Dicas de Viagem

Waiheke Island: A ilha das vinicolas pertinho de Auckland

21

Conhecida como a ilha das vinícolas, Waiheke Island nos arredores de Auckland oferece não apenas excelentes vinhos e ótimas experiências gastronômicas, mas presenteia seus visitantes com belíssimas praias e inúmeras baías de águas cristalinas que fazem dela, na minha opinião, uma das melhores day trips à partir de Auckland.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island - PAlm Beach

Com cerca de 19 km de extensão de uma extremidade a outra, Waiheke Island é a segunda maior ilha do Hauraki Gulf, perdendo apenas para a remota Great Barrier Island. Com um litoral de aproximadamente 134 km de extensão, Waiheke Island é um verdadeiro óasis cercado por inúmeras praias, costões, falésias e baías de águas transparentes que vão do azul turquesa ao verde-esmeralda.

Veja também: Outras sugestões de o que fazer em Auckland em 1 dia

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island

Localizada a pouco mais de 35-40 minutos de ferry do centro de Auckland, Waiheke Island é muito procurada por aqueles que curtem praia e enoturismo, mas também por locais que buscam um estilo de vida descontraído e mais sussegado comparado à maior cidade da Nova Zelândia.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island em Auckland

Embora a grande maioria dos moradores que vivem permanentemente em Waiheke comutem diariamente até Auckland para trabalhar de ferry. Waiheke continua sendo uma ilha, no sentido literal da palavra, onde tudo acontece em um passo bem menos frenético.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 30

Segundo dados do último censo, Waiheke Island foi uma das áreas de maior crescimento populacional na última década na região da grande Auckland. Atualmente, cerca de 9000 pessoas vivem permanentemente em Waiheke Island, fazendo dela a ilha a mais populosa, acessível e desenvolvida das ilhas dos arredores de Auckland.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 79

E Waiheke vai muito além do que uma simples ilha com belas paisagens, praias e baías. A grande maioria das pessoas que visitam a ilha, aproveitam não apenas para conhecer as belezas naturais do local, mas principalmente para experimentar a diversa cena gastronômica local e seus vinhedos com direito a várias paradas nas excelentes vinícolas da ilha para fazer degustação dos exepcionais vinhos produzidos no local.

Veja também: Onde comer em Auckland, 25 restaurantes testados e aprovados

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 14

Sendo assim, não é por acaso que Waiheke Island vê sua população aumentar substancialmente durante os finais de semana (principalmente durante os meses do verão). Muita gente que mora em Auckland, ou que está apenas de visita, aproveita a proximidade e a curta viagem de ferry para fazer um bate e volta de um dia ou dois dias ao local.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 15

Recebendo cerca de 60% a menos da quantidade de chuva e sendo até 2 ou 3 graus mais quente que Auckland na época da colheita. A ilha de Waiheke e seus solos de origem vulcânica destacam-se como um excelente terroir para a produção de vinhos finos. As condições edafo-climáticas do local são tão peculiares que a ilha é considerada hoje, a menor região vitivinicultural da Nova Zelândia. Logo não espere encontrar grandes vinícolas, mas inúmeras “boutique” wineries.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 16

As primeiras videiras foram plantadas em Waiheke Island em 1977 e, desde então, mais de 20 vinícolas surgiram em suas bucólicas encostas vulcânicas e agora produzem alguns dos mais premiados vinhos tintos da Nova Zelândia.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 49

Inicialmente foram os vinhos vermelhos do estilo Bordeaux, como Cabernet Sauvignon e Merlot que colocaram a ilha no mapa do enoturismo mundial. No entanto, atualmente, além destas castas de uvas tradicionais, você também irá encontrar excelentes Syrahs, Chardonnays e Pinot Gris sendo produzidos com grande êxito em Waiheke Island.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (23)

E como Waiheke Island é uma ilha relativamente pequena, num único dia você pode visitar várias destas vinícolas numa única tacada. Nós já visitamos praticamente todas elas e posso dizer que já tenho nossas favoritas, as quais sempre fazemos questão de voltar (Man O’ War, Mudbrick, Passage Rock & Te Whau). Eu particularmente sugiro visitar aquelas situadas ao longo da costa ou aquelas no alto das colinas para além dos #bonsdrink poder curtir o belíssimo visual que a ilha oferece.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 50

Como muitas das vinícolas de Waiheke estão na porção oriental da ilha, geralmente elas tem na linha do horizonte um belo visual com vista para o Skyline de Auckland e só esse visual já vale o passeio em sí.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (35)

Apesar de existir transporte público na ilha, nós nunca chegamos a utilizar o mesmo. Em nossa primeira visita ao local, assim que mudamos para a Nova Zelândia, fizemos um dos vários tours disponíveis pelas vinícolas. Nas vezes subsequentes resolvemos alugar um carro pelo dia e explorar a ilha e suas vinícolas ao nosso passo. E atualmente quando recebemos visita, optamos em ir de ferry com nosso carro mesmo. Comprando com antecedência de 1 semana, geralmente se consegue um bom desconto no site da Sealink para travessias com carro saindo de Half Moon Bay.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 70

Para quem vai sem carro e pretende alugar um carro, é altamente recomendado arranjar o aluguel do carro com antecedência pela internet. O mesmo vale para os tours guiados pela ilha, principalmente nos finais de semana no verão, para evitar surpresas desagradáveis. Vale lembrar que os limites de ingestão de álcool para dirigir foram reduzidos em Dezembro de 2014. Ver mais informações a respeito aqui.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (47)

Como nenhuma grande locadora opera no local, as opções de carros para alugar em Waiheke nem sempre são os carros mais novos e modernos, mas no fim das contas, o que importa e ter algo que te leve para cima e para baixo, mas é por isso que ultimamente preferimos ir com nosso próprio carro.

DCIM108MEDIA

Para quem chega com o ferry de passageiros saindo do Ferry Building no começo da Queen Street, o desembarque acontece na Matiatia Bay, que por sinal fica pertinho da principal “cidade” de Waiheke, Oneroa. Por alí, por sinal existem alguns bons pequenos bistrôs para um almoço e algumas lojinhas interessantes para começar os trabalhos de exploração da ilha. Mas vai por mim, a comida/experiência de almoçar numa das vinícolas é bem mais interessante.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (29)

Como já comentei, existe a possibilidade de você pegar o ferry que sai de Half Moon Bay ou do North Wharf em Auckland e ir com o seu próprio carro. Acontece que se você for em menos de 2 pessoas e não ficar pelo menos 2-3 dias na ilha o negócio não é economicamente racional, principalmente se você estiver alugando um carro em Auckland. Como moramos aqui e temos um carro, pagamos um pouco mais pelo conforto de ir com nosso próprio carro e um Day-trip programado com antecedência não acaba com o orçamento.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (5)

Enfim depois de visitar a ilha em pelo menos 8 diferentes oportunidades até o momento, eis aqui uma lista com 16 vinícolas da ilha que estão abertas a visitação ou tem pelo menos um cellar door para você fazer degustação no local.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (48)

Além de passear pelas praias e baías da ilha e fazer degustação de vinhos, aproveite para também conhecer e comprar os excelentes óleos de oliva produzidos na ilha. Nosso favorito é o Azzurro Grove que fica no caminho para Te Whau Vineyards. Outro produtor conhecido é a Rangihoua Estate.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (6)

Guia das Vinícolas de Waiheke Island

Cable Bay

De todas as vinícolas de Waiheke, Cable Bay é provavelmente a vinícola mais próxima aos standarts das vinícolas existentes no Napa Valley. Embora eles sejam muito mais conhecidos por suas ”savvies de Marlborough“, como os neozelandeses chamam seu Sauvignon Blanc. A vinícola em si é um edifício discreto e moderno, que conta com um restaurante gourmet, um pequeno bar de degustação.

Na minha opinião, a melhor coisa da Cable Bay e o amplo gramado com algumas esculturas contemporâneas, mesas e almofadas com vista para o mar e que ao fundo podemos observar o skyline de Auckland.

Cable Bay, na minha opinião pessoal é o tipo de lugar perfeito para um final de tarde acompamhado por uma garrafa de bubbles.

Melhores vinhos: Sauvignon Blanc (Marlborough), Chardonnay, Syrah e Viognier de Waiheke mesmo.

Goldie Vineyard

Se você curte um pouco de história, bem este foi o local em que as primeiras videiras de Waiheke foram plantadas em 1977. O local apresenta vistas fenomenais da Putiki Bay. Em 2011 a propriedade foi doada à Universidade de Auckland e atualmente abriga o Goldwater Wine Science Research Centre.

Melhores vinhos: Chardonnay e Bordeaux Blends

Jurassic Ridge

Passando a Cable Bay e Mudbrick Vineyards, está é uma das vinícolas mais próximas ao terminal do ferry na Matiatia Bay. Trata-se de uma pequena vinícola de apenas 1.6 hectares que  situada no topo de um terreno que data da época do período Jurássico, por isso o seu nome. Seus fundadores, Lance  e Luciana Blumhardt eram ambos neurologistas e acabaram trocando a medicina/ciência pela produção de vinhos.

Melhores vinhos: Pinot Grigio e Montepulciano.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 87

Kennedy Point Vineyard

Situada no alto de uma colina cercada por antigas Pohutukawas, essa é a primeira vinícola que quem chega de carro com o ferry que sai de Half Moon Bay em Auckland passa ao chegar em Waiheke.

Melhores vinhos: Syrahs e o Red Trumpet (Blend Cabernet Merlot Franc).

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 88

Man O’ War

Sem dúvida a mais “distante e difícil” vinícola para se conhecer em Waiheke. No entanto, apesar de estar literalmente do outro lado da ilha, esta é provavelmente nossa vinícola favorita de Waiheke. Apesar dos quase 30 minutos em estrada de terra para se chegar até ela, o passeio até lá é lindo e você certamente vai querer fazer algumas paradas para fotografia pelo caminho.

Apesar de o cellar door só ter sido aberto ao público em Dezembro de 2011 (descobri escrevendo esse post), para mim parece que esse lugar já existia desde sempre. Acho que uma das coisas que eu mais gosto desse local, além de seus deliciosos vinhos obviamente é o gramadão, as pohutukawas e principalmente por ela ser uma vinícola de frente para o mar e que tem um jeitão de casa de praia.. Por sinal a praia em frente a vinícola em Man O’ War Bay é na minha opinião uma das melhores praias de Waiheke. Tanto que durante os finais de semana de verão, inúmeros barcos e veleiros de Auckland podem ser vistos ancorados por alí.

Melhores vinhos: Chardonnays e Bordeaux blends.. O Valhalla, um Flagship Wine da vinícola, é na minha opinião um dos melhores Chardonnays da Nova Zelândia.

Miro Vineyards

Localizada perto de Onetangi Beach, outra praia famosa de Waiheke, esta pequena vinícola possui um simpático restaurante gourmet que já ganhou vários prêmios nacionais e internacionais. A vinícola produz vinhos nos vinhedos mais inclinados de  Waiheke Island.

Melhores vinhos: Os Syrahs com um toque de Viognier e o Miro um complexo Bordeaux Blend produzido apenas em anos com safras excepcionais.

Waiheke Island - Ilha das Vinicolas em Auckland 71

Mudbrick Restaurant and Vineyard

Ao lado da Man O’ War, uma das nossas vinícolas favoritas em Waiheke Islands é a Mudbrick Vineyard, embora não seja nosso vinho favorito da ilha, ela está escondida numa colina com uma bela vista panorâmica para a Waitemata Harbour e Auckland. Eles produzem uma grande variedade de vinhos, mas o gostoso mesmo é seu premiado restaurante, por sinal muito popular para a realização de casamentos.

Boa parte das verduras e legumes utilizadas na cozinha são produzidas alí mesmo na horta e na estufa existente no local. Tudo orgânico e produzido localmente. Um ótimo local para desfrutar um delicioso almoço com um ótimo vinho e dependendo da mesa que você conseguir, com uma incrível vista panorâmica para o Skyline de Auckland.

Melhores vinhos: O Chardonnay reserve é ótimo. Experimente também o Syrah’s e os Bordeaux Blends dos rótulos Mudbrick e Shepherd’s Point.

Obsidian

Localizado próximo a Onetangi Beach, a Obsidian Winery tem um jeitão bem kiwi (laid-back). Suas primeiras videiras foram plantadas em 1993 apenas com uvas das variedades Bordeaux, mas nos últimos anos eles tem procurado diversificar a produção e desde então já foram plantados também outros parreirais das uvas Chardonnay, Viognier, Syrah, Montepulciano e Tempranillo que começaram a ser lançados aos poucos nos últimos anos.

Melhores vinhos: The Obsidian, Um blend bordeaux que ao envelhecer deve ficar cada vez melhor.

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (4)

Passage Rock Wines

Localizada na porção sudoeste da ilha, a passage rock wines produz na minha opinião um dos melhores Syrahs da Nova Zelândia. Por sinal eles foram um dos pioneiros a plantar esta variedade de uva em Waiheke Island, e pelo visto acertaram na mosca pois aos poucos a ilha tem se tornado referência na produção de ótimos vinhos desta uva no país.

A vinícola em sí é super simpática, com um restaurante/café delicioso e que oferece um belo visual para os parreirais e para Te Matuku Bay e tem uma pizza feita no forno a lenha deliciosa.

Melhores vinhos: Os Syrahs e o Tree Sisters (Um Bordeaux blend com custo benefício excelente).

Peacock Sky

Fundada por um casal de expatriados (Canadense + Britânico) em 2010 após a compra dos vinhedos em 2008. A vinícola conta com um aconchegante e confortável tasting-room com área coberta e ao ar livre.

Melhores vinhos: Cabernet Sauvignon e Merlot+Malbec

Vinhos Nova Zelândia - Waiheke Island (32)

Poderi Crisci

Após alguns metros numa longa e um pouco esburacada estradinha, você chega a uma bela propriedade com muitas videiras e oliveiras plantadas. Com um ótimo restaurante anexo a vinícola, a propriedade possui jardins amplos que fazem a alegria da criançada. Fundada pelo proprietário do Non Solo Pizza de Parnell em Auckland e um dos fundadores do Toto’s Restaurant o local foi inspirado para reproduzir uma verdadeira experiência italiana. Um local perfeito para um longo almoço de domingo em família. A stracciatella com Pomodoro é de comer rezando.

Melhores vinhos: Pinot Grigio e Merlot reserve.

Saratoga Estate Winery

Uma das poucas vinícolas que ainda não visitamos na ilha. Localizada na Onetangi Road, seu principal edifício é visível da rua e parece simpático. Além dos vinhos eles também produzem azeite de oliva e grappa.

Stony Ridge

Esta é a segunda mais antiga vinícola da ilha e conta com uma arquitetura bastante envolvente. Produzindo uma grande variedade de vinhos, entre eles o famoso Larose: Um Bordeaux blend (cabernet sauvignon dominante) bastante elogiado. O local também possui algumas das oliveiras mais antigas comercialmente exploradas da Nova Zelândia.

Melhores vinhos: Larose (Bordeaux Blend) , Luna Negra(Malbec).

Te Whau

Sem dúvida a vinícola com o mais belo visual de Waiheke Island. Te Whau Vineyard , conta com uma moderna adega + restaurante com vista panorâmica de 360 graus de onde é possível ver Auckland no horizonte. Suas videiras são plantadas em encostas íngremes em direção a Te Whau Bay. O restaurante é fenomenal!!

Melhores vinhos: The Point, um Bordeaux Blend Cabernet Sauvignon Dominante produzido com Malbec e Cabernet Franc. Syrahs e Chardonnay’s são produzidos em pequenas quantidades e estão disponíveis apenas no restaurante e Cellar Door da vinícola.

View East Vineyard

Localizada na porção ocidental da ilha para os lados da Passage Rock Winery, esta é uma das vinícolas que ainda não visitamos na ilha.

Wild on Waiheke

Provavelmente mais famosa por suas atrações que por seus vinhos em sí. Wild on Waiheke possui várias atividades ao ar livre que vão desde o arco e flexa até o jogo de xadrez gigante. Além de vinhos, eles também possuem uma micro-cervejaria que produz cerveja, ginger beer e cidra.

Melhores vinhos: Pinot Gris e Syrah

Informações Úteis:

Waiheke Island está a cerca de 35-40 minutos de ferry do centro de Auckland. Os barcos saem de hora em hora do Auckland Ferry Building Terminal entre as 09:00 e 17:00 e com outras partidas extras pela manhã e noite. A passagem ida e volta custa 36.00 NZD por pessoa. Veja os horários e preços atualizados aqui.

Para quem preferir ir de carro saindo de Half Moon Bay, o ferry  é operado por esta empresa e a passagem custa aproximadamente 160 NZD por carro + 36.50 NZD por passageiro. Na tarifa promocional é possível conseguir tickets por 120 NZD incluindo carro + 2 pax.

Ambas as cias que operam o ferry entre Auckland e Waiheke oferecem opções de tours, porém existem várias outras opções de tours e passeios pela ilha.

A maior parte das vinícolas da ilha abre a partir das 10:00 e fecha as 16:00. As vezes, principalmente no verão, quando eles sediam um casamento a vinícola não abre ou fecha mais cedo para o evento. Se for visitar a ilha fora da alta temporada (Nov-Mar), verifique quais vinícolas estão abertas.. Algumas delas abrem apenas de quinta à domingo.

A grande maioria das vinícolas cobra a degustação, algumas deles abatem o valor da mesma caso você compre pelo menos 1 garrafa de vinho.

 

Mapa das Vinícolas em Waiheke Island

 

Todos  os posts sobre a Nova Zelândia

Todos os posts sobre Auckland

Outros posts sobre enoturismo

 

Procurando por hospedagem para ficar em Waiheke Island ?

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca e você ainda acha um ótimo lugar para se hospedar, com os melhores preços, pode cancelar quando quiser e com todo o suporte (em português!) que você precisar.


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


21 Comentários
  1. Daisy Saba Diz

    Esse blog é o melhor que já vi. Tudo q vcs falam é sempre o melhor, O que realmente interessa. estive na NZ inspirada em vcs. Valeu a pena .OBRIGADAAAAAAAA

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Que legal Daisy

      Espero que tenha aproveitado algumas de nossas dicas e curtido bastante a NZ…

      Abs

  2. Suzana Diz

    Meninos, como sempre os posts de vcs são sensacionais. Esse então, que maravilha, além de passar todas as dicas de como chegar, onde e o que degustar, vcs ainda tiveram o bom gosto e a delicadeza de incluirem opiniões pessoais em relação aos vinhos deixando o post ainda mais útil para quem pretender fazer esse passeio. Sou suspeita pra falar, me tornei fã incondicional do blog. Espero muito que vcs ainda estejam por ai quando a gente chegar para ter o prazer de conhece-los pessoalmente. Parabéns!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Suzana

      Legal!!! Espero que quando vcs cheguem ainda estejamos por aqui..

      Abs

  3. Carol Wieser Diz

    Não consigo entender como a NZ consegue ter essa natureza tão exuberante!!!!!

    Na época que fomos não ligávamos tanto pra vinhos (tavamos duros mesmo) por isso acabamos não indo em vinícolas. Uma penas, quem sabe em uma próxima…

    🙂

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Carol

      Olha para dizer bem a verdade eu comecei a apreciar vinho depois que saímos do Brasil.. Em Cingapura era uma garrafa a cada 2-3 semanas.. Nos EUA era 1 por semana.. Agora aqui na NZ é uma garafa a cada 4 dias.. Do jeito que vão as coisas estou com medo do próximo destino
      Verdade seja dita, a NZ produz vinhos fantásticos

      Obrigado pela visita

      Bjs

  4. Paulo Muri Diz

    Excelente post!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Obrigado Paulo

  5. Regina Diz

    Oi Oscar! Que legal teu post.

    Estou pensando visitar Auckland, lamentavelmente nesta ocasião será tipo “vapt-vupt” porque estou incluindo numa viagem a Cingapura e Australia. Loucuras de mulher de 50 anos, aquariana pirada…

    Viajo sozinha, e tenho um grande “handicap” – não dirijo…mais ou menos ando de bicicleta:(. O que voce me pode recomendar? Estava justamente xeretando no “couchsurfing” e vi um host em Waihekee que havia descartado, mas depois de ler teu post sobre a regiao vinicola, mudei de ideia. O que voce me recomenda ? Estou visitando amigos em Cingapura, planejo ir ao Uluru, Sidney e regresso a Madrid (onde vivo) desde Melbourne. Pensava visitar Tasmania, mas vendo preços de passagens, encontrei boas tarifas para esticar até Auckland. O que voce acha? Tirando os dias de Cingapura, planejo estar en ruta de 25/11 a 12/12 (saida de Melbourne). To muito louca?

    Fico super agradecida com qualquer ideia, conselho, sugestão que me possa dar.

    Muito obrigada. Já tenho tarefa de fim de semana – ler tudinho que voces tem aqui postado.

    Beijos e bom fim de semana

  6. […] Com mais de 1 dúzia de regiões produtoras de vinhos espalhadas pelo país, a Nova Zelândia é um país fantástico para se viajar por belas paisagens e especialmente interessante para quem curte enoturismo. Só na região de Auckland, a maior cidade e porta de entrada do país, encontramos 3 regiões vitivinícolas distintas. A mais famosa, visitada e conceituada delas é a simpática ilha de Waiheke no Hauraki Gulf. Além de ser a menor região viticultural do país e dotada de pequenas “boutique wineries”. Suas várias praias de águas cristalinas, e vibrante cena gastronômica faz de Waiheke Island é um dos melhores bate-volta à partir de Auckland. […]

  7. Joana Diz

    Oi Oscar!

    Adoro seu blog e também seu perfil no instagram. Estou indo para a Nova Zelândia nos próximos dias e pensei em passar uns 2 dias em Waiheke. Minha carteira de motorista venceu 🙁 , então nada de carro.

    Você acha que dá pra rodar a ilha de bike, táxi, transporte público…??

    Obrigada!!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Oi Joana

      Obrigado pela visita e pelo comentário.. Então, você consegue sim explorar Waiheke usando transporte publico e até mesmo bicicleta.. Obviamente nem todas as vinícolas e praias da ilha serão acessíveis dessa forma, mas o que você vai conseguir fazer certamente já vai valer a visita!!

      Abraço

  8. […] da Waitemata Harbour no Hauraki Gulf. Espalhadas pelo Hauraki Gulf existem várias ilhas como Waiheke, Rangitoto e Tiritiri Matangi sobre as quais já falei aqui no Blog e que merecem uma visita. Para […]

  9. Vinicius Diz

    Oi Oscar, tudo bom?

    Você já me ajudou bastante a planejar minha viagem para a nova zelandia no ano que vem. Gostaria de pedir um pouco mais da sua ajuda se possível.

    Eu vou ficar 2 noites em Waiheke(vai ser meu primeiro destino, virei direto do aeroporto). Estarei pegando o ferry das 09:00 da manha em Halfmoon Bay no primeiro dia e irei embora no terceiro dia na ferry das 08:15. Tenho então 1 dia inteiro e provavelmente metade do primeiro dia. Gostaria de dividir este tempo entre vinicola e praias.

    Você falou muito bem das vinícolas, mas escreveu pouco sobre as praias. Que praias você me recomenda visitar? O que você sugere fazer nestes 1 dia e meio?

    Estou pensando em almoçar nas vinicolas que é quando estão abertas. Quais seriam os 2 melhores? Pensei no Te Whau e no Mudbrick.

    Por um acaso você teria também sugestões de restaurantes? De preferência que sejam bons, mas que não sejam tão caros quanto as vinícolas.

    Abraços,
    Vinicius

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olá Vinícius.. Tudo jóia e com você?

      Waiheke tem várias praias que você vai poder explorar nesses 2 dias por lá.. Minha praia favorita lá é sem dúvida a praia em frente a Man O War Winery.. Mas outras praias que você deve conhecer.. Onetangi (maior praia de Waiheke), Oneroa, Little Oneroa, Palm Beach entre outras…
      Melhores almoços em vinícolas (meu top 6) são Te Whau, Mudbrick, Podere Cresci, Stonyridge, Passage Rock e Casita Miro.. Quase sempre que fui a Waiheke acabei optando por almoço nas vinícolas.. Mas para café da manhã e mesmo almoço mais atrativo$ recomendo o Charley farley’s em Onetangi e o Fenice.. Quanto ao Jantar nunca acabei ficando em Waiheke para Jantar..
      Espero ter ajudado

      Abs

  10. Vinicius Diz

    Oi Oscar,

    Obrigado por mais uma resposta!!

    Como já disse antes, estou pensando em alugar o carro já no aeroporto de auckland e ir com ele para waiheke para facilitar o deslocamento. Eu tenho uma preocupação. Eu posso dirigir em waiheke e tomar vinho nas vinicolas?

    Eu li na internet sobre o limite de álcool na nova zelândia, mas eu gostaria de saber se é usual parar carros para verificar o teor alcóolico do motorista ou se isso só acontece caso o motorista esteja cometendo alguma imprudência.

    Caso não seja sensato dirigir, é fácil se locomover de transporte público em waiheke?

    Grato mais uma vez!

    Vinicius

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Vinicius

      Então o limite de consumo de álcool na Nova Zelândia foi reduzido praticamente pela metade em 2014.. Antes de 1 de dezembro de 2014 o limite era de 400mcg e álcool por litro de ar no teste do bafômetro. Hoje esse limite é de 250mcg/l. Já para álcool no sangue o limite era de 80mg para cada 100 mL de sangue (0.08) e hoje é de 50mg para cada 100 ml (0.05mg/L)..
      Quanto a fiscalização ela existe sim, mas é tudo muito relativo.. Eu estive em Waiheke várias vezes e em apenas 1 vi a policia parando alguns carros.Eu pessoalmente nunca fui parado.. O que nós sempre fizemos quando vamos visitar as regiões vinícolas da Nova Zelândia era revezar quem dirigia e quem bebia.. O motorista apenas dava uma leve bicada.. sempre deu certo para gente.. Se quiserem beber mesmo recomendo pegar um tour ou eventualmente usar o transporte público, mas o primeiro é certamente muito mais conveniente.

      Abs

  11. Isabella Diz

    Olá tenho uma dúvida.

    Estarei em casal e já vamos alugar um carro para ir a Rotorua,acha que vale a pena estender em 1 dia o aluguel para fazer Waiheke? Ou é melhor pegar um pacote de passeios prontos? Pelo que entendi ainda há uma terceira opção que é ir a pé de ferry e alugar um carro lá, é isso?
    Nossa intenção é fazer uma day trip.

    Obrigada!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olá Isabella

      As três opções são possíveis. O que vai depender na hora da escolha é quanto você está pensando em gastar e sua disponibilidade / vontade de explorar a ilha por conta própria ou estar num tour. O ferry para ir de carro de Auckland não é exatamente muito barato e sai de Half Moon Bay e vicie além do carro paga por passageiro à bordo ( Half Moon Bay está à cerca de 15 km do centro de Auckland).
      Alugar o carro lá pode ser uma opção, mas os carros não são exatamente muito novos e dependendo da época podem esgotar se você não tiver reserva prévia. Como será um Day Trip acho que ir num tour você tem a vantagem de poder degustar os vinhos sem problemas de poder dirigir, mas vai estar com outras pessoas e visita apenas lugares pre-estabelecidos.

      Como eu disse vai depender do seu estilo de viagem e quanto pretende gastar.

      Abs

  12. Eneida Braga Diz

    Olá, Oscar
    Primeiramente só tenho que agradecer. Seus posts fizeram toda a diferença nos 23 dias que passei rodando esse país maravilhoso de Auckland até a ilha sul. Amanha a festa acaba. Hoje vim a Waiheke, e agora existe uma outra opção para rodar a ilha que é um Hop-on Hop-off. Não sou fã do sistema mas cheguei aqui na metade do dia e queria beber sem preocupação, entao funcionou super bem. Fica o registro como um update. Abçs

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Que legal Eneida. Fico muito feliz em saber que os meus posts da Nova Zelândia fizeram a diferença na sua viagem.
      Na minha época quando ainda morava em Auckland esse Hop on Hop off já existia aos finais de semana durante o verão. Bom saber que agora eles também estão operando durante semana e na baixa temporada.

      Obrigado pela feedback 😀

Comente Aqui