Logo

Auckland Cidade Velas

Auckland: A cidade das velas: Roteiros para ver a cidade do mar

by / 4 Comentarios / 11 de julho de 2016

Auckland: Cidade das Velas

Quando me mudei para a Nova Zelândia, uma das coisas que mais me chamaram atenção logo nos primeiros dias vivendo em Auckland, foi a quantidade veleiros e outras embarcações existentes nas inúmeras marinas da cidade. Banhada pelas águas do Hauraki Gulf e de outras duas baías. Auckland tem uma geografia bastante propícia para a prática de esportes náuticos, e logo entendemos porque a Auckland é também conhecida como a cidade das velas.

Cidade das Velas - Auckland

Westhaven Marina: A maior marina do hemisfério sul vista do alto da Skytower

O apelido de Auckland como City of Sails não surgiu por acaso. Afinal de contas, nos limites desta que é a maior cidade da Nova Zelândia, encontramos nada mais nada menos que 6 marinas. Entre elas a West Haven Marina, considerada a maior marina do hemisfério sul.

Auckland: Cidade das velas

Toda semana o NZ Royal Yatch Squadron realiza regatas na Waitemata Harbour

A tradição náutica de Auckland está enraizada no DNA da cidade desde suas origens. E essa íntima relação com o mar vem desde a chegada dos primeiros polinésios e maoris em suas wakas (canoas), passando pela chegada dos primeiros colonizadores europeus em caravelas, chegando ao que existe de mais moderno no mundo do iatismo competitivo contemporâneo. Uma prova disso, é o fato de a sede do Emirates Team New Zealand estar sediado em Auckland.

Auckland: Cidade das velas

Veleiro da categoria AC 72 do Emirates Team New Zealand da Americas Cup em fase de treinamento em Auckland

Se a história só não bastasse, a cidade possui uma geografia totalmente favorável ao iatismo. A cidade está localizada em um istimo e é banhada pelo Mar da Tasmânia e pelo Oceano Pacífico. Ao todo são nada mais nada menos que três diferentes grandes baías (Harbours) e dezenas de outras enseadas menores (Bays) e pelo menos cerca de 50 ilhas que fazem de Auckland, a verdadeira meca neozelandesa dos esportes aquáticos.

Auckland: Cidade das velas

Okahu Bay e o Royal Akarana Yatch Club, uma das 6 marinas de Auckland

Desta forma, Auckland conta com a maior relação de embarcação por habitante que qualquer outra cidade no mundo. E graças a esta verdadeira paixão pelos esportes náuticos que os locais desenvolveram, e que a Nova Zelândia tem uma forte tradição e grande prestígio no cenário internacional do Iatismo, canoagem e outras modalidades esportivas ligadas à água.

Auckland: Cidade das velas

Marina no Viaduct Harbour em Auckland

Museu Marítimo de Auckland

Uma das melhores maneiras de entender a ligação dos neozelandeses e especialmente Auckland com o mar, é com uma visita ao Voyager New Zealand Maritime Museum. Localizado no coração do Viaduct Harbour em Auckland, este pequeno museu é um legado vivo da identidade neozelandesa e sua relação com os mares e oceanos.

Museu Marítimo de Auckland - Cidade das Velas 013

Entrada do Museu Marítimo de Auckland

Retratando o Homem e o Mar desde a descoberta de Aotearoa por Kupe, passando por uma das mais corajosas migrações já feitas pelos povos polinésios, Abel Tasman, capitão Thomas Cook até chegarmos aos velejadores contemporâneos. O espírito exploratório dos grandes navegadores forjado pelos limites e conquistas superadas é muito bem captado nesse museu.

Wakas: Canoas Maori no Museu Marítimo de Auckland na Copa do Mundo de Rugby

Wakas: Canoas Maori no Museu Marítimo de Auckland na Copa do Mundo de Rugby

E é justamente este espírito pioneiro e desbravador que levou ao surgimento das grandes explorações marítimas da humanidade. E o Museu Marítimo de Auckland honra justamente alguns destes pioneiros que navegaram muito além dos limites da imaginação.

Embarcação utilizada pelos primeiros exploradores europeus a chegar na NZ

Embarcação utilizada pelos primeiros exploradores europeus a chegar na NZ

O museu marítimo de Auckland oferece uma experiência multi-facetada concebida para levar os visitantes através da extraordinária história marítima da Nova Zelândia, incluindo a magnífica exposição do Blue Water Magic, uma verdadeira homenagem ao mais famoso velejador Neozelandês, o Sir Peter Blake que foi um dos maiores velejadores que a Nova Zelândia já produziu e que brutalmente assassinado no Brasil em 2001 durante uma expedição na floresta amazônica.

Veleiro utilizado numa das campanhas da America's Cup

Veleiro utilizado numa das campanhas da America’s Cup

Além das exposições no museu, o Voyager New Zealand Maritime Museum oferece a chance de você velejar pelas águas da Waitemata Harbour. Os passeios podem durar de 15 minutos até algumas horas e são conduzidos por voluntários do museu. Nestes passeios você pode simplesmente sentar e curtir a paisagem, ou ajudar a tripulação nas tarefas de bordo como por exemplo levantar ou baixar as velas do barco. Imperdível.

Breeze: Uma das embarcações do museu Marítimo de Auckland

Breeze: Uma das embarcações do museu Marítimo de Auckland

O museu marítimo de Auckland oferece ainda de segunda à sexta tours guiados em inglês às 10:30 e 13:00. O valor do tour guiado, já está incluso no ingresso do museu e na minha opinião pessoal vale super à pena fazer.

Museu Marítimo de Auckland

Museu Marítimo de Auckland num evento especial na época da RWC

Ferry: Passeios de barco pelas ilhas dos arredores de Auckland

Com forte tradição marítima, uma visita à Auckland não é exatamente completa sem um passeio de barco pelas águas da Waitemata Harbour no Hauraki Gulf. Espalhadas pelo Hauraki Gulf existem várias ilhas como Waiheke, Rangitoto e Tiritiri Matangi sobre as quais já falei aqui no Blog e que merecem uma visita. Para chegar até elas você deve pegar um ferry e pelo caminho pode curtir um pouco das belezas naturais do golfo de Hauraki.

Auckland Ferry Building na Nova Zelândia

Auckland Ferry Building na Nova Zelândia

Além dos destinos mencionados acima, é possível visitar de barco saindo de Auckland lugares como Rotoroa Island, Motuihe Island, Motutapu Island, Coromandel, Great Barrier Island e ainda alguns bairros de Auckland como Birkenhead, Devonport, Bayswater, Beach Haven, Gulf Harbour, Half Moon Bay, Hobsonville Point, Northcote, Orapiu e Stanley Bay.

Auckland Ferry Terminal é o local de onde partem os ferries para as ilhas e bairros da cidade

Auckland Ferry Terminal é o local de onde partem os ferries para as ilhas e bairros da cidade

Harbour Sailing & Dinner Cruises pela Waitemata Harbour

Outra maneira de explorar as cidade das velas e fazendo um passeio pelas águas da Waitemata Harbour. Em Maori Waitemata significa águas reluzentes e a baía é um verdadeiro paraíso para um relaxante passeio de barco. O qual em alguns casos pode ser acompanhado por um almoço ou jantar a bordo.




Veleiros na Waitemata Harbour

Veleiros na Waitemata Harbour

Neste passeios o veleiro ou Iate leva o visitante a conhecer alguns dos principais landmarks de Auckland como a Auckland Harbour Bridge, e outros pontos interessantes ao longo da Waitemata Harbour e seu visual inesquecível para o Skyline de Auckland.’

Auckland - Cidade das Velas (1)

Auckland Whale & Dolphin Safari

Além dos ferrys, outro passeio de barco bastante popular em Auckland é o que leva você para conhecer as baleias e golfinhos que visitam as águas do entorno de Auckland. Neste passeio você tem chance de ver golfinhos em 90% das vezes. As baleias por sua vez costumam a aparecer em 75% das viagens e se você der azar de não ver as baleias e os golfinhos, vai certamente ver muitas aves e as belezas do golfo emoldurando a cidade de Auckland.

Golfinhos em Auckland (Foto promocional)

Golfinhos em Auckland (Foto promocional por Whale and Dolphin)

Neste passeio pelas águas do Hauraki Gulf quase sempre se avistam os golfinhos. Tanto o golfinho comum (Delphinus delphis) quanto o nariz de garrafa (Tursiops truncatus) que vivem no Hauraki Gulf.

Golfinhos em Auckland (Foto promocional)

Golfinhos em Auckland (Foto promocional)

As baleias que costumam visitar o golfo são as Orcas (Orcinus orca) que costumam aparecer com maior frequência entre Abril e Outubro e a Bryde’s Whale (Balaenoptera brydei) que costumam dar o ar da graça entre Maio e Julho. Entre os meses de Março e Abril e Agosto e Setembro podem ocasionalmente aparecer outras espécies de cetáceos migratórios visitando a região como a baleia jubarte e a baleia azul.

Quando aparecem as baleias e golfinhos em Auckland

Quando aparecem as baleias e golfinhos em Auckland

Velejando num barco da America’s Cup

A Nova Zelândia ganhou a Americas Cup em 1995 e 2000. E em Auckland você tem a chance de navegar num veleiro original utilizado na America’s Cup como se fosse um tripulante. Esse passeio ganhou visibilidade internacional quando o Duque e Duquesa de Cambridge velejaram pela Waitemata Harbour na última visita à Nova Zelândia, quando o barco da duquesa derrotou o do príncipe Wilhelm.

Veleiro da America's Cup em Auckland

Veleiro da America’s Cup em Auckland

A America’s Cup é a mais famosa e prestigiada regata do iatismo, e o mais antigo troféu do esporte internacional, antecedendo os Jogos Olímpicos modernos de 45 anos. O esporte atrai os principais navegadores e projetistas de iates do mundo por causa da sua longa história e prestígio como o “cálice sagrado” do iatismo.

Veleiro da America's Cup que vicie pode passear em Auckland

Veleiro da America’s Cup que vicie pode passear em Auckland

Na 34a edição da America’s Cup em 2013 o Emirates Team New Zealand perdeu a competição em San Francisco por 9 regatas a 8, tendo chego a abrir uma vantagem de 8 regatas a 3 no placar contra o time Oracle USA. No que eu chamaria de o 7×1 da Alemanha contra o Brasil para os Neozelandeses.

Sede do Emeirates Team New Zealand em Auckland

Sede do Emeirates Team New Zealand em Auckland

Pescando de barco em Auckland

Sendo cercada por água, Auckland também é um destino excelente para quem curte pescaria. As águas do Hauraki Gulf são famosas para a pescaria do Snapper e Kingfish. Agora quem procura uma pesca esportiva mais radical em mar aberto deve então procurar as águas do Mar da Tasmânia onde é possível pescar Marlin e Atum.

Marina no Viaduct Harbour local onde alguns barcos saem para pescar na baia de Auckland

Marina no Viaduct Harbour local onde alguns barcos saem para pescar na baia de Auckland

Para quem procura esse tipo de atividade, existem alguns barcos que podem ser fretados e que fornecem todo o material e tripulação para levar você e seu grupo para os melhores pontos de pescaria em Auckland. Geralmente você precisa fechar o passeio com o barco todo, o que pode encarecer a experiência, porém algumas “empresas” oferecem a possibilidade de formar um grupo de pessoas interessadas na atividade. Recomendo essa e essa empresa aqui.

Viaduct Harbour em Auckland

Viaduct Harbour em Auckland

Auckland on the Water Boat Show

E para finalizar esse post sobre as experiências marítimas que você pode ter em Auckland, caso você esteja na cidade no início da primavera. Não deixe de visitar uma das maiores feiras náuticas do mundo. O Auckland on the Water Boat Show que geralmente acontece no último final de semana de Setembro no Viaduct Events Centre.

Viaduct Events Centre em Auckland

Viaduct Events Centre em Auckland

O Auckland Boat Show é uma feira enorme para os padrões locais que reúne os principais fabricantes de veleiros e iates, motores, instrumentos de navegação e outros apetrechos marítimos que vem para Auckland apresentar ao mercado neozelandês e do pacífico sul o que há de mais novo e moderno no setor náutico mundial.

Auckland Boat Show acontece no final de setembro

Auckland Boat Show acontece no final de setembro

Mesmo que você não necessariamente se ligue neste tipo de coisa, se tiver de bobeira vale à pena conferir pessoalmente as novidades e de quebra visitar inúmeros iates e veleiros abertos a visitação. Muito legal..

Confesso que me arrependo um pouco de não ter aproveitado melhor a oportunidade que tive de morar em Auckland para aprender a velejar.. Na verdade, até cheguei meio que ir atrás, mas as aulas de vela geralmente são para crianças. Pois é o negócio e a paixão pelo mar começa cedo na Nova Zelândia.

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI:

Toda vez que você reserva algo por algum link aqui do blog, recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado e com novas dicas de viagem. Obrigado!!

TAGS: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

CATEGORIAS: .Novos posts na Viajoteca, Auckland, Aventura, Blog, Destinos, Esportes Radicais & Adrenalina, Experiências, Ilha Norte, Ilhas, Natureza, Nova Zelândia, Oceania, Passeios de Barco, Passeios e Atrações Turísticas, Praias, Reserva Marinha

4 Comment

  1. Bom dia Oscar,

    Parabéns pelo seu blog, ele é fantástico! Estou planejando uma viagem para Nova Zelandia em março e estou lendo todos os seus posts. Estão me ajudando muito no planejamento.

    Se não for te incomodar, gostaria de dividir com você meu roteiro preliminar e tirar algumas dúvidas com você. Um detalhe importante, estou viajando com minha esposa e dois filhos pequenos(2 e 4 anos).Você poderia me ajudar?

    Pensei no seguinte

    Auckland(2 noites) – 1 dia para cidade e outro para waiheke
    Rotorua ( 4 noites) – Hobbiton(1 dia), Waitomo Cave(1 dia), Geyser e arredores(1 dia), Taupo e Tongariro(1 dia)
    De rotorua voo para Christchurch e alugo um carro.
    Christchurch (2 noites) – 1 dia para avon river, jardim botanico, orana.
    Twizel(2 noites) – Antes de chegar a twizel para nos lagos tekapo e pukaki. Bate volta ao Mt. Cook(1 dia)
    Queenstown(3 noites) – Queenstown(1 dia), wanaka(1 dia), vinicola Gibston e lavanda(1 dia)
    Te anau(3 noites) – Milford sound (1 dia), Doubtful Sound(1 dia)

    No ultimo dia vou embora pelo aeroporto de queenstown

    Duvidas:

    1) Em março vou precisar de casacos corta vento e impermeavel? Talvez para Mt Cook e o Milford Sound?
    2) Vale a pena estar de carro alugar em auckland? E levar ele para waiheke?
    3) Preciso de PID ou só minha carteira de motorista é o suficiente?
    4) Em Rotorua existem vários parques termais. Pensei em conhecer apenas um. Qual você me indica?
    5) Estou em dúvida entre montar base em Twizel ou Mt. Cook para visitar os lagos e o mt. cook, qual você me indica?
    6) Na ilha norte, não posso colocar mais dias porque já comprei o voo para Christchurch. Mas no sul ainda tenho dias livres. Existe algo imperdível que deixei de fora? Cortei a região dos Frans Josef porque achei que não era o ideal para as crianças.

    Um grande abraço e mais uma vez parabéns pelo blog!

    Vinicius

    • Oi Vinicius tudo joia? Então, respondendo a suas perguntas:

      1) O Clima da Nova Zelândia é bem imprevisível, Casaco corta vento e impermeável é item fundamental em qualquer época do ano, especialmente te em Fiordland (Milford e Doubtful Sound).
      2) Alugar carro em Auckland só vale mesmo à pena se você for explorar as praias da Costa Oeste e ir para o North Shore, Matakana e afins.. Se for para ficar na cidade, com um hotel no centro você consegue fazer praticamente tudo à pé. Quanto a ir de carro para Waiheke acho fundamental, especialmente indo em família. Mas o ferry não é barato para o carro e cada passageiro do carro também paga passagem. Acho que vale mais ir de ferry como passageiro saindo o Ferry Buildiung na Queen Street e alugar um carro ou eventualmente contratar um tour por lá..
      3) Apesar de várias pessoas relatarem que apenas as carteira de motorista é suficiente para alugar, acho mais prudente ter a PID para evitar contra-tempos desnecessários.
      4) Se for para conhecer apenas 1 dos parques, recomendo o Wai-O-Tapu. Agora se você quer conhecer um pouco mais sobre a cultura Maori o Whakarewarewa e Te Puia são mais indicados.
      5) Se puder escolhe$$ eu sugiro Mt. Cook. o Hermitage Hotel tem uma localização fantástica. Duas das vezes que passei por lea com família fiquei no Chalet e foi fantástico. Twizel é digamos no meio de tudo e geralmente tem preços mais convidativos e mais opções de alimentação.
      6) Se tiver uns dias livres na ilha Sul acho que um pulo até Kaikoura e Hanmer Springs podem ser uma boa pedida para seu roteiro, outra alternativa é incluir Dunedin no roteiro.

      Desculpe a demora em responder, estive viajando nessas ultimas semanas e com visitas em casa..

      Seu roteiro está ótimo!! Tenho certeza que essa sua viagem será fantástica!!

      Abs

  2. Oi Oscar,

    Muito obrigado pela sua resposta. Não se preocupa com a demora na resposta, também tenho blog de viagens e sei que nem sempre podemos responder rápido.

    Da época que eu escrevi o primeiro comentário para hoje, o roteiro mudou um pouco. Resolvi cortar auckland, vou pegar um carro no aeroporto e ficar 2 dias em waiheke. Acho que prefiro me acostumar ao fuso bebendo vinho e indo a praias =). Também acrescentei um dia em wanaka.

    Gostei das sugestões de Kaikoura e Hammer Springs, mas optei por não colocar por não ficar no caminho das outras cidades.

    Obrigado também pela dica do casaco, vou comprar para todos nós.

    Quanto a PID, acho que vou fazer por precaução.

    Fico mesmo agora só com uma dúvida, dormir em twizel ou Mt Cook. Concordo que o Mt. Cook tem melhor localização, melhores hotéis e um ambiente fantástico. Meus hotéis favoritos estão lá. Meu medo é o seguinte: Nesse dia, eu vou ter que acordar em Christchurch, dirigir até Tekapo, conhecer o lago, gostaria de ir no Astro Café, depois conhecer o lago Pukaki, depois dirigir até o Mt. Cook. No dia seguinte, iria acordar e dormir em Mt Cook. E no terceiro dia, iria para wanaka. As dúvidas:

    1) É fáctivel esse deslocamento de ChristChurch para Mt. Cook conhecendo os lagos pelo caminho? Não vai ficar puxado demais?
    2) Quais trilhas você me indica no Mt. Cook?
    3) Além do Hermitage, vi algunas hoteis na vila de mt. Cook, ali também é uma boa opção?
    4) O que me recomenda fazer em Wanaka? É um lugar agradável para passar uma tarde ou é apenas uma parada para tirar algumas fotos?

    Grato,
    Vinicius

    • Olá Vinicius, respondendo as suas perguntas:

      1) Então de Christchurch até Mt. Cook Village são uns 300-330 km, assim dá para fazer tranquilamente num dia. Agora de Tekapo até Mt.Cook Village são pelo menos uns 100 Km, se você pretende ficar até de noite para fazer a atividade no Earth and Sky, acho que a melhor opção nesse caso e pernoitar em Tekapo mesmo. Ou caso seja necessário em Twizel que fica uns 60 Km adiante no sentido de Mt. Cook.

      2) Todas as trilhas ali são indicadas, são todas lindas.. A escolha de qual fazer vai depender basicamente do seu grau de preparo físico, condições do tempo.. Como vai estar com crianças também leve isso em consideração.. A minha favorita e com digamos melhor esforço/benefício é sem dúvida a Hooker Valley Track. Uma trilha de 3-4 horas no meu caso umas 6 por conta das fotos de uns 5-7 km e com relativa pouca elevação.. Uns 80-100 metros eu diria.. Outras de nível fácil temos a Kea Point Track, Glencoe Walk, Governors Bush Walk e Bowen Bush Walk.. Agora se quiser algo mais puxado, eu diria a Muller Hut Route/Track, Red and Sealy Tarns Track.. Não deixe ainda de fazer pelo menos 1 trilha no Tasman Valley.. Recomendo a Blue Lakes and Tasman Glacier View.. Uma trilha de 40 minutos – 1 hora que oferece vistas para o Tasman Glacier o maior da NZ.
      3) Olha todas as vezes que fiquei no Mt Cook Village acabei ficando no Hermitage e sempre achei excelente.. Quando com familiares do Brasil pegamos o Chalet e foi ótimo, quando estávamos em casal o quarto com vista para o Mt. Cook é arrebatador.. Acordar e dar de cara com essa montanha é inesquecível.
      4) Wanaka é uma típica cidadezinha do interior da NZ. muita gente diz que ela é a Queenstown de 30 anos atrás. A infraestrutura tem melhorado a cada ano e a cidade tem várias atrações interessantes. Acho que a coisa mais famosa de Wanaka no Momento é a Wanaka Tree.. Entra no Instagram e procure pela hashtag #thatwanakatree.. Bem além dessa arvore que enlouquece os fotógrafos de plantão recomendo dirigir pelo Matukituki Valley em direção ao Mt. Aspiring National Park. Essa região apareceu em várias cenas do LOTR e The Hobbit.. A trilha mais famosa ali no final dessa estrada é a Rob Roy Track.. Outro lugar interessante para você conhecer é a vinícola que fica no começo dessa estrada que vai para o Matukituki Valley, a Rippon Vineyards.. Além de vinhos razoáveis, a vista para o lago de Wanaka é fenomenal.

      Abraço

      Oscar

Comente Aqui