadas em cerca de 15000 hectares e cerca de 70% das necessidades de consumo interno são cobertas.

As sementes da Nordmanntanne vem do Cáucaso e “crescem” na Alemanha a partir de viveiros especializados. Com uns três anos as mudas são transferidas para o campo. Até que as árvores façam sua grande apresentação com luzes brilhantes nas salas de estar na Alemanha, elas têm até dez anos de tratamento intensivo por trás.

Somente na Alemanha, cerca de 25 milhões de árvores de Natal são comercializadas por ano.

Tradição da Árvore de Natal venda
Você consegue viajar sem celular?

Já saia do Brasil com o seu chip de celular europeu e com internet boa!

Como é em outras culturas

Um crescente número de muçulmanos na Alemanha aproveitam as férias de Natal para passar o tempo com a família. Fora isto, muitos ainda também tem iniciado o hábito de colocar em uma árvore de Natal na sala e com muita decoração. Na Ásia, o costume da árvore de Natal já está bem enraizado, principalmente para os europeus que passam o Natal lá naqueles lados, então fica tudo bem decorado.

Tradição da Árvore de Natal casa

Berlim: Mercados de Natal e Food Tour

Cores cristãs de Natal

As cores verde e vermelho são as cores símbolo do Advento e do Natal cristão. O verde simboliza a esperança de vida no inverno escuro e a lealdade. E o vermelho lembra o sangue de Cristo que Ele derramou para que o mundo seja salvo. Sem dúvida, estas duas cores dominam decoração de Natal e parece impossível dissociá-las do espirito natalino!

Mercado Natal Frankfurt

Leia mais:

+ CONHEÇA AS TRADIÇÕES DE NATAL NA ALEMANHA

+ TRADIÇÕES DE ANO NOVO NA ALEMANHA

+ MERCADOS DE NATAL NA ALEMANHA PARA VOCÊ VISITAR

+ DELÍCIAS DA ÉPOCA DE NATAL NA ALEMANHA


Vale a pena comprar antecipadamente:

PLANEJE SUA VIAGEM COM NOSSOS PARCEIROS!

Todas as Viagens - Botão Seguro Viagem

 

Botão Chip de Celular
Todas as Viagens - Botão Passagem aérea

 

Botão Hoteis

Todas as Viagens - Botão Aluguel de carro

 

Botão Ingresso

LEIA TAMBÉM:

1 comment


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Europa 1

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

– Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

– Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

– Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios na Europa com a Get Your Guide

– Alugue seu Carro na Europa com a RentCars

Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Mercados de Natal na Alemanha para você visitar ⋆ Viajoteca 26 de outubro de 2016 - 08:53

[…] de 200 barracas e atrai mais de 3 milhões de visitantes a cada ano. Com uma bela paisagem, uma árvore de Natal enorme e saborosos assados, é um dos mais belos mercados de Natal alemães. Se o mercado de Frankfurt […]

Responder

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies