Luge Skyline: Brincando de carrinho de rolimã em Rotorua

Skyline Rotorua
3

Com filiais em Rotorua e Queenstown, o Skyline é uma das atrações turísticas mais populares em ambas as cidades. Além de oferecer vistas panorâmicas imbatíveis, o Skyline ​​oferece ainda uma ampla variedade de atrações que vão desde o passeio panorâmico de teleférico, passando por trilhas de caminhadas e mountain bike, experiências culturais, atividades de aventura e ótimas opções para refeições.

Skyline Rotorua (4)

Hoje com filiais na Nova Zelândia, Canadá e Singapura, o Skyline é também o local onde você pode experimentar divertidíssimo Skyline Luge. No post de hoje, vou falar justamente sobre ele e sobre o local onde tudo começou, o Skyline de Rotorua.

Localizado na Fairy Springs Road, logo na entrada da cidade para quem chega de carro de Auckland, o Skyline Rotorua é parada quase obrigatória para quem visita a capital geotérmica da Nova Zelândia.

Com amplo estacionamento, conhecer a atração é super fácil. Basta comprar o ingresso do teleférico e o passe para as atrações que pretende conhecer lá em cima do Mt Ngongotaha numa das bilheterias do Skyline. Com os tickets já comprados é só aguardar na fila e embarcar no teleférico. Fabricado na Suiça, os bondinhos do teleférico principal acomodam até 8 pessoas numa jornada panorâmica de alguns minutos por cerca de 900 metros morro acima.

Skyline Rotorua (2)

Desde que mudamos para a Nova Zelândia já estivemos no Skyline de Rotorua algumas vezes e graças ao delicioso buffet do restaurante lá em cima. Este ano até fizemos o passe anual. Com ele, agora podemos subir e descer a montanha quantas vezes quisermos e sem a necessidade de aguardar na fila.

Skyline Rotorua

Embora as filas sejam raras, como vira e mexe aproveitamos para passar o final de semana em Rotorua, esse passe anual, que também permite você subir no teleférico de Queenstown. Ou seja se você pretende visitar a atração mais de 3 vezes no ano como no nosso caso, vale super a pena considerar o passe anual.

Skyline Rotorua (3)

Embora a paisagem do Skyline de Rotorua não chegue aos pés do Skyline de Queenstown, o passeio de teleférico até o alto do Mt Ngongotaha é bem interessante para você observar o Lago Rotorua e todo o relevo desta que é uma das áreas geotérmicas mais ativas da Nova Zelândia, que na verdade nada mais são que uma caldeira de um grande vulcão.

Skyline Rotorua (1)

Como quando visitamos Rotorua geralmente saímos de Auckland no sábado cedo, o Skyline Rotorua costuma ser nossa primeira atração na cidade. E como quase sempre chegamos perto da hora do almoço, vamos direto almoçar no Buffet & Grill Restaurant. Um all you can eat, vulgo boca livre, com ótima variedade, preço bom e bastante saboroso.

É bacana chegar cedo pois você geralmente consegue uma mesa na janela e a comida não está muito mexida ainda, pois os grandes grupos de excursão ainda não chegaram. Para o almoço, o restaurante abre diariamente das 11:30 da manhã até as 14. E para o jantar o restaurante abre 17:30 até o fechamento do parque que varia ao longo das estações do ano.

Além do restaurante o Skyline Rotorua tem o Food Market Kitchen, um café com várias opções de pratos e snacks caso não queira encarar o Buffet.

Enfim, depois de devidamente alimentado. Além de curtir um pouco do visual panorâmico do alto do Mt Ngongotaha, é hora de se divertir. Apesar de o Skyline Rotorua oferecer vários tipos de atividades como o Skyswing (Pêndulo), Zoom Zipline(Tirolesa), Skyvue (Cinema 4D), a visita ao Skyline não é completa sem experimentar o Luge. E vai por mim, compre o pacote com pelo menos 5-8 descidas.

Skyline Rotorua (5)

Bem a primeira vez que eu experimenteio Luge foi em Sentosa em Singapura. No entanto, se você nunca ouviu falar e nunca viu o tal de Skyline Luge, bem eu definiria ele como a “mercedes’ dos carrinhos de rolimã.

Isso mesmo, o Luge é uma espécie de carrinho de rolimã de alta performance e grande controlabilidade com o qual você desce a ladeira quase como se estivesse numa corrida do Mario Kart que além de ser super divertido, pode ser praticado por pessoas de praticamente todas as idades.

Inventado em 1985 em Rotorua, o Skyline Luge Rotorua conta hoje com 3 diferentes pistas em diferentes níveis de dificuldade para a prática do Luge. Entre elas, a mais longa pista de Luge do mundo com 2 km de extensão.

Skyline Rotorua (6)

Antes da primeira descida você recebe as instruções de como pilotar o luge. Nada complicado, se você sabe andar de bicicleta, vai tirar de letra. O uso de capacete é obrigatório e por experiência própria recomendo o uso de calça e camiseta comprida, caso aconteça um acidente você tem menos chances de se ralar. Crianças com menos de 6 anos devem ir no Luge acompanhadas e na pista avançada recomenda-se apenas maiores de 10 anos. Para maiores informações sobre segurança no Luge acesse este link.

Nas últimas 2 vezes que estivemos em Rotorua, gravamos as descidas no Luge com a GoPro e editei esse videozinho para vocês terem uma idéia de como funciona a brincadeira.

Luge em Rotorua

 

Algumas dicas para o luge.

Além de calça e camiseta comprida já mencionados no texto acima, recomendo usar calçado fechado.

Evite levar coisas desnecessárias como carteira, maquina fotográfica e afins com você.. Apesar de existirem lockers (1-2 NZD) eles são pequenos. Uma alternativa é levar uma mochila e carregar ela com você entre as pernas. Tenha em mente que quanto menos coisas com você melhor.

Os capacetes não me parecem ser muito limpos, se tiver uma touca descartável ou mesmo lenço úmido com você certamente não pense duas vezes em usar.

.

Endereço

185 Fairy Springs Rd,

Rotorua 3015, Nova Zelândia

.

Coordenadas

Latitude Longitude
S 38 06.516 E 176 13.333

.

 Veja também

Todos os posts sobre a Oceania

Todos os posts sobre a Nova Zelândia

Todos os posts sobre a ilha Norte da Nova Zelândia

Todos os posts sobre a ilha Sul da Nova Zelândia 


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


3 Comentários
  1. mari vidigal Diz

    Fiz este passeio em 2000 com um grupo de amigos e nos divertimos MUUUUUITO! Adorei relembrar este dia com seu post.

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      É muito divertido ne? Principalmente quando você desce o Luge com mais pessoas
      Obrigado pela visita

  2. […] pista do Luge de Queenstown que ainda não tinha tido a oportunidade de experimentar. Ainda prefiro o Luge de Rotorua, mas o visual da pista de Queenstown é […]

Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.