Rolezinho por Ottawa, Montreal e Quebec em 3 dias com a Taipan

6

Já aviso logo que esse NÃO é um post patrocinado, que a viagem foi paga do próprio bolso e a decisão de fazer um tour relâmpago por Ottawa, Montreal e Quebec em 3 dias com a Taipan Tours foi de livre e espontânea vontade.

Agora entenda esse post…

Eu sempre achei essa viagem de 3 dias saindo de Toronto e passando por Ottawa, Montreal e Quebec (sem contar Kingston e 1.000 Islands) uma loucura. A minha opinião continua a mesma: 3 dias é pouco tempo para ver tudo isso e eu até já mandei um roteirinho redondinho para fazer essa região em 14 dias.

Porém, como muitas pessoas continuam me perguntando se vale a pena a maluquice, eu peguei a opinião de duas amigas que fizeram esse passeio e curtiram!

O primeiro relato bem detalhado sobre o tour, foi da Monique Fernandes, que fez esse roteiro com a mãe há duas semanas (Junho/2015). E o segundo relato, meio cômico-desesparado, foi da Lu Baratti que fez esse mesmo passeio há mais de 8 anos!

Pra quem (eu, Mirella) recomendo esse tour:

– Gente com pouca grana 

– Gente que tem pouquíssimo tempo e quer conhecer tudo

– Gente que mora em Toronto e quer fazer um vapt-vupt para explorar tudo na correria, mas depois vai ter oportunidade de ir para todos esses lugares com calma

– Estudantes (com grana curta, pouco tempo e qualquer coisa está valendo!)

 

Quebec City
Quebec City … Linda!

Relato da Monique

  • Empresa: Taipan Tours
  • Nome do Tour: Canada East 3 days tour
  • 5 categorias diferentes de hoteis: A, B, C, D e W. Que variam de hoteis 3 a 5 estrelas. O valor do passeio varia de acordo com o hotel escolhido. Nós escolhemos categoria D, e os hoteis foram ótimos.

Dia anterior da viagem:

Recebi uma mensagem de texto lembrando pra estar no local marcado (222 Spadina ave, Toronto) as 6:45 da manhã e informando o número do ônibus e o número do nosso grupo. No meu caso, eu e e minha mãe fomos o grupo 11.

  • Dia 1 (Toronto > Kingston > Ottawa > Montreal):

Chegamos no lugar marcado 15 minutos mais cedo, o ônibus já estava lá com o nosso guia Stephen e o motorista Michell. O guia nos deu o número dos nossos acentos e de lá fomos para o Pacific Mall pegar mais uma galera, nesse mesmo shoppingzinho pudemos ir no banheiro e comprar uns pãezinhos e café numa padaria chinesa.

Nosso ônibus tinha 58 lugares, todos ocupados. Sentamos na décima fileira e 80% do ônibus eram orientais. O guia falava 3 línguas; inglês, mandarim e cantonese.

Taipan Tour, vale a pena?
Ônibus da Taipan Tour

11 am: chegamos em Kingston. Fizemos um sightseeing pela cidade e paramos por 45 minutos pra tirar fotos e almoçar onde quiséssemos. Opções eram cachorro quente ou Subway (rede de sanduiches).

12:30pm: ainda no ônibus, no caminho entre Kington e Ottawa (nosso próximo destino) o guia nos informou os valores dos restaurantes, entrada das atrações e da gorjeta do motorista. Pagamos em dinheiro, que por sorte eu tinha levado, pois a agência não tinham informado para levar cash (veja aqui a imagem dos custos extras que tivemos que pagar).

2:00pm: paramos no prédio do parlamento em Ottawa e tivemos 40 minutos livres pra tirar fotos e andar por lá. (Dica da Mirella, como não dá para fazer o tour completo do parlamento, tente entrar e subr na Torre da Paz (Peace Tower) e ver a cidade de cima)

2:45pm: o ônibus nos deixou no Museu das Civilizações. Como eu e minha mãe já conhecíamos, ficamos na cafeteria do museu e explorando as redondezas. 1 hora nessa atração.

3:55pm partimos pra Montreal.

5:40pm chegamos no buffet de comisa chinesa. Outra opção seria o McDonalds pertinho do restaurante. Para quem gosta de comida chinesa, o buffet era bem variado e chamava-se Fulam. (Dica da Mirella: é comum jantar cedo no Canadá, entre 18h e 18h30)

Taipan Tours no Canadá
Buffett chinês da Taipan Tours.

7:30pm: chegamos no hotel em Montreal, nosso caso fomos para o Le Gouvernour. O guia entrega as chaves do hotel para cada grupo. O supermecado fica na parte dos fundos do hotel e fecha as 9pm. Recomendo ir para comprar o café da manhã para o dia seguinte, pois às 6:45am você já terá que estar dentro do ônibus.

Uma vez feito check-in, tempo livre. Estava chovendo nesse dia, até tentamos sair, mas resolvemos voltar e descansar no nosso quarto. Cama confortável.

Hotel em Montreal
Nosso quarto em Montreal, no Le Gouvernour (categoria D da Taipan)
  • Dia 2 (Montreal > Quebec)

6:00am: wakeup call. 6:45 estávamos no saguão do hotel onde o ônibus já estava nos esperando com nosso guia. Entregamos as chaves do quarto e recebemos um novo acento. Nesse dia ficamos na quinta fileira.

7:10am: passeio na igreja de St Joseph. Cada pessoa teve que pagar 3 dolares pelo tour, valor cobrado como doação para a igreja – 1 hora de tour.

8:30am: igreja Notre Dame na antiga Montreal. Dessa vez pagamos 5 dolares de entrada. Ficamos por lá uns 20min, infelizmente tempo curto e não deu para caminhar para explorar a antiga Montreal, que é linda!

9:00am:  Olympic Stadium (Biodome e Montreal Tower). A Montreal Tower tem 165metros, e a maior torre inclinada do mundo com um bela vista de Montreal. Para chegar no topo pegamos um funiculaire. Depois fomos para o Biodome, onde aprendemos sobre o ecosistema das americas com animais vivos (tartaruga, pássaros, pinguim, etc).

 

12:00pm: almoço em um buffet chinês.

1:15pm:  partimos para Quebec City.

4:00pm: já em Quebec City, o guia nos levou em alguns pontos e depois tivemos tempo livre até as 6pm.

 

6:00pm: jantar no Red Roof. Quem não optou pelo jantar, teve tempo livre até as 7:30. Onde todos teriam que estar de volta no ônibus para juntos irmos pro nosso hotel. Nesse dia ficamos no Le Concorde. O hotel fica há 5 minutos a pé da prefeitura e 15 minutos da cidade antiga.

  • Dia 3 (Quebec > 1000 Islands > Toronto)

5:45am: wake up call e 6:45 no lobby do hotel

11:40am: almoço num buffet chinês no 1000 island mall. O mall é bem pequeno e pouca infra estrutura, mas quem não quis comer o buffet tinha uma opção de peixe e batata fritas ou sanduiche. Quem preferir ir ao Tim Hortons, tem um a direita da loja Staples tinha um Tim Hortons. Onibus partiu às 1:20pm

2:00 às 3:00pm: passeios pelas 1000 islands. Tour guiado com audio tour em varias linguas, incluido português. Apesar do dia chuvoso o passeio valeu a pena. O barco é bem estável, tem lugar pra sentar no primeiro andar com janelas ou no topo do barco tem vista aberta.




5 as 5:30pm: paradinha na estrada na Coubourg Big Apple. Compramos torta de maçã para trazer pra casa. Tortas frescas, variadas e deliciosas.

7:00pm: primeira parada no pacific mall para desembarcar  primeiro grupo.

7:30: para do nosso grupo na estação de metrô York Mills.

=======================

Dicas e Considerações finais da Monique: 

– Vale lembrar que devido a grande distância entre Quebec City e Toronto, 800km, o último dia passamos bastante tempo no ônibus.

– Recomendo levar um pequeno lanche para comer como  barrinha de ceral, nozes e biscoito. Não é permitido fazer refeição completa dentro do ônibus, por isso só leve esse tipo de besteirinhas para matar a fome.

========================

Viagem feita pela Monique em Junho/2015.

Parlamento de Ottawa
Parlamento de Ottawa vista desde o Museu da Civilação

Dica rápida e prática da Adriana Di Matteo Dorta “Já fiz esta viagem também com a TaiPan. Super barata e organizada. Fui com criança, fica meio cansativo, mas valeu a pena. Só um detalhe, caso alguém for nesta época leve um cobertor para usar dentro do ônibus. Eles colocam o ar condicionado no último, e pode pedir quantas vezes for para deixar numa temperatura boa, eles não fazem nada. Tirando esta parte do resto foi ótimo.

Relato da Luly

“…
Depois de muito debate e nenhuma resolução sobre o que fazer no feriado, resolvemos de última hora pegar uma excursão que fazia Ottawa-Montreal-Quebec City em 3 dias!! Ah, sem esquecer que passaríamos por Kingston e faríamos um passeio pelas Thousand Islands!!

A empresa que fez a excursão pertence à chineses e tem toda a programação das excursões voltada à chineses, por causa disso a grande maioria das pessoas que estava no ônibus era chinês. O guia explicava tudo em inglês e depois em chinês. Os filmes tinham legenda em chinês. Dois dos três restaurantes que nos levaram tinham que tipo de comida? (Não dou prêmio pra quem acertar porque tá muito fácil!!). Deixo claro que não tenho nada contra chinês, mas tudo o que é demais cansa, né?!

Tirando a parte da chinese overdose, que poderíamos relevar totalmente, o ônibus, apesar de novo, era projetado para contrariar a teoria de que “dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço”. Durante as visitas a cada um dos locais turísticos, nos sentíamos naquelas competições em que tínhamos que sair correndo pra completar cada prova a tempo!

Eu e Wan (marido) já fizemos uma excursão desse tipo uma vez e estávamos cientes da correria e do cansaço, mas essa, realmente bateu o recorde! O ponto alto do estresse foram os quinze minutos que nos deram para visitar o prédio do Parlamento em Ottawa.

Ah, também é preciso contar sobre o empurra-empurra nos banheiros e nos restaurantes, já que sempre tinha de 2 a 5 ônibus como o nosso nos lugares por onde passávamos. Enquanto isso, nosso guia batia o recorde do número de vezes que uma pessoa pode falar washroom e don’t be late!.

É claro que se a excursão tivesse sido um completo desastre eu estaria chorando e não tirando sarro, né?! Duas coisas compensaram:

1) Gastamos pouco e,
2) Na medida do possível, deu pra ter uma idéia das cidades e ver pra onde queremos voltar com mais tempo pra conhecer um pouco mais e com calma.

Gostamos de Ottawa (já conhecíamos) e Montreal, mas adoramos mesmo Quebec City (é linda!). Outro lugar que passamos e queremos muito voltar é para as Thousand Islands, não tínhamos colocado muita fé no passeio de barco, mas gostamos muito e achamos que deve ser ainda mais legal no verão, com o sol brilhando e as árvores verdes.

No frigir dos ovos, eu diria que valeu a pena.”

Viagem feita pela Luly, no feriado da páscoa em Abril/2007


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


6 Comentários
  1. moniquef Diz

    Adorei o relato da Luly. Eu fui em dia de semana sem feriado entao acho q foi um pouco mais calmo. Mas no fim eu e minha mae demos boas risadas com os habitos diferentes dos chineses, cada cultura tem sua particularidade ne?! Bjs

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Super obrigada Monique por compartilhar com a gente sua experiência…
      Viajar com a chinesa deve realmente ter sido uma experiência antropológica (risos). Consigo imaginar aqui revivendo minha viagem pra China em 2011 :):)
      bjuuu

  2. Marcela Diz

    Gente, to cansada só de ler!! hahahah

    Como vc falou, é valido em casos BEM específicos… Gastando pouco e só pra ter uma ideia geral dos lugares… Acho que o que mais vale é a experiencia antropológica com os chineses!! ahaha

    🙂

    Beijos!

    1. Mirella Matthiesen Diz

      kkkkkk … 🙂 🙂 🙂

  3. DiógenesCO (@diogenesco) Diz

    Oi. Gostaria de dar minha impressão sobre esse fast tour. Fiz o passeio (chamado de French Canada) com a ISX Canada durante meu intercâmbio em Toronto, em abril/2015. Saímos em uma sexta pela manhã de Toronto rumo à Ottawa. Fomos ao Parlamento. Depois da visita, tivemos um tempo livre para almoço. Durante esse intervalo, visitamos a aranha, tiramos foto e só. Partimos em direção a Montreal. Lá dormimos. No sábado, visitamos a Notre Dame, demos uma volta pelas ruas por perto, almoçamos e partimos para Quebec. Esta foi a cidade mais legal que achei. Gostei demais de Quebec e das três cidades foi a que fiquei com vontade de voltar. Em Quebec estava mais frio que Toronto. Passeamos pelas ruas, andamos no funiculare. Não saí à noite para a boate, pois em Montreal o guia nos levou para uma furada. No domingo pela manhã, após o café, partimos rumo a Montreal. Tivemos algumas horas livres lá. Teve gente que foi ao Parque Olímpico. De Montreal, rumo a Toronto, chegando do domingo à noite, por volta das 21:00. Particularmente, não gostei da viagem e não faria novamente, mesmo com a chance de “conhecer” 3 cidades. É tudo muito rápido. Não dá pra descobrir nada. Por mais que se tenha pesquisado sobre o destino, não há tempo para conhecer a cidade.

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Diógenes, Tudo bem?
      Obrigada pelo seu relato … eu sinceramente concordo com você, esse passeio é muito ultra-super-rápido e a gente vê tudo e não vê nada. Eu prefiro por exemplo, passar o final de semana em uma dessas cidades e poder aproveitar por completo.
      Mas no final, muita gente gosta e por isso que pedi pra minhas amigas me ajudarem com o relato do post!
      Grande abraço e volte sempre 🙂

Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.