Onde ver pandas na China?

Visitando o centro de pesquisa e reprodução de pandas gigantes de Chengdu.

10

Onde ver Pandas na China?

Visitando o centro de pesquisa em Pandas gigantes em Chengdu

Existem destinos e atrações que são paradas obrigatórias numa viagem. Uma viagem à China por exemplo, não é exatamente completa sem você visitar a grande muralha da China, os guerreiros terracota e ver um ,ou melhor, vários pandas de pertinho. Mas afinal onde é o melhor lugar para ver pandas na China?

Pandas na ChinaPara responder a essa pergunta, no post de hoje vamos ao interior da China. Mais especificamente até Chengdu, capital da província de Sichuan. Local onde encontramos o Centro de pesquisa e reprodução de pandas gigantes de Chengdu.

Pandas na ChinaO 成都大熊猫繁育研究基地 (Chéngdū Dàxióngmāo Fányù Yánjiū Jīdì) é o principal centro de pesquisa e preservação de pandas gigantes do mundo. E provavelmente, o melhor lugar para ver não apenas um, mas vários pandas num único lugar na China.

Pandas na China

Pandas na ChinaMesmo que você nem ligue muito para eles. É humanamente impossível resistir a estas carismáticas criaturas endêmicas e icônicas da China. Quando decidimos visitar a província de Sichuan, conhecer o Jiuzhaigou National Park, comer comida apimentada e ver os ursos pandas de pertinho eram nossas prioridades no nosso roteiro.

Onde ver pandas na ChinaInfelizmente, os planos de conhecer o parque nacional provavelmente mais bonito da China, foram destruídos algumas semanas antes da nossa viagem. Um forte terremoto de 7 graus na escala Richter destruiu em agosto de 2017, grande parte da infra-estrutura do parque tombado como patrimônio mundial da humanidade.

Pandas na ChinaAtualmente o parque encontra-se fechado, e segundo essa reportagem, passa por uma reforma de 1.8 bilhões de dólares. O mesmo deve reabrir ao público gradativamente a partir do final deste ano. Ou seja, um dia, terei que voltar para conhecer um pouquinho mais desse pedacinho incrível da China.

Pandas na ChinaEnfim, apesar do revés de última hora nos planos. Decidimos fazer essa viagem mesmo assim. Porém focando a viagem apenas em Chengdu. Fazendo o planejando dessa viagem, descobri que existem várias reservas / centros de pesquisa e reprodução de pandas na China. Especialmente na província de Sichuan, Shaanxi, Gansu e Fujian.

A reserva que acabamos optando por conhecer, é a maior e principal delas. O centro de reprodução e pesquisa em pandas gigantes de Chengdu. Outras três outras opções interessantes para quem visita Chengdu são o Dujiagyan Base, Wolong Panda Center em Gengda e Bifengxia Panda Centre. Como encontrei informações bastante desencontradas sobre o status das outras reservas em Sichuan. Especialmente de Wolong depois dos terremotos que atingiram a província, acabei não indo conhecer nenhuma das outras.

Pandas na ChinaPorém se a viagem tivesse acontecido antes dos terremotos, certamente teria ido conhecer a reserva de Wolong em Hetaoping. Afinal de contas, além de ser a mais isolada e menos turística delas, e aparentemente era a maior e a mais “natural” de todas.

Uma pergunta que logo deve surgir na sua cabeça que chegou nesse post procurando saber mais onde ver pandas na China provevelmente será: Você pode tirar fotos com os pandas, ou segurando um filhote de panda no colo? A resposta é sim! Geralmente na forma de “tratador” voluntário.

Opções de passeio para  tirar fotos com os pandas

Eu pessoalmente fiquei bastante dividido se deveria ou não tirar foto com os pandas na China. Eles são tão bonitinhos… Mas no final das contas, optei por não fazer por três motivos: Primeiro não é barato (se prepare para gastar no mínimo uns 600-700 USD por pessoa Segundo, você fica de fato com o panda / filhote um tempo ínfimo (li alguns reviews que não chega a ser mais de 2 minuto). E por fim, tenho dó dos bichinhos. Imagine toda a China, mais seus visitante querendo pegar você no colo… Mas convenhamos que ter uma foto com um panda sentado ao seu lado ou em seu colo seria o máximo, isso seria. Mas, acabei de contentando em tirar fotos com alguns bonecos de panda espalhados pelo parque e em Chengdu. Eles estão por toda parte em Chengdu, que pode ser considerada a capital mundial dos pandas. Pandas na China

Mas enfim… Vamos ao que interessa. Como foi a visita à base de pesquisa e reprodução dos pandas gigantes em Chengdu? O que eu aprendi por lá sobre eles? No final do post também dou algumas dicas para você aproveitar melhor a sua visita por lá.   E morra de fofurice com as fotos que ilustram esse post. Nos links abaixo você encontra uma série de passeios oferecidos pela Get your Guides, nossa parceira aqui no blog para ver pandas na China. Altamente recomendado para quem não fala absolutamente nada de chinês. A maioria dos passeios é no entanto oferecida em inglês e em alguns casos em outras línguas também. Mas te pega no hotel, leva para ver os pandas e as vezes outros lugares. Antes de te trazer de volta ao hotel.

Opções  de passeios  guiados  ao Chengdu Panda Base

🐼🐼 Curiosidades e fatos interessantes sobre os Pandas 🐼🐼

Grandes pequeninos

Os pandas ao nascer são os menores mamíferos, em relação à própria mãe, na Terra. A escala de tamanho dos bebês para as genitoras é de 1/900. Quando nascem, eles cabem na palma da mão de um humano e, além disso, os recém nascidos são cegos. O que os deixa ainda mais vulneráveis.

Zoo de Beauval/Sipa US/Sipa/APAlém disso ao nascerem, são desprovidos de pelos e pigmentação. Os quais começam a aparecer após cerca de 3 semanas depois do nascimento.

Zoo de Beauval/Sipa US/Sipa/APPorém quando adultos, os pandas são muito maiores que a gente pensa. Um panda adulto pesa mais de 45 quilos e pode ter cerca de 1,5 metros de altura. Em cativeiro, no entanto, podem chegar a pesar até 150 kg.

Anti-sociais, mas preguiçosos.... nem tanto

Na natureza, os pandas são animais solitários e procuram ficar sozinhos na floresta. Eles utilizam o seu aguçado faro para sentir o cheiro e evitar contato com outros animais da mesma espécie. E isso explica, entre outras coisas, a baixa taxa de natalidade dos mesmos em seu habitát natural.

Pandas na ChinaO adorável Po no Kung fu Panda da Dreamworks é apenas um dos personagens que fazem o mundo todo amar os pandas. Apesar de os pandas gigantes não fazem movimentos de Kung Fu como Po, eles são bons escaladores de árvores. Eles começam a subir em árvores a partir dos 7 meses de idade.

Kung-Fu-Panda da DreamworksAlém disso, os pandas gigantes são tecnicamente ursos e, como outros ursos, podem nadar, mas raramente fazem isso. Os pandas andam grandes distâncias e podem subir até quase 4 mil metros nas montanhas atrás de comida.

Hu Kun



Comem, Dormem e.... cagam

Esses animais possuem um sistema digestivo extremamente ineficiente. Em função disso, os pandas passam de 10 a 16 horas por dia comendo. No tempo restante, eles apenas dormem e descansam. Mesmo com a conhecida dieta à base de bambu, o sistema digestivo dos pandas está muito mais próximo do de um carnívoro do que de um herbívoro.

Pandas na ChinaSim, não se sinta enganado, mas eles não se alimentam somente de bambu, como costuma parecer. Apesar dessa planta constituir 99% da dieta desses animais, os pandas selvagens também costumam consumir pequenos animais.

Pandas na ChinaUm adulto de 45 quilos ( os pandas podem chegar a 150 kg em cativeiro) pode comer 12 a 38 quilos de bambu por dia. Que resultam em até 28 quilos de cocô / dia. Falando em cocô, as fezes do panda apontam em sua direção de viagem, assim eles podem ser facilmente rastreados na natureza. Infelizmente, historicamente isso os levou a espécie à beira da extinção, mas agora ajuda os pesquisadores a localizarem os mesmos em ambiente natural.

Pandas na ChinaAlém disso, os pandas possuem um modo único de se alimentar e lembra muito o jeito como nós, humanos, nos sentamos no chão. Isso ocorre para eles poderem segurar o bambu com uma adaptação também única no reino animal: um “falso dedão”, que se trata de um osso prolongado dos punhos.

Pandas na China

Interessante esses fatos né? Eu nunca imaginaria que eles pudessem consumir mais da metade do seu peso diariamente se alimentando de bambu. Uma coisa que realmente me chamou atenção, os observando se alimentar foi a destreza como eles conseguem comer e “descascar” o bambu e comer a parte mais “mole” e nutritiva da planta.

Pandas na China

Ursos Pandas na China 🐼

Endêmicos da região central da China e um dos ícones globais da preservação das espécies ameaçadas de extinção, os pandas são criaturas muito inteligentes. Originalmente encontravam-se espalhados por várias províncias do país. Hoje, devido à caça ilegal, desmatamento e intenso crescimento populacional, esses cativantes comedores de bambu estão agora vivem confinados nas florestas e montanhas desabitadas da China central. Notavelmente nas províncias de Sichuan, Shaanxi e Gansu.

Pandas na ChinaSe você for a China e quiser ver um panda de pertinho, você pode fazer isso em alguns zoológicos espalhados pelo país. Esses zoológicos, como o Zoológico de Pequim, o Ocean Park em Hong Kong, geralmente abrigam de um a três casais de pandas. Esses zoos fazem parte de uma rede de conservação que possui um bem sucedido programa de reprodução e preservação da espécie. Programa este que recentemente fez com que os pandas fossem removidos da lista de animais ameaçados de extinção.

Pandas na ChinaApesar desse avanço, a caça ilegal, desmatamento e rápido processo de urbanização da China continuam a ser os principais desafios na proteção e conservação da espécie. E justamente por este motivo, vários centros de pesquisa foram estabelecidos pelo governo chinês para manter e conservar as populações de pandas existentes no país. Atualmente a espécie tem o status de espécie vulnerável.

Ursos Pandas no Mundo 🐼

Me lembro até hoje da emoção de ver essas adoráveis criaturas pela primeira vez quando estudava na Alemanha, e fui a Berlin e conheci o Bao-Bao. Depois disso, tive a oportunidade de ver pandas pessoalmente no National Zoo em Washington D.C e no River Safari em Singapura.

Pandas na ChinaPandas são vistos mundo afora como um símbolo de paz e inocência. E a simpatia dos animais garante sucesso da chamada diplomacia do panda que a China adota hoje ao emprestar o animal que se tornou símbolo, e onde são tratados como um tesouro nacional, a outras nações amigas num gesto de cortesia diplomática. Entre 1958 e 1982, a China deu 23 desses ursos para nove países.




Pandas na ChinaO termo diplomacia do panda, porém, passou a ser mais conhecido depois de 1972, quando o então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, ganhou dois animais de Mao Tsé-Tung durante sua histórica visita à China. Expostos no zoológico de Washington, os ursos atraíram milhões de visitantes, e sua cessão foi vista pelos chineses como um lance bem-sucedido para melhorar a imagem do país no exterior.

Pandas na ChinaDepois que os pandas se tornaram animais ameaçados de extinção, pressões de ambientalistas fizeram com que a China revisse seu gesto de simplesmente presenteá-los. Eles passaram a ser emprestados por um período de dez anos, a um custo de 1 milhão de dólares por ano por animal. Se eles se reproduzirem, cada filhote custa mais 400 mil dólares por ano. E todos são propriedade da China.

Pandas na ChinaApesar de terem um preço, não significa que qualquer país que disponha desse dinheiro possa ter um panda. A China apenas empresta seus ursos para países selecionados, com quais mantém fortes relações econômicas ou políticas. Atualmente segundo esse artigo na Wikipedia, existem 26 zoológicos em 16 países com pandas emprestados pela China. Nenhum deles está na América do Sul.

Centro de reprodução e pesquisa em pandas gigantes de Chengdu

Liderando o processo de conservação da espécie, temos o Chengdu Research Base of Giant Panda Breeding. Um centro de excelência em pesquisa localizado na periferia de Chengdu. Lá vivem dezenas de pandas e de onde os esforços conservacionistas para a preservação da espécie estão concentrados.

Pandas na ChinaO centro parece uma reserva natural, onde os pandas vivem relativamente livres e independentes em grandes e bem cuidados habitáts. Eles mastigam bambu e outros vegetais que lhes são dados como alimento de manhã e em geral dormem à tarde. Desta forma, a melhor hora para uma visita ao local, é pela manhã.

Outro verdadeiro desafio no programa de conservação dos pandas, é a sua biologia reprodutiva. As fêmeas só são férteis por um curto período a cada ano, e tanto os machos como as fêmeas têm uma libido fraca para não dizer inexistente. Tanto que para incentivar a reprodução dos pandas, pesquisadores exibem gravações de relações sexuais de outros pandas para estimular a reprodução entre os animais. Os vídeos ficaram conhecidos na mídia internacional como “pornô panda”. Nos casos de sucesso, os pandas se acasalam na primavera e o filhote nasce depois de uma gestação de 4 a 5 meses.

Um panda recém-nascido pesa apenas 100 gramas – uma pequena fração do peso de um adulo que chega a mais de 100 quilos. Se você tiver sorte e for na época certa (Pandas nascem entre Julho e Setembro), você poderá ver filhotes de pandas. Eu fui em setembro e infelizmente não vi os filhotes nascidos naquele ano. Apenas aqueles nascidos no ano anterior.

Dicas práticas para visitar o Chengdu Panda Base em Sichuan na China

Ao todo o centro de pesquisa e reprodução de pandas de Chengdu conta com uma população que varia entre 50 e 80 pandas. E o parque está localizado a aproximadamente 40 minutos de carro do centro de Chengdu aos pés da Futou Mountain.

O Chengdu Panda Base trabalha não apenas com a reprodução e preservação dos pandas, mas também se concentra em educação ambiental. Com uma série de atividades interativas que ensinam as pessoas sobre os pandas e sua proteção.

Ao contrário de um zoológico, não se concentra em exibir os animais. Às vezes os pandas gigantes dormem em ambientes fechados, de modo que você não consegue ver nenhum deles comendo, brincando ou escalando do lado de fora. Apesar de não ser um zoológico, além de pandas gigantes, há também pandas vermelhos, cisnes negros, patos e pavões.

O local abre diariamente das 7:30 às 18:00 horas. A melhor hora para visitar é de manhã, especialmente durante o horário de alimentação entre 8:30 e 10:00 quando os recintos onde os pandas estão alojados são reabastecidos com bambu fresco. Depois disso, é provável que os pandas se dediquem ao seu passatempo favorito: dormir!

Quando você visitar o local, você não necessariamente precisa de um mapa em mãos. Você pode descobrir facilmente onde estão os pandas gigantes seguindo o barulho dos visitantes.

Como quase toda atração na China, será lotado e bastante barulhento onde quer que haja um panda andando, subindo, comendo bambu, ou até mesmo não fazendo nada além de dormir em uma árvore.

Quando você ouve um barulho alto repentino, não perca a oportunidade de ver o que aconteceu. Talvez seja um panda que acabou de cair de uma árvore, ou um panda keeper está alimentando-os.


É bem fácil acompanhar a atividade dos pandas gigantes seguindo outras pessoas. As placas de direção dentro da base mostram o caminho para encontrar pandas gigantes claramente.

Se você quiser existe também a possibilidade de você pegar uma espécie de trenzinho para circular pelo parque. Ele não está incluso no ingresso e geralmente tem filas gigantescas. Eu preferi fazer tudo à pé.


Apesar de você ver os pandas de ao vivo e de “pertinho”. Você pode estar a uma certa distância dos mesmos e separado por cercas e fossos. Então, se você quiser tirar boas fotos com alta resolução, traga sua lente com zoom.

Em cada recinto onde há pandas existe uma placa de sinalização. E informa os visitantes algo sobre os pandas que vivem dentro daquele espaço. As introduções aos pandas gigantes são em inglês, japonês e chinês. Você pode descobrir o aniversário do panda, o nome e as características dele / dela.

Os pandas geralmente dão à luz no mês de Agosto. Assim, os visitantes podem ver pandas recém-nascidos ou bebês panda entre Agosto e Setembro. Se você estiver visitando a base nesse período, não se esqueça de ver os bebês na Moonlight Delivery House e Sunshine Nursery house. Infelizmente quando estive lá em Setembro acabei não vendo os recém-nascidos.

O foco da sua visita certamente será ver os pandas ao vivo e a cores. Porém o Museu do Gigante Panda na base é o único museu do mundo focado inteiramente nos pandas gigantes. Você pode aprender muito sobre esse animal no museu. Vale à pena dar uma passadinha.

O museu educa os visitantes sobre a história evolutiva dos pandas gigantes. Sua distribuição antiga e atual na natureza. E sua situação atual como uma espécie vulnerável, bem como sobre o propósito atual e o foco da pesquisa científica realizadas no local.

Os visitantes poderão observar que o governo chinês está fazendo um esforço conjunto para proteger esse animal em risco e seu habitat. Promovendo a conscientização e a valorização do animal, que é amado por pessoas de todo o mundo.

E para você que adora pandas, não há como resistir às lojinhas espalhadas pelo parque. Tudo a venda com a temática de pandas. Dá vontade de comprar tudo.

Dentro da Base Panda de Chengdu há ainda uma agência de correios. Você pode enviar um lindo cartão-postal de temática “panda” para amigos ou familiares … ou para você mesmo. Os postais serão carimbados com um fossissimo carimbo de panda. Eu comprei vários postais, um calendário e alguns marca-livros lá. Todos lindos!!

Como Chegar o centro de pesquisa em Pandas gigantes em Chengdu

Saindo do Brasil, as melhores opções são com as cias aéreas que voam tanto para o Brasil como para Chengdu sem escala a partir de seus hubs. Nesta lista podemos incluir cias como a KLM, Air China/Lufthansa, Ethiopian e que voam tanto para o Brasil quando com voos direto para Chengdu, via Amsterdã, Frankfurt e Addis Abbeda respectivamente.

Em Chengdu o que não faltam são opções bacanas de hotéis para você se hospedar. Nós ficamos no excelente Ritz Carlton Chengdu. E posso dizer que foi uma das melhores estadias que tivemos na China até hoje.

Para ir do seu hotel até a reserva dos pandas, você pode tanto contratar um tour que vai buscar e levar de volta no hotel, ou pode se aventurar pegando um taxi. A ida geralmente é super tranquila quando você sai do hotel. Para a volta, ter o endereço do hotel escrito em Mandarin e falar algumas palavras é imprescindível. A reserva dos pandas fica à cerca de 10 km e leva cerca de 40 minutos de carro.

Outros passeios interessantes para fazer em Chengdu e arredores

Booking.com

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso. E ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

10 Comentários
  1. omundoeminhasvoltas Diz

    Que post diferente e interessante! Eu sou apaixonada por Pandas e fiquei encantada com esse passeio… Eu também não sei se tiraria fotos com eles, fui para Cancun e não quis tirar com os golfinhos por N motivos, mas só de olhar os bichinhos de longe da uma emoção enorme né?? O legal é que essa reserva está ajudando a preservar e a cuidar dos Pandas, tirando da mira dos caçadores… Mas seria muito melhor vê-los em habitat natural felizes por aí né?? <3 rs!! Parabéns, amei a matéria!

    1. Oscar Risch Diz

      Com certeza.. Eu sou cada vez mais chato com atrações que envolvem animais em cativeiro. Entendo que ter animais em cativeiro tem um propósito conservacionista e de educação ambiental, mas ver esses mesmos animais em seus respectivos ambientes naturais é muito mais legal. O bacana desse programa dos pandas na China é que graças a eles a espécie tem aos poucos se recuperado do risco de extinção.

  2. tripsdoleo Diz

    Eles são realmente irresistíveis! Suas fotos ficaram lindas! Dá pra ver a expressão deles, é muita fofura! Adorei o post, cheio de informações!! Concordo com você sobre tirar fotos, também ficaria com dó… Cada vez eu me desinteresso mais por atividades que de qualquer forma “explorem” os animais!

    1. Oscar Risch Diz

      Eu também sou cada vez mais seletivo em relação a esses passeios que envolvem animais em cativeiro.
      Obrigado pela visita

  3. rui batista Diz

    Eu visitei esse maravilhoso centro em 2008, depois dos Jogos Olímpicos de Pequim. Simplesmente ADOREI. Os pandas são adoráveis e pareceu-me haver uma genuína vontade de preservar a espécie, por parte das autoridades chinesas. Amei também o panda vermelho… muito mais raro. Belo post!

    1. Oscar Risch Diz

      Obrigado pela visita.

      Abs

  4. Suzy Freitas Diz

    Que gracinha de post! Nunca viajei para o continente asiático , mas, se for à China, com certeza quero ver os pandas, símbolos do País. Suas dicas são super práticas! Eu também não tiraria fotos com os pandas, justamente pelas três razões que você indicou no texto!

    1. Oscar Risch Diz

      A Ásia é um continente fascinante.
      Obrigado pela visita

  5. Adriana Magalhães Diz

    Adorei o post, adorei as fotos. Esses pandas nascem feiosos né? Pena que o parque tá fechado

    1. Oscar Risch Diz

      Pelo visto você só leu o inicio da postagem. O parque em Chengdu sobre o qual o post se trata está aberto. Apenas a reserva de Wolong esteva fechada quando estive em Sichuan por conta dos terremotos que aconteceram na região algumas semanas antes da minha viagem.. Quanto os filhotes, qual filhote não é feio ao nascer.

Comente Aqui