Dicas para alugar carro no exterior

20

Quando a gente vai viajar umas das dúvidas que fica batendo na cabeça é: “Será que vale a pena alugar um carro no exterior?“. Nos países Europeus a opção de viajar de trem sempre vem de encontro ao aluguel ou leasing de um carro. Nos Estados Unidos e Canadá, quase não há dúvida que o carro na maioria das vezes é a melhor opção.

 

Para aqueles que resolverem dirigir na próxima viagem, vamos deixar aqui algumas dicas para alugar carro no exterior. E desta maneira ajudar a evitar surpresas antes, durante e depois de pegar o carro!

 

Para fazer uma cotação bem legal de aluguel de carro, nós recomendamos a RentCars, pagamento em Real e sem IOF!!!

Dicas para alugar carro no exterior

1 – Quem pode alugar carro no exterior?

Qualquer pessoa com carta de habilitação (CNH) e que tenha a idade mínima (ou máxima) permitida pode alugar carro no exterior. As regras e exigências variam pra cada país e as vezes pra cada locadora.

Motoristas com idade inferior a 25 anos estão sujeitos ao pagamento de uma taxa adicional para “condutor jovem” (“under age”), que permite ao viajante locar mesmo abaixo da idade mínima exigida. Para algumas categorias superiores e de luxo, as locadoras podem exigir uma idade superior.

Na Europa, motoristas acima de 70 anos pode ter problemas ao dirigir na Republica Tcheca, Grã Bretanha, Irlanda do Norte, Polônia, Eslovaquia e Turquia. E acima de 80 anos na Dinamarca.

Vale lembrar também que alguns países não permitem que motoristas dirijam por mais de 3 meses com a habilitação internacional.  Exemplo: o Canadá permite que você dirija por um período de no máximo 3 meses com sua habilitação brasileira, mas até isso pode varia de província para província.

 

 

2 – Qual a habilitação necessária?

O primeiro ponto é ter a carteira de habilitação (brasileira ou de qualquer outro país que você resida) válida e de acordo com o veículo que deseja locar (carro e/ou moto, por exemplo). Nossa recomendação é que você obtenha também uma carteira de habilitação internacional (PDI) sempre que for alugar um carro no exterior. A maioria dos países não vão exigi-la, mas melhor prevenir que remediar, concorda?

PS – update: para deixar bem claro e para você não ter que passar pela situação do nosso leitor Andre. A carteira de habilitação internacional (PDI) NÃO exclui a necessidade de você ter em mãos a carteira de habilitação brasileira (CNH), ok? É preciso sempre apresentar as duas… 

Mais detalhes para alguns lugares do mundo:

  • Mercosul: o viajante deve ter a carteira nacional de habilitação (CNH) permanente e dentro do prazo de validade. Se for viajar entre os países do Mercosul, é preciso ter a Carta Verde – um documento que habilita o trânsito entre Argentina, Brasil, Chile, Uruguai e Venezuela – você consegue a carta verde junto a sua empresa de seguro.
  • Europa: é recomendável que se tenha a permissão internacional para dirigir (PID), a CNH e o passaporte.
  • EUA: o único estado que pode solicitar a carteira internacional é o estado da Georgia, o restante você pode viajar somente com a CNH.
Aluguel de carro no exterior
Curtindo a paisagem da Nova Zelândia!!!

 

 

3 – Como consigo uma habilitação internacional (PDI)?

Este documento é muito simples de se obter. Com a sua carteira de habilitação nacional, basta solicitar ao Detran de seu estado a emissão da carteira internacional mediante o pagamento de uma taxa. Alguns estados oferecem a opção de pedido online.

O preço varia absurdamente de estado para estado e a Claudia do Pequeno Viajante explicou os detalhes nesse post aqui.

Só para clarificar, nós já alugamos carro em vários lugares do mundo e nunca nos pediram pela PDI! Então, apesar de sempre recomendar, a gente nunca precisou usar ela ao alugar carro no exterior… #VaiEntender!

 

 

4 – Preciso de um cartão de crédito internacional?

Sim, pois será usado na caução de garantia ao alugar carro no exterior. As locadoras bloqueiam um valor caução no cartão de crédito da pessoa responsável pela reserva. Mas calma! O valor será liberado após a devolução do carro. (Atenção aqui! Saiba que este valor compromete o seu limite do cartão pelo tempo que o valor estará bloqueado. Esteja preparado para isto e tenha um limite que abranja a quantia).

Saiba que o cartão é usado inclusive para o pagamento de taxas não inclusas em compras com vouchers pré-pagos, como combustível, proteções opcionais, serviços especiais e possíveis taxas adicionais.

Além disso, o cartão deve estar dentro do prazo de validade, em nome do locatário, vinculado a uma instituição bancária e com limite de crédito disponível para a caução. Cartões em nome de outras pessoas ou sem autorização para transações internacionais impedem a locação. Geralmente as locadoras exigem que o cartão de crédito esteja no nome do motorista responsável.

O pagamento final pode ser feito com dinheiro, mas a locação em si é necessário que seja feita com o cartão. Aproveite e verifique se seu cartão oferece algum tipo de seguro para aluguel de carro no exterior para você economizar essa quantia (mais detalhes sobre os tipos de seguro abaixo).

Recomendamos o aluguel do carro com a empresa RentCars:

Todas as informações em português e não paga IOF!

 

5 – Posso devolver o carro em um lugar diferente do que retirei? Posso circular com ele livremente?

Na maioria dos casos isso é possível, mas vale consultar no momento da locação se essa possibilidade implicará no pagamento de uma taxa adicional, mais conhecida como “taxa de retorno”.

Caso você for viajar entre estados, províncias e países ao alugar carro no exterior é importante verificar se você tem permissão para isso. Ou mesmo se existe alguma sobretaxa para o mesmo. Um bom exemplo são carros alugados na Europa, que muitas vezes não tem permissão de circular em países vizinhos.

Várias locadoras na Alemanha não permitem que seus carros circulem na República Tcheca, por exemplo. Isto acontece porque a taxa de roubos neste país é alta. E caso você decida ir com o carro para lá e aconteça algo, o seguro do carro não cobre o roubo. Adivinha quem arca com o amargo prejuízo? Sim, você! Então, atenção redobrada na hora do planejamento, já que existem outros países nesta mesma situação!




 

 

6 – É melhor alugar com quilometragem livre ou restrita?

Nossa sugestão é sempre para quilometragem livre ao alugar carro no exterior. Até mesmo porque se for restrita e exceder a quantidade de quilômetros rodados permitidos pela tarifa, o valor da taxa para quilômetros adicionais não é baixo.

alugar carro no exterior
Dirigindo em St Croix no Caribe (direção do lado americano, mas leis de trânsito britânico! )

 

 

7 – Qual seguro devo comprar?

Nossa recomendação é que você opte pela cobertura mais completa possível. Desta maneira pode-se evitar que o viajante tenha problemas em casos de danos ao veículo e outras ocorrências durante a locação.

Mas vale lembrar que comprar todos os seguros pode resultar em um valor final muitas vezes maior que o dobro do preço do aluguel em si. Geralmente os seguros disponíveis são:

  • Cobertura de Perdas e Danos – Loss-damage waiver (LDW) / collision damage waiver (CDW)
    • libera o cliente de qualquer responsabilidade por perdas e danos independentemente da culpa, desde que a condução tenha sido feito de acordo com os Termos e Condições do aluguel. Exemplo: dirigir fora do de estradas demarcadas.
    • Esses são os seguros que geralmente estão cobertos por seu cartão de crédito, no México você vai ser praticamente obrigada a comprar esse seguro, pois eles perdem carta do cartão de crédito assinada e mesmo com ela em mãos, eles não aceitam e inventam uma nova desculpa para você adquirir esse seguro, então fica minha dica.
  • Suplemento de Seguro de Responsabilidade – (LIS) Liability coverage 
    • Oferece cobertura contra terceiros, não cobre nada relacionado a você, aos passageiros do seu carro e familiares – essa proteção geralmente tem limite ($). Exemplo: caso você atropele uma pessoa.
    • Geralmente esse seguro já está incluso em vários países da Europa e Canadá.
    • Esse seguro NÃO é incluso para alugueis de carro nos Estados Unidos e na minha opinião é o seguro mais importante de se adquirir e o mais caro consequentemente.
  • Seguro de Acidentes Pessoais – (PAI) Personal accident insurance
    • Cobre despesas médica, morte e invalidez do cliente e respectivos passageiros.
  • Cobertura para Objectos Pessoais – (PEC) Personal effects coverage
    • Cobre o que tem dentro do seu carro. Nos EUA e Canadá esse seguro geralmente é combinado com o PAI.

 

 

8 – Devolver o carro com o tanque cheio ou vazio?

Geralmente você aluga o carro com tanque cheio e deve devolver da mesma maneira. Alguns dos pacotes oferecidos pelas empresas para alugar carro no exterior já incluem o serviço de tanque de combustível. Isto permite a devolução do carro com tanque vazio. Se este serviço não fizer parte do seu pacote ou não for contratado diretamente no balcão, o veículo deverá ser abastecido. Caso contrário, a locadora cobrará a diferença no seu cartão. E, infelizmente, com um valor maior do que você pagaria reabastecendo o veículo pessoalmente em um posto de combustível.

alugar carro no exterior
Ganhamos upgrade e pegamos um mustang conversível pra passear em Ottawa, no Canadá!

 

 

9 – Faça a vistoria antes e após a retirada

É fundamental que você faça ou acompanhe a vistoria dentro e fora do veículo antes de retirá-lo da locadora. Caso veja alguma irregularidade que não esteja demarcada no contrato do aluguel, avise imediatamente a pessoa que está te atendendo. É importante acompanhar a vistoria feita no veículo na retirada e na devolução, para prevenir cobranças extras.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é imprescindível nas viagens. Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Agende suas excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!


20 Comentários
  1. André Diz

    Olá Mirella!
    Parabéns pelo Blog!
    Uma pequena contribuição:
    No início do mês, estava em Munique, com reserva de carro feita (e já paga) pela Avis.
    Quando fui pegar o carro na agência da AVIS que fica na Estação de Trens, o atendente simplesmente NÃO aceitou minha Carteira Internacional (não levei a CNH).
    Ele me disse que que a Internacional só vale se estiver junto à carteira nacional (por mais bizarro que isto possa parecer…) – mas que com a nossa CNH (sem a Internacional) ele entregaria o carro
    Moral da história: tive que ir pra Füssen de trem (já estava atrasado para visitar o Castelo) e, no dia seguinte, alugar o carro na Hertz de lá (em Füssen, a Hertz aceitou, sem problemas, a Carteira Internacional).
    Posto isso aqui pois estas divergências de informações podem trazer um grande problema para os viajantes.
    Minha sugestão: façam a Carteira Internacional mas, por segurança, levem também a CNH.
    Abraços,

    André

    1. Mirella Matthiesen Diz

      OI André,
      Muito obrigada por dividir sua experiência com a gente, vou enfatizar essa dica no blog, pois é realmente essencial viajar com os dois documentos, do contrário pode dar problema, como aconteceu com você.
      Grande abraço.

  2. Christina Diz

    Mirella, aconteceu o mesmo com meu primo. Ele só levou a carteira internacional e não conseguiu pegar o carro reservado no aeroporto de Veneza. A sorte é que eu cheguei 2 dias depois e aluguei o carro. Enquanto isso a carteira de motorista foi enviada a ele, via Sedex, e só então ele pode se colocar como segundo motorista e dividir comigo a função. Então o melhor mesmo é levar a carteira de habilitação.
    Outra coisa é ter cuidado com as regras e placas de trânsito, principalmente na Itália (uma fábrica de multas!). Como não estamos habituados a elas é muito fácil tomar uma multa, principalmente em cidades históricas com restrição de vias. Esse meu primo tomou uma em Padova ao passar por uma ponte onde o carro não tinha autorização para trafegar. Mas juro, nem desconfio onde estava a tal sinalização, é algo desconhecido para nós, ninguém viu. A cobrança veio para mim, já que o aluguel do carro estava no meu nome, saiu cara a distração… e em euro!

    1. Mirella Matthiesen Diz

      OI Christina,
      Com certeza, por isso até coloquei no post que o primeiro ponto é ter uma habilitação válida, não rola ir somente com a PDI.
      E esse negócio de multas é mesmo uma chatice quando a gente dirige internacionalmente, pois muitas vezes não sabemos das nuances de cada país!
      Eu estarei indo para Europa em Setembro e alugarei um carro, vou ficar muito esperta com isso para não ter muito prejuízo 🙂
      Obrigada por compartilhar sua experiência.
      Abs

  3. Marcela Diz

    Oi Mirela!!

    Esse ano vou alugar um carro em Seattle e devolver em Seattle tb… Mas vou fazer uma road trip pelas montanhas rochosas canadenses, passando por British Columbia e por Alberta. Eu já fui para o Canadá ano passado no mesmo esquema (com carro americano, alugando e devolvendo nos EUA), mas foi a parte leste. Eu me lembro de ter visto em algum lugar alguma coisa sobre trafegar entre essas províncias e que existem restrições. Vc sabe alguma coisa sobre isso? Não encontrei nada oficial…

    Sobre a PID, ela apenas é valida JUNTO COM a CNH! Ela não é válida sozinha, em hipótese nenhuma.. Até porque, uma pessoa pode ter a sua CNH suspensa aqui e não poderia usar só a PID no exterior, né…

    Beijos e obrigada pelo post super informativo!!

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Marcela, Tudo bem?
      Por favor veja direitinho nas entrelinhas do contrato do aluguel se você pode transitar ilimitadamente entre o Canadá e os EUA, e também entre as províncias canadenses… cada locadora tem seus próprios critério. Geralmente a Hertz permite isso sem problemas, mas melhor double check para evitar surpresas.
      Eu nunca aluguei nos Estados Unidos e cruzei para o Canadá, uns amigos já fizeram o contrário e não tiveram problema. Mas veja esses detalhes, just in case 😉
      bjks

      1. Marcela Diz

        Oi Mirela!!
        É, talvez dependa da locadora mesmo… Talvez as menores ou regionais tenham mais restrições. Vou fazer pela Alamo e no site a unica coisa que achei foi:

        Do I have restricted driving areas if I pick up a vehicle in the United States or Canada?

        Rentals originating in the United States:

        · Rentals originating in the United States (US) can be driven throughout the United States (US) and Canada.

        · Vehicles cannot be driven into Mexico.

        Então acho que não tem nenhuma restrição, né?

        Agora é só esperar pra poder voltar pro seu “congelador”, numa epoca não tão congelante assim… hahahah
        Vou em setembro e to sonhando acordada com todos os lagos lindos de lá…
        🙂

        Obrigada Mi!!

        Beijo

        1. Mirella Matthiesen Diz

          Oi Marcela,
          Pelo que eles escreveram realmente não tem problema não … confirma a kilometragem ilimitada e sai pro mundo!
          Essa viagem pelas Rochosas é deslumbrante! Vou ficar suspirando ao ver suas fotos 🙂
          Você viu o post do roteiro da Mariana vapt-vupt? https://www.viajoteca.com/montanhas-rochosas-canadenses/

          Bjão

  4. […] se tiver mais tempo, como eu, alugue um carro e vá conhecer um poquinho de Montenegro, que é linda e encaixa direitinho para o bate e volta, […]

  5. […] DICAS PARA ALUGAR CARRO NO EXTERIO […]

  6. […] o parque pelos 520 kilometros de trilhas que passam por pradarias, lagos, rios e cachoeiras, ou alugar um carro, como a maioria dos visitantes, e percorrer os 48km de paisagens estonteantes da estrada Trail […]

  7. […] Outro ótimo modo para viajar pela Europa é alugar um carro. Você tem a liberdade de ir parando em todas as cidades lindas que você encontrar pelo caminho. A Mirella já escreveu um post ótimo com dicas para alugar o carro no exterior. […]

  8. […] Aqui vão alguns links de sites que me ajudaram a entender a questão dos tipos de seguros e como dirigir na Europa e na Bélgica: Como dirigem – Bélgica, Drive Alive – Belgium, blog Um Bilhete Por Favor, Fora Foco e o blog Viajoteca. […]

  9. […] Carteira de habilitação internacional: não é preciso, basta a carteira de motorista brasileira válida, para poder dirigir no Canadá de 3 a 6 meses, dependendo da província.  Leia: Dicas para alugar o carro no exterior. […]

  10. Ottawa - Mikix Intercâmbio

    […] Carteira de habilitação internacional: não é preciso, basta a carteira de motorista brasileira válida, para poder dirigir no Canadá de 3 a 6 meses, dependendo da província.  Leia: Dicas para alugar o carro no exterior. […]

  11. […] Carteira de habilitação internacional: não é preciso, basta a carteira de motorista brasileira válida, para poder dirigir no Canadá de 3 a 6 meses, dependendo da província.  Leia: Dicas para alugar o carro no exterior. […]

  12. […] Carteira de habilitação internacional: não é preciso, basta a carteira de motorista brasileira válida, para poder dirigir no Canadá de 3 a 6 meses, dependendo da província.  Leia: Dicas para alugar o carro no exterior. […]

  13. […] Carteira de habilitação internacional: não é preciso, basta a carteira de motorista brasileira válida, para poder dirigir no Canadá de 3 a 6 meses, dependendo da província.  Leia: Dicas para alugar o carro no exterior. […]

  14. GABRIEL ALVIM PORTILHO Diz

    Olá, André…
    A minha experiência foi quase igual! Estou no canada em Toronto, li bastante antes de vir e aqui naonesta exigido a internacional ! Logo quando cheguei tive a decepção da dificuldade em alugar o veículo… pois começaram a exigir a internacional ! A única locadora que me aceitou foi AVIS… Graças a Deus ! Ufa … o Conselho que deixo eh… pra viagens no exterior pra qual país que seja… A despesa já é tão grande que vale ja incluir uma carteira internacional que é simples e fácil de tirar… os acordos entre países mudam de uma hora pela outra.

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Gabriel, Tudo bem?
      Que legal que deu tudo certo e obrigada pela dica, é muito válida mesmo.
      Abs

Comente Aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.