2 dias na Eslovênia… se apaixone!

8

Quando comecei a organizar meu roteiro de carro entre a Itália e Croácia, logo me deparei com a Eslovênia, bem ali no meio do caminho. Obviamente, a primeira coisa que me veio a cabeça foi, “mas o que tem para a fazer nesse país tão pequeninho entre a Itália, Suíça, Croácia, Austria e Hungria?“. Não demorou muito para saber que 2 dias na Eslovênia, seria pouco tempo para conhecer tudo o que esse lugar tão aconchegante e fora da rota turística da Europa tinha a oferecer.

Rica, segura, com uma natureza exuberante e um povo acolhedor… é dessa forma que caracterizo essa pequena notável  😉

O que fazer em Liubliana
Pelas ruas de Liubliana, a capital da Eslovênia.

Um pouco da história da Eslovênia …

Eslovênia

Apesar de ser considerado um país jovem, a Eslovênia tem história para contar desde a pré-história (há mais de 250 mil anos)…

Clique no "+", ali do lado, para continuar lendo sobre a história da Eslovênia

O primeiro “estado”, Reino de Noricum, foi fundado quando os Celtas lá chegaram em 400AC, e começaram a se misturar com a população local. Os Romanos também deixaram sua marca; fundando cidades e trilhando estradas desde o século II.

No século V, o território da atual Eslovênia, foi palco de batalhas que resultou da divisão do Grande Império Romano em duas partes.  Um século depois chegaram os Eslavos, povo que daria origem ao país, criando o ducado de Carantania, mas logo caiu sob o domínio dos Francos.

Até o século IX, os Eslavos eram um povo “pagão” e quando se tornaram um dos estados da Bavária, a população começou a se converter ao cristianismo. No século X, o feudalismo se fortaleceu e os Manuscritos de Freising, escritos mais antigos e preservados da língua eslovena, foram criados.

Nos séculos XII e XIII, os Habsburgs, do império austro-húngaro, tomaram a região, e a parte costeira ficou com Veneza.

Isola na Eslovênia
Izola na região do Mar Adriático na Eslovênia

O país sofreu ataques do império Otomano dos século XV ao XVIII. A religião protestante começou a ganhar força quando a bíblia foi traduzida para o esloveno em 1550, mas o cristianismo é a principal religião da Eslovênia atualmente.

No século XVIII, a exigência da educação compulsória, contribuiu para que as ideias iluministas chegassem ao país e para que os Eslovenos ganhassem consciência de nação.

Na primeira guerra mundial, com o colapso do império austro-hungáro, criou-se os estados da Eslovênia, Croácia e Sérvio, que rapidamente se unificaram sob um reinado comandado pelo sérvio Karadžordžević, e em 1929 passou a ser parte do “Reino da Iugoslavia”.

A segunda guerra mundial foi uma tragédia completa, pois além de estarem no meio “Guerra da Liberação Nacional” (libertar o território esloveno que estava repartido entre a Itália, Alemanha e Hungria), eles também estavam em guerra civil! Os comunistas liderados por Tito  venceram a guerra da liberação nacional em 1945, e então, a Eslovenia tornou-se uma das seis republicas Iugoslavas até 1980, quando seu líder faleceu e as tensões políticas, étnicas, religiosas e econômicas vieram a tona.

A Eslovênia foi o primeiro país da antiga Yugoslavia a se tornar independente em 1991, após uma guerra de 10 dias, onde sofreu pouquíssimas baixas e não ganhou cicatrizes profundas, como vimos e sentimos tão claramente na Bósnia.

Vale lembrar também, que a Eslovênia sempre foi a república mais avançada e próspera da Iugoslávia, e ela só ganhou com sua independência. Em 2004 se juntou a União Europeia e em 2007 adotou o euro como moeda.

Fatos Gerais:

  • População: 2,055,000
  • Capital: Liubliana (280,000)
  • Lingua: Esloveno, mas bastante gente fala inglês.
  • Moeda: euro
  • Clima: 21°C em Julho e 0°C em Janeiro
  • Voltagem: 220W
Liubliana na Eslovênia
Nossa turminha da viagem na Kongresni trg, praça do congresso em Liubliana.

Dicas rápidas e práticas da Eslovênia

Para começar as dicas, eu recomendo não engessar seu roteiro para Eslovênia, deixe-o flexível para poder trocar os dias das atividades baseado na previsão do tempo. Nessa viagem, por exemplo, re-organizei todo o roteiro rapidamente de modo que a gente conseguisse deixar o dia de sol e sem vento para o Lago Bled e o dia de tempo nublado para a Gruta Postojan. Dessa forma, curtimos muito mais e não ficamos brigando com São Pedro 😉
Ainda falando sobre roteiro flexível, minha segunda dia é criar bases de hospedagem e fazer bate e voltas partindo sempre de um mesmo lugar, pois assim, obviamente, fica mais fácil mudar o roteiro caso seja necessário. Nos baseamos na capital Liubliana e ficamos no aparthotel Vila Minka, como estávamos de carro, foi super prático. .

E para curtir esses 2 dias na Eslovênia, dividi o roteiro em 3 partes; 1/2 dia para Liubliana, 1/2 dia para Lago Bled e 1 dia para região da Gruta Postojan e região costeira de Piran. E foi assim … prepara-se para se apaixonar…

Fatos Gerais da Eslovênia:

  • População: 2,055,000
  • Capital: Liubliana (280,000)
  • Lingua: Esloveno, mas bastante gente fala inglês.
  • Moeda: euro
  • Clima: 21C em Julho e 0C em Janeiro
  • Voltagem: 220W
Liubliana na Eslovênia
Turminha da viagem na Kongresni trg, praça do congresso em Liubliana.

 

Dicas rápidas e práticas da Eslovênia

 

Para começar as dicas, eu recomendo não engessar seu roteiro para Eslovênia. Deixe-o flexível para poder trocar os dias das atividades baseado na previsão do tempo.

Nessa viagem de 2 dias na Eslovênia, por exemplo, re-organizei todo o roteiro rapidamente. Assim consegui deixar o dia de sol e sem vento para o Lago Bled e o dia de tempo nublado para a Gruta Postojna. Dessa forma, curtimos muito mais e não ficamos brigando com São Pedro. 😉

Ainda falando sobre roteiro flexível, minha segunda dica é criar bases de hospedagem e fazer bate e voltas. Partindo sempre de um mesmo lugar obviamente fica mais fácil mudar o roteiro caso seja necessário.

 

2 dias na Eslovênia

 

E para curtir esses 2 dias na Eslovênia, dividi o roteiro em 3 partes: 1/2 dia para Liubliana, 1/2 dia para Lago Bled e 1 dia para região da Gruta Postojan e região costeira de Piran. E foi assim… prepara-se para se apaixonar!

Dica para dirigir na Eslovênia…

Para dirigir pelas estradas da Eslovênia, você PRECISA ter um “Vignette“. É um tipo ticket de pedágio que fica grudado no vidro do carro. Custa 15 EUR para uma semana e você pode adquirir em qualquer posto de gasolina da Eslovênia.

NÃO ESQUEÇA DE COMPRAR! Porque as multas vão de 300 a 800 euros… [mais informações aqui].

Vignette Eslovênia
Exemplo de Vignette para dirigir na Eslovênia

>> Aproveite e faça uma cotação para alugar um carro na Rentcars, nós recomendamos!

>> Dicas para alugar um carro pelo mundo, nós já explicamos nesse post aqui.

>> E antes de você ficar xingando a mãe do ser humano que inventou o Vignette, saiba que outros países da Europa adotam o mesmo padrão de pedágio. São eles: Áustria, Bulgária, Republica Tcheca, Hungria, Moldova, Romênia, Eslováquia, e Suíça.

Onde se hospedar em Liubliana

Nós escolhemos Liubliana para ser nossa base. Depois de pesquisar um hotel com bom custo benefício para nossos 2 dias na Eslovênia, optamos pelo aparthotel Vila Minka, e recomendamos.

Bem aconchegante, atendimento bem personalizado e café da manhã gostoso. O problema é a acústica, então evite pegar o quarto ao lado da recepção. Reservamos usando o booking.com e esse é o link para o hotel.

Hotel na Eslovenia
Entrada do Vila Minka

1/2 Dia em Liubliana

Diz a lenda que Liubliana vem da palavra “ljubljena“, que significa “adorada”. Se a origem de seu nome realmente é verdadeiro, ninguém vai saber ao certo. Mas que facilmente os visitantes se encantam por ela, isso ninguém pode negar.

Liubliana na Eslovênia
Liubliana, a adorada!

Na minha breve visita a cidade, achei que a maneira mais gostosa de aproveitá-la é sentar em um dos restaurantes, bares ou cafés ao longo do rio Liublianica e lá ficar vendo o tempo passar, observando os locais e pensando: “nossa, será que tem mais turistas por aqui? ” 🙂 .

Rio Liublianica
Rio Liublianica

A cidade é super tranquila, fácil de circular e em 1/2 dia dá para ver o principal que seria: a praça Kongresni trg (onde estacionamos o carro), o Castelo, a Catedral de São Nicolas, as pontes Tripla, do Dragão e do Açougueiro (cadeados), praça Prešernov trg. E se tiver tempo um dos 12 museus da cidade ou o Parque Tívoli (que disseram que é lindo, mas a chuva nos pegou de “supresa”).

Castelo de Liubliana
Vista de Liubliana desde o Castelo!

Você pode pegar um mapa no centro de informações da cidade, logo em frente a Ponte Tripla (Triple Bridge) e sair caminhando.

*** Dica:

Caso você for visitar o Castelo, um museu e quiser andar de bicicleta, por exemplo, vale a pena comprar o Ljubljana Card. Por 24 horas ele te dá direito a entrar em várias atrações, além de internet de graça e outras coisinhas. (Aliás, gostaria de agradecer ao Ljubljana Tourism pelos 2 cartões que eles nos ofereceram para testar. Confesso que faltou tempo para conhecer mais coisas).

Ponte do cadeado
Ponte do cadeado e os barzinhos de final de tarde!

O roteiro que seguimos, foi mais ou menos esse aí embaixo, mas claro que demos nossas escapadelas aqui e ali para conhecer mais de Liubliana… o centrinho é bem pequeno e impossível de se perder. Apesar de não mostrar aí, nós subimos para o castelo de funiculare, mas quem preferir, pode subir a pé.

Dragão de Liubliana
O famoso dragão de Liubliana da “ponte do dragão”.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Nossos leitores recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

1 Dia entre a Gruta Postojna, o Castelo Predjama e Piran

A gruta Postojna e o Castelo Predjama foram os lugares que mais vibrei na Eslovênia. Sabe quando você vai com uma expectativa X e sai de lá com o queixo caído e com sorriso dando voltinha!

Infelizmente nenhuma das minhas fotos vai conseguir transmitir a grandeza da Gruta Postojna. Sério gente, é um lugar absolutamente surreal de tão lindo! Você entra num buraco e de repente a natureza te presenteia com um cenário belíssimo, esculpido gota a gota.

Gruta Postojna
Uma das salas da Gruta Postojna

A dica para a gruta é ir agasalhado, pois independente da época do ano, é sempre frio lá dentro (8 a 10C). É possível comprar os tickets online antecipamente, e pode ser uma boa para não precisar ficar esperando o horário do seu ticket ao comprar na hora. As visitas são guiadas em 4 línguas (Esloveno, Inglês, Italiano e Alemão) e demoram mais ou menos 1h30m todo o trajeto. Quem quiser pode comprar o áudio-guia em outras linguas para acompanhar…  e não, não é possível ir por conta. Tem que sempre acompanhar a guia (essa parte é meio chatinha, pois eu queria ter ficado mais tempo).

Castelo Predjama

O Castelo Predjama fica à 9km da gruta Postojna. E para quem gosta de superlativos, ele é o maior castelo escavado na rocha do mundo, segundo o livro Guinness World.

Mas para quem o conhece, o título é trivial diante do romantismo desse lugar! Sem dúvida um dos castelos mais bonitos e diferentes que já conheci… e para quem gosta de história, ele tem mais de 700 anos. Praticamente uma bat-caverna da era medieval 🙂

Castelo Predjana
Castelo Predjana, da próxima vez eu entro lá dentro!!!
Piran

E por fim, nesse mesmo dia, resolvemos conhecer um pouquinho da região costeira da Eslovênia e escolhemos Piran para ser nossa cobaia. Mas seguimos o conselho da dona do nosso hotel e paramos para almo-jantar em Portorož. Esta é uma cidade praiana frequentada principalmente por locais. E garante refeição e estacionamento mais em conta (e sem lotação). De lá pode-se ir caminhando pela orla até Piran, só curtindo.

Portoroz na Eslovênia
Portorož na Eslovênia e a chuva querendo dar as caras…

Tudo isso seria lindo e teríamos seguido tudo a risca, se uma chuva não tivesse chegado para atrapalhar quase tudo. Apesar dos pesares, deu para ver um pouquinho de Piran mesmo assim 🙂

Piran na Eslovênia
Praça central de Piran; “Chove chuva…”

Piran na Eslovênia
No mar adriático pela primeira vez com minha mãe … óóiiinnnn!

1/2 Dia no Lago Bled

Outro programa perfeito para o bate e volta desde Liubliana é o Lago Bled.

Lago Bled na Eslovênia
A gente passa o tempo todo tentando fotografar o melhor visual!

Talvez uma das atrações mais visitadas do país, e não é por menos. O lugar é um conto de fadas com direito a lago de cor esmeralda, passeio de barco para a ilha-igreja, montanhas com pico nevado ao redor, um castelo e para completar todo romantismo e hipnose no olhar (e no estômago). Um doce delicioso símbolo de Bled!

Lago Bled na Eslovênia

O passeio principal de Bled é pegar o barquinho (chamado Pletna) e seguir até a ilha onde fica localizada a Capela da Virgem Maria. Ela foi construída sob um antigo templo pagão da deusa eslâvica do amor, Živa. Em menos de 30 minutos você consegue visitar toda a ilha. A dica é ir pelos fundos e então descer a escadaria no retorno.

Há muitas lendas ao redor dessa ilha. Se você se deparar com o sino dos desejos, não fique só olhando, vai lá e toque!!!

 

Dica!

Para evitar pegar o barco plena com excursões de turistas! Minha dica é evitar as estações principais. Siga caminhando pela orla do lago até o hotel Vila Bled. Nós contratamos o serviço do Klemen (+386 40 286 375) e foi bem bacana. O passeio ida e volta custa 12 euros por pessoa.

2 dias na Eslovênia, Lago Bled
Olha o Klemen, seu pletna e nós lá dentro 🙂

 

Torta de Bled

E nenhuma visita é completa ao Lago Bled, se você não provar a “Torta de Bled”. É um creminho suave de baunilha com massa folhada bem leve e gostoso. E além da versão original tem também com recheio de chocolate e frutas vermelhas.

O lugar mais famoso para experimentar a torta, é onde ele foi criado, o Park Hotel. Você vai poder engordar uns quilinhos, mas vai ganhar uma vista linda de brinde 😉

2 dias na Eslovênia Lago Bled
Torta de Bled no Park Hotel…
O que mais fazer…

Se tivéssemos o dia inteiro para curtir essa região da Eslovênia, eu teria visitado também o Lago Bohinj para um piquenique, teria passado pela Igreja de S. João Batista e subido no Vogel Cable Car. E na volta para Liubliana, passaria pela cidade medieval Skofja Loka.

Esse passeio pela Eslovênia foi parte de uma viagem de 23 dias pela Europa. O roteiro inteirinho está nesse link aqui

Vale a pena comprar antecipadamente:


Você lembrou do seguro viagem? Ele é um dos itens mais importantes da sua viagem. O seguro viagem é obrigatório em vários países, como Cuba, Jordânia, e principalmente os países da Europa que fazem parte do Tratado de Schengen e que precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Nos demais países em que ele não é obrigatório também é recomendável a contratação, já que infelizmente não podemos prever acidentes. Nos Estados Unidos, o custo médico diário de uma internação é muito caro (uns U$2.000). Não esquecendo que o seguro é muito útil nos casos de cancelamento de viagem, extravio de bagagem e assistência odontológica. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAJOTECA5.

Comparar

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM AQUI :

–  Reserve seu hotel no Booking.com ( sem taxa de reserva e a maioria dos hotéis oferece cancelamento grátis)

–  Compre seu seguro de viagem na Seguros Promo (faz cotação em 10 ótimas seguradoras)

–  Compre seus Ingressos para atrações, excursões e passeios com a Get Your Guide

–  Alugue seu Carro com a RentCars

–  Índice com todos os posts do Viajoteca

Se você fizer sua reserva através dos links aqui da Viajoteca, a gente ganha uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar a Viajoteca a continuar escrevendo sempre ótimas dicas para você. Obrigada!

8 Comentários
  1. Ilma Madureira Diz

    Adorei as dicas. Obrigada

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Que bom Ilma… eu adorei a Eslovênia.
      Quando você vai?
      bjos

  2. […] Leia também: 2 dias na Eslovênia […]

  3. […] Sugestão de roteiro 2 dias Eslovênia no Blog Viajoteca […]

  4. […] >>> Post com sugestão de roteiro de 2 dias pela Eslovênia […]

  5. […] + 2 DIAS NA ESLOVÊNIA … SE APAIXONE! […]

  6. Keffer Diz

    Estive vendo, ano passado, carros para alugar na Áustria e viajar os Balcans e devolver o carro na Áustria. O problema, ao que entendi, é que os seguros feitos no Ocidente não valem nos Balcans de modo que se vc tiver o carro roubado, por exemplo, vai ter que indenizar à companhia em 100% porque o seguro não cobre os países do Leste.Eles não avisam disto.Fiquei sabendo por acaso. Ainda é assim?

    1. Mirella Matthiesen Diz

      Oi Keffer,
      Tudo depende da operadora que você alugar o carro, cada operadora tem um tipo de cobertura.
      O importante é avisar quais países estará passando e confirmar que o seguro irá cobrir.
      Quando eu aluguei, todos os países que passei na viagem (veja esse post) eram cobertos incluindo Eslovenia, Croácia, Montenegro e Bosnia.
      Espero ter ajudado.
      Abs

Comente Aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.