Dicas de Viagem

O que fazer em Auckland em 1 dia

Auckland
43

Com aproximadamente 1.4 milhões de habitantes, Auckland é a maior e mais importante cidade da Nova Zelândia. Seu aeroporto (AKL), recebe anualmente nada mais nada menos que 74% do volume total de turistas que visitam o país vindos do exterior. Em outras palavras, quando você visitar a Nova Zelândia, as chances de você passar por Auckland antes e/ou depois de visitar outros destinos do país são grandes.

Pensando nisso, neste post sugiro 3 opções diferentes de roteiro para você conhecer um pouco de Auckland em um dia. Levando em consideração que as principais alternativas de transporte do aeroporto de Auckland até a cidade deixam você na região da Queen Street / Britomart, os roteiros sugeridos abaixo partem e terminam alí.

Auckland em 1 dia  – Taste of Auckland

Britomart – Queen Street – Albert Park - Skytower –Auckland Art Gallery - Auckland Museum – Parnell - Britomart

Iniciando os trabalhos do dia, você pode tomar café da manhã nas várias opções de restaurantes e cafés super descolados que encontramos ao longo da Queen Street e do Britomart. Lugares como, o The Store no Britomart ou Imperial Lane na Queen Street e o Occidental Belgium Beer Café na Vulcan Lane são uma ótima pedida. Se preferir algo mais rápido, uma rápida passadinha no Pandoro na Queen Street ou nos cookies da Mrs Higgins na 268 Queen Street resolve o problema.

Depois de tomar café, você provavelmente terá que matar um tempinho dando uma volta pela Queen Street ou quem sabe até dar um pulo no Albert Park + Auckland University, uma vez que a maior parte das atrações da cidade só abre depois das 09:00 – 10:00 da manhã.

Lá pelas 08:30 – 09:00 você então deve seguir em direção a imponente Auckland Skytower que em seus 328 metros de altura, é visível de praticamente qualquer lugar da cidade. Lá de cima, além de você ter uma vista panorâmica de 360 graus para a cidade e arredores, você pode fazer algo digamos um pouco mais radical, como pular dela no Skyjump, ou caminhar pelo lado de fora da torre preso apenas por uma corda e mosquetão a 192 metros de altura no Skywalk.

Mesmo que você não queira fazer nada muito radical, a visita à Auckland Skytower vale a pena, principalmente se o tempo estiver bonito. Se você acha que vai ter tempo para voltar mais tarde para ver o pôr do sol e o visual a noite, não esqueça de fazer o upgrade do seu ticket antes de ir embora para voltar mais tarde, custa + 2 NZD mas vale a pena.

Terminada a visita a Skytower, você pode conhecer o Auckland Art Gallery, localizada na esquina da Wellesley Street com a Kitchner Street, este museu apresenta uma das maiores e mais expressivas coleções de arte da Nova Zelândia e sua entrada é gratuita (para as mostras permanentes). A visita ao local, na minha opinião vale pela arquitetura do prédio (vencedor do prêmio de edifício do ano 2013-2014 do festival Internacional de arquitetura) e pela coleção de arte Maori, principalmente a galeria com os retratos Maōri feitos no início do século XIX. Todos os dias eles oferecem tour gratuitos às 11:30 e 13:00.

A este ponto já está na hora de almoçar, nesta região eu recomendaria o Mamak Malaysian Restaurant, o ZAP 4 Essan Authentic Thai Cuisine. Ambos recomendados no post dos 25 restaurantes testado e aprovados em Auckland.

Depois de almoçar você pode seguir para o Auckland Museum, se for a pé, a caminhada dura cerca de 30-40 minutos. O único problema de ir caminhando é que o trajeto apresenta algumas subidas e descidas. Caso vá de ônibus, siga em direção a Customs Street e pegue o ônibus verde do inner circle (sentido horário em direção a Parnell) e peça para o motorista avisar onde você deve descer. Antes de embarcar, dê uma passadinha na Milse no Britomart para comprar o que provavelmente seja o melhor picolé “gourmet” que você já experimentou na vida. O de manga com coco e o de merengue são de comer rezando. #ficaadica.

O Auckland Museum dispensa maiores apresentações, melhor que ele no país acho que só o Te Papa Tongarewa New Zealand National Museum em Wellington. Se você curte museus e história, você pode passar traquilamente a tarde toda, se não o dia, descobrindo o acervo do lugar. A coleção de artefatos dos povos do pacífico e do povo maori é uma das mais ricas e completas do mundo. Não deixe de explorar a seção de vulcanologia do museu e a área dedicada a conquista do everest (Era uma exposição temporária, mas pelo visto fez tanto sucesso que acho que virou/vai virar permanente). De toda forma, o Sir. Edmund Hillary, o primeiro homem a escalar o Everest era neozelandes, nasceu e morreu em Auckland e boa parte do seu acervo pessoal é hoje mantido sobre a tutela do Auckland Museum.

O museu também oferece um programa de performance cultural Maori de aproximadamente 35 minutos de duração que é bem interessante e inclue uma demonstração da famosa Haka dos All Blacks. Agora, se você também pretende visitar Rotorua ou outras atrações “Maoris” do gênero na região de Bay of Plenty (Rotorua, Whakatane), deixe para fazer isso lá. As apresentações acontecem diariamente as 11, 12 e 13:30. Com uma apresentação extra as 14:30 entre Novembro e Março. Então, se tiver interesse, assista a apresentação cultural antes de começar a explorar o museu.

Terminada a visita ao museu, você ainda pode dar uma explorada nos Jardins de Inverno do Auckland Domain, ou seguir caminhando em direção ao tradicional bairro de Parnell descendo a Parnell Road em direção ao porto. Em Parnell além de várias lojinhas, cafés e restaurantes você irá ver muitas casinhas em estilo vitoriano tradicional. Se quiser parar para tomar um café, sugiro o Chocolate Boutique Café na 323 Parnell Road. Se já for hora de jantar, o Indiano Oh Calcutta é um dos melhores da cidade e esta recomendo na minhas lista de 25 restaurantes testados e aprovados em Auckland.

Para voltar ao ponto de partida, você pode embarcar no ônibus verde do Inner Circle, ou simplesmente caminhar até o centro de Auckland.

.

Auckland em 1 dia – City of Sails

Queen Stret - Viaduct Harbour – North Wharf & Wynyard Quarter-Auckland Fish Market - Voyager NZ Maritime Museum – Davenport – Queen Street

Auckland é também conhecida como Cidade das Velas (City of Sails). Este apelido se deve ao fato de a cidade ser banhada por 2 baías e ter a maior relação de barcos por grupo de 1000 habitantes que qualquer outra cidade no mundo. Estima-se que 1 em cada 3 residências da cidade tenham algum tipo de embarcação em sua garagem ou numa das 8 marinas espalhadas pela cidade. Pensando nisso, esta sugestão de roteiro de 1 dia em Auckland convida você a conhecer um pouco mais da cidade numa perspectiva diretamente associada ao mar.

Iniciando os trabalhos do dia, você pode tomar café da manhã nos lugares mencionados na primeira opção de roteiros de 1 dia em Auckland deste post, ou tomar café na região do Viaduct Harbour. Toda esta região (Viaduct-Wynyard Quarter e North Wharf) tem passado por uma verdadeira transformação urbanística desde a realização da America’s Cup na cidade em 2000 e 2003 e tem se transformado numa das regiões mais “trendy” da cidade.

Além de abrigar vários ancoradouros para grandes iates e veleiros, encontramos por alí vários bares, cafés e restaurantes que costumam lotar no final do expediente especialmente durante o verão. Dentre as opções existentes no local para café da manhã minha sugestão é ir ao Mecca Viaduct, ou o 21 Viaduct Café no Hotel Sofitel.

Dali, você pode continuar o passeio em direção ao Wynyard Quarter em direção ao Auckland Fish Market. Pelo caminho você irá cruzar uma ponte de pedestres retrátil e logo irá visualizar o Viaduct Event Center de um lado e a sede do Emirates Team New Zealand da Americas Cup do outro. E por toda esta região, encontramos uma série de restaurantes bacanas para almoço e principalmente jantar. Não esqueça de tirar algumas fotos com a a Skytower com os barcos num dos ângulos mais fotogênicos da cidade.

Embora o Auckland Fish Market também tenha um café, ainda não cheguei a experimentar para ter uma opinião própria, mas dizem que é bom. Enfim, o mercado de peixes de Auckland é o maior da Nova Zelândia e o único do país a adotar o modelo do Veiling holandês, no qual o valor do produto vai decaindo até alguém apertar um botão e arrematar o lote.

O leilão de peixes e frutos do mar acontece diariamente as 06:00 da manhã de segunda à sexta-feira e até o momento, é infelizmente fechado para o público em geral. No entanto, todas as terças feiras, o mercado oferece um tour pelos seus bastidores que precisa ser reservado com antecedência. Mesmo sem poder ver os bastidores do leilão, ou mesmo fazer os tours das terças-feiras, sempre é um interessante visitar um mercado como este e conhecer um pouco dos peixes e outros frutos do mar comercializados por aqui.

Depois de visitar o Auckland Fish Market, você pode dar uma explorada rápida pelo Silo Park, antes de seguir de volta para o museu marítimo de Auckland. O Silo Park é uma região bem nova (constantemente em obras) e vibrante da cidade e que nos finais de semana, especialmente nos meses mais quentes do ano, costuma abriga uma série de eventos e exposições. Porém durante semana, não há muito o que ver ou fazer por ali, a não ser muitas gaivotas. 😛

O Museu Marítimo de Auckland por sua vez, abre diariamente das 09:00 às 17:00 (exceto 25/12), é um lugar super interessante que leva o visitante a descobrir como o relacionamento desta pequena nação com o mar moldou sua identidade. A partir de histórias como a épica migração do povo polinésio para Aotearoa, passando pela descoberta do país pelos europeus no final do século XVIII até o bi campeonato da Americas Cup, o visitante mergulha na rica história marítima do país.

Enfim, depois de visitar o museu, se você tiver vontade de velejar pelas águas da Waitemata Harbour, você pode fazer isso aqui ou aqui. #Justincase

Terminada a visita ao museu, talvez já seja hora de almoçar. No post dos 25 restaurantes testados e aprovados em Auckland que publiquei recentemente, recomendo pelo menos 8 restaurantes estão localizados nesta região. Outra sugestão é voltar ao Auckland Fish Market e comer o tradicional Fish and Chips.

No período da tarde, minha sugestão é pegar o Ferry e conhecer um pouco de Davenport do outro lado da Waitemata Harbour. O ferry para Davenport sai de meia em meia hora do histórico Auckland Ferry Building e custa 11 NZD para viagem de ida e volta, ou 6 NZD se comprado cada trecho individualmente. A viagem dura não mais de 15 minutos, mas a travessia em sí já vale o passeio.




Davenport é um simpática cidadezinha, hoje “neighborhood” de Auckland que possui a maior concentração de casas em estilo vitoriano de todo o hemisfério sul. Além de sua peculiar arquitetura, Davenport tem um comércio pitoresco que parece ter parado há pelo menos uns 20-30 anos atrás. Além disso, conta com alguns cafés super charmosos. Reza a lenda, que o cinema mais antigo continuamente em operação abaixo da linha do equador é o The Victoria Theater de Davenport.

A principal atração de Davenport, no entanto, na minha opinião é sem dúvida a vista que se tem de Auckland a partir dela. Embora a vista seja fantástica em todo seu waterfront. Eu sugiro imensamente você subir ao topo do Mount Victoria ou ao topo do North Head para ter uma vista 360 graus do local e do Hauraki Gulf. Embora morando aqui tenha ido todas as vezes de carro, aparentemente subir a pé é super tranquilo e a vista lá de cima certamente vale o esforço.

Depois basta pegar o ferry de volta, e você está de volta no início da Queen Street.

.

Auckland em 1 dia – Entre Praias e Vulcões

Queen Street – Mt. Eden – Kelly Tarlton’s Sealife Aquarium-Mission Bay – St.Heliers (Achilles Point) – Queen Street

Nesta terceira opção de roteiro de 1 dia em Auckland começamos o dia tomando um café da manhã reforçado no centro (ver recomendações nos outros roteiros sugeridos) para subirmos ao cume de um dos maiores e mais famosos dos 53 vulcões que outrora existiam em Auckland, o Mt. Eden.

Com 196 metros de altura, o Mt. Eden é o ponto mais alto do ístimo de Auckland e lá de cima se tem uma vista privilegiada da cidade. Distante a apenas 4 km do centro da cidade, para chegar lá você deve pegar o ônibus 277 e descer na Mt. Eden Road entre a Percy Street e Hillside Cres (Ponto 272 Mt. Eden). Até o cume são uns 15-30 minutos de caminhada dependendo do seu físico, mas lá de cima o visual compensa. Para muitos que nunca escalaram um vulcão na vida, esta pode ser a oportunidade de fazer este feito, embora acredita-se que a ultima erupção do Mt.Eden tenha ocorrido a aproximadamente 28.000 anos atrás, ainda é visível seu formato cônico e sua cratera.

Do Mt. Eden minha sugestão é você deve voltar ao centro em direção à Queen Street e lá, a sugestão é pegar o Shark Bus do Kelly Tarlton’s Sealife Aquarium (gratuito para quem visita o Aquário). Ele sai a cada meia hora do outro lado da rua do Ferry Terminal Building (172 Quay Street) entre as 09:30 da manhã e 15:30 da tarde.

Bem o Aquário de Auckland não é grande, muito menos barato, mesmo assim é um lugar interessante para se visitar em Auckland. No Brasil, por exemplo acho que não temos um aquário melhor que este. O interessante desde aquário na minha opinião começa pelo fato dele usar uma antiga estação de tratamento de esgoto desativada no final da década de 70. Entre seus principais Highlights, ele conta com uma réplica com memorabilia original da Scott Base, uma das primeiras bases antarcticas do mundo, uma colônia de aproximadamente 100 penguins, um tubo de acrílico com dezenas de tubarões e centenas, se não milhares, de peixes nativos da Nova Zelândia e de outras partes do mundo. O Aquario oferece algumas experiências extras para quem possa interessar como mergulhar com os tubarões, ou encontrar os pengüins ou um tour pelo seus bastidores.

Terminando a visita ao aquário, recomendo atravessar a faixa de pedestres para o outro lado da rua e seguir caminhando em sentido contrário a Skytower, no sentido oposto ao centro. Após alguns metros de caminhada, você irá passar pelo trapiche do Tamaki Wharf. Recomendo dar uma caminhada até o final dele.. O visual da Okahu Bay com a cidade de Auckland no Background é lindo. (Especialmente no final da tarde).

Depois de visitar o trapiche, minha sugestão é que você continue a caminhada pela beira-mar (Tamaki Drive) até Mission Bay. Bem se você não chegou a almoçar no centro antes de ir visitar o Aquário, neste ponto você deve estar azul de fome. Bem, por alí existem vários restaurantes e cafés. Recomendo o Italiano Mamma Mia, o mexicano Cantina dos Amigos ou o hamburger do Burger Fuel. De sobremesa, você pode tomar um sorvete no New Zealand Natural ou na Movenpick, ou num dos vários frozen yogurts que existem alí.

Se ainda estiver cedo, e você ainda estiver disposto a caminhar, sugiro continuar caminhando adiante em direção a Kohimarama e St.Heliers. Caso não esteja a fim de grandes caminhadas, dá para pegar os ônibus 769 ou 767 até St. Heliers. Não esqueça de pedir para o motorista de avisar quando você chegou em St. Heliers, ou assim que o ônibus deixar de trafegar pela beira do mar, desça no primeiro ponto.

Em St, Heliers recomendo a caminhada até o Achilles Point. Do último ponto de ônibus a beira mar até lá são cerca de 900 metros de caminhada (subida). O visual do Achiles Point é muito bonito. Pelo caminho você vai passar pela trilha que leva até Ladies Bay, famosa por ser a praia de nudismo mais próxima ao centro de Auckland. Embora a temperatura da agua seja super gelada, nos meses mais quentes do ano sempre tem uns pelados perdidos por lá.. A praia na verdade é super seclusa, mas é também uma das mais bonitas do Eastern Shore de Auckland.

Depois de escalar vulcão, conhecer as praias do eastern Shore de Auckland a melhor pedida é pegar um ônibus de volta para o centro.. Qualquer um deles que passem pela Tamaki Drive no sentido contrário ao que você veio vai para o centro da cidade, não tem erro.

Enfim essas são apenas 3 sugestões, você pode adaptar o seu roteiro de acordo com seus interesses e necessidades.. enfim mesclando todas as dicas ou mesmo fazer um passeio diferente, afinal o que importa é você descobrir a sua Auckland. Se você já visitou a cidade, o que fez por aqui?!

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI:

Cada vez que você reserva algo através do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado e com novas dicas de viagem.

Políticas do Blog Viajoteca


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Comente Aqui

43 Comentários
  1. Fernanda Diz

    Esse ônibus-tubarão tá demais! hehehe

    1. Oscar Risch Diz

      Além do tubarão o Aquário também tem um New Beattle transformado em Golfinho

  2. Juliana Diz

    Amei as 3 sugestões!!!! Queria voltar agora para Auckland! Tanta saudade de tudo na Nova Zelândia… acho que não vou superar a saudade nunca!
    Bons restaurantes também na Elliot Street pertinho da Queen Street 🙂

    1. Oscar Risch Diz

      Juliana

      Pois é o único jeito de superar a saudade e voltando para visitar 😀

  3. lidy Diz

    Muito boas sugestoes!

    So uma correcao: o correto eh Devonport, e nao Davenport 😉

  4. Raquel Diz

    Olá Oscar! Estou indo para a NZ em novembro e estou montando um roteiro. Vc teria indicações de hotel para ficar em Auckland? E algum contato para me sugerir alguma alteração no roteiro? Não sei se é muito abuso, mas estou precisando de uma ajuda in loco! Obrigada!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Os únicos hotéis que já fiquei ou visitei foram o Sofitel, Hilton ou Pullman… O Sofitel sem dúvida o melhor deles… Posso tentar ajudar por aqui.. Estou indo viajar esta semana mas tendo acesso a internet tento responder suas questões

      Abs

      1. Raquel Diz

        Entendi. Tenho outra dúvida cruel. Estou pensando em fazer a Milford Track guiada, que ainda tem vaga. Mas gastaria 5 dias, e não daria para rodar mais pela Ilha Sul, como ir ao Mount Cook. Você conhece os dois lugares? Teria alguma preferência de qual deles escolher? Na Ilha Sul pensei em chegar em Queenstown, conhecer Wanaka e fazer a trilha ou o Mount Cook Park. Obrigada pela ajuda!

  5. […] 3 opções de roteiros para explorar Auckland em 1 dia. […]

  6. […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  7. Gui Grigol Diz

    Parabéns pelo post… to indo pra lá logo mais e anotei todas as dicas!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Legal!!! Aproveite sua estada aqui.. Abs

  8. […] Veja também: O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  9. Aquário de Auckland

    […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  10. Aquário de Auckland

    […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  11. Regis de Freitas Vasconcelos Diz

    Parabéns pelo post. Tem muita informação aqui. Estou planejando 2 dias em Auckland e depois 4 dias entre as praias de Hahei e atrações de Rotorua. Gostaria de dica sobre carro vs transporte público em Auckland. Tem lugares que vale a pena o transporte público, mas já me assustei quando vi uma estimativa de taxi do aeroporto para Auckland Central por $68. O que você recomenda? Já sei que vou pegar o carro nos dias pro interior, mas devo pegar logo no aeroporto pra usar em Auckland?
    Grato pela atenção.

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olá Regis

      Taxi na Nova Zelândia é sempre caríssimo.. Se optar por não alugar carro em Auckland a melhor opção é pegar o AirBus. Falo mais sobre como ir do Aeroporto ao centro de Auckland neste post aqui=> https://www.viajoteca.com/como-ir-aeroporto-de-auckland-ao-centro/
      Bem eu muito provavelmente pegaria o carro já no aeroporto na minha chegada ao país. A única coisa para levar em consideração é o fato de se dirigir na mão inglesa.. Se você não tem experiência dirigindo na mão inglesa, pode ser interessante passar 2-3 dias sem carro para se acostumar com transito. Outra coisa a se levar em consideração é que dependendo onde você estiver hospedado o preço do estacionamento pode sair uns 20-30 NZD por noite, fora o estacionamento durante o dia.. Acho que o carro vale à pena em Auckland se você decidir explorar praias no West Coast ou do North Shore..

      Você já viu o post de Coromandel? https://www.viajoteca.com/coromandel-cathedral-cove-e-hot-water-beach/

      Abraço

      1. Regis de Freitas Vasconcelos Diz

        Obrigado pelas dicas, Oscar. Agora tenho que fazer contas. Perguntei porque há cidades como Nova Iorque e Paris em que achei melhor pegar o carro no último dia quando fui fazer passeios pelos arredores, mas nos primeiros dias realmente não valia a pena por causa das taxas que você falou e até mesmo do trânsito. No entanto, em lugares como Miami e Los Angeles, já dá pra pegar o carro no primeiro dia. Não que não se vá pegar algum estacionamento pago ou trânsito, mas porque vale a pena pelas características da cidade e transporte público não tão interessante para o turista como as outras.
        Já li os posts que você recomendou. Vou tomar coragem de dirigir na mão inglesa porque passei uns dias em Londres esse ano e estou imaginando que as coisas em Auckland sejam organizadas como em Orlando, ou seja, tourist-friendly. E sei que a visita a Hahei vai ser perfeita como as dicas do seu post de Coromandel.
        Parabéns mais uma vez pelos posts e muitas viagens pra nós em 2016!

        1. Oscar Augusto Risch Diz

          Legal Régis.. Aproveite sua viagem!!!
          Feliz 2016

          Abraço

          1. Regis de Freitas Vasconcelos Diz

            Olá, Oscar.
            Gostaria de agradecer mais uma vez por suas dicas aqui no post de 1 dia em Auckland. Fizemos um pouco de cada um dos 3 roteiros nos 2 dias que passamos na cidade.
            Foi uma boa pegar o carro já no primeiro dia e nos hospedamos próximo ao aeroporto. Encontrei uma locadora mais barata que a Apex que você recomenda, a Snap Rentals. Lá eles oferecem um Corolla hatch bem mais novo que os Nissan Tiida “late model” e por um preço que vale a pena.
            A torre é realmente imperdível. Consegui encaixar o Bungee Jump na ponte também. Essas 2 atrações são bem comuns e acho que todo mundo deve ir.
            Depois suas dicas ficam mais aprimoradas: adoramos o Wynyard Quarter e almoçamos num restaurante que é praticamente dentro do Fish Market. Até comprei um pão pra entrada no mercado enquanto preparavam nossa comida.
            Numa tarde conseguimos subir no Mount Eden, descemos pelo lado do parque (só não entramos no museu) e fechamos no Chocolate Boutique Café, que já considero dica de alto nível. Ali você se sente quase como um morador da cidade.
            A Nova Zelândia é realmente impressionante. Auckland foi muito bom e os 4 dias seguintes entre Waitomo Gloworm Cave, Rotorua e Hahei foram “awesome” que é uma palavra que é a cara desse país.

            1. Oscar Augusto Risch Diz

              Legal Regis!!!

              Ótimo saber que as dicas dos posts foram úteis para você.. A Nova Zelândia é mesmo o máximo!!! Obrigado pelo feedback!!

              Abs

  12. Cá Malaquias Diz

    Uau!!! Obrigada pelas dicas Oscar!!!
    Será que você poderia me ajudar mais ainda?
    Vou fazer só uma conexão no AKL (chego às 12:40 e saio às 18:00)… você acha que além de visitar a Auckland Skytower, dá tempo para fazer mais alguma coisa?
    Você indica alguma agência de turismo que faça excursão de city tour (se é que há esse tipo de serviço)?
    Grata pelas dicas preciosas!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olha.. Acho que não vai dar para fazer muita coisa não.. Se der, você vai fazer a Skytower e no máximo dar uma caminhada rápida pela Queen Street.. Se seu vôo chega as 12:40, significa que você só vai sair do aeroporto as quase as 13:30.. Aí até chegar no centro já vai ser quase 15:00.. Ai, uma vez no centro, voce tem que estar pegando o ônibus de volta para o aeroporto no mais tardar as 16:00 (Isso se você já estiver com malas despachadas e boarding pass nas mãos) Se for vôo domestico diga que dá para fazer, se for conexão internacional, acho que vai ser melhor você nem sair do aeroporto não..
      Quanto a empresa que faz esse tipo de serviço eu não conheço, mas usando o Airbus que falo nesse post é super tranquilo, mas no seu caso muito corrido e um pouco arriscado. Espero ter ajudado..
      Abraço

  13. Cá Malaquias Diz

    Vixe… fiquei triste! Vou me preparar psicologicamente para pegar o bus e ir só na SkyTower! Se eu conseguir me livrar das malas rapidinho, vou lá! #VaiDarCerto!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Legal!! Boa sorte!! Viu nosso post sobre a torre?!

      1. Cá Malaquias Diz

        Acabei de ver! Obrigada, Martinha e Oscar! 😉

  14. Cá Malaquias Diz

    Grata pela atenção! Ótima semana!

  15. […] Auckland em 1 dia: O que fazer na maior cidade da Nova Zelândia? […]

  16. […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  17. […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  18. […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  19. […] O que fazer em Auckland em 1 dia […]

  20. Natalia Diz

    Olá! Adorei as dicas! Gostaria de saber se é viável eu visitar Aukland Skytower só para conhecer e depois fazer o passeio de ferry. Fica muito contramão/inviável unir as duas atrações? Sabendo que chego em Auckland as 05:05 da manhã e tenho um voo as 19:00 para Christchurch, o que você recomendaria?

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Oi Natália tudo joia?

      Obrigado pela visita e ótimo saber que você adorou as dicas.. Então é super tranquilo você fazer isso sim.. Depois de passar a Imigração, possivelmente fazer o Check in para Christchurch pegar o ônibus para o centro você deve estar chegando na cidade por volta das 08:00.. Problema que a Skytower só vai abrir as 09:00.. Nesse caso se o seu plano é pegar o ferry para atravessar para o lado de Devonport faça isso logo cedo.. Aproveite para tomar um café da manhã lá do outro lado da Waitemata Harbour.. Lá além do centrinho histórico recomendo você subir ao Victoria Lookout para uma vista legal da cidade e do Hauraki Gulf.. Se por volta do meio dia você atravessar de volta para o lado de Auckland vai poder almoçar pelo centro e visitar a Skytower sem pressa alguma, muito provavelmente até sobre um tempinho para você passear pelo Wynnyard Quarter, Queen Street e afins.. Se o seu vôo para Christchurch sai as 19:00 recomendo você pegar o ônibus de volta para o aeroporto lá pelas 16:00 – 16:30.. Nesse post aqui falo um pouco de como ir do aeroporto para o centro ou vice e versa.. Dá uma espiada lá se você ainda não viu.. Abs

  21. Natalia Diz

    Maravilha, Oscar! Muito obrigada pelo suporte. Dei uma olhada sobre a logística do aeroporto – centro, foi esclarecedora. Gostaria de saber sobre chip, tem algum que indique comprar lá? E também estou contando que no aeroporto tenha um locker para que eu possa deixar a mala e passear só com uma bolsa. Você pode confirmar isso para mim? Mais uma vez, obrigada.

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olá Natalia

      Então na Nova Zelândia existem 3 ou 4 operadoras de telefonia móvel. No aeroporto, logo no desembarque voce ira encontrar as duas melhores. A Spark (antiga NZ telecom) e Vodafone. Ambas são em teoria iguais, mas por experiência própria a Spark tem cobertura melhor no interior do pais, embora o. 4G da Vodafone seja mais rápido.. Mas como ja faz mais de 1 ano que não vou para a NZ pode estar mudando.. Então se tiver fila, vá naquela que te atenda mais rápido.
      Quanto as malas, sim existe uma empresa especializada em fazer o storage delas.. Eu pessoalmente nunca utilizei o serviço, mas o nome da empresa se não me engano era SmartCarte e lembro que ficava logo depois do premium check in da Air New Zealand no embarque. De qualquer maneira de uma pesquisada no site do aeroporto de Auckland que la voce deve encontrar informações mais precisas
      Espero ter ajudado

      Abs
      Oscar

  22. Natalia Diz

    Maravilha! Mais uma vez, obrigada!

  23. Natalia Diz

    Eu de novo, Oscar! Tudo bem?
    Tentei procurar essa informação no site do Aeroporto de Auckland e não encontrei: Como vou viajar sem dólares neozelandeses trocado, gostaria de saber se no aeroporto tem uma casa de câmbio ou caixa eletrônico para que eu possa sacar ou se você tem alguma dica com relação a isso. Obrigada!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Olá Natalia

      Sim fique tranquila, existem casas de cambio no aeroporto.. Tanto no embarque quanto no desembarque.. A cotação nem sempre é das melhores, mas para trocar um pouco de dinheiro quebram bem o galho. Como morávamos na Nova Zelândia e tínhamos uma conta em NZD sempre usávamos ATM de bancos como o Westpac, HSBC ou ANZ.
      Abs

  24. Natalia Diz

    Obrigada pela rapidez na resposta, Oscar! Só tem um porém, desembarco as 5h da manhã de uma quinta-feira. Sabe me dizer sobre o horário de funcionamento? E se no caixa eletrônico de lá eu consigo me resolver?

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Acho que funciona 24h

  25. FERNANDA DOMINGOS Diz

    Eu simplesmente amei esse post!
    Embarco em direção à Auckland dia 29/03 e ficarei por lá até 27/05, já vi que o tempo vai ser beeem curto para conciliar os estudos (inglês) com tudo o que eu vi que a cidade e a região oferecem!
    Seu blog vai super me ajudar a montar o roteiro que será todo feito de ônibus ou a pé.
    Parabéns pela escrita, pela didática, pela organização e, claro, pelas dicas!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Oi Fernanda

      Que legal saber que você está indo para a Nova Zelândia. Tenho certeza que essa será uma viagem inesquecível. Você vai conseguir conhecer muita coisa legal nesse período. Tem que aproveitar bastante tudo o que a cidade e o país tem a oferecer.