Harrisburg: Visitando a capital da Pennsylvania

Harrisburg A capital da Pennsylvania
0

Harrisburg

Visitando a capital da Pennsylvania

Berço da Independência dos EUA e da revolução industrial americana do início do século XIX, o estado da Pennsylvania desde a sua fundação sempre ocupou um papel fundamental na política e economia dos Estados Unidos. E apesar de Philadelphia sempre ter sido a maior cidade do estado e o palco dos mais marcantes eventos que culminaram com a independência dos EUA em 4 de Julho de 1776. A capital da Commonwealth da Pennsylvania, o segundo estado americano a ratificar a constituição americana, não é Philadelphia e sim Harrisburg.

Harrisburg A capital da Pennsylvania
Harrisburg, a capital da Pennsylvania

Localizada a cerca de 170 km ao oeste de Philadelphia, Harrisburg é hoje apenas a nona maior cidade do estado. E embora tenha ocupado o posto de terceira maior cidade da Comonwealth da Pennsylvania no passado, perdendo apenas para Philadelphia e Pittsburgh, ao longo dos últimos 50 anos perdeu boa parte de sua indústria, fortuna, prestígio e sua população vem encolhendo desde então.

Escultura da espera em Harrisburg

Mesmo com um certo ar de decadência no ar visível em algumas partes da cidade, historicamente Harrisburg desempenhou papel fundamental na conquista do oeste americano, na guerra civil americana e na revolução industrial americana.

Fachadas em Harrisburg
Fachadas em Harrisburg

Com a independência dos Estados Unidos em 1776, a Pennsylvania tornou-se o principal centro industrial dos Estados Unidos e graças às enormes reservas de carvão mineral, madeira e ferro encontradas na região, aliada a demanda por ferrovias para conectar o país, a indústria siderúrgica do estado prosperou e com ela chegaria a prosperidade econômica que transformaria os EUA numa das grandes potências mundiais.

Casa em Harrisburg

A indústria da Pennsylvania cresceria ainda mais rapidamente após a descoberta das primeiras reservas de antracito em território americano. Antracito é um tipo de carvão mineral de altíssima qualidade. Com a substituição do carvão betuminoso pelo antracito nas siderúrgicas de Pittsburgh, ao longo da década de 1830, aliado à sua posição estratégica e a crescente demanda nacional por ferro e aço, tornariam Pittsburgh mo maior pólo siderúrgico dos EUA. Enquanto isso, Philadelphia tornava-se num dos maiores fabricantes de produtos manufaturados de aço e de couro, bem como um fortíssimo pólo têxtil.

Seminário em HarrisburgHarrisburg por sua vez,  em função de sua posição política e geográfica, praticamente no meio do caminho das duas principais cidades do estado, as margens do Susquehanna River, em meio a região com os solos mais férteis do estado (Região da grande Harrisburg está no epicentro da região do Pennsylvania Dutch Country, onde encontramos uma das maiores comunidades Amish dos EUA), acabou se transformando num dos principais pólos de conexão logística (ferroviária e hidroviária) entre o nordeste dos EUA e a região do meio oeste americano.

Susquehanna River vista do Penn State Capitol Harrisburg
Susquehanna River vista do Penn State Capitol Harrisburg

Graças a sua posição estratégica, acabou sendo favorecida pelo desenvolvimento e chegada de várias indústrias de transformação e imigrantes para a região. E apesar de alguns altos e baixos entre 1850 e 1950, que incluem a guerra de secessão entre a união e os confederados, foi nesta época que a cidade viveu alguns de seus melhores anos.

Igrejas em Harrisburg
Igrejas em Harrisburg

No entanto, após o fim da segunda guerra mundial em 1945, a demanda por produtos produzidos na região teve forte queda na demanda. Aliada a isso os movimentos sindicais passaram a se organizar em uma série de motins e greves, e assim a indústria pesada da região entrou em franco declínio e praticamente desapareceria em 3 décadas migrando para outras partes do país e do mundo.  Hoje Harrisburg é uma cidade que vive basicamente de serviços e do setor público.

Igreja em Harrisburg
Igreja em Harrisburg

Porém, mesmo com a mudança do foco econômico da cidade, as coisas em Harrisburg já não são mais como eram no passado. Para se ter uma idéia, em outubro de 2011 a cidade foi obrigada a declarar concordata e por muito pouco não declarou falência por conta de uma dívida de mais de 1,5 bilhões de dólares (30.285 USD por habitante).

Ponte sobre o Susquehanna River em Harrisburg
Ponte sobre o Susquehanna River em Harrisburg

Ao mesmo tempo que encontra-se atolada em dívidas, com um aspecto de abandono e em algumas áreas periféricas com sinais claros de decadência (principalmente a antiga área industrial da cidade), encontramos marcas de opulência dos períodos áureos da cidade, em que Harrisburg era uma das mais prósperas cidades dos EUA. Sinais desta era são visíveis em diversos  cantos da cidade, porém especialmente mais perceptíveis na arquitetura.

Dentre todas as construções desta época, nenhum outro edifício transcreve melhor esta opulência a que me refiro que o Pennsylvania Capitol Building. Tanto que Theodore Roosevelt, o então presidente dos EUA, na inauguração do edifício, em 4 de Outubro de 1906 disse: “Esta é a mais bela construção que já vi na vida”.

Tenho que admitir que embora não seja o edifício mais bonito que já ví na vida, certamente está entre um dos edifícios governamentais mais opulentes que já visitei. O mesmo chega a rivalizar até mesmo do capitólio em Washington DC. E só pela riqueza de detalhes em sua ornamentação, aliadas a sua história fazem a visita a cidade valer a pena.

 

Com 633 comodos, o Capitólio da Comomwealth da Pennsylvania foi concebido para abrigar o executivo, legislativo e judiciário, foi projetado no estilo renascentista americano pelo arquiteto Joseph Huston (1866-1940) de Philadelphia que idealizou o prédio como um “Palácio da Arte”.

Construído e decorado a um custo de 13 milhões USD naquela época ou 325 milhões de USD nos dias de hoje, o Capitólio da Pennsylvania apresenta pinturas, vitrais e mobiliário de alguns dos melhores artesãos daquela época.

O edifício incorpora diversos estilos renascentistas em alguns de seus principais cômodos. Por exemplo: A câmera dos deputados foi projetada em estilo renacentista italiano, o senado em estilo  francês, e o gabinete do governador em estilo inglês.




O edifício ainda conta com marcas da arquitetura grega, romana e vitoriana em sua fachada, interior e ornamentação. Por todo o edifício, o arquiteto misturou os vários estilos com motivos que caracterizam as realizações da Pennsylvania na indústria, trabalho e história, tornando o Capitólio num verdadeiro templo em homenagem a história deste importante estado americano.

Olhando de fora, o edifício tem cinco andares e tem sua fachada toda feita a base granito, seu telhado é composto por telhas de barro esmaltadas de verde. A peça central do Capitólio é uma espetacular abóboda de quase 85 metros de altura, que pesa aproximadamente 2600 toneladas e que foi inspirada no desenho da cúpula da Basílica de São Pedro de Roma. Tanto que após sua conclusão, o edifício foi a estrutura mais alta entre Philadelphia e Pittsburgh por quase 80 anos.

Adornando a abódoda encontra-se a estátua feminina que representa a Commomwealth da Pennsylvania, criada pelo escultor Roland Hinton Perry, a estátua de bronze foleada a ouro tem quase 6 metros de altura e está no topo do edifício desde 25 de Maio de 1905, tendo sido removida para restauração entre 1997 e 1998.

Falando em restauração, ao longo de seus 106 anos o edifício passou por algumas reformas e foi modernizado ao longo do tempo, porém graças aos esforços de uma comissão encarregada na preservação deste patrimônio, o edifício evolui sem perder os elementos artísticos que fazem desta construção, uma contrução única.

A sede do governo da Pennsylvania continua a inspirar os visitantes com sua riqueza de detalhes, sua arte, sua arquitetura marcante, e sua forte ligação com a visão do fundador da Commonwealth. William Penn, que procurou estabelecer uma terra livre que seria regido por leis justas e tolerantes a todos os credos religiosos.

Harrisburg

Informações Úteis

Tours guiados pelo interior do capitólio da Pennsylvania são oferecidos gratuitamente a cada meia hora  de segunda à sexta-feira das 08:30 às 16:00. Nos finais de semana e feriados os tours são oferecidos as 09:00, 11:00, 13:00 e 15:00. Fechando no Natal e Thanksgiving.

Em dias de sessão é possível acompanhar as votações tanto da câmara de deputados quanto do senado da Pennsylvannia.

Na cidade ainda vale à pena caminhar até as margens do Susquehanna River (o maior rio da costa leste dos EUA). E quem sabe ainda visitar o National Civil War Museum e o State Museum of Pennsylvannia.

As opções gastronômicas na cidade são digamos restritas, principalmente nos finais de semana. Nós almoçamos num restaurante/bar chamado de Firehouse e como o nome sugere, o local era uma antiga estação do corpo de bombeiros e tem uma decoração temática bastante peculiar. A comida é ok, mas não extraordinária.

Uma vez estando em Harrisburg, não custa nada dar um pulo em Hershey, a capital americana do chocolate que está localizada a cerca de 25 km dali. Já Lancaster e a Região dos Amish a pouco mais de 60 km.

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter.

Sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

 

Comente Aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.