Logo

Author Page

179 Entries
Oscar Augusto Risch

Oscar Augusto Risch é formado em Engenharia Florestal e começou a escrever e compartilhar sobre suas viagens quando deixou o Brasil em 2008. Ele já morou na Alemanha, Singapura, EUA e Nova Zelândia. Recentemente se mudou para Hong Kong na China. É apaixonado por fotografia, natureza, vinhos, boa gastronomia e obviamente viagens. Siga ele e suas aventuras nas redes sociais usando @mauoscar

Floresta de Sequóias em Rotorua

Whakarewarewa Forest em Rotorua: Caminhando entre Sequóias Gigantes

Inserida na região de Bay of Plenty, Rotorua é um dos destinos turísticos mais populares entre aqueles que visitam a Ilha Norte da Nova Zelândia. Considerada a capital geotérmica do Pacífico Sul e uma das regiões com a maior concentração...

2 Comentarios / 25 de abril de 2016

Torre de Auckland

Skywalk e Skyjump: Atividades com muita adrenalina na torre de Auckland

Com 328 metros de altura, a Auckland Skytower é sem dúvida o principal landmark do skyline de Auckland. Projetada e construída em meados da década de 90 para ser utilizada como antena de TV, rádio e telefonia, a imponente torre...

2 Comentarios / 19 de abril de 2016

Huka Falls a maior cachoeira da Nova Zelândia em volume água

Huka Falls, a mais caudalosa das cachoeiras da Nova Zelândia

Huka Falls é a cachoeira com o maior volume dagua de toda a Nova Zelândia. Com uma vazão média de aproximadamente 220.000 litros por segundo, o que seria o suficiente para encher 2 piscinas olímpicas por segundo, a Huka Falls...

5 Comentarios / 8 de abril de 2016

Mercados em Auckland

Mercados e feirinhas em Auckland

Uma das maneiras mais bacanas e efetivas de você conhecer o cotidiano local de um destino que você esta conhecendo pela primeira ou visitando pela enésima vez, é sair para explorar as feiras e mercados locais. Se você estiver visitando...

5 Comentarios / 4 de abril de 2016

Turismo Rural na Nova Zelândia: Puhoi Valley nos arredores de Auckland

Puhoi Valley Auckland pode até ser a maior cidade neozelandesa, mas você não precisa ir muito longe do centro da cidade para se sentir no interior. Ao norte da cidade e a cerca de 45 km ao do centro encontramos...

9 Comentarios / 29 de março de 2016

Waimangu em Rotorua na Nova Zelândia

Waimangu: O mais novo sistema geotermal do mundo

Considerada uma das capitais geotérmicas do mundo, Rotorua apresenta uma série de atrações “fumegantes” imperdíveis para quem visita a ilha norte da Nova Zelândia. Entre elas o Waimangu Volcanic Valley, um vale de origem vulcânica com várias atrações geotermais e...

5 Comentarios / 24 de março de 2016

Jardim Botânico de Bogor na Indonésia

Jardim Botânico de Bogor: O Jardim Botânico mais antigo do sudeste asiático

Jardim Botânico de Bogor Com pouco mais de 1 milhão de habitantes, Bogor é uma cidade localizada à cerca de 60 km ao sul de Jakarta, e que entre outras coisas, abriga um dos jardins botânicos tropicais mais antigos do...

22 Comentarios / 18 de março de 2016

Milford Sound - Fiorde Nova Zelândia

Milford Sound: O fiorde mais visitado da Nova Zelândia

Poucos lugares no mundo têm uma beleza natural tão exuberante, selvagem e intocada quanto a região oubto Fiordland National Park na costa sudoeste da ilha sul da Nova Zelândia. E são justamente os 14 fiordes dessa região e que dão nome...

17 Comentarios / 14 de março de 2016

Doubtful Sound nos fiordes Neozelandeses

Doubtful Sound: Uma maravilha dos fiordes neozelandeses

Com pouco mais de 40 km de extensão, o Doubtful Sound é um dos maiores dos 14 fiordes neozelandeses. Localizado na parte central da magnífica região do Fiordland National Park e na porção sudoeste da ilha sul da Nova Zelândia, o...

6 Comentarios / 8 de março de 2016

Lake Manapouri na Nova Zelândia

Lake Manapouri: Um dos lagos glaciais mais bonitos da Nova Zelândia

Considerado por muitos um dos mais belos lagos glaciais da Nova Zelândia, o Lake Manapouri é a porta de entrada para quem visita Doubtful Sound e Dusky Sound na porção central do Fiordland National Park. Emoldurado pelas montanhas do Cathedral...

2 Comentarios / 3 de março de 2016