Logo

Tufões e Tempestades em Hong Kong

Tempestades e Tufões em Hong Kong: O que fazer quando você é surpreendido por eles

by / 8 Comentarios / 1 de setembro de 2017

Tempestades e Tufões em Hong Kong

HONG KONG NA PRÁTICA

Tempestades e tufões em Hong Kong são fenômenos naturais relativamente frequentes. Especialmente entre os meses Maio e Novembro. Se você planeja visitar Hong Kong e o sul da China nesta época do ano, existe a possibilidade de seus planos de viagem serem eventualmente atrapalhados pela ocorrência de chuvas e fortes tempestades tropicais. Ou ainda, em casos mais extremos, interrompidos pela passagens de ciclones tropicais. Ou melhor, tufões como são mais conhecidos os furacões formados nessa parte do planeta.

Palavra de origem chinesa (台风 = táifēng), tufões são ciclones tropicais que se desenvolvem na porção ocidental do Oceano Pacífico Norte. Mais especificamente entre o Hawaii e o Extremo Oriente, numa região também conhecida como a Bacia Noroeste do Pacífico. Cerca de um terço dos ciclones tropicais que ocorrem todos anos no mundo, nascem nessa região, fazendo desta uma das áreas ciclônicas mais ativa na Terra.

Locais pelo mundo onde existe a ocorrência de ciclones tropicais

Apesar de a palavra “tufão” soar um pouco assustadora, Hong Kong é uma cidade acostumada e muito bem preparada para a passagens dos tufões. A cidade conta com um eficiente sistema de monitoramento e alerta meteorológico, o Hong Kong Observatory, que além de emitir boletins meteorológicos diários, emite alertas de tempestades à medida que as mesmas se aproximam da cidade. E desta forma, alertando e instruindo as pessoas sobre o que fazer nessas situações de risco, quando estes desastres naturais acontecem em Hong Kong, suas consequências tendem a ser reduzidas drasticamente.

Trajetória dos tufões entre 1980 e 2017

Trajetória dos tufões entre 1980 e 2017

Além disso, a maioria das edificações construídas na cidade nos últimos 50 anos foram erguidas de acordo com as especificações técnicas para resistir fortes ventos. Sendo assim, na história recente de Hong Kong, tufões raramente representaram perigo para os turistas que visitam a cidade. Basta seguir as recomendações das autoridades locais e tudo ficará bem com você.

Por outro lado, quando um tufão chega à Hong Kong, a cidade literalmente para. Centenas de vôos são cancelados, atrações, restaurantes e em alguns casos até mesmo o sistema de transporte público fecha e as pessoas são aconselhadas a se abrigar dentro de casa até que a tempestade perca força.

Cancelamento de vôos em massa durante tufão Hato (Foto por AFP)

Para quem mora na cidade e está acostumado, a chegada de um tufão muitas vezes é significado de um dia “extra de folga”. Para quem está de passagem, viajando ou à passeio, a chegada de um tufão atrapalha os passeios e pode acabar comprometendo o roteiro de viagem e o andamento das férias em função dos cancelamentos que ele pode eventualmente gerar.

Por isso, especialmente nessa época, além do seguro saúde, é importantíssimo que o visitante que vem à Hong Kong tenha feito um seguro de viagem que cubra também eventuais despesas relacionadas ao cancelamento e atrasos de vôos por conta da temporada de tufões na Ásia.

Temporada de Tufões em Hong Kong

A temporada de tufões em Hong Kong se estende de Maio a Novembro. Historicamente, os tufões são mais frequentes e intensos entre os meses de Julho e Setembro, quando há uma chance de 50% a 60% de pelo menos um tufão atingir Hong Kong nesses meses. Entre Maio e Junho e Outubro e Novembro a chance de ocorrência de tufões é muito menor, mas ainda existente.

Hong Kong durante o tufão Hato o 15o tufão de intensidade T10 a atingir Hong Kong desde 1946

A gravidade e intensidade do tufão depende de uma série de fatores. Os tufões são especialmente perigosos quando o olho se aproxima muito da cidade e faz “landfall” exatamente sobre Hong Kong, coisa que raramente acontece. Se não me engano a última vez que um tufão fez “landfall” exatementre sobre Hong Kong Island foi em 1987.

Um homem usa seu guarda-chuva enquanto ele caminha em uma rua durante fortes ventos e chuva provocada por Typhoon Hato em Hong Kong em 23 de agosto de 2017. AFP PHOTO / Anthony WALLACE

Porém sempre que o olho do tufão passa a pelo menos 800 Km de distância de Hong Kong, ele invariavelmente influencia o tempo em Hong Kong e o Hong Kong Observatory emite alertas para que as precauções sejam tomadas à medida que ele se aproxima da cidade.

TOs táxis passam por um guarda-chuva quebrado entre os ramos das árvores após o Tufão Vincente em Hong Kong AFP PHOTO / Philippe Lopez

De uma maneira geral, tufões que fazem landfall ao oeste de Hong Kong tendem a ser mais destruidores que aqueles que fazem “landfall” ao leste da cidade. Isso se deve a uma série de fatores e que incluem o relevo de Hong Kong, sentido de movimentação da terra e afins. Se quiser saber mais como a posição que o tufão faz “landfall” no sul da China afeta o tempo em Hong Kong acesse esse artigo (em inglês) do HK Observatory.

Descargas eletricas em uma tempestade tropical em Hong Kong

A diferença entre uma tempestade tropical e um tufão se dá entre outras coisas pela intensidade dos seus ventos e existência de um núcleo organizado ou não. Geralmente quando um tufão atinge Hong Kong ele traz consigo muito vento e chuva que podem durar de 1 a 3 dias.

Queda de arvores e debris, um dos maiores perigos durante um tufão em HK /Photo AFP

Os ciclones tropicais são classificados de acordo com a recomendação da Organização Mundial de Meteorologia (WMO) pela velocidade máxima sustentada do vento perto do centro do sistema. Em Hong Kong, a classificação é baseada na escala de Beaufort e definida em termos de velocidade do vento em média, durante um período de 10 minutos, da seguinte forma:

Classificação do ciclone tropicais em Hong Kong

·      Depressão tropical: ventos de 41 a 62 km/h

·      Tempestade tropical: ventos de 63 a 87 km/h

·      Tempestade tropical grave: ventos de 88 a 117 km/h

·      Tufão: ventos de 118 a 149 km/h

·      Tufão grave: ventos de 150 a 184 km / h

·      Super Typhoon: ventos de 185 km/h ou mais

Assim como acontece com os furacões nos EUA que possuem um nome e um número, cada uma das 14 nações que fazem parte da comissão de tufões da Organização Mundial de Meteorologia (WMO) fornecem 10 nomes e fica a cargo do centro meteorológico regional da WMO baseado em Tóquio escolher dentre os 140 nomes, o nome que irá batizar cada um dos tufões da Bacia Noroeste do Pacífico. Para saber quais são esses nomes, sua origem e significado acesse este link.

Embora não seja uma experiência muito agradável de se vivenciar, as pessoas em Hong Kong se tornaram “especialistas” em lidar com tais fenômenos naturais de forma bastante organizada. Enquanto tufões no início do século passado matavam milhares de pessoas, hoje em dia, quando eles passam por Hong Kong o número de vítimas fatais é mínimo ou quase nulo.

Ao contrário dos terremotos ou outros desastres naturais que ocorrem sem aviso prévio, ser surpreendido por um tufão em Hong Kong é algo muito improvável. As tempestades que se formam no South China Sea são monitoradas 24 horas por dia, 7 dias por semana e um sistema de alerta meteorológico entra em vigor assim que uma tempestade tropical for formada e estiver a 800km de Hong Kong e com potencial de deteriorar o tempo em Hong Kong nos próximos dias.



Booking.com

Sistema de alerta de tempestades/ tufões em Hong Kong

O Observatório de Hong Kong começou a emitir avisos meteorológicos para ciclones tropicais/tufões em 1884, quando começou a monitorar e divulgar notícias de ciclones tropicais afetando ilhas no South China Sea e as áreas em torno de Guam e Manila nas Filipinas. Os esforços de monitoramento do tempo expandiram-se para coletar informações de vários navios mercantes da região. No início, os serviços de monitoramento e alerta meteorológico eram direcionados principalmente à navegação e não com fins de defesa civil para os residentes de Hong Kong.

Naquela época, o sistema de alerta era feito em símbolos ostentados em vários locais da Victoria Harbour, sob a forma de bandeiras, bolas e cones. Inicialmente, os sinais só davam informações sobre a direção cardinal à partir da qual os ventos estavam chegando à cidade.

Em 1917, haviam dois sistemas de alerta meteorológico. Um conjunto com símbolos e alertas sonoros. Os símbolos negros indicaram que o ciclone tropical em questão estava a menos de 300 milhas (480 km) de Hong Kong, enquanto os símbolos vermelhos indicavam uma distância superior a 300 milhas (480 km). O sistema de alerta por simbolos era complementado pelo disparo de canhões e bombas, que se baseavam em atualizações climáticas severas.

Este sistema de alerta sonoro seria abolido 20 nos mais tarde em 1937, quando os residentes de Hong Kong começaram a confiar em rádio, jornais e avisos nos cais do ferry para receber informações sobre os ciclones tropicais.

Tufões e Tempestades em Hong Kong

Após uma tentativa fracassada de consenso com o Japão em relação aos padrões de alerta de tufões em 1917, o observatório meteorológico de Hong Kong substituiu seu sistema por um sistema de sete níveis (quatro dos quais foram finalmente convertidos nos quatro sinais nº 8 usados até ​​hoje).

Eventualmente, ao longo dos anos, os sinais de alerta de tempestade se desviaram do seu propósito original de servir à navegação e aos marinheiros e se tornaram um sistema de alerta para a defesa civil e para a população doméstica.

Em 1931, o sistema foi alterado para um sistema numérico de 1 a 10, com três novos sinais adicionados, que são os sinais 2 e 3 que significam ventos fortes do sudoeste e do sudeste, respectivamente. E o sinal 4, um sinal não local que significa que existe um tufão perigoso nos arredores, mas que não representa perigo iminente para a localidade.

Os quatro sinais de vendaval, renumerados de 5 a 8, também tiveram suas instruções alteradas para os quatro quadrantes atuais, enquanto os sinais originais 6 e 7 foram renumerados 9 e 10..

Como este sistema era um pouco confuso, à partir de 1 de janeiro de 1973, os sinais de 5 a 8 foram substituídos por 8 NW, 8 SW, 8 NE e 8 SE, respectivamente, de modo a melhorar a compreensão do público. O que começou como um sistema de alerta de 10 níveis foi reduzido ao sistema de cinco níveis (1,3,8,9,10) que é usado desde então.




O que o sistema de alerta de tempestades/tufão em Hong Kong significa.

Quando você mora a algum tempo em Hong Kong é muito comum você ouvir frases como: Ahh esse final de semana talvez tenhamos um T8, ou você viu que o o sinal T3 acabou de ser emitido?

Mas afinal o que isso significa?

Quando uma tempestade é identificada no South China Sea pelos meteorologistas do HK Observatory, o rastreamento e o progresso do mesmo serão monitorados e transmitidos nas notícias locais. Nos dias de hoje, esse alerta vem como mensagem do aplicativo do celular My Observatory do Hong Kong Observatory. (iTunes, GooglePlay)

À medida que a tempestade avança em direção à Hong Kong sinais são postados em quase todos os lugares públicos como shoppings, lobbys de hotel, estações MTR, etc., na verdade esses sinais vão estar em todo lugar e ainda sendo anunciados pelas rádios e emissoras de TV. Como geralmente esses anúncios são em cantonês ou mandarin você provavelmente não vai entender muita coisa.

Enfim, trata-se de uma escala de alerta correspondente à força e à proximidade do ciclone tropical/tufão e que funciona da seguinte forma.

 

 

  • Sinal 1: Quando uma tempestade é identificada no South China Sea e tem potencial para se tornar um tufão que pode passar próximo de Hong Kong trazendo ou não ventos e chuvas. Tudo continua como de costume, mas é um sinal para estar alerta. Este sinal pode durar até vários dias.

Tufão em Hong Kong Sinal 1

 

  • Sinal 3: Ventos fortes são esperados com fortes chuvas prováveis. O transporte público ainda funciona, mas os cruzeiros e ferries podem ser cancelados. Algumas lojas e empresas podem fechar. Escolas ainda permanecem abertas, mas jardins de infância fecham.

Tufão em Hong Kong Sinal 3

 

  • Sinal 8: Tufão e ventos mais fortes são iminentes. Tudo se fecha neste ponto: escolas, escritórios, passeios, transportes públicos, táxis, lojas, restaurantes, ferries, trens, vôos. Um sinal 8 pode durar algumas horas ou até um dia, rebaixado frequentemente para um sinal de nível 3 ou se dissipando completamente após o “landfall”.  Antes que um sinal 8 seja emitido, um aviso prévio é dado algumas horas de antecedência para dar a todos a chance de voltar para casa ou para um lugar seguro. Um Sinal 8 também indica a direção dos ventos do tufão. A partir do momento que um Typhoon Signal 8 é emitido os táxis de Hong Kong nem sempre deixam de funcionar, mas não tem a obrigatoriedade de usar o taxímetro. As corridas sobem absurdamente, já que os taxistas perdem o direito ao seguro caso algo errado aconteça neste periodo.

Tufão em Hong Kong Sinal 8

 

  • Sinal 9: Um sinal 9 ou 10 é raro e mais grave com força destrutiva esperada. Quando um sinal 9 é “hoisted”, a força dos ventos e da tempestade estão aumentando ou podem aumentar significativamente em força. Causando destruição generalizada.

Tufão em Hong Kong Sinal 9

 

  • Sinal 10: É o mais raro e forte dos alertas. Hong Kong está na trajetória olho da tempestade ou a mesma estará passando muito perto do território. Danos materiais causados pelos ventos, subidas de maré e imundações são esperados em larga escala.

Tufão em Hong Kong Sinal 10


Klook.com

Quando o tufão chega em Hong Kong, o que você faz?

Em primeiro lugar, não entre em pânico. Tufão é apenas uma tempestade mais forte do que as outras que você provavelmente já vivenciou antes na vida, mas ela irá passar. Estar informado e tomar algumas precauções é o seu melhor curso de ação. Aqui estão algumas dicas do que fazer ou não nessas condições:

Preste atenção a quaisquer avisos do Hong Kong Observatory, quando um Sinal número 1 é emitido, tudo continua normalmente na cidade, mas também significa que uma tempestade se formou e está à caminho na direção de Hong Kong. Evite sair para áreas abertas, fazer trilhas e ir para praias e ilhas, já que os ventos podem aumentar consideravelmente em questão de horas e as ondas provavelmente também. Eu adiaria uma viagem para as ilhas vizinhas ou Macau por exemplo.

Quando um Sinal Número 3 é emitido, é provável que haja muita chuva e ventos que causem queda de galhos e árvores assim como outros detritos podem voar de sacadas e edificios, então, permanecer dentro de área protegida é provavelmente o melhor a se fazer. Se você mora na cidade é hora de fixar ou trazer objetos soltos, plantas e afins de suas respectivas sacadas ou rooftops para dentro de casa.

Se estiver visitando Hong Kong procure conhecer os museus ou shopping centers. Mais uma vez, não se afaste muito do seu hotel, um sinal 3 pode mudar rapidamente para um 8, certifique-se de ficar atento a quaisquer avisos de um Sinal 8 iminente, uma vez que o Sinal 8 é emitido, não haverá transporte público, os táxis não usam taxímetro e cobram uma pequena fortuna de quem precisa chegar em casa. Isso porque circulam por conta e risco já que suas apólices de seguro não cobreem sinistro nessas situações.

Durante um Sinal Número 8, você deve estar dentro de casa ou no seu hotel, não há muito mais do que você pode fazer. Em casa ou no seu hotel, mantenha-se longe das janelas e, como todos os outros hospedes, junte-se à festa que provavelmente irá acontecer no lobby, restaurante ou bar do hotel. Preste atenção aos avisos, tome precauções e tire o melhor de uma situação inevitável. Foi exatamente assim que conheci Hong Kong pela primeira vez. Aproveite para descansar e com sorte a luz e internet continuam a funcionar normalmente.

No caso muito improvável de um Sinal Número 9 ou 10 acontecer. Na verdade acabamos de ter um número 10 com a passagem do Tufão Hato, a recomendação é semelhante a adotada no Sinal no. 8, porém o estrago certamente será muito maior. Como o olho da tempestade passará pela cidade ou muito perto dela, é muito comum que as condições se acalmarem quando isso acontecer, já que a tempestade gira em torno de um vértice, mas os ventos retornam com força à medida que o olho se desloca, porém em sentido oposto. É muito importante que todos permaneçam abrigados e não pensem que o “pior já acabou”.

Os tufões devem ser tratados com respeito, mas não com paranóia. Hong Kong lida com eles todos os anos. Muitas vezes, várias vezes ao ano. Nas duas últimas semanas de Agosto, após a passagem do tufão Hato, tivemos o Tufão Pakhar que passou deixando uma vítima fatal e uma terceira tempestade já está se formando no South China Sea com potencial em se transformar em um terceiro tufão a atingir Hong Kong em duas semanas.

Pode parecer assustador, mas você não deve adiar ou mudar seus planos de viagem para Hong Kong se eles caírem no período de Maio a Novembro. Apenas esteja ciente da possibilidade de um tufão ocorrer nessa época. Tenha um seguro de viagem e fique de olho em quaisquer advertências. Quando um aviso for emitido, fique alerta, tome as precauções descritas no post acima e fique a salvo. Tendo outras dúvidas deixe na nossa caixa de comentários que tentarei ajudar.

Além dos tufões e tempestades, a chuva pode ser um problema em Hong Kong

Assim como existe um sistema de alerta para a chegada de tempestades e tufões por parte do Hong Kong Observatory, existe em Hong Kong um sistema de alerta de chuvas intensas. O qual é ativado sempre que a precipitação ultrapasse os 30 mm por hora.

Este sistema não consegue necessariamente prever com a antecedência que o sistema das tempestade e tufões conseguem prever a chegada da tempestade/tufão. Porém por conta do relevo montanhoso, sempre que os Sinais de Rainstorm são ativados uma série de precauções e ações devem ser tomadas pelo público.

Este sistema baseado em cores ( Amarelo, Vermelho e Preto) pode ser acionado em qualquer época do ano, porém acaba sendo mais utilizado na época da temporada dos tufões (Maio a Novembro) por razões óbvias.

GUIA PARA OS SINAIS DE RAINSTORM

  • Sinal de Rainstorm Amarelo (Ambar)

Sinal de Rainstorm Amarelo

Muita chuva caiu ou ainda deverá cair em Hong Kong, superando 30 milímetros por hora, e é provável que continue nas próximas horas.

Os membros do público devem tomar as precauções necessárias para reduzir sua exposição ao risco representado por fortes chuvas, como inundações. Passar por cursos de água devem ser evitados.

Pais, estudantes, autoridades escolares e motoristas de ônibus escolar devem ouvir os anúncios de rádio ou televisão sobre as condições meteorológicas, rodoviárias e de trânsito.

Os alunos e candidatos prestando exames públicos devem comparecer ao exame normalmente, mas devem ouvir rádio ou assistir televisão, caso o clima se deteriore de repente.

Os agricultores e proprietários de lagoas de peixes, em particular aqueles que estão em áreas baixas ou inundadas, devem tomar as precauções necessárias para minimizar as perdas, que incluem verificar e limpar o sistema de drenagem dentro e ao redor da fazenda / lagoas de peixes para garantir que todos os drenos não estejam bloqueados. Sempre que possível, os operadores de lagoas de peixes devem reduzir o nível de água das lagoas que provavelmente serão inundadas.

  • Sinal de Rainstorm Vermelho

 

Sinal de Rainstorm Vermelho Hong Kong

Muita chuva caiu ou ainda deverá cair em Hong Kong, superando 50 milímetros por hora, e é provável que continue nas próximas horas.

Os funcionários que trabalham em áreas expostas à chuva devem suspender as tarefas externas se as condições climáticas nessas áreas o justificarem. As pessoas que prescisam se locomover, devem considerar cuidadosamente as condições meteorológicas e rodoviárias.

Se o sinal vermelho for emitido antes do horário de trabalho, os funcionários devem reportar para o serviço como de costume, desde que os serviços de transporte estejam disponíveis. Os supervisores são encorajados a adotar uma atitude flexível no caso de sua equipe ter dificuldades genuínas em chegar ao trabalho a tempo.

Se o sinal vermelho for emitido durante o horário de expediente, os funcionários que trabalham em ambientes internos devem permanecer no serviço, conforme o caso, a menos que seja perigoso. Os funcionários nas áreas onde os serviços de transporte estão prestes a ser suspensos podem ser liberados excepcionalmente, a critério do supervisor. Ao exercer sua discrição, os supervisores devem levar em consideração o clima e as condições da estrada e retorno seguro de seus funcionários para casa.

  • Sinal de Rainstorm Preto

 

Sinal de Rainstorm PretoMuita chuva caiu ou ainda deverá cair em Hong Kong, superando 70 milímetros por hora, e é provável que continue nas próximas horas.

Fique dentro de casa ou se abrigue em um lugar seguro até que a chuva forte tenha passado. Os funcionários que trabalham no exterior em áreas expostas devem parar o trabalho e se abrigar.

Os empregadores são aconselhados a não exigir que seus funcionários trabalhem, a menos que tenha sido feito um acordo prévio sobre os arranjos de trabalho durante as tempestades de chuva.

As pessoas que já estão no trabalho devem permanecer onde estão, a menos que seja perigoso fazê-lo.

Ações especiais a serem tomadas durante Sinal de Rainstorm Vermelho e Preto

Os alunos que não foram para a escola devem ficar em casa. Aqueles que já chegaram na escola devem permanecer na escola até que seja seguro para eles voltarem para casa.

Se o sinal Vermelho ou Preto for emitido quando alguns alunos se dirigem para a escola, eles devem decidir se devem proceder à escola levando em consideração as condições de chuva, estrada, declive e trânsito ou se voltam para casa.

Os motoristas de ônibus escolares devem ouvir transmissões de rádio sobre o mais recente desenvolvimento da tempestade e garantir que os alunos sejam levados para um lugar seguro, geralmente a escola que frequentam, a menos que as condições de trânsito ou estrada sejam desfavoráveis.

As escolas devem manter suas instalações abertas até o final do horário escolar normalmente e implementar medidas de contingência, incluindo a organização de pessoal para cuidar dos alunos que chegaram à escola.

Os alunos e candidatos para provas e exames públicos devem ouvir rádio ou assistir televisão para um anúncio a ser feito pela Autoridade de Avaliação e Exames de Hong Kong.

Os motoristas devem ter cuidado redobrado, pois é muito provável que haja sérias inundações nas ruas e congestionamento. Cuidado redobrado também ao subir e descer de áreas de aclive.

Independentemente do tipo de sinal emitido, Flash Floodings são muito comum em Hong Kong. Neste caso as pessoas devem evitar ir perto de cursos de água facilmente inundados ou passar por áreas inundadas. Principalmente em áreas mais remotas da cidade. As pessoas cuja casa pode ser gravemente inundada devem considerar evacuar sua casa até que a chuva tenha diminuído e a imundação tenha diminuido.

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI:

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

TAGS: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

CATEGORIAS: .Novos posts na Viajoteca, Aeroporto, Ásia, Blog, China, Curiosidades, Desastres Naturais, Destinos, Estações do Ano, Experiências, Hong Kong, Natureza, Outono, Planejamento de Viagem, Seguro Viagem, Verão

8 Comment

  1. Esse post é muito útil pois ninguém nunca sabe quando pode acontecer isso durante sua viagem. Obrigada pelas informações valiosas! Salvei e favoritei aqui. Parabéns pelo post!

    • Verdade!!! Eu na verdade só resolvi escrever depois de que nas últimas duas semanas fomos atingidos por 3 tufões seguidos e coincidentemente estava com clientes com tours marcados nessa época e eles e as respectivas famílias estavam apavorados. Com esse post procuro mostrar a gravidade da situação, mas que de uma maneira geral as coisas fica sob controle.
      Obrigado pela visita

      Abs

  2. post mais que completo sobre o assunto, muito bom saber a época certa e quando ir a Hong Kong, post de utilidade pública, parabéns!

    • Legal que você gostou! Na verdade acho que não tem nenhuma postagem em português falando com detalhe sobre o assunto, quando estava pesquisando mais sobre o assunto so usei fontes em inglês e chines. Obrigado pela visita

  3. Lembro-me de estar no sul da China em pleno Agosto e de me alertarem para o perigo dos tufões. Deve ser uma experiência um pouco assustadora mas ainda assim fantástica. Claramente, a cidade está preparada para essas situações

    • Verdade. Não é porque essa época do ano é a temporada de tufões que você deve deixar de visitar Hong Kong. Só é importante ter ciência que eles podem acontecer e se eles acontecerem, saber o que você deve fazer para passar por isso da maneira mais tranquila possível. Obrigado pela sua visita

      Abs

  4. Eu não sabia que estas tempestades eram tão comuns nesta região! Sempre vemos notícias de furacões nos Estados Unidos. Parabéns pelo post, bem detalhado!

    • Sim, são supre frequentes, mais frequentes até que os furacões na bacia do atlântico norte. Como está longe do Brasil muitas vezes nem ficamos sabendo da passagem deles. Mas para quem vem para cá passear é importante saber um pouco mais sobre esse fenômeno e, mais importante, o que fazer caso você seja surpreendido por um tufão.

      Obrigado pela visita

      Abs

Comente Aqui