Cúpula da Basílica de São Pedro, no Vaticano: vale a pena subir?

0

O Vaticano é visita obrigatória para quem vai a Roma. Um país que fica dentro da capital italiana e que tem uma infinidade de atrações magníficas, sendo que a maior delas é a Basílica de São Pedro, o maior templo católico do mundo. E é de dentro deste monumento incrível que se tem uma das mais lindas vistas de Roma, do alto da Cúpula da Basílica de São Pedro.

Entretanto, como prega a Igreja Católica, depois do sofrimento vem a redenção. E acredito que por este motivo, para ter júbilo da vista incrível, a subida pode ser um calvário! São pelo menos 320 degraus para encarar até chegar no topo. Assim sendo, será que a subida na cúpula da Basílica de São Pedro vale a pena?

E já te adianto, a resposta é sim! Este é um dos melhores lugares para ver Roma do alto. Então força na perna e vem comigo que vou te mostrar que o exercício da semana vale o sacrifício!

Cúpula de são pedro da varanda
Do alto da Cúpula da Basílica de São Pedro

Cúpula da Basílica de São Pedro

 

Além da vista fantástica de 360° de Roma, a Cúpula da Basílica de São Pedro é cheia de superlativos. A começar por quem a projetou, que foi ninguém mais, ninguém menos que Michelangelo. Sem dúvida, uma obra-prima deste grande artista que infelizmente morreu antes de vê-la concluída. Michelangelo começou as obras no final de 1546 e a tocou até 1549, quando faleceu. A obra ficou parada por cerca de 25 anos, até que foi finalmente finalizada em 1593.

Suas medidas são imponentes, já que Il Cupolone, como é conhecida, é a mais alta cúpula cristã do mundo. Fora isto, ela é também a terceira maior, atrás somente do Panteão e a da Catedral de Florença. A cúpula de São Pedro tem 133,30 metros de altura, contando do nível da rua até o topo da cruz. Por exemplo, esta altura equivale a um prédio de 44 andares. Seu diâmetro interno tem 41,50 metros e o externo 58,90 metros, e pesa cerca de 14.000 toneladas.

Com medidas como estas, não é de se espantar que pode ser vista de quase todos os pontos da cidade de Roma e claro, do alto dela pode-se ter vistas incríveis da cidade. Desta forma, é importante saber que é possível subir na cúpula, apesar de requerer um certo esforço físico e de precisar pagar ingresso. A entrada na Basílica de São Pedro é gratuita, mas a subida na cúpula é paga.

basílica de são pedro cúpula
Basílica de São Pedro e sua cúpula

Vai se aventurar e subir escadas?

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

+ DICAS QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE VIAJAR

+ SEGURO VIAGEM: A IMPORTÂNCIA DE TER UM E COMO COMPRAR

Como encontrar a Bilheteria para subir a Cúpula da Basílica de São Pedro

 

Para subir na Cúpula do Vaticano é necessário entrar passar pelos procedimentos de entrada da Basílica de São Pedro. Ou seja, quando você está na Praça de São Pedro você vai ver que existe uma fila para passar no raio-x e assim entrar na Basílica. É necessário pegar esta fila e efetivamente passar pelo controle de raio-x.

basílica de são pedro raio-x
Fila para passar no raio-x e entrar na Basílica de São Pedro

Seguindo o fluxo, após o controle de raio-x, segue-se por um grande corredor, que leva até a escadaria que dá acesso a Basílica. Ali, no começo destas escadas você vai ver placas mostrando 2 filas diferentes: uma para entrada da Basílica e outra para Bilheteria para a Cúpula da Basílica de São Pedro. A fila para bilheteria é a da direita, e a fila para entrar na Basílica é a da esquerda. A bilheteria fica em um corredor bem no canto direito da Basílica.

Cúpula da basílica de são pedro bilheteria
Entrada para bilheteria da Cúpula do Vaticano

Dica!

Se você for bem no começo da manhã, ou no fim do dia, as filas, tanto para passar pelo raio-x como para comprar ingresso que dá acesso à Cúpula da Basílica de São Pedro são mínimas, ou inexistentes!

Em contrapartida, nos horários de pico e na alta temporada as filas podem ser enormes.

Exclusivo!!! >>>> Museus do Vaticano e Capela Sistina de noite e sem multidões

Como é a subida na Cúpula da Basílica de São Pedro

 

Quando você chega na bilheteria vai ter de escolher uma das duas maneiras para subir na cúpula. Isto porque para chegar no topo da cúpula existem 2 maneiras, mas nenhuma delas muito fáceis.

Elevador + Escadas

Numa delas, pega-se um elevador até o topo da catedral, que é o chamado terraço, onde fica a base da cúpula. A visita até ali é acessível para todos e o elevador leva menos de 2 minutos para percorrer este trecho. A partir dali se encara mais 320 graus em escadas estreitas e inclinadas até chegar no topo. Um alerta é que nos meses de alta temporada, como junho e julho, as filas para pegar o elevador podem ser bem grandes. E cada viagem do elevador leva entre 15 e 20 pessoas. O valor para este ingresso é de €10.

Somente Escadas

A outra maneira é subir de escada desde o térreo até o topo, encarando 551 degraus de escadaria. Apesar da dificuldade, a subida pela escadaria não é de todo ruim, já que não é todo dia que se sobe uma escadaria projetada por Bernini! O valor do ingresso pelas escadarias é de €8.

Como é a Escadaria

Quem opta por subir as escadas desde o térreo deve vai encontrar, neste primeiro trecho, uma escadaria larga e bem espaçosa. É uma escadaria em caracol até que bem confortável.

Já o segundo trecho, que são os 320 degraus comum para todos (quem subiu de escada e quem subiu de elevador), e que começa efetivamente subir pela cúpula, já é bem mais estreito e em muitos pontos inclinado.

Nesta parte, a escada é bem estreita, passando um pessoa somente. Com isto, costuma formar uma fila indiana ao longo de toda escada na alta temporada. Isto faz com que desistir da subida seja impossível (você não consegue voltar para trás, pois a descida é feita por outra escada) e parar para tomar fôlego seja complicado. Isto porque, quando um para, para a fila toda que vem atrás, pois não tem como passar pela pessoa e seguir adiante.

Existem alguns poucos vãos com janelas ao longo da escadaria e nestes lugares consegue-se parar para tomar um ar (e bater umas fotos!).

Contra-indicações

– A subida pode ser bem difícil com crianças pequenas e bebês. Não é possível entrar com carrinho de bebê nem na Basílica e nem no elevador de acesso à cúpula. Eles devem ser guardados num guarda-volumes ao lado da escadaria de acesso à Basílica de São Pedro.

– Cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida só podem ir até a base da cúpula, onde se chega com o elevador. A partir dali não é mais acessível.

– Um aspecto interessante a ser abordado para esta subida, é o fato de a escadaria ser estreita e inclinada em alguns pontos. Desta maneira, além de requerer um certo preparo físico, ela deve ser evitada por quem sofre de claustrofobia e por quem é hipertenso.

Audiência Papal >>>> Ingresso e Guia Especializado

Terraço

 

O elevador e a primeira escadaria chegam no terraço, que é um espaço amplo e ao ar livre, no teto da Basílica de São Pedro.

basílica de são pedro terraço
Terraço

A subida do segundo trecho começa aqui e a descida também retorna para este lugar. Então pode-se optar por fazer a visita aqui neste primeiro momento, ou depois, ao retornar do topo da cúpula.

Ali pode-se apreciar a parte externa da Cúpula da Basílica de São Pedro bem de perto e bater várias fotos lindas, principalmente no fim do dia.

Cúpula da basílica de são pedro exterior
Exterior da cúpula

Outra atração do terraço é caminhar até as enormes estátuas que decoram a fachada da Basílica de São Pedro. Elas são protegidas por uma grade e não pode-se chegar na fachada, mas mesmo assim são impressionantes.

Basílica de são pedro estátuas

No terraço tem ainda banheiros, uma bica d’água, uma cafeteria, além de uma loja de lembrancinhas.

Parte interna da Cúpula do Vaticano

 

Para ter acesso a segunda escadaria, aquela que vai levar ao topo, passa-se pela parte interna da Cúpula, aquela que enxergamos de dentro da Basílica quando olhamos para cima. Existe uma pequena galeria que circunda a base da cúpula e pode-se passear por toda ela e ver de perto os lindos mosaicos feitos por Giuseppe Cesari, conhecido como Cavalier d’Arpino, em 1605. O trabalho é incrível, assim como a vista para a Basílica.

Apesar de a visão ser reduzida devido a grade de segurança, ainda assim é de tirar o fôlego a dimensão de toda a estrutura. O quão pequeno tudo está ali embaixo. Além de ainda poder apreciar bem de perto os detalhes da Cúpula do Vaticano.

Cúpula de são pedro
Detalhes da Cúpula da Basílica de São Pedro, no Vaticano

Você consegue viajar sem celular?

Já saia do Brasil com o seu chip de celular para usar em toda Europa e com internet boa! Ganhe o frete grátis toda vez que usar nosso link.

Topo da Cúpula da Basílica de São Pedro

 

Depois de encarar a parte chata da subida, onde escadas começam a ficar cada vez mais estreitas e mais inclinadas, se chega finalmente a redenção! No topo existe uma varanda circundando o topo da cúpula e que é toda protegida por grades de segurança. Aqui, as grades não atrapalham muito a vista, e que é A VISTA!!!

Ali do alto pode-se ver Roma e o Vaticano em praticamente 360º, basta dar uma volta completa na varanda para ter todos os ângulos possíveis.

O espaço não é muito grande e acredito que seja bem apertado na alta temporada, mas ainda assim, todo e qualquer perrengue para chegar ali é recompensado!

Vista da Praça de São Pedro
Vista da Praça de São Pedro

Lá do alto pode-se avistar facilmente a linda Praça São Pedro num ângulo de tirar o fôlego. Outro ponto muito interessante é que só de lá consegue se ver a praça foi projetada em formato de chave. A chave é o símbolo do Vaticano, devido as chaves que Jesus Cristo deu ao Apóstolo Pedro.

Restrito e imperdível! >>>> Jardins Vaticanos, Capela Sistina e Basílica São Pedro

Mas ainda é possível ver os lindos Jardins do Vaticano, que não é aberto ao público e tem visitas limitadas. Este é o lugar de descanso dos pontífices desde 1279, sendo todo decorado chafarizes e estátuas. Outras atrações vistas lá de cima são os Museus do Vaticano, toda Roma, além do Castelo Sant’Angelo, entre outras.

A Descida

 

A descida é feita da mesma forma que a subida. A escadaria de descida da cúpula é diferente da escada da subida, mas tal e qual a primeira, é estreita e em caracol.

Se você optou pelo elevador, ao chegar ao terraço, basta seguir até ele e pegar a fila para descer.

descida escadas
Escadas para descida da cúpula

A saída da tanto do elevador, quanto da escada é dentro da nave da Basílica de São Pedro, próximo ao Museu do Tesouro.

Atenção!

Não é permitido entrar na Basílica de São Pedro com roupas curtas e decotadas. O mesmo vale para a subida na cúpula. Saias e bermudas são aceitos somente na altura do joelho.

Informações Práticas

 

Endereço

Piazza San Pietro, 00120 Città del Vaticano, Vaticano.

http://www.vatican.va/various/basiliche/san_pietro/it/cupola/orari.htm

Quanto custa subir na Cúpula da Basílica de São Pedro

A entrada na Basílica é gratuita, mas a subida na cúpula é paga.

Acesso exclusivo por escadas (551 degraus): €8

Elevador + escadas (320 degraus): €10

bilhete

Dá para comprar os ingressos da Cúpula com antecedência?

Infelizmente não é possível. A única forma de visitar a cúpula é comprar o ingresso na hora.

Importante saber que o pagamento é feito somente com dinheiro. Não é aceito nenhum tipo de cartão de crédito ou de débito.

Também nenhum tipo de passe é valido aqui, como Roma Pass, por exemplo.

Horários de funcionamento

Entre outubro e março: das 08h às 17h.

Entre abril e setembro: das 08h às 18h.

Hospedagem em Roma

 

Eu já me hospedei em diferente regiões de Roma, e nesta última viagem optei pelo apartamento Anastasio Vatican e gostei muito. Perto de 2 estações de metrô, vários mercados e restaurantes, ele ficava nos fundos do Vaticano. Foi muito fácil me deslocar e o apartamento é bem confortável para até 4 adultos.

Outras boas opções nesta região são os hotéis Best Western Plus Hotel Spring House e o Infinity Hotel St. Peter.

Se quiser saber mais sobre a cúpula e a opinião de outros blogueiros, veja aqui:

+ SAIBA COMO SUBIR NA CÚPULA DA BASÍLICA DE SÃO PEDRO, Blog Roma pra Você

Vale a pena comprar antecipadamente:

Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. O Seguro viagem também é exigido em Cuba, Venezuela e Austrália. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 10% na hora de pagar. 

Clique aqui e ganhe 10% de desconto no seu seguro viagem

;

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Real Seguros (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios na Europa com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro na Europa com a RentCars

Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.