Sugestão de roteiro : Um dia em Brisbane (Brisbane)

Sugestão de roteiro : 1 dia em Brisbane

Praia urbana de Brisbane
0

Brisbane é uma cidade que não cansa de se reinventar e está surpreendendo visitantes de todo mundo!

Ela já esteve por muitas décadas na sombra de Sydney e Melbourne, mas hoje, a terceira maior cidade da Australia possui muita personalidade, ganhou cara de cosmopolita mas sem perder o charme, possui um dos melhores clima do país e oferece uma gama de atrações para os turistas nas imediações da cidade e região (Sunshine Coast e Gold Coast)

Pensando em você que resolveu colocar Brisbane no seu itinerário, elaborei um roteiro de um dia pela cidade para conhecer o principal, mas aviso que o ideal seria pelo menos dois dias! 😉 .

Capítulos desse post – clique para ir direto ao assunto:

Roteiro: Um dia em Brisbane
Vista do centro de Brisbane (CBD) no final do Eagle Street Pier

EASYSIM4U australia

Breve história de Brisbane

Em 1823, o governador do estado de New South Wales (onde fica Sydney), Sir Thomas Brisbane, decidiu que os condenados mais rebeldes de Sydney estavam precisando de uma prisão mais segura.

Foi então que o explorador John Oxley, nomeado para a tarefa de localizar um lugar para isso, “descobriu” Brisbane, um local com água em abundância e um rio cheio de curvas para dificultar a fuga dos prisioneiros.

Em 1837, começaram a chegar os colonos livres e a cidade cresceu rapidamente. Em 1859, quando Queensland se tornou um estado auto-governável, Brisbane se tornou sua capital.

Recursos naturais como carvão, prata, chumbo e zinco sempre atraiu novos habitantes em busca de emprego e dinheiro, mas somente a partir de 1960, com a ascensão da industria do minério foi que Brisbane prosperou e aos poucos foi se modernizando.

Minha história com Brisbane começou em 2006, quando vim visitar a Australia pela primeira vez. Desde então, me impressiono com as rápidas mudanças que ela sofreu nesses últimos 12 anos, e aquela cidade provinciana, se tornou vibrante, cheia de excelentes restaurantes, cafés, arte e gente querida. Hoje a chamo de casa, com muito orgulho!

Roteiro: Um dia em Brisbane
Brisbane em outubro quando florescer os jacarandás, árvore importada do Brasil para a Australia!

Roteiro: Um dia em Brisbane


Esse roteiro tem duas partes principais, o centro (CBD) e SouthBank (do outro lado do rio), que você não pode deixar de fazer. E outras duas partes extras, caso tenha tempo sobrando e sola de sapato para gastar 😉

CENTRO

Comece o roteiro vendo a fachada da estação central (Central Station) que serve Brisbane desde 1889 e hoje, mais de 140.000 pessoas a utiliza diariamente. Dependendo do horário que estiver por lá, vai poder ver o pessoal saindo as pressas da estação para chegar no trabalho (enquanto você está belo(a) e formoso(a) de férias! 😉 ).

Logo em frente da estação central fica a praça Anzac Square, que desde 1930 honra os veteranos de guerra da Australia e Nova Zelândia.

Todo dia 11 de Novembro (Remembrance Day) tem uma cerimônia mais formal para essa homenagem. Não deixe de observar a chama eterna do Cenotáfio (memorial fúnebre) e as árvores Baobá no jardim  –  Essa área estará em reforma até início de 2019.

Southbank, Brisbane
Cenotáfio no Anzac Square, Brisbane.

DICA: Caso esteja com fome e queira tomar um café da manhã, nessa região tem várias opções de cafés, e torrada com pasta de abacate é a nova onda da Australia, caso queira experimentar!

Suba para a pracinha Post Office Square, e antes de atravessar a rua, veja a fachada do antigo correio (Australia Post) em estilo neo-clássico construído entre 1971 e 1979 e ainda em operação. O interessante é que antes do correio, esse local abrigava uma prisão feminina.

Viagem Brisbane
Post Office Square

Logo ao lado do correio você vai encontrar um corredor, entre aí e vá até o final, atravesse a rua e caia na catedral católica (Catedral of St. Stephen) de 1874. Eu acho esse cantinho de Brisbane bem tranquilo, as vezes gosto de ir aí sentar na grama e ficar de papo pro ar!

CURIOSIDADE: repare que o nome das ruas do centro de Brisbane (CBD) sempre tem nomes de homens ou mulheres.

As ruas paralelas a Queen St tem nome femininos e perpendiculares tem nome masculino. Todos esses nomes, independente do gênero, são em homenagem a algum membro da família real britânica!

Pegue a Charlotte St até a Eagle St e entre no Eagle Street Pier uma área cheia de restaurantes e empresas na beira do rio.

Eu recomendo fazer um happy hour ou jantar por ali depois desse dia de passeio. Mas agora, continue pelo rio até chegar no Jardim Botânico.

Eagle Street Pier, Brisbane
Eagle Street Pier

Jardim Botânico (City Botanic Garden) é um lugar delicioso para respirar ar puro, relaxar e dar um tempo da muvuca do centro.

Essa área em 1825, era apenas uma horta para os prisioneiros cultivarem e somente em 1855 o local foi transformado no que é hoje.

Caminhe por toda área sem pressa; não perca o jardim central, a vista do rio e o mangue protegido, com certeza você vai ver outras coisas bacanas como o marcador das medidas das enchentes, o bambuzal e o mini-lago artificial, divirta-se!

City Botanic Garden, Brisbane
Jardim central do Jardim Botânico de Brisbane

Suba para George Street para observar a fachada do Parlamento do estado de Queensland (Parliament of Queensland), um prédio baseado na arquitetura renascentista francesa (1865 – 1868) com alguns detalhes para se adaptar ao clima tropical.

Continuando na George St, encontre o charmoso casarão chamado Queensland Club (19 George St), um clube exclusivo criado para homens influentes da cidade em operação desde 1884 – incrível pensar que isso ainda exista, né? Paredes com painéis de madeira e elegantes colunas foram instaladas com a intenção de imitar os clubes britânicos com o mesmo fim.

Queensland Club, Brisbane
Queensland Club

Quase em frente ao Queensland club, aprecie o belo prédio The Mansions (40 George Street), construído em 1889 no estilo Rainha Anne; tijolinhos vermelhos e revestimento em pedras. São 6 casas germinadas feitas com todo luxo e conforto da época.

O curioso é que a primeira médica de Queensland, Dr Lilian Cooper, abriu suas portas nesse recinto em 1891. Muita coisa aconteceu desde sua inauguração, e no momento, essa área está passando por uma revitalização, onde em 2022 o Queen’s Wharf Brisbane será inaugurado!

The Mansions, Brisbane

Continue pela George St passando pelo Queen’s Garden até chegar no atual casino e antigo Prédio do Tesouro (Treasury Building). Na minha opinião, um dos prédios mais bonitos de Brisbane.

Sua construção foi feita em 3 partes e finalizada em 1928 pelo arquiteto e designer John James Clark.

Desde a década de 90, o prédio abriga um casino (ainda há controvérsia sobre essa decisão) e você pode entrar para dar uma espiada e jogar (se quiser). Todas as quartas-feiras acontece feira pública na praça em frente ao casino, tem até uma barraquinha com comida brasileira! Delícia!

Casino - Treasury Building, Brisbane
Casino de Brisbane no histórico Treasury Building

Desça a Queen St, pelo calçadão chamado Queen Street Mall, quem gosta de compras vai se divertir, pois o que não falta são opções de lojas e shoppings de todos os tipos e modelos, desde lojicas de souvenirs barato, até filiais da Channel.

Minha dica é olhar pra cima para ver a arquitetura dos prédio. Não deixe de entrar o Brisbane Arcade, uma galeria histórica e lindíssima, e espiar dentro do prédio do Brisbane Visitor Information (antigo Regent Theatre) também muito bonito.

Queen Street Mall, Brisbane
Queen Street Mall

Nessa região tem muitos restaurantes para um almoço rápido, entre eles: Harajuku (Gyoza – pastelzinho japonês), Vapiano (italiano), Grill’d (burger), Hanaichi Sushi Bar (sushi na esteira), Jamie’s Italian (italiano), Brew Café (restaurante descolado e simples) e outras inúmeras opções.

Se gostar de chocolate, recomendo passar no Noosa Chocolate Factory (144 Adelaide St) para comprar umas macadâmias com cobertura de chocolate e outras delicinhas!

Noosa Chocolate Factory, Brisbane
Noosa Chocolate Factory na Adelaide St

Para finalizar o passeio pelo CBD (centro) siga para praça King George Square onde fica a prefeitura (City Hall), a torre do relógio (clock tower) e o Museum of Brisbane.

O prédio da prefeitura foi construído em estilo neoclassico e completado em 1930, o chão de mosaico do térreo é lindíssimo e você pode subir na torre do relógio (gratuitamente), tem subida a cada 15 minutos e você precisa pegar ingresso com horário marcado (a vista é ok, se tiver lugar vá, do contrário, não acho espetacular!).

Conhecer o histórico café Shingle Inn também é uma atração interessante nesse mesmo local e se tiver tempo, o Museum of Brisbane é bacana, mas confesso que vale mais para pessoas que moram na cidade, como eu!

Prefeitura de Brisbane

Pegue a Roma St até a Suprema Corte e não deixe de ver a arte “Eyes are Singing Out” de Yayoi Kusama. eu trabalhava no prédio em frente a essa praça e vi esses olhos sendo instalados em 2012, sempre achei esquisito (risos). A obra significa que a justiça é transparente e tem sempre alguém observando, combina com a área da justiça, isso não posso negar!

Siga a George St até a Tank St e cruze a Kurilpa Bridge. Agora é hora de atravessar o rio e conhecer o outro lado de Brisbane 😉

Kurilpa Bridge, Brisbane
Kurilpa Bridge, Brisbane

Gosta de Hotel Boutique?

Veja abaixo algumas opções em Brisbane com excelente avaliações no Booking.com:

– Ovolo Inchcolm Brisbane

– Spicers Balfour Hotel




– Todos os hotels de Brisbane para você selecionar (prefira os com pontuação acima de 8.5)

Do outro lado do rio (South Bank)

Atravessar o rio pela Kurilpa Bridge é uma experiência, pois essa ponte de pedestre além de estruturalmente linda, também vários paneis solares que é utilizado para sua iluminação noturna.

O nome Kurilpa em aborígene significa “lugar para ratos d’água”, que era como os nativos denominavam os bairros de South Bank and West End, mas fica tranquilo, nunca vi ratos passeando por lá 🙂

Ao terminar de atravessar a ponte você vai chegar no bairro de South Bank, local da Expo 88 e que hoje destina um espaço de 17 hectares a beira do rio para cultura, arte e lazer.

Roteiro: Um dia em Brisbane
Vista desde a Kurilpa Bridge no dia que o céu ficou cor de rosa (foto de 2011)

Área do South Bank Cultural Precinct está recheada de museus e recintos culturais, e a maioria das exibições são gratuitas! Então basta entrar e se banhar de conhecimento.

GOMA, Brisbane - Queensland

Se você gostar de museus, tente visitar as exibições australianas ou aborígenes (povos nativos da Australia, os “índios australianos”), se informe na recepção e aproveite.

Nessa área você encontrará o GOMA (Gallery of Modern Art), State Library (biblioteca), Queensland Cultural Centre, Queensland Art Gallery (QAG), Queensland Museum & Science Centre e Queensland Performing Arts Centre (QPAC) – veja o mapa abaixo:

PS: Caso queira assistir algum show (broadway, ballet, ópera, teatro e afins) o QPAC tem uma uma agenda cheia, verifique o calendário antes de sua viagem e se programe (eu vou quase todo mês em algum evento, mas essa parte é paga, claro!).

PS2: Se seu tempo estiver restrito, faça essa área toda pela beira do rio sem entrar nos prédios … é uma delícia!

Brisbane - South Bank Cultural Precinct

DICA: Se gostar de grafitismo, eu recomendo fortemente uma desviada do caminho e seguir para a Fish Lane, uma ruela de 4 quarteirões com várias opções de restaurantes e grafitismo (lindo).

Eu vou muito lá, conheço quase todos os restaurantes e vivo tirando fotos bacanas. A noite também é uma ótima opção para jantar.

Fish Lane, Brisbane
Fish Lane

Continuando pela beira do rio, você vai chegar no South Bank Parklands, talvez um dos lugares mais fotografados de Brisbane, pois realmente é muito bonito e tem um montão de coisas para ver, entre eles: o sinal de Brisbane (logo em frente ao QPAC), a roda gigante (Wheel of Brisbane), Nepalese Peace Pagoda, “centrinho” do South Bank Parklands, a praia artificial, corredores lindos com flores primavera, área para churrasquinho, praça, restaurantes etc … enfim, passeie por toda área sem pressa e apreciando a vista que se tem do CBD (centro de Brisbane).

Southbank, Brisbane
Roda gigante (Wheel of Brisbane) e Nepalese Peace Pagoda

Roteiro: Um dia em Brisbane
Praia urbana de Brisbane

Praticamente o básico de Brisbane você conheceu, agora, se você ainda tiver perna para conhecer mais, vem comigo!

Para amar ainda mais Brisbane (roteiro extendido – Kangaroo Point)

Se despedindo de South Bank, continue a trilha para o bairro Kangaroo Point, seguindo o rio pela The Cliffs Boardwalk, essa área é super querida dos residentes e muita gente faz caminhada e corrida por ali. Quando chegar no desfiladeiro é bacana observar o pessoal fazendo rapel, quase sempre tem alguém por lá.

Kangaroo Point, Brisbane
Rapel em Brisbane

Seu objetivo é chegar na escadaria (meio escondido pelo desfiladeiro para subir no The Spire (uma obra modernex de metal no topo do desfiladeiro) e ver Brisbane do alto (sim, vai ter que esquentar a panturrilha!).

The Spire, Brisbane
The Spire

Eu acho essa área muito legal, as vezes no período da tarde as fotos não ficam tão legais por causa da posição do sol, mas na hora do por do sol é um daqueles locais românticos e encantados de Brisbane! A ponte que você vê no horizonte é a Story Bridge.

Vista de Brisbane CBC a partir de Kangaroo Point
Vista de Kangaroo Point para a cidade!

Retorne para a trilha lá embaixo e siga até ferry (Thornton Street ferry terminal) que te levará de volta a cidade para o Eagle Street Pier – o ferry custa $4,70 e você pode usar o mesmo ticket em outros meios de transporte por até 2 horas).

Se estiver precisando de um drink, eu recomendo seguir para o Custom House (pela beira do rio) e pedir um prosecco ou um aperol spritz para relaxar e curtir a bela vista da Story Bridge (tem entrada pela plataforma na beira do rio, sinalizei no mapa com um marcador azul, não precisa dar aquela volta toda).

Roteiro: Um dia em Brisbane
Drink no Custom House

DICA para quem gosta de KAYAK: se você quiser fazer um tour diferente por Brisbane, eu recomendo o passeio de kayak da empresa Riverlife ($49), a sede fica um pouco antes de chegar no Thornton Street ferry terminal.

Kayak em Brisbane

Quer mais? Bora passear de barco pelo Rio Brisbane (CityCat)

Você ainda está com tempo e quer dar uma voltinha de barco para ver a cidade de outro ângulo e explorar uma área mais residencial e deliciosa que os Brisbanites adoram! Bora navegar …

Depois de chegar no Eagle Street Pier, caminhe pela beira do rio até o Riverside Ferry Terminal para pegar o CityCat (catamarã e transporte público que navega o rio), fique atento para pegar o sentido correto em direção a Hamilton, você passará embaixo da ponte Story Bridge!

Se tiver comprado o ticket no ferry anteriormente, o ticket poderá ser reusado para esse trajeto do citycat se não tiver ultrapassado mais de 2 horas da aquisição.

Antes de entrar no CityCat, reflita e pense se consegue caminhar mais uns 2km, se a resposta for sim, pare na estação do bairro Teneriffe, do contrário desça duas estações antes, em New Farm.

CityCat - Brisbane
CityCat & Story Bridge

Se parou em Teneriffe, gostaria de lhe apresentar um dos bairros com o metro quadrado mais caro de Brisbane, e não é para menos, além de charmoso ele tem muita história (para padrão australiano, claro!).

No início do século esse local operava fábricas de lã e esses prédios históricos se transformaram em apartamentos residências! Da estação do ferry (citycat) vá descendo pela beira do rio até chegar no Brisbane Powerhouse, no caminho várias placas vão indicando como Brisbane participou da Segunda Guerra Mundial.

O Brisbane Powerhouse era uma antiga estação de energia que hoje abriga uma das áreas culturais mais bacana e descoladas da cidade. Há sempre exibições (gratuitas ou não), peças de teatro, música e dois restaurantes bem gostosos; o Bar Alto (mais sofisticado) e o Watt (mais tranquilo).

Do Powerhouse você estará há alguns passos do parque New Farm Park com sua deliciosa área verde, parquinho para crianças, locais de picnic e um vasto jardim de rosas com fundo para os prédios mais altos de Brisbane.

New Farm Park, Brisbane
Roseiras de New Farm Brisbane ao fundo

Passe um tempo nesse local e depois pegue o ferry de volta a cidade a partir da estação New Farm Park Ferry de volta para Riverside Ferry Terminal  ou a estação mais próxima do seu hotel.

Espero que curta esse roteiro de Brisbane e que aproveite bastante a cidade! Quem sabe a gente não se encontre por ali 😉


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Comente Aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.