Página Principal São Paulo São Carlos – SP | Dicas do que fazer, onde ficar e história

São Carlos – SP | Dicas do que fazer, onde ficar e história

por Mirella Matthiesen

São Carlos se localiza na região central do estado de São Paulo e se orgulha de seus prédios históricos, fazendas de café, jeitinho de interior e de seu título de “Capital da Tecnologia”!

Há tempos estava para escrever sobre São Carlos, a cidade que nasci, cresci, me graduei e que todos os anos volto para visitar familiares e amigos, e finalmente chegou o momento de compartilhar um pouco do meu cantinho brasileiro no Viajoteca.

Pra ser sincera, não posso considerá-la um cidade turística, entretanto a qualidade de vida é um dos seus pontos fortes, e hoje, São Carlos possui uma população de aproximadamente 250 mil habitantes.

Uma das razões de sua fama se deve aos campus da USP e UFSCar, duas das maiores e melhores universidades da América Latina. Como consequência, São Carlos possui o maior número de professores-doutores por habitantes do Brasil, 1 a cada 100 habitantes.

São Carlos também possui um setor industrial avançado e muitas empresas de tecnologia de ponta estão ganhando espaço.

Uma coisa é certa, todo mundo conhece alguém com alguma ligação com São Carlos, e sempre ouço coisas do tipo: “Nossa, meu primo estudou lá!”, “Meu pai fez engenharia em São Carlos!”, “ Eu prestei vestibular para estudar na Federal!”. Deu para perceber que a cidade é globalmente conhecida, né? (risos).

Sou super suspeita para falar de São Carlos, e por isso, compartilho aqui algumas das razões para você também se apaixonar por ela! Vem comigo!

O que fazer em São Carlos
Pôr do sol dramático de São Carlos com a “Torre Eiffel São Carlense”!

Leia também:

3 Dias em Ilha Bela

Expoflora em Holambra, com o blog Malas pra que te quero

CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo


Sobre São Carlos

Como chegar

As principais vias de acesso são através da Rodovia Washington Luis (SP 310) para quem vem pelas estradas Bandeirantes ou Anhanguera, ou Rod. Eng. Thales de Lorena Peixoto Jr. (SP 318) para quem chega do norte do estado, Ribeirão Preto, por exemplo.

O terminal rodoviário de São Carlos atende a diversas empresas de transporte urbano e uma das vantagens é sua localização próximo ao centro da cidade.

Distância de São Carlos entre as principais cidades do estado:

  • São Paulo – 228Km
  • Ribeirão Preto – 99Km
  • Campinas – 140Km
  • São José do Rio Preto – 206km
  • Presidente Prudente – 460km
  • Santos – 312 Km

Vale lembrar que para se locomover dentro de São Carlos, você pode usar transporte público, assim como taxis e Uber.

Rodovia Eng. Thales de Lorena Peixoto Jr.
Kiko (marido) com o saudoso Thales (Entendedores, entenderão!)

Feriados de São Carlos

Lista dos feriados de São Carlos para programar sua viagem:

  • 1º de janeiro – Ano Novo (feriado nacional);
  • Segunda-feira de carnaval(ponto facultativo);
  • Terça-feira, Carnaval (ponto facultativo);
  • Quarta-feira, Cinzas (ponto facultativo até as 14 horas);
  • Sexta-feira Santa, Paixão de Cristo (feriado municipal);
  • Tiradentes (feriado nacional);
  • 1º de maio, Dia Mundial do Trabalho (feriado nacional);
  • Corpus Christi (feriado municipal);
  • 9 de julho, Revolução Constitucionalista (feriado estadual);
  • 15 de agosto, Nossa Senhora da Babilônia (feriado municipal);
  • 7 de setembro, Independência do Brasil (feriado nacional);
  • 12 de outubro, Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional);
  • 15 de outubro, Dia do Professor (feriado somente para os professores da rede municipal de ensino);
  • 2 de novembro, Finados (feriado nacional);
  • 4 de novembro, Aniversário de São Carlos (feriado municipal);
  • 15 de novembro, Proclamação da República (feriado nacional);
  • 24 de dezembro, véspera de Natal (ponto facultativo);
  • 25 de dezembro, Natal (feriado nacional);
  • 31 de dezembro, véspera de ano novo (ponto facultativo);

Breve história de São Carlos

A região de São Carlos começou a se formar no final do século XVIII, quando uma passagem foi criada entre São Paulo e as minas de ouro de Cuiabá e Goiás. Povoados ao longo dessa trilha foram se originando, e São Carlos, em particular, teve início em 1831, com a demarcação da Sesmaria do Pinhal.

No dia 4 de novembro de 1857, feriado que celebramos o aniversário de São Carlos, havia apenas algumas casas e uma capela. Em 1865, ela foi elevada à categoria de vila e em 1874 já contava com 6.897 pessoas.

Em 1886, devido ao rápido crescimento, ganhou título de cidade com uma população de 16.104 habitantes.

Uma curiosidade é que São Carlos foi chamada de São Carlos do Pinhal até 1908. A palavra “pinhal” se refere as araucárias muito comum na região até hoje, porém com as mudanças climáticas, corre o risco de desaparecer.

Fazendas de café

As fazendas de café começaram a se formar entre 1831 e 1857.

Até as duas primeiras décadas do século XX, a indústria cafeeira foi a principal atividade econômica de São Carlos, especialmente depois da chegada da ferrovia, em1884, que alavancou o transporte da produção cafeeira para o porto de Santos.

Nas últimas décadas do século XIX a imigração de povos europeus contribuiu para outro aceleramento da economia do interior de São Paulo. Além dos imigrantes alemães trazidos pelo Conde do Pinhal, São Carlos também recebeu muitos italianos.

Os imigrantes vieram para trabalhar nas lavouras de café, assim como na manufatura e no comércio.

Uma curiosidade é que a presença de imigrantes italianos era tão grande na região, que durante as primeiras décadas do século XX, o governo italiano manteve um vice-consulado em São Carlos. A presença desse “consulado” além de defender os direitos desses imigrantes, também promovia ações junto as comunidades italianas que ajudaram a desenvolver educação e cultura para população.

Crise do café e industrialização

A crise cafeeira de 1929 ajudou a desenvolver o lado urbano de São Carlos, pois muitos imigrantes deixaram os trabalhos nas fazendas e foram para a cidade fazer outras atividades ou criar comércio.

Por outro lado, os fazendeiros que detinham o capital, investiram em bancos, companhias de luz elétrica, bondes, telefones, sistemas de água e esgoto, teatro, clubes sociais, hospitais e escolas, fortalecendo a infra-estrutura urbana e criando condições para a industrialização.

Nas décadas de 1930 e 1940, o setor industrial se desenvolveu para suprir as fazendas e plantações de café.

Contudo, nas décadas de 50 e 60 o setor industrial se solidificou em São Carlos com a instalação de fábricas de geladeiras, compressores e tratores, juntamente com uma grande quantidade de empresas pequenas e médias, fornecedoras de produtos e serviços.

Em 1953, São Carlos recebe um grande impulso para o seu desenvolvimento tecnológico e educacional com a a Escola de Engenharia de São Carlos, vinculada à Universidade de São Paulo (USP), e, na década de 1970, a cidade ganhou a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Sem dúvida, o combinado do setor industrial e das universidades, fizeram com que São Carlos não somente prosperasse economicamente, como também intelectualmente.

São Carlos, SP

Onde Ficar em São Carlos

Há várias opções de hospedagem em São Carlos, você pode optar pela conveniência de ficar no centro cidade e aproveitar as comodidades de estar pertinho de tudo, inclusive restaurantes, bares, shopping, lojas etc. Mas também pode escolher ficar am alguma chácara ou sítio nos arredores.

Boas opção de hospedagem no centro ou perto do Shopping Iguatemi:

Você também pode optar por alugar uma chácara em São Carlos ou ficar em fazenda hotéis. Uma ótima opção para relaxar e curtir a natureza. Alguns exemplos:

Outras cidades interessantes e turísticas para se hospedar na região são: Analândia e Brotas.

Leia também: Rafting em Brotas – diversão garantida

Cuscuzeiro de Analândia

O que fazer e onde ficar na Riviera de São Lourenço, litoral paulista

Passeio pelo centro de Campinas

O que fazer em Brodowski (Museu Casa Portinari)


O que fazer em São Carlos

Catedral de São Carlos

Catedral de São Carlos
Imagem de Claudio Kirner por Pixabay

Catedral de São Carlos Borromeu, ou simplesmente “Catedral”, como a chamamos, é o prédio mais icônico da cidade e você precisa conhecê-la tanto do lado de fora, quanto por dentro. Os vitrais também são lindíssimos.

Como curiosidade, a Catedral de São Carlos é uma réplica em miniatura da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Outro fato interessante é que a Catedral foi construída no mesmo local da primeira capela da cidade e foi consagrada a São Carlos Borromeu por este ser o santo de devoção da família Arruda Botelho, dona das terras da Sesmaria do Pinhal.

A construção da catedral começou no dia em 4 de novembro de 1946, e apesar dela continuar aberta ao público durante parte da construção, foi somente em 1962 que a inauguração oficial aconteceu, em um Domingo de Ramos, por Dom Ruy Serra.

E finalmente, no dia 8 de dezembro de 1970, foi solenemente consagrada a Catedral de São Carlos.

Em 2006, foi inaugurada a nova iluminação exterior da Catedral, com mais de 270 pontos de luz, e agora, ela nos encanta de dia e de noite!

Endereço: Praça Dom Marcondes Homem de Mello, s/n – Centro, São Carlos/SP

Ferroviária de São Carlos

Estação Ferroviária de São Carlos

Um dos prédios históricos mais bonitos de São Carlos, na minha opinião, é a Estação Ferroviária, construída no século XIX. Hoje ela possui mais de 130 anos de história e em 2016 foi tombada como patrimônio histórico.

A antiga estação da FEPASA de São Carlos, também oferece aos visitantes o espaço chamado Estação Cultural, um museu com propósito de contar a história de São Carlos.

Na sua visita aproveite também para descansar no jardim interno da estação e a Maria Fumaça, uma locomotiva tão querida entre os moradores.

Outro prédio histórico de São Carlos de suma importância é o Instituto Álvaro Guião, inagurado em 1916. Localizado na Avenida São Carlos, não há como não notá-lo.

Endereço Estação Ferroviária: Praça Antônio Prado, s/n – Centro, São Carlos – SP

Parque Ecológico

O Parque Ecológico de São Carlos (PESC) me traz boas lembranças da infância. O bacana é que ele continua operando e promovendo o lazer contemplativo e a educação ambiental, através do atendimento a escolas com visitas monitoradas, cursos, palestras e exposições.

A ênfase do parque ecológico de São Carlos é a preservação e manejo de fauna silvestre da América do Sul, especialmente das espécies ameaçadas de extinção.

São 72 hectares localizado na antiga piscina Municipal do Espraiado, e a 30 anos ele foi convertido no PESC. Atualmente o parque ecológico cuida de mais dos 900 animais e 102 diferentes espécies.

Sei que algumas pessoas preferem não visitar zoológicos devido a “prisão” aos animais, eu mesma tenho essa percepção. Contudo, precisamos também ser sensíveis e entender que vários desses lugares atuam como santuários, ajudam na preservação e multiplicação de espécies em extinção.

Endereço: Estrada Municipal Guilherme Scatena, Km 2, s/n – Espraiado, São Carlos – SP (próximo a UFSCar).

Fazenda Históricas de São Carlos

Fazenda do Pinhal, São Carlos

O interior de São Paulo possui muita história e para entender um pouco de como a região prosperou, recomendo visitar as fazendas históricas de café.

São Carlos possui várias fazendas, muitas delas ainda em funcionamento, mas para se adentrar e entender um pouco sobre o período colonial, a escravidão e do advento da imigração na lavoura cafeeira, recomendo a visita de pelo menos uma dessas fazendas históricas.

A Fazenda do Pinhal teve início com a Sesmaria do Pinhal em 1780, e até hoje permanece sob tutela da família Arruda Botelho, descendentes do Conde do Pinhal. A fazenda é muito bonita e reflete a arquitetura rural paulista ao longo dos séculos XIX e XX. Para conhece-la é necessário agendar uma visita [clique aqui].

Por outro lado, a Fazenda Santa Maria do Monjolinho, outra jóia de São Carlos, possui uma arquitetura urbana como os grandes palacetes da Europa. Uma curiosidade é a sede foi construída primordialmente para receber a visita de D. Pedro II, que visitou o interior de São Paulo para inaugurar a ferrovia.

Hoje, a Fazenda Santa Maria está aberta para visitação e também possui um restaurante aberto ao público, favor conferir o website da fazenda para mais informações.

Conhecer essas fazendas também nos ensina a refletir sobre um passado triste no Brasil que foi o período da escravidão. Um olhar pela crítico pela história é fundamental para construirmos um futuro mais justo para todos os brasileiros.

Churrascaria Castelo

O que fazer em São Carlos

Uma das tradições das famílias São Carlenses são os almoços na churrascaria “Posto Castelo”. Sabe aquele almoço bem brasileiro com arroz, feijão, farofa, vinagrete e carnes servidas no espeto? Pois é, tudo isso você encontra no Castelo, contudo vale lembrar que não é rodízio, cada mesa escolhe seu próprio espeto a la carte.

O Posto Castelo nasceu em 1957 e fica na estrada Washington Luis, uns 15 minutos do centro de São Carlos, mas acredite, vale a pena dirigir até lá!

O restaurante abre todos os dias e aos finais de semana costuma ser bem lotado, então, dependendo do horário, se prepare para esperar um pouquinho.

Endereço: Castelo Plaza – km 222 Sul (BR-364 e SP-310) Rodovia Washington Luís – São Carlos SP


PRAIAS DE SANTA CATARINA | CONHEÇA AS MAIS BONITAS PRAIAS

O QUE FAZER EM GRAMADO – DICAS DO QUE FAZER E COMER!

AS MELHORES PRAIAS DO CEARÁ!


Lugares para fazer caminhada

Onde fazer caminhadas em São Carlos
Foto por Gustavo Matthiesen

Se você está indo para São Carlos a trabalho ou para uma temporada mais longa, recomendo alguns lugares para fazer caminhadas e se misturar com os locais.

São Carlos tem muitos espaços gostosos para se exercitar, mas alguns deles tem acesso privados ou somente para sócios, como é o caso do São Carlos Clube e o lago do Parque Eco Esportivo Damha.

Dessa forma, vou mencionar somente as pistas de saúde públicas e de acesso gratuito. Anota aí:

  • FESC Vila Nery (Campo do Rui): um espaço pequeno, com quase 500 metros de extensão e muito bem cuidado. Há também uma “acadêmia” ao ar livre e um parquinho para os pequenos se entreterem. Horário de funcionamento: das 6h às 21h.
  • Pista da Marginal / SESC: localizado na Avenida Comendador Alfredo Maffei logo em frente ao SESC, a pista da marginal é um lugar bastante frequentado pelos São Carlenses para fazer atividades físicas. Bom lugar também para andar de bicicleta e correr, o único defeito é que fica ao lado de uma marginal movimentada, então atenção redobrada para quem for com crianças.
  • Parque do Kartódromo: como o próprio nome já revela, a antiga pista do kartódromo se transformou em uma bela área para caminhada e corrida. Apesar de São Carlos ter perdido o kartódromo, a população ganhou um espaço que está sendo bem mais utilizado. Localizado perto da USP.
  • Pista de saúde da Federal: um lugar lindo, pé na terra e bem arborizado logo ao lado da UFSCar. Na minha opinião esse é o melhor espaço para se fazer caminhada, porém nem sempre a pista está bem mantida e infelizmente já houveram casos de assaltos. Uma pena! Horário de funcionamento: das 6h as 18h.

Lanche prensado

Lanche prensado em São Carlos

Desde a década de 1970, quando o primeiro carrinho de lanche inaugurou em São Carlos servindo lanches prensados, o sucesso se espalhou e em 2018 foram registrados 513 lanchonetes pelos bairros da cidade.

O lanche prensado em São Carlos também é conhecido como “baitacão”!

Para quem nunca ouviu falar, e eu sei que essa foto aí em cima não faz jus ao sandubas de Sanca, imagine um pão de hamburger recheado com o que você gostar e depois de pronto, o lanche é prensado na chapa para o pão ficar quentinho e dar um gosto muito especial.

A moda foi tanto que até uma das lanchonetes da cidade, o Kikão Lanches, inaugurou um baitacão em São Paulo que está fazendo conquistado a capital.

Minhas lanchonetes em São Carlos preferidas são o Hot Tiger (na Praça da Quinze) e o Trem Bão (no Caaso).

Comida de Boteco

Comida de boteco

Como vocês sabem, eu moro fora do Brasil há mais de 20 anos e uma das tradições do interior paulista que mais sinto falta são dos ambientes de boteco com bebida, boa comida e música ao vivo.

Tenho até meu músico favorito, André Souza, e sempre que vou a São Carlos tento descobrir onde vai rolar som de barzinho com ele tocando e cantando.

Sobre as comidas de boteco: adoro as tábuas de picanha ou filet mignon na chapa com mandioca do Água Doce Cachaçaria ou da Cervejaria Seo Gera, a coxinha com casquinha crocante do Boteco Santa Teresa e os peticos diferentes da Fábrica Gastro Beer.

Tem também os bares tradicionais que continuam com sua legião de fãs como o Bar do Zé e o Bar do Paschoal.

Enfim, tem muita comida de boteco em São Carlos para se deliciar e aproveitar!

PS: Não esqueça também de conferir os excelentes restaurantes da cidade!

Museu Ronald Golias

Museu Ronald Golias

Para quem gosta de comédia ou era fã do Ronald Golias, saiba que em São Carlos tem um museu inteiramente dedicado ao artista.

Um gigante da comédia que iniciou a carreira como palhaço, foi crescendo e criando personagens inesquecíveis em vários canais da televisão brasileira.

O museu Ronald Golias se localiza na casa onde Golias passou sua infância, pois é, tenho um conterrâneo famoso!

Endereço: R. Geminiano Costa, 401 – São Carlos – SP

Compras em São Carlos

Se quiser sair para fazer umas compras em São Carlos há muitas opções.

Os principais pontos do comércio ficam no Shopping Iguatemi, na Rua Quinze de Novembro, na Av. Dr. Carlos Botelho, na Avenida São Carlos e na baixada do comércio.

Eventos Especiais

São Carlos também promove muitos eventos e festivais para manter a população entretida. E dois eventos anuais bem famosos na cidade são a Cavalgada da Babilônia e a festa universitária do TUSCA, que em 2019 atraiu mais de 150 mil jovens para a cidade.

São Carlos também conta com teatros e anfiteatros que sempre promovem shows, peças e eventos culturais.

Araucárias de São Carlos
Araucárias de São Carlos

Conclusão sobre o que fazer em São Carlos

Curtiram conhecer um pouco de São Carlos? Sei que estou sendo injusta com algumas atrações, estabelecimentos e atividades. Mas precisando de qualquer informação adicional, fala comigo através dos comentários no final dessa página, respondo todo mundo!

Obrigada pela companhia aqui no Viajoteca e volte sempre para conferir as melhores dicas de viagem!

Leia mais:

SERRA DA CANASTRA – MG – O QUE FAZER, ROTEIRO E ONDE FICAR

PIRENÓPOLIS (GO) – UM FINAL DE SEMANA NO CERRADO

DICA DE ESTACIONAMENTOS NO AEROPORTO DE GUARULHOS

LEIA TAMBÉM:

Fale com a gente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Viajoteca usa cookies para tudo funcionar direitinho no seu browser, tudo bem? Aceito Leia mais

Privacidade & Cookies