Dicas de Viagem

Escalando a Sydney Harbour Bridge na Austrália

20

Visível à partir de diversos pontos às margens da baía de Sydney, a Sydney Harbour Bridge é ao lado da Sydney Opera House um dos landmarks mais famosos da Austrália. Invariavelmente presente nos álbuns de fotos da grande maioria dos turistas que visitam a cidade de Sydney, o que pouca gente se dá conta é que justamente do alto da ponte de Sydney e que temos uma das mais bonitas e privilegiadas vistas da cidade.

Escalando a Sydney Harbour Bridge na Austrália

E foi justamente pensando no visual que se tem do alto da ponte, que em minha primeira visita à Sydney, inclui uma escalada até o ponto mais alto da mais famosa ponte da Austrália em meu roteiro.

Sydney Harbour Bridge

Inaugurada em 10 de Março de 1932 com uma altura de 134 metros e 1149 metros de extensão, você provavelmente deve estar pensando: Nossa você enlouqueceu né? Escalar uma ponte desse tamanho só para apreciar a vista da cidade é coisa de maluco.. E cá entre nós, não era mais fácil simplesmente subir de elevador na torre de TV então?!

Oscar Risch na Austrália

Pode ser que sim.. Mas o fato é que além da visual fantástico da cidade de Sydney que se tem lá de cima, o componente da adrenalina e da satisfação pessoal de um dia poder dizer que eu já escalei a maior arco metálico do hemisfério sul falaram mais alto.

Ponte mais famosa da Austrália a Sydney Harbour Bridge

Apesar de parecer loucura para alguns, acho que até posso me considerar normal. Afinal de contas, eu e outros quase 4 milhões de pessoas já fizeram este mesmo passeio. Na verdade, desde que a escalada na ponte foi aberta comercialmente em 1998, o Bridge Climb de Sydney é uma das mais cobiçadas atrações turísticas da cidade.

Sydney Harbour Bridge Climb

Embora seja um programa nada barato (ainda mais do jeito que o Real anda desvalorizado) e você não poder levar sua própria câmera para tirar suas próprias fotos (única coisa que não curti do passeio) tenho que dizer que escalar a ponte de Sydney foi uma experiência absolutamente fantástica e totalmente única. Tanto que voltei a repetir em minha última visita à cidade. Desta vez, durante o pôr do sol.

Por do Sol em Sydney

Para subir no topo do arco metálico da Sydney Harbour Bridge, você precisa comprar o passeio com a BridgeClimb Sydney. Ela é a única empresa que oferece este passeio em Sydney. Ao todo são 3 diferentes opções de tours para escalar a ponte, todos oferecidos em diferentes horários do dia propiciando diferentes condições de iluminação (amanhecer, durante o dia, entardecer e noite).  

Anoitecer escalando a Sydney Harbour Bridge

Opções de passeios / escalada na Sydney Harbour Bridge

The Bridge Climb

Tour tradicional com aproximadamente 3 horas e meia de duração em grupos de no máximo 14 pessoas escalando 1332 degraus pelo arco exterior até o topo da ponte.

Rota da escalada do the Bridge Climb

Video promocional

The Express Climb

Versão expressa do Bridge Climb feita pelo interior do arco em 2 horas e 15 minutos.

Rota da escalada do the Express Climb

Video promocional

The Bridge Climb Sampler

Como o nome diz: Uma amostrinha da experiência: Tour reduzido de apenas 1 hora meia de duração em grupos de no máximo 12 pessoas escalando 556 degraus em meio aos arcos da estrutura da ponte. Apenas tendo uma amostra e não indo ao topo do arco metálico da ponte.

Rota da escalada do the Bridge Climb Sampler

Video promocional

Para escaladas em datas e eventos especiais consulte este link

Para minha primeira vez escalando a ponte, reservei a minha escalada no The Bridge Climb para as 10:45 da manhã para o dia do meu vôo de volta para Auckland. Neste dia, saí bem cedinho do Blue Mountains e depois de cerca de 3 horas de carro (e muito trânsito) chegava ao escritório da empresa onde os participantes da escalada recebem as orientações e realizamos preparativos para a escalada.

Escalando a Sydney Harbour Bridge

Falando em carro, vale lembrar que alugar carro para visitar Sydney é uma verdadeira dor de cabeça.  A não ser que você queira explorar lugares fora da cidade (Blue Mountains, Hunter Valley e afins) não recomendo em hipótese alguma você fazer isso. Estacionar o carro em Sydney é tão ou mais caro que em Manhattan. Na região do Darling Harbour e Circular Quay onde ficamos hospedados, levamos um susto com o preço que fomos obrigados a pagar por uma única noite do carro no estacionamento.

Escalando a Sydney Harbour Bridge

No final das contas, não deveriamos ter pego o carro na véspera da viagem ao Blue Mountains como fizemos na primeira visita à Sydney e sim no dia da viagem para lá bem cedinho. Naquela noite acabamos deixando no estacionamento do Hotel, onde além de poder entrar e sair quantas vezes quiséssemos, por incrível que pareça era mais barato que nos estacionamentos comuns da região em que estávamos hospedados. Mas a brincadeira de estacionar em Sydney (overnight) não sai por menos de (50-90 AUD), o que é praticamente o valor de uma diária do aluguel do carro.

Visual do alto Harbour Bridge

Até me preparei psicologicamente para pagar outra pequena fortuna de estacionamento por algumas horas no dia da escalada quando voltei da Blue Mountains para fazer a escalada e antes de ir para o Aeroporto devolver o carro e embarcar para a Nova Zelândia. Mas felizmente na rua do The BridgeClimb é possível se estacionar na rua por um período máximo de até 4 horas (geralmente o normal é até no máximo 2 horas). Ainda assim não foi muito barato, mas economizei um bom $$ que acabei gastando em alguns souvenirs da escalada. O importante é que no final deu tudo certo. E pela manhã haviam diversas vagas na rua .. Ufa

Escalando a Sydney Harbour Bridge (30)

O pessoal do Sydney BridgeClimb recomenda aos participantes da escalada chegar com cerca de 15 minutos antes do horário marcado do seu tour para preencher os formulários, efetuar pagamento e afins. Como cheguei com quase 1 hora e meia de antecedência, usei as moedas que tinha no carro, e aproveitei para tomar um café da manhã na região do The Rocks. Por sinal para quem faz a escalada da ponte pela manhã, comer alguma coisa antes de subir é obrigatório.

Escalando a Sydney Harbour Bridge

Já devidamente alimentado e com algumas dezenas de novas fotos do the Rocks, da ponte e da Opera House, paguei os 17,60 AUD do parquímetro para as outras 4 horas necessárias para o passeio (desta vez com cartão de crédito pois além de não ter tantas moedas assim, a máquina não aceitava mais que 10 moedas) e depois de trocar o ticket do estacionamento no painel do carro, lá fui eu iniciar esta aventura.

The Rocks em Sydney

Preparativos para a escalada na Sydney Harbour Bridge




Depois de preencher os formulários, onde é perguntado diversas informações desde um contato em caso de emergência, passando por dados relativos as condições físicas, de saúde e afins. Somos conduzidos a uma pequena sala onde conhecemos os outros integrantes do grupo e nos apresentamos uns os outros. E é com este grupo de até outras 13 pessoas que você vai permanecer pelas próximas 3 horas e meia.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (12)

Aí é feito um rápido teste do bafômetro (primeira vez na vida no meu caso) e se você tiver menos de 5 decilitros de álcool no sangue digo no bafo, você está liberado para a escalada. Por incrível que pareça, segundo a pessoa que realizou o teste, quase todo dia tem gente que é impedida de fazer a escalada por este motivo. Principalmente nos tours do final do dia. Como era relativamente cedo, todo mundo passou no teste.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (5)

Dalí então o grupo é conduzido a um outro ambiente onde recebemos os macacões da escalada. E é por alí que ficam também os lockers onde você deve deixar celular, carteira, máquina fotográfica e qualquer outro objeto solto que possa vir a cair durante a escalada.  E antes de seguirmos adiante, no processo de preparação para a escalada, todo mundo é obrigado a passar por um detector de metais para verificar que você não está levando nenhum item proibido.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (3)

Passado o scanner, recebemos os últimos apetrechos para a escalada incluindo o rádio, boné, fleece para o frio e afins. Aí todo mundo faz um rápido treinamento de como escalar a ponte (os lances de escadas) e lidar com o o safe line que prende você à ponte durante todo o passeio e voi-lá estamos prontos para escalada. Ao todo neste processo de preparação gastamos pelo menos uns 30 minutos.

Escalando a Sydney Harbour Bridge

A escalada na Sydney Harbour Bridge

A partir dalí é só alegria (que para ser completa precisaria ter sido registrada por mim mesmo com a minha máquina fotográfica ou mesmo a GoPro).  Ao todo tempo você fica preso ao safeline da ponte através de uma espécie de mosquetão que mais parece um molinete de pesca.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (2)

Ao longo da escalada o “Climb Leader” vai contando diversas curiosidades sobre a ponte e sobre a cidade através do sistema de rádio. Como venta bastante lá em cima as vezes entender o sotaque Aussie com o ruído do vento não é muito fácil.. Mas ainda assim aprendi várias coisas interessantes. Principalmente no que se refere aos detalhes da época de construção deste gigante de aço.

Escalando a Sydney Harbour Bridge

E para deixar o passeio ainda mais inesquecível, o dia da primeira escalada foi o melhor dia de nossa visita à Sydney. Céu Azul de brigadeiro sem praticamente uma única nuvem pra contar história. Infelizmente o passeio passou voando e quando percebi já estávamos de volta à base.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (4)

Voltando à base você pode comprar as fotos que são tiradas ao longo do passeio. O preço é nada convidativo. Mas é o tipo de coisa que não tem como não comprar para registrar o momento. Na verdade isso talvez explique um pouco o porque objetos soltos são terminantemente proibidos durante o passeio.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (10)

E apesar de não me considerar um acrófobo crônico, para algumas pessoas a escalada ao topo da ponte de Sydney pode ser um teste de superação pessoal. Afinal de contas, lá de cima a altura pode até assustar um pouco.  Mas a adrenalina de estar on the top of the world (bridge) é absolutamente sensacional.

Escalando a Sydney Harbour Bridge (13)

Informações úteis:

A escalada ao topo da Harbour Bridge de Sydney está aberta ao público 363 dias por ano (fechando apenas nos dias 31/12 e 01/01 devido a instalação das baterias de fogos do Revellion de Sydney).

Os participantes devem ter no mínimo 10 anos de idade. Sendo que participantes entre 10 e 15 anos precisam necessariamente estar acompanhados por um responsável.

Grávidas de até 24 semanas podem escalar a ponte desde que liberadas pelo seu médico e com um formulário assinado por ele disponível no site da empresa.

No valor da escalada também está incluso o ticket para subir no South – East Pylon Lookout. Um mirante no alto de um dos 4 pilares que sustentam a ponte de onde você pode tirar fotos ótimas da cidade e por conta própria (uma espécie de prêmio de consolação já que não se pode tirar fotos no alto da ponte).

Para maiores informações acesse o site do BridgeClimb Sydney

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI:

Oscar Risch escalou a Harbour Bridge em Sydney como cortesia da BridgeClimb Sydney . E como parte de nossa política de relacionamento com os leitores, todas as opiniões e impressões refletem a experiência do autor.

As fotos sem marca d´água da Viajoteca foram gentilmente cedidas pela empresa para ilustrar este post


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


Comente Aqui

20 Comentários
  1. Alessandro A. Diz

    Show esse passeio!!! Definitivamente tenho que ir a Austrália!!! 🙂

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Alessandro A.

      O Passeio foi super legal.. Só alerto para o fato de a Australia estar absurdamente cara para viajar.. O dólar australiano além de supervalorizado e o país vem sofrendo com o que os economistas chamam de Dutch Disease.. Achei tudo bastante caro.. Mas ainda sim digamos que vale muito a pena se você puder cacifar

      Abraço

  2. Mirella (@mikix10) Diz

    Nunca tive vontade de fazer esse passeio, acredita? Acho que é meu lado “mão de vaca” falando mais alto ehehehe… Mas se fizesse, com certeza optaria pelo por-do-sol, mas tem que reservar com antecedência, pois sempre acaba rapidinho, né?
    Bjão e parabens pelo post!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Mirella

      Pois é eu na verdade queria ter feito o passeio no final da tarde já na primeira vez, mas como o Mau não queria subir (até pq é caro) deixei para fazer quando voltasse do blue mountains (fui sozinho) como meu vôo saia no meio da tarde a unica opção foi fazer o passeio durante o dia.. Mesmo assim valeu muito à pena viu… um motivo para voltar sempre para Sydney viu

      Bjs

  3. Bruna Diz

    Olá!!!

    Nem imaginava que era possivel fazer esse tipo de passeio! Adorei (apesar de nao poder bater suas proprias fotos e pagar uma pequena fortuna). Mas pelas fotos postadas, valeu muito a pena hein!! ! 🙂

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Bruna

      O Passeio é o máximo e foi um dos pioneiros do tipo no mundo.. A questão das fotos realmente é chata e a questão da segurança um pouco de conversa fiada.. Mas pela experiência valeu muito..

  4. Mário Viana Diz

    Oi Oscar,
    Vou passar o reveillon em Sydney e estou em dúvida se vale a pena esticar até as Blue Mountains. Só tenho 5 dias pois é só uma etapa de uma RTW. Você acha que vale a pena? E desculpa abusar da tua boa vontade, mas você teria alguma dica de lugar, restaurante, ou outro programa para sugerir? Ah! Com este teu post estou quase decidido fazer esta escalada. Dá muito medo?
    Abraços,
    Mário

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Mário

      Acho que 5 dias em Sydney você consegue sim dar uma escapada fácil até Blue Mountains.. Eu curti mas é o tipo de passeio que você precisa curtir caminhada e entrar no mato.. Em Sydney recomendo visitar o nosso restaurante chinês predileto no Mundo o Din Tai Fung. A Churrascaria Brasileira em Darling Harbour também é excelente!!
      Eu achei a escalada super tranquila.. Honestamente esperava até um pouco mais de adrenalina..

      Abraço

  5. Carla Diz

    oiii…estou pensando em ir em março p AUSTRALIA,porem nao falo ingles,,,,vc acha arriscado?

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Carla

      Arriscado digamos que não é.. Tente se programar com antecedência lendo blogs e guias de viagens para saber mais ou menos o que esperar. Outro ponto importante é ter um pequeno guia de conversação para qquer eventualidade (hoje um celular com Internet resolve) e deixar tempo extra para explorar o destino e espere para fazer mímica e pagar um miicos que no futuro serão ótimas lembranças.. Já visitamos alguns paises que não sabiamos falar uma palavra
      Boa Viagem

  6. Mari Vidigal Diz

    Que delícia de post e que gostoso relembrar esta subida! Super obrigada por mencionar o Ideias na mala.
    Mirella: Trate de botar esse passeio na sua lista da próxima visita a Austrália, vale muito a pena!
    Beijos

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      😀

      Um dos passeios mais legais para se fazer em Sydney né?
      Bjs

      1. Mari Vidigal Diz

        TOTAL!!! A vista é de doer de tão linda!

  7. […] queira ler sobre como é feita essa escalada, dê uma olhada no texto do Viajoteca! O Oscar já subiu a ponte duas […]

  8. Isabel Diz

    Primeiramente, parabéns pelo blog! Tem me ajudado muito!! Vou para Australia e Nova Zelandia em dezembro e queria saber, especificamente sobre a Harbor Bridge, se você achou que valeu a pena fazer o passeio no horário do twilight… Vi no site que esse horário é mais caro…. (268 dólares do horário do dia contra 333 dólares do horário do twilight). Posso também reservar no último horário do dia, que acabará entrando no twilight (o último horário do dia é 5:05 e o primeiro do twilight é 5:35). Por fim, tenho a possibilidade de fazer o passeio no dawn, que começa às 3:55 da madrugada e é ainda um pouco mais caro (353 dólares). Você acha que compensa o esforço ?? Afinal acordar de madrugada em férias tem que valer muito a pena… rs! Sem contar a facada que é o preço deste passeio!!!!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Isabel

      Assim, não posso garantir porque cada nascer e por do sol é diferente.. Mas dando sorte estar no alto da ponte com uma luz bonita é totalmente diferente.. A escolha tem que ser sua, qualquer horário do dias, subir a ponte de Sydney é uma experiência inesquecível.

      Abraço

  9. Renata Diz

    Oi, boa noite! Quero dar esse passeio de presente, mas não tenho dinheiro para o mais caro. Vc acha que o express ou o sampler valem a pena ou melhor procurar outro passeio? Como é um presente, trata-se de pergunta meio urgente! Desde já agradeco!

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Renata.. Olha acho que valer até vale. Porém o legal e subir justamente até o ponto mais alto da ponte.. A vista no express e no Sampler não serão talvez as mais bonitas, mas a aventura e a experiência não deve ser tanto diferente assim 😀

      Abraço

  10. […] Escalando a Sydney Harbour Bridge na Austrália […]

  11. Antônio Diz

    Boa tarde, Oscar,
    Estarei indo para a Austrália no próximo final de semana. Excursão com guia falando espanhol.
    Não falo inglês (entendo muito pouco), mas gostaria de fazer esse passeio, pois terei um dia e meio livre.
    Mesmo não falando o idioma dá para fazer?
    Do hotel (próximo a Darling Harbour) para o guichê do check-in do passeio dá para ir a pé?
    É possível arriscar um lugar na hora ou é imprescindível reservar pelo site?
    Grato.
    Antônio