Centro Histórico de Macau: Um roteiro para explorar a cidade à pé

Centro Historico de Macau
6

Macau: Um passeio pelo centro histórico de Macau

O centro histórico de Macau é o mais antigo patrimônio arquitetônico de origem européia em solo chinês. Coexistindo entre o moderno e o tradicional, a arquitetura colonial do centro histórico de Macau, assimilou e souber manter vivas as tradições das diferentes culturas que foi exposta ao longo de sua riquíssima história.

Macau, motivos para conhecer Macau

Testemunho vivo do pluralismo cultural, retratado por uma peculiar simbiose de tradições arquitetônicas importadas do oriente e do ocidente. Macau é um testemunho sólido do papel missionário da cidade no extremo oriente, igualmente importante na disseminação das tradições populares da China no mundo ocidental.

Macau

E é justamente por isso e outros motivos que desde 15 de Julho 2005, o centro histórico de Macau passou a ser considerado pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade e é agora um dos 50 Patrimônios Mundiais da Humanidade existentes na China.

Macau centro histórico

Uma das melhores maneiras de conhecer o centro histórico de Macau e vivenciar tudo isso é fazer um passeio à pé por suas charmosas ruas e vielas descobrindo suas jóias arquitetônicas. Porém antes de falarmos um pouco sobre, o que ver e fazer no centro histórico de Macau, acho que vale à pena falarmos um pouquinho mais sobre esse pedacinho de terra no Sul da China.

Um pouco de história e a importância do centro histórico de Macau para o mundo

“O Centro Histórico de Macau” é o produto de mais de 450 anos de intercâmbio cultural entre o mundo ocidental e a civilização chinesa. Este patrimônio arquitetônico, predominantemente de origem européia, levanta-se por entre construções de arquitetura tradicional chinesa no histórico povoado. Evidenciando um peculiar contraste entre dois mundos, o Oriente e o Ocidente.

A transformação de vila de pescadores à importante porto comercial se deu graças ao estabelecimento de Macau como entreposto comercial por navegadores portugueses, em meados do século. XVI. Fato que lançou as bases de quase cinco séculos de contato ininterrupto entre o Ocidente e o Oriente. As origens do desenvolvimento de Macau como porto internacional de comércio fazem de Macau o mais consistente exemplo do intercâmbio cultural entre a Europa e a Ásia.

O que conhecemos hoje como “O Centro Histórico de Macau” coincide com o núcleo da área correspondente ao primeiro povoado ocidental no território, também conhecido como “cidade cristã” no contexto da história de Macau.

A emergência de Macau com a sua dupla função: De porta de entrada para a China e de janela da China da dinastia Ming para o mundo, reflete o relaxamento de certas restrições comerciais, combinado com um grau de abertura que proporcionou um caminho criativo para suprir o sistema tributário da China feudal, marcando um ponto de virada na história tanto da China, como da Europa.

Macau, como primeira porta de acesso do Ocidente à China, foi notável no estabelecimento de uma extensa rede de contatos que progressivamente possibilitaram o enriquecimento de ambas as civilizações. Não apenas em termos financeiros, mas em várias áreas do conhecimento e do desenvolvimento humano, num momento crítico da história.

Durante quase três séculos, até à colonização de Hong Kong pelos ingleses em 1842, a localização estratégica de Macau na foz do Pearl River significava que Macau retinha uma posição estratégica única no South China Sea, assumindo um papel central no contexto de uma complexa rede de comércio marítimo no extremo oriente, que trouxe grande riqueza para a cidade, seu colonizador. Além de um fluxo constante de pessoas ao território.

Por conta desse fluxo, pessoas de várias nacionalidades vieram para Macau, trazendo consigo as suas próprias tradições culturais e profissões. As quais foram permeando o próprio modo de vida da cidade e influenciando, de forma imensurável, os costumes da comunidade local.

Estas influências tonam-se evidentes na introdução de diversificadas tipologias de construção estrangeiras tais como fortalezas e outras estruturas arquitetônicas de estilo ocidental.

Macau herdou também várias outras experiências culturais e influências regionais, desenvolvendo-as em conjunção com a cultura chinesa local e amalgamando-as em uma identidade local. Produzindo a rica diversidade que podemos reconhecer no excepcional patrimônio cultural da cidade.

A exposição de Macau às diversas culturas durante este duradouro encontro entre os mundos oriental e ocidental, beneficiaram muito a cidade, dotando-a de um espólio patrimonial e cultural de extrema riqueza.

Desde o final da dinastia Ming até ao início da dinastia Qing, missionários de diferentes ordens religiosas européias, tais como os jesuítas, os dominicanos, os agostinhos e os franciscanos, entraram na China através de Macau, dedicando-se ao trabalho missionário e trazendo consigo uma certa influência cultural à China.

Estes missionários foram responsáveis pela introdução de conceitos ocidentais de bem-estar social, tendo estabelecido os primeiros hospitais de modelo ocidental na China, orfanatos e várias instituições de caridade. Foram igualmente responsáveis pela introdução da primeira prensa móvel a ser utilizada em solo chinês e pela publicação do primeiro jornal em língua estrangeira.

Sendo Macau o ponto de partida para as missões jesuítas na China e outras regiões da Ásia Oriental, os padres jesuítas que vinham prestar serviço missionário na China, sempre passavam primeiro por Macau onde, no Colégio de São Paulo, aprendiam a língua chinesa e outras disciplinas do saber chinês, incluindo filosofia e religião comparada.

Macau foi, assim ao longo de décadas, a principal base de preparação para a missão jesuíta na China e em outros pontos da Ásia. Tanto que o Colégio de S. Paulo foi o maior seminário do Extremo Oriente naquela época, sendo aclamado também como a primeira universidade de modelo ocidental na região.

Mais tarde, outros contributos dos missionários cristãos em Macau incluem a produção do primeiro dicionário inglês-chinês e a primeira tradução chinesa da Bíblia, por Robert Morrison.

O culto da Deusa A-Má em Macau teve origem em crenças populares de pescadores que viviam ao longo da costa sul da China antes da chegada dos Portugueses. Devido à posição especial de Macau na mediação do intercâmbio cultural entre o Ocidente e o Oriente, o Templo de A-Má assumiu um papel proeminente como a mais antiga referência à devoção da Deusa A-Má no mundo exterior.

Desde o momento em que os portugueses se estabeleceram em Macau e que a cidade desenvolveu numa visível dualidade cultural, que permanece até aos dias de hoje; esta acomodação cultural está vigente na história da cidade, nas suas estruturas administrativas, assim como em características físicas como na arquitetura, jardins e espaços públicos.

Este valioso legado cultural é evidente em formas tanto tangíveis como intangíveis, consubstanciando-se na mistura de estilos arquitetônicos de muitos dos monumentos, na tolerância religiosa, ou mesmo na fusão de tradições culinárias, reflexo de diferentes influências históricas e geográficas.

Acima de tudo, deve realçar-se a extrema riqueza do legado intangível de Macau, entendido não apenas como um produto inerente à própria cidade, mas como um valor que resulta do longo intercâmbio entre a China e o resto do mundo, e, como tal, representa um conceito de significado bastante mais abrangente, assumindo-se como um legado cultural de valor universal.

Enfim, depois dessa pequena longa introdução, que tal conhecermos um pouco mais dos pontos e atrações que em conjunto fizeram Macau ser elevada a condição de patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO?

Neste roteiro à pé pelo centro histórico iremos começar o passeio pelo sul da península de Macau, praticamente à beira mar, e onde a história de Macau e a fusão entre o Oriente e o Ocidente começou a se desenhar.

Templo de A-Má

Considerado o marco zero de Macau, o templo de A-Má está localizado no largo da Barra e é considerado o templo mais antigo de Macau e conta com uma série objetos e artefatos de grande valor histórico.

macau-1

O templo inclui o pavilhão do pórtico, o pavilhão da benevolência, o pavilhão de Guanyin e o Zhengjiao Chanlin (um pavilhão budista).

Quando os primeiros navegadores portugueses chegaram em Macau no século XVI e perguntaram o nome do lugar, lhes foi dito “A-Ma-Gau”, o nome do templo ao invés do que tinham perguntado. Este nome, então foi transcrito em português nos mapas como Macau e passou a denominar não o templo e sim o território que ficaria sob domínio de Portugal até 1999.

Localização: Largo da Barra                       Horário de Funcionamento: 07:00 às 18:00

Quartel dos Mouros

Construído em 1874 pelo arquiteto italiano Cassuto, este edifício foi originalmente utilizado para acomodar um regimento militar de soldados oriundos de Goa na Índia. Atualmente funciona como a sede da capitania dos portos de Macau. O design do edifício apresenta forte influência mourisca.

Quartel dos Mouros em Macau

Localização: Calçada da Barra                  Horário de Funcionamento: 09:00 às 18:00

Casa do Mandarim

Construída antes de 1869, esta foi a residência de Zheng Guagying, uma importante figura literária chinesa. A casa mandarin em Macau foi edificada ao estilo tradicional chinês, exemplificado nas diversas formas de suas portas e janelas, na super estrutura da casa, nos materiais de construção utilizados. No entanto, foram também nela incorporados vários elementos construtivos trazidos pelos europeus, tais como uso de tijolos cinzentos e telhados em estilo indiano, o batente sob às portas e janelas e as venezianas.

Casa Mandarin Centro Histórico de Macau

Localização: Travessa Antônio da Silva

Horário de Funcionamento: 10:00 às 18:00, com última admissão as 17:30.

Fechado às quartas feiras e aberto nos feriados.

Largo do Lilau

Aparentemente Lilau em portugês de Portugal significa “fonte da montanha” e esta pequena mina d’ água foi por muitos anos uma das principais fontes de água potável de Macau. Localizada próxima ao porto interior, o Lilau foi uma das primeiras áreas a serem habitadas pelos colonos portugueses que se estabeleceram em Macau. Existe um ditado popular em Macau que diz: “ Quem bebe água do Lilau, nunca esquece Macau; ou se faz de Macau a nossa casa, ou se regressa a ela novamente.” Os edifícios em volta do largo do Lilau são na maioria casas construídas e decoradas em estilo português.

Largo do Lilau

Igreja de São Lourenço

Embora tenha sido construída originalmente em meados do século XVI e seja uma das três igrejas mais antigas de Macau, a igreja de São Lourenço atual, data de apenas 1846. A área ao redor da igreja é um bairro afluente, explicando assim a grandeza do interior do edifício. O exterior da igreja apresenta um estilo neo-clássico, embora tenha vários elementos com alusões ao estilo barroco português.

igreja São Lourenço em Macau

Localização: Rua de São Lourenço (acesso pela rua da Imprensa Nacional)

Horário de Funcionamento: 10:00 às 17:00

Seminário e Igreja de São José

O seminário de São José foi construído em 1728 e formou muitas figuras importantes no campo missionário em muitas áreas da China e do Sudeste Asiático. A igreja foi construída mais tarde, em 1758 e possui muitas semelhanças à Igreja de São Paulo. Foi construída em estilo barroco e abriga as reliquias do primeiro missionário na Ásia oriental.

Igreja são José em Macau

Localização: Rua do Seminário

Horário de Funcionamento: 10:00 às 17:00, seminário é fechado ao público.

Largo de Santo Agostinho

Embora não seja muito grande, este simpático largo proporciona uma sensação de tranquilidade. Concentra vários edifícios e monumentos tombados pela UNESCO, incluindo a igreja de Santo Agostinho, o teatro Dom Pedro V, o Seminário e Igreja de São José e a biblioteca Sir Robert Ho Tung. O calçamento em estilo português reflete a ambiência de um espaço público tradicional português.

Largo Santo Agostinho Macau.jpg

Igreja de Santo Agostinho.

A igreja de Santo Agostinho foi primeiramente construída em madeira em 1856 por um grupo de padres agostinhos para funcionar como um seminário. A fachada da igreja hoje se divide em dois níveis e é coroada por um pedimento. A entrada principal é flanqueada por duas colunas de granito. As colunas no interior suportam o teto em forma de abódoda e dividem a igreja em três secções de aparência simples e clássica. A igreja atual é resultado de uma reforma ocorrida em 1874.

Igreja centro histórico de Macau

Os locais chamam a Igreja de Santo Agostinho de Long Siu Miu (Templo do dragão de bigodes longos) isso porque no passado, os padres utilizavam folhas de palmeiras para cobrir o teto da igreja para quando chovia. As folhas dessas palmeiras, ao balançar ao vento, assemelhavam-se às barbas de um dragão.

Todos os anos na época da páscoa, acontece á partir dessa igreja, a procissão da paixão de nosso senhor Jesus Cristo. Nessa procissão, os devotos carregam a cruz até a Igreja da Sé no Sábado de aleluia, retornando-o para a Igreja de St. Agostinho no dia seguinte, Domingo de Páscoa.

Localização: Largo de Santo Agostinho no 2

Horário de Funcionamento: 10:00 às 18:00

Teatro Dom Pedro V

Este teatro foi construído pelos portugueses em 1860 em homenagem ao rei Dom Pedro V. Na ocasião foi apenas construído o edifício principal e só em 1873 que foi adcionada a fachada neo-clássica. Trata-se de o primeiro teatro de estilo ocidental na China, e era originalmente utilizado pela comunidade macaense local para cerimônias e eventos importantes. Atualmente é utilizado para apresentações de peças de teatro e concertos musicais.

Teatro em Macau

Localização: Largo de Santo Agostinho

Horário de Funcionamento: 10:00 às 23:00 (jardim) e 10:00 às 18:00 (teatro),

fecha nas terças-feiras, mas abre aos feriados.

Biblioteca Sir Robert Ho Tung

Este edifício foi construído antes de 1894, tendo sido originalmente a residência de Dna. Carolina Cunha. Sir Robert Ho Tung, um abastado homem de negócios de Hong Kong adquiriu o prédio em 1918, ocupando-o como residência de verão. Quando Sir Robert Ho Tung faleceu, em 1955, e , de acordo com seu testamento, o edifício foi oferecido ao Governo de Macau para conversão em biblioteca pública. A biblioteca foi oficialmente inaugurada em 1958 e funciona até os dias de hoje.

Biblioteca de Macau

Localização: Largo de Santo Agostinho no 3

Horário de Funcionamento: 10:00 às 19:00, abrindo 1 hora mais tarde aos domingos.




Edifício do Leal Senado

Atualmente mais conhecido como instituto para os assuntos cívicos e municipais, o edifício do Leal Senado foi originalmente construído em 1784. Este edifício abrigou a primeira câmera municipal de Macau, tendo sofrido muitas alterações desde então. O presente aspecto da fachada do edifício é resultado direto da última grande reforma realizada em 1874. No primeiro andar existe, desde 1929, uma exuberante biblioteca inspirada na biblioteca do Convento Mafra, em Portugal, a qual está provida de inúmeras obras antigas, entre as quais uma coleção de livros publicados entre o século XVII e meados do século XX, em especial obras que documentam o papel desempenhado por Portugal na África e no Extremo Oriente. Hoje o edifício abriga o Institudo para assuntos cívicos e municipais. Em seu interior você encontra belos murais feitos com azulejos portugueses.

Macau

Localização: Avenida de Almeida Ribeiro No. 163

Horário de Funcionamento: 09:00 às 21:00, fechando as segundas feiras, mas abrindo nos feriados.

Largo do Senado

O largo do Senado desde sempre se assumiu como o centro urbano de Macau e é, o local por excelência para eventos públicos e festejos. Os edifícios que circumdam a praça foram construídos nos século XIX e XX, Em 1993 a praça foi totalmente revitalizada e totalmente pavimentada aos moldes das calçadas portuguesas, com uma padronagem em ondas, a fim de destacar as cores vibrantes e coloridas dos edifícios que a circundam.

macau

Templo de Sam Kai Vui Kun (Templo de Kuan Tai)

Este pequeno templo encontra-se próximo da zona do antigo mercado chinês de Macau. Era originalmente um local de encontro de comerciantes e mercadores europeus, muito importante para a comunidade local. Especialmente antes do estabelecimento da câmara de comércio chinês em Macau. Após o declínio do antigo bazar local, o templo ganhou ainda mais importância nessa parte da cidade.

Sam Kai Vui Kun

Localização: Rua Sul do Mercado de São Domingos

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00

Santa Casa de Misericórdia

Fundada pelo primeiro bispo de Macau em 1569, esta instituição foi criada como uma instituição de caridade e foi responsável pela fundação do primeiro hospital em estilo ocidental na China. Além do hospital, a Santa Casa de Misericórdia de Macau também administrava um orfanato. O edifício principal foi construído em meados do século XVIII, mas a estrutura neo-clássica que visualizamos nos dias de hoje foi construída em 1905. No interior do edifício da Santa Casa de Misericórdia encontramos um museu, que entre suas relíquias encontramos objetos relacionados ao trabalho missionário e expansionismo do catolicismo no oriente.

santa-casa-misericordia-macau

Localização: Largo do Senado

Horário de Funcionamento: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:30 fechando às segundas feiras e feriados.

Igreja e Largo da Sé

Dedicada à Virgem Maria, esta igreja católica de Macau foi construída em 1622 e é hoje uma das igrejas mais importantes da cidade. Sua fachada relativamente simples, é decorada apenas com janelas ornadas com vitrais. Sob o altar estão sepultadas as exéquias de bispos dos séculos XVI e XVII. Antes da devolução de Macau à soberania chinesa, os governadores de Macau vinham tradicionalmente até à Catedral da Sé e colocavam os seus respectivos cetros, próximos da imagem da Virgem Maria. O largo da Sé por sua vez abriga também vários outros edifícios de grande valor histórico, muitos dos quais tombados pelo patrimônio artístico/cultural de Macau.

Macau

Localização: Largo da Sé No. 1

Horário de Funcionamento: 09:00 às 17:30

Casa de Lou Kau

Construída em 1889, esta casa foi a residência da família de Lou Kau, um importante comerciante chinês de Macau. É um edifício de dois andares, apresentando características típicas do estilo tradicional chinês xiguan do final da dinastia Qing. Seu interior apresenta uma mistura de estilos orientais e ocidentais, tendo sido concebido de acordo com o fēng shuí. Por exemplo, existe um biombo logo na entrada da casa que se acredita criar uma barreira mantendo uma atmosfera harmoniosa no interior da casa. Em seu interior encontramos ainda esculturas em terracota, janelas em estilo manchú e venezianas portuguesas.

Casa de Lou Kau

Localização: Travessa da Sé, No. 7

Horário de Funcionamento: 10:00 às 18:00, ultima admissão as 17:30.

Fechado as segundas feiras, mas abrindo nos feriados.

Igreja e Largo de São Domingos

Originalmente construída em madeira por padres dominicanos em 1587, esta foi a primeira Igreja a ser construída na China. O design da igreja é suntuoso, seu seu altar barroco particualmente explendoroso. Um pequeno museu situado na torre da igreja exibe uma pequena coleção de artefatos sacros.

Macau Igrejas

Entre os objetos de valor desta igreja temos a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Todos os anos no dia 13 de Maio acontece em Macau uma procissão com centenas de mulheres vestidas de branco que carregam a imagem de Nossa Senhora de Fátima da Igreja de São Domingos à Capela de Nossa Senhora da Penha.

Localização: Largo de São Domingos

Horário de Funcionamento: 10:00 às 18:00

 

Ruínas da Igreja de São Paulo e o Largo da Companhia de Jesus

As Ruínas da Igreja de São Paulo são um dos landmarks mais famosos de Macau ao redor do mundo e são os remanescentes intactos da Igreja da Madre de Deus, que foi construída pelos padres jesuítas entre 1602 e 1640. A Igreja fazia parte do colégio de São Paulo, que por sua vez, foi a primeira universidade de modelo ocidental no Extremo Oriente.

Macau Patrimonio humanidade

No incêndio ocorrido em 1835 tanto a igreja quanto o colégio de São Paulo foram destruídos, restando apenas a fachada, a maior parte da fundação e as monumentais escadarias. A fachada exibe uma mistura única de estilos orientais e ocidentais, funcionando hoje simbolicamente como uma espécie de altar para a cidade nas principais celebrações fetejadas ema Macau como o Ano Novo Chinês.

Os edifícios que circundam o largo foram construídos entre 1920 e 1930, salvo dois deles que foram construídos no século XIX em estilo neo-clássico.

Localização: Em frente ao largo da Companhia de Jesus

Museu de Arte Sacra de Macau

Em anexo às ruínas de São Paulo encontramos também o excelente museu de Arte Sacra que merece a visita caso passe alguns dias em Macau.

Localização: Atrás das ruínas da Igreja de São Paulo

Horário de Funcionamento: 09:00 às 18:00, últimas admissões as 17:30.

Fecha às 14:00 nas terças-feiras e abre nos feriados.

Templo de Na Tcha

Este pequeno templo chinês foi construído em 1888 e foi dedicado a Na Tcha numa tentativa de pôr fim à praga que assolava a cidade no final do século XIX. Contrastando com os edifícios a sua volta, tais como as Ruinas de São Paulo, o Templo de Na Tcha é uma estrutura construída com materiais simples. Porém o design, consegue criar com êxito, uma sensação de leveza, requinte e elevação espiritual.

Macau, motivos para conhecer Macau

Localização: Ao lado das ruínas da Igreja de São Paulo

Horário de Funcionamento: 10:00 às 17:00, fechando as quartas-feiras, mas abrindo nos feriados.

Fortaleza do Monte

Construída entre 1617 e 1626, a fortaleza do monte foi construída com um formato trapezoidal e cobre uma área de aproximadamente 10.000m2. Ao longo de vários séculos, a fortaleza do monte foi a principal estrutura militar defensiva da cidade.

Macau

Enquanto era operacional, a fortaleza do monte estava equipada com canhões, casernas militares, poços e um arsenal com munição e mantimentos suficientes para sustentar o cerco da cidade por até 2 anos. Posteriormente se tornou a residência oficial do Governador Geral de Macau e ainda serviu como caserna militar, observatório e prisão. Hoje é a sede do Museu de Macau. Trata-se de um local com uma vista bastante privilegiada para a cidade.

Localização: Praceta do Museu de Macau

Horário de Funcionamento: 07:00 às 19:00 (Fortaleza e Jardim), 10:00 às 18:00 (Museu de Macau)

Fechada as segundas-feiras, mas abrindo nos feriados.

Igreja de Santo Antônio

Construída entre 1558 e 1560, a igreja de Santo Antônio em Macau é outra das 3 igrejas mais antigas da cidade. O edifício que vemos hoje é na verdade uma reconstrução da igreja original que foi reduzida às cinzas depois de um grande incêndio em 22 de Setembro de 1874 consumiu completamente a igreja. Todos os anos, nessa data, se realiza uma procissão pelas ruas de Macau, onde a imagem de Santo Antônio é carregada pelas ruas de Macau para relembrar o evento. No passado, muitos casamentos, especialmente de portugueses e seus descendentes, eram realizados nessa igreja, dando origem ao nome chinês de Fa Vong Tong (Igreja das Flores).

Igreja de Santo Antônio em Macau

Localização: Largo de Santo Antônio

Horário de Funcionamento: 09:00 às 17:30

Casa Garden

Construída em 1770 como residência de verão da aristocracia portuguesa, de políticos e consecutivamente de um rico comerciante chamado Manuel Pereira. Pode se dizer que a Casa Garden é uma das mais belas casas coloniais de Macau. No início do século passado foi alugada à Cia. Inglesa das Índias Orientais e depois foi convertida em museu na década de 60. E hoje é o escritório da fundação oriente.

Casa garden em Macau

Localização: Largo de Camões

Horário de Funcionamento: 09:00 às 18:00,

aos sábados, domingos e feriados apenas o jardim está aberto ao público.

Cemitério Protestante

Originalmente designado como o cemitério da Companhia Inglesa das índias Orientais, este foi o primeiro cemitério protestante de Macau. A pequena e simpática capela anglicana foi construída em 1821. Centenas de pessoas encontram-se sepultadas nesse cemitério, incluindo oficiais ingleses, americanos, alemães e holandeses.

cemiterio-protestante

Localização: Junto à Casa Garden

Horário de Funcionamento: 08:30 às 17:30

Fortaleza da Guia + farol e capela da Guia

A fortaleza da Guia foi construída em 1622 no ponto mais alto da cidade, com vista para toda a península de Macau. Além da fortaleza encontramos no complexo, o Farol da Guia e a capela da Guia. A capela também construída no início do século XVII, contém murais pintados usando técnicas chinesas e ocidentais, detalhes únicos entre as igrejas de Macau.macau-2

Localização: no topo da colina da Guia

Horário de Funcionamento: 09:00 às 17:30

Roteiro pelo Centro Histórico de Macau

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI:

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

6 Comentários
  1. Guta | Blog Vambora! Diz

    Sensacional esse roteiro!!! vontade de conhecer Macau agora…

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Super recomendo.. quanto mais eu conheço de Macau, mais eu gosto de lá!! Hong Kong é uma baita destino, mas Macau não merece ser relegada para um simples bate e volta à partir de Hong Kong

  2. Brenda Rodrigues Diz

    Amei a quantidade de coisa que você colocou para conhecer. Nenhum blog tinha tudo isso. Só achei que faltou uma coisa, se possui taxa de entrada ou algo do tipo.

    1. Oscar Augusto Risch Diz

      Oi Brenda que legal que você curtiu o post. A grande maioria dos lugares são gratuitos, os que cobram entrada tem preço irrisorio de algo geralmente girando em torno de 3 e 10 MOP.

      1. Brenda Rodrigues Diz

        Entendi!! Estou indo em fevereiro, estou lendo todas as suas dicas! Obrigada!

        1. Oscar Augusto Risch Diz

          Legal.. Precisando alguma coisa.. Só escrever para a gente!!!

Comente Aqui